História Um Amor Inesperado - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Drama, Romance, Sofrimento
Visualizações 13
Palavras 1.120
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 20 - Momentos Quentes e Vergonhosos


Depois que nos paramos de beijar aproveitamos o dia, eu estava gostando muito de ficar com Ethan, perto dele nada pode me abalar, Nos voltamos para a cabana e ficamos vendo filme e fomos jogar xadrez depois.

— Cheque Mate- disse isso e depois Ethan me olhos com um sorriso malicioso

— Como eu perdi eu vou fazer o que você quiser- disse ele se aproximando de mim

— Você vai fazer o que eu quiser mesmo- disse isso me aproximando dele com uma voz sexy.

— Sabe o que eu quero- disse isso com minhas mãos em seu peito

— O que?- perguntou ele com certeza imaginando besteira.

— Eu quero que você me faça um suco de abacaxi- disse isso empurrando ele que o fez cair no chão.

— Você me enganou- disse ele bravo

— E o que você queria que eu pedisse- disse isso e depois ele ficou um pouco envergonhado.

— É melhor eu fazer o suco- disse ele mudando de assunto e indo para a cozinha.

   Eu aproveitei esse momento sozinha para relaxar um pouco, então eu comecei a andar pela casa e olhar em volta. De repente eu parei para olhar as fotos que tinham em uma estante, eu peguei uma foto que tinha Ethan e sua mãe juntos, naquela hora eu me lembrei dos bons momentos com minha mãe e fiquei meio triste.

— Liss- gritou Ethan e eu coloquei a foto no lugar, me recompus e fui até ele.

— Onde você foi?- perguntou ele

— Só estava andando pela casa- disse isso e depois ele me deu um selinho.

— Bem seu suco- disse ele olhando para o suco de abacaxi e eu com ele.

   Eu bebi o suco de abacaxi e fomos ver outro filme, sem querer acabei dormindo no colo de Ethan, mas eu pude sentir alguém me beijando da testa quando estava dormindo. Quando acordei já era noite e estava em uma cama, eu olhei ao redor e parecia que era um quarto de casal, eu me levantei e comecei a olhar em volta, tinha alguns CDS e eu coloquei uma música lenta no rádio que tinha perto.

   Quando estava ouvindo senti os lábios de Ethan me beijando em meu pescoço.

— Dança comigo- disse ele me puxando para perto dele e então começamos a dançar um música lenta, eu estava com meus braços em volta de seu pescoço e ele com seus braços em minha cintura.

   Nunca pensei que me apaixonaria tão intensamente por alguém, quando a música acabou Ethan me beijou intensamente, seu beijo começou a ficar intenso. Ele me beijava e ao mesmo tempo fazia um tour com suas mão e eu puxando seu cabelo de leve.

   Ethan começou a passar a mão de baixo de minha blusa então eu parei de beija-lo.

— Ethan eu não quero ir muito rápido- disse isso meio envergonhada

— Tudo bem- disse ele e depois se deitou na cama

— Deita comigo- disse ele e em seguida subi na cama, dei um selinho nele e deitei em seu peito, ficamos um bom tempo trocando carícias deitados até que chegou a hora de irmos embora.

   Ele me levou para casa e nos despedimos com um beijo, em casa joguei minha mochila na minha cama e fui tomar banho, ou sai do banheiro e coloquei uma camiseta preta da minha banda favorita e um shorts branco. Eu fui para a cama e fui me deitar, quando levantei no dia estava muito cedo para ir para a escola, então decidi fazer as obrigações da casa e fui lavar meu banheiro.

   Eu estava lavando meu banheiro quando alguém bateu na minha porta, eu parei coloquei meu chinelo e fui ver quem era, quando olhei para o olho mágico, era minha Tia Francesca. Eu abri a porta e ela logo me deu um abraço.

— Olá minha sobrinha- disse ela ainda me abraçando

— Bem Tia- disse isso dando um abraço nela

— O que a senhora veio fazer aqui?- perguntei depois que ela me soltou

— Eu vim aqui a pedido de seu pai para ver como você está é como eu gosto de você eu aceitei na hora- disse ela e depois apertou minha bochecha, minha tia acha todos seus netos e filhos criança, ela ainda chama meu pai de bebê e quando eu era pequena ela me chama de Pippi Meialonga.

— Bem entre se sinta a vontade, mas eu tenho que ir terminar de lavar o banheiro- disse isso fechando a porta.

— Estou orgulhosa que você seja responsável. Eu posso ajudar em algo?- perguntou ele bem feliz

— Não precisa Tia, você é minha visita e depois que eu terminar de lavar o banheiro e me arrumar para a escola podemos conversar enquanto cozinho.

— Ótima ideia então eu cozinho- disse ela

— Não precisa fazer isso Tia- disse isso com um olhar implorando

— Eu vou fazer sim- disse ela com voz firme e indo para a cozinha, minha Tia e sua teimosia.

— Tudo bem. Até daqui a pouco Tia- disse isso dando um beijo em sua bochecha e indo terminar de lavar meu banheiro.

   Após um bom tempo terminei de limpar e fui me arrumar para ir para a escola. Hoje decidi ir um pouco mais diferente, eu coloquei uma meia calça preta, um shorts azul escuro, uma camiseta branca, um All Star branco e uma jaqueta preta perdida, eu só sai assim quanto era para ir a algum lugar com os amigos.

   Para a escola eu sempre ia arrumadinha porque meu pai mandava e sempre fiscalizava de manhã e começou a virar meu look da escola, então como ele não está eu vou assim e também digamos que Ethan me deu uma leve influenciada.

   Eu desci eu fui tomar café com minha Tia, ela fez waffle com frutas vermelhas como eu comia quando era criança.

— Oba! Waffle de frutas vermelhas- disse isso parecendo uma criança de novo.

— Velhos hábitos nunca mudam- disse ela e em seguida conversamos muito, depois arrumamos a cozinha quando de repente Ethan buzinou em frente a nossa casa de longe dá para saber a buzina dele.

— Quem é querida?- perguntou ela, na hora gelei, eu tinha esquecido completamente que estava namorando para ela.

— Bem...ele é meu namorado- disse isso com medo dela ficar chateado por não ter contado.

— Tudo bem, é lindo ver o amor jovem- disse ela contente

— Seu pai me pediu também para você me dar a chave reserva para eu mandar para ele- disse ela e em seguida fui voando pegar a chave e minha mochila.

— Aqui está a chave. Fique o tempo que quiser e não se esqueça de trancar a casa e fechar as janelas- disse isso e depois dei um beijo em sua bochecha.

— Até mais Pippi Meialonga- disse ela e em seguida fiquei vermelha de vergonha e fui para fora.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...