História Um Amor Inesperado - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Drama, Romance, Sofrimento
Exibições 9
Palavras 982
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 15 - A Despedida


Eu estava com meu pijama azul de calor e Ethan estava só com uma calça, eu não consegui olhar para a Carllie naquele estado sem meu coração se quebrar.

— Ethan eu posso dormir na poltrona e você no sofá- disse isso me virando para ele

— Não, você passou por muita coisa hoje eu durmo na poltrona- disse ele com um olhar de preocupação.

— Tudo bem- disse isso e em seguida sentei em uma cadeira perto de Carllie, como ela era uma menina linda e muito parecida com minha mãe.

— Você precisa comer algo- disse Ethan pegando algumas coisas de uma das mochilas dele

— Tudo bem- disse isso dando uma ultima olhada em Carllie

— Bem, pedi para trazerem alguns sanduiches e sucos- disse Ethan mexendo na mochila.

— Tem de Frango e Carne. Qual você quer?- perguntou ele mostrando dois sanduíches

— O de frango- disse isso e depois Ethan me entregou o sanduiche de frango com um suco de laranja

— Obrigada- disse isso e depois comemos.

   Quando começou a escurecer arrumamos nossas camas e dormimos. Eu estava tendo um pesadelo com o atropelamento de Carllie e a morte de minha mão quando acordei assustada.

   Eu não consegui voltar a dormi então decidi olhar a lua, como ela estava linda essa noite, Carllie adora ver a lua cheia. Estava perdida em meus pensamentos quando senti uma mão em meu ombro.

— Não conseguiu dormi- disse Ethan olhando em meus olhos

— Não, tive um pesadelo- disse isso e depois voltei a olhar a lua.

— Bem, você quer conversar- disse ele com um sorriso discreto

— Claro- disse isso e em seguida nos sentamos no sofá e conversamos, de repente senti um sono e acabei dormindo.

   Amanheceu, eu acordei  percebi que dormi no colo de Ethan, ele estava tão lindo dormindo. Eu me levantei tomei um banho e troquei de roupa no banheiro quando abri a porta vi Ethan ainda dormindo, eu fui e o cobri.

   Eu fui olhar o sol quando no reflexo do vidro vi Carllie acordando, eu fui correndo na direção dela.

— Carllie- disse isso em  uma voz doce, depois ela abriu os olhos lentamente

— Liss, onde estamos?- disse ela com uma voz fraca

— Estamos em um hospital, você sofreu um acidente- disse isso muito feliz que ela acordou e está bem.

— Como assim?- perguntou ela tentando se levantar

— Calma, não faça muito esforço eu vou chamar um médico- disse isso depois dei um beijo na testa de Carllie e corri para chamar um medico. Quando voltamos vi Ethan acordado e trocado conversando com Carllie que estava sentada

— Vejo que já acordou Carllie. Como você se sente?- perguntou o doutor

— Bem, mas eu não entendo como eu fui para aqui. A única coisa que me lembro é que eu estava na festa com minha irmã, eu fui pegar minha pedrinha que o garoto jogou na rua e Liss tinha gritado meu nome, depois só me lembro de ter acordado aqui no hospital e falado com Liss- disse Carllie e em seguida o doutor pediu para eu e Ethan sair para poder fazer alguns exames na Carllie.

— Estou tão feliz que a Carllie esteja bem –disse para Ethan bem animada

— Estou feliz também- disse Etahn sorrindo de verdade

— Olha só, a Carllie consegui fazer alguém sorrir- disse isso olhando o sorriso de Ethan e sorrindo de verdade também.

— Parece que não foi só eu que Carllie fez sorrir- disse ele olhando meu sorriso, de repente meu pai veio correndo em minha direção

— Como está a Carllie?- perguntou ele angustiado

— Ela está bem ela já acordou- disse isso dando um abraço em meu pai e ele retribuiu

— E como você está?- perguntou meu pai com uma de suas mão em meu rosto

— Melhor agora que Carllie e você estão aqui- disse isso dando outro abraço em meu pai

   Logo depois apresentei Ethan e expliquei tudo depois o médico falou que Carllie estava fora de perigo e que receberia alta no final do dia e que também precisaria de alguém que ficasse 24 horas com ela para cuidar dos pontos da cirurgia e cuidar dela.

   Meu pai e eu decidimos que Carllie ficaria 1 mês na casa de meus avos até ela se recuperar totalmente, eles poderão ficar de olha nela e não deixar ela fazer esforço. No fomos com Carllie para casa e Ethan foi para sua casa, eu e meu pai em casa arrumamos as malas de Carllie para ficar um mês, fomos para fora para que meu pai e ela viajassem de avião para a casa de meus avos (meu pai voltaria depois de ter certeza que Carllie se acomodou)

— Vou sentir sua falta- disse isso dando um abraço bem forte em Carllie

— Também vou sentir muito a sua falta-disse ela com os olhos cheios de lágrimas

— Não se preocupe eu sempre vou estar com você em seu coração- disse isso entregando a pelúcia que dei para ela

— Até logo pai, espero que volte logo- disse isso e depois dei um abraço nele.

— Se cuida se precisar é só ligar para sua Tia Delaine- disse ele entrando no carro com Carllie, depois eles partiram.

   Eu entrei e preparei meu almoço, almocei, lavei a louça, arrumei a casa e depois liguei para Grace.

— Oi Grace- disse isso meio triste

— Oi Liss, porque você está triste, era para você está feliz a Carllie recebeu alta-disse ela e em seguida contei o que eu e meu pai decidimos.

— Agora eu entendo- disse ela meio desanimada

— Bem eu queria saber se você está livre essa tarde?- perguntei um pouco mais animada

— Não posso fiquei de cuidar dos filhos da minha vizinha- disse ela meio triste por não poder ir comigo

— Tudo bem, eu vou andar um pouco de skate, isso sempre me anima- disse isso e depois desliguei o telefone.

   Em seguida peguei minha bolsa, as chaves e meu skate e fui para a pista de skate perto do parque.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...