História Um amor mais que impossível? - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Jimin, Romance, Suga
Exibições 21
Palavras 629
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi gnt!! Eai galera?
Gente, desculpem ter demorado pra voltar, estava em semana de prova. Mas vorteii! Boa leitura anjinhos🤗🤗

-biah

Capítulo 2 - Me chamo Park Jimin, mas pode me chamar só de Jimin


Fanfic / Fanfiction Um amor mais que impossível? - Capítulo 2 - Me chamo Park Jimin, mas pode me chamar só de Jimin

A : Leh, não tá meio cedo?
Sem resposta. Você foi descendo os degraus , e a cada um seu medo aumentava. Perguntou de novo :
A : Leh? Leh, é sério se você estiver aí em baixo vc vai ver... 
Em vão novamente. Quando chegou nos últimos 4 degraus da escada, estava distraída e acabou caindo. Mas sentiu alguém te segurar, alguém com braços fortes e masculinos. Por um instante, sua mão foi de encontro à barriga dele. Sentiu que tinha ABS, mas não demonstrou nenhuma expressão. Logo, desceu do colo do rapaz, e acendeu as luzes.
A : Quem é você e o que faz na MINHA CASA?- perguntou, dando ênfase em " minha casa"
H/D : Ah, oi. Sou Park Jiminmas pode me chamar só de Jimin, e não sabia que era a sua casa.
A : E por isso se achou no direito de entrar?
J : Não. Três dias atrás, um amigo meu morava aqui. Mas parece que ele não mudou de ideia....
A : Como assim? Explique essa história direito.
J : Certo. Bom, eu e meus amigos tínhamos uma banda, chamada BTS. Tivemos uma briga feia, e depois disso um dos rappers resolveu se mudar.
A : Ah entendi. Ele não falou para onde ele foi?
J : Não. Simplesmente saiu e a banda não existe mais. 
 Ficaram conversando por uma hora, e quando eram 19:50, Leh resolveu aparecer. 

 Leticia POV'S

Depois que terminei de me arrumar, decidi que já estava na hora de passar na Anne, 10 minutos a mais ou a menos não fazem tanta diferença. Fazem?
Peguei meu carro e sai em direção à casa dela. Chegando lá, toquei a campainha, mas parecia não haver ninguém em casa. Mandei mensagem, liguei no celular e no telefone fixo. Em vão. Até que tive a brilhante ideia de ver se a porta estava aberta.
Girei a maçaneta, e a porta estava aberta.
L : Leticia do céu, como consegue ser tão lesada?

Penso comigo mesma, e , ao mesmo tempo, ouço um som estranho vindo de dentro da casa. 

L : Anne? Anne, que barulho é esse?

Sem resposta. A Anne está meio estranha desde que chegamos nessa cidade. Ela demora uma eternidade para me responder!! Antes ela me respondia na hora... Enfim, não estou com cabeça para pensar sobre isso agora. Só quero descobrir o que é aquele barulho. Começo a entrar na casa dela, por sinal toda escura, e a cada passo que eu dava rumo à sala, o barulho aumentava. Quando cheguei, tentei encontrar algum jeito de enxergar mas sem chamar atenção. Até que meus olhos se acostumassem com a escuridão, estava evitando de olhar para o sofá.
Quando finalmente consegui realmente enxergar, vi a Anne em cima do meu melhor amigo, beijando e distribuindo beijos e mordidas em seu abdômen, que estava a mostra. Quando finalmente ela notou minha presença, logo saiu de cima dele, e o mesmo , automaticamente colocou de volta sua camiseta. Se sentaram e eu acendi a luz.

L : Os dois, alguém pode me explicar o que está acontecendo aqui?
A : Amiga, não fica brava...
J : Leh, calma. Não faz tempestade em um copo d'água.

  Anne POV'S


L : TEMPESTADE NUM COPO D'ÁGUA? - disse, e nessa altura meus olhos já começaram a lacrimejar. - Vocês acham que eu sou boba? Não sei como não percebi antes, vocês sempre ficavam se entreolhando e dando risadinhas. Como fui trouxa de não ter percebido antes! Porra, custava me falar? Não ia julgar ninguém... - ela disse, em meio ao choro.
J : Calma... se acalme.
L : Eu não vou me acalmar caralho!
A : Jimin, acho melhor você ir. Nos falamos depois. - disse, enquanto o acompanhava até a porta.


   Continuaaaa

 


Notas Finais


Eai? Gostaram? Espero que siiim❤️❤️💙

Bjs e até o próximo cap!

-biah


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...