História Um amor inusitado - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais, Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Frisk, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Alphis X Undyne, Chriel, Fras, Ink X Error, Morte, Muffet X Grilbb, Toriel X Argore, Univerços Alternativos
Exibições 35
Palavras 947
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Luta, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


essa é minha 1ºfic tá, vou tentar melhorar o máximo que puder se estiver uma bosta,então fiquem com a fic.

Capítulo 1 - 1 dia e lembranças


SOFIA POV'S

lá estavamos nos, na frente da porta da diretoria para que pudesemos entrar no 1º ano do ensino médio, eu estava com o senhor Paulo, que insistia em que lhe chamase de 'pai', a senhora Fabiana, mãe do meu melhor amigo, e o João, meu melhor amigo em todo o mundo desde o momento em que nos conhecemos, eu estava com uma blusa branca (MESMO FAZENDO CALOR PRA PORRA) cheia de desenhos que eu fazia nas horas vagas, uma cauça cor de vinho até a canela e com meus fones de ouvido especiais para poder ouvir musica sem as pessoas acharem estranho , o João esta de camiseta e short, a Fabiana e o Paulo estavam a estilo formal.Isso me lembra o dia que conheci o João.

FLASHBACK ON
Estava sentada sem fazer nada na quela sala branca até que a porta abriu e apareceu um garoto da minha idade que entrou na sala, tinha cabelos castanhos e olhos dá mesma cor, usava óculos e parecia facinado por mim, eu comecei a me aprocimar como um lobo de sua presa, eu era muito tímida na quela época e sempre me aprocimava devagar sobre minhas garras e normalmente a pessoa ficaria com muito medo de mim e fugia e eu não sabia o porque, mas ele permaneceu no lugar e esperou eu me aprosimar e fique perto o bastate para com curiosidade aqueles olhos que pareciam madeira de árvore, dura e resistente e perguntei:
-por que não fugiu, a maioria foge antes de eu puder encara-los, por que você agiu diferente?
ele respondeu coçando a cabeça:
-na verdade, eu fiquei paralisado de medo e não consegui me mexer.
eu o fitei e ri, uma risada tão profundamente alegre que eu acho que não dei nenhuma risada assim ates de conhecer ele, ele me fitou e perguntou:
-por que esta rindo?
-por causa da sua sinceridade, nunca ninguem me respondeu com tanta sinceridade na minha vida.
falei ainda rindo um pouco
-serio?
-sim
-então eu acho que posso já ter direito de pedir a sua amizade?
-eu aceito o convite, senhor ...?
falei meio rindo por causa da grande formalidade
-João Ryorden Tolkien 
-Sofia Larsson De Sousa

FLASHBACK OFF
eu despertei do transe quando abriram a porta e nos disseram que podia-mos entrar. bem, pelo menos tinha ar condicionado, era uma sala bem antiquada com duas estantes cheias de livros e bem na nossa frente estava uma mulher em frente a uma mesa de vestes formais roxas pele clara e cabelo branco e olhos negros acolhedores e disse:
-bem-vindos a univercidade/escola underground, eu sou Toriel a diretora deste lugar em que posso ajudar?
-queri-mos matricular esses dois no curso eles estão no 1º ano do ensino médio.
-ha, sim vocês tem que assinar alguns papeis, são irmãos?
-não!
respondeu com raiva Fabiana, serio eu acho que ela me odeia desde o dia que descubri que sentia algo mais forte que amizade pelo João, Toriel olhou para ela espantada e eu vi uma pequena fenda no disfarce não foi por muito tempo que vi isso eu só sabia que ela tinha pelos brancos (não me diga) e me virei e sussurrei para o João
-ela é um monstro
e ele me fitou para ver se eu na estava mentindo, esse é uma das coisas que só ele pode fazer, retirar a verdade de mim só com um olhar, e quado viu que estava contando a verdade, ele só assentiu e voltou a olhar para eles que já estavam acabando com a papelada.
-pronto! agora eles só tem que arrumar um dormitorio, então alguma coisa a dizer, minhas crianças?
-sim, eu sou um monstro hibrido, diretora Toriel.
ela me fitou perplequesa e disse:
-minha criança, monstros não existem,v-
-existem sim, e todos nessa sala sabem que monstros exitem, minha cara diretora
falei cortando ela e disse:
- eu sei que você diretora é um monstro e eu tambem, eu mostro como sou de verdade se você tambem se mostrar como é na vida real e todos nessa sala sabiam da existencia dos monstros, então por que não se mostra como é de verdade,diretora?
ela me fitou então ela suspira e desfaz a magia e me olha, ela parecia uma cabra, seu pelo pareci neve e ela tinha pequenos chifres no topo da cabeça, seus olhos eram os mesmos, mas tinha sumido o acolhemento que eles traziam e agora traziam muita frieza, e ela disse:
-pronto, agora é a sua vez de se mostrar.
eu abri o ziper do do casaco mostrando a minha camiseta verde clara e retirei o casaco mostrando assim oque eu era, eu tinha orelas de raposa brancas e uma pequena pelagem branca nos meus braços fazendo parecer que eu tina uma pele branca, quando na verdade era morena e alonguei minhas asas cor de sangue e mostrando a minha cauda de escorpião e mostrei as minhas garras afiadas como gilete e dilatei meus olhos azuis de raposa e ela ficou me fitando pasma e resolvi quebrar o silencio e disse:
-bem é assim que sou, eu sinceramente não sei como na minha fisiologia fique assim, mas assim sou eu
parece que isso a fez sair do transe e disser:
- eu vou colocar você num dormitorio junto com outro monstro, err ... seu amigo támbem é um monstro?
-não.
- bem então temos que arranjar um dormitorio para vocês dois então vamos?
ela se levantou e voltou a "forma humana" e abriu a porta  e saiu todos menos eu sairam com ela, eu pequei minha blusa vesti coloquei o capuz e meus fones de ouvido segui eles para fora da sala e fechei a porta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...