História Um amor mais que real - Capítulo 46


Escrita por: ~

Postado
Categorias Andrei Soares "Spok" Alves, Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames", Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Andrei Soares "Spok" Alves, Lucas "LubaTV", Lucas Olioti, Malena0202, Marco Tulio "AuthenticGames", Mike, Pac, Rafael "CellBit" Lange
Tags Malepok, Maryssa
Exibições 136
Palavras 1.958
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente, uma perguntinha vão querer mais um hot?

Capítulo 46 - Fim?


Fanfic / Fanfiction Um amor mais que real - Capítulo 46 - Fim?

P.O.V Moira

{No dia anterior}

 A Malena ainda não havia chegado.

- Mana,  cadê a Mah? - Murilo.

- Não sei.. - Falei - Só sei que a Tia tá muito brava..

- Ela é louca..- Falei - Se eu não me engano eles fazem aniversário de namoro hoje..

- Mana, já tentou ligar pra ela? - Murilo.

- Já.. Só que ela não atende.. - Falei. - Deve estar ocupada demais pra isso..

- Moira, Murilo - Gritou a Tia. - Venham aqui agora!

- Oi..- Falei descendo as escadas juntamente com o Murilo.

- Esse menino não é só amigo dela.. - Tia

- É sim... Eles são amigos..- Falei.

- Eles são amigos... - Murilo.

- Só amigos? - Ela mostrou um porta retrato que ficava na cômoda da Malena.

Ela havia escondido aquele porta retrato. Pois havia uma foto deles se beijando.

- Onde você arranjou isso? - Falei tentando pegar da mão dela.

- Você mexeu nas coisas dela? - Murilo.

- Fui guardar umas roupas na gaveta dela. Pelo visto tem mais coisas... - Tia.

- Você não vai entrar no quarto dela pra procurar mais nada. - Falei tomando o porta retrato das mãos dela.- Deixa minha irmã em paz...

Subi as escadas e coloquei o porta retrato no lugar.

- Você só se mete em confusão.. - Falei olhando a foto. - Minha irmã...- Fiquei encarando um globo de neve que havia em uma prateleira do quarto dela.

~ Flashback on ~

- Oiie..- Spok falou entrando junto com a Malena.

- Spok! - Falei sorrindo.

- Tudo beleza? - Ele perguntou. - Ah, loira.. Comprei isso pra você..- Ele falou tirando uma caixinha da mochila. - Espero que goste..

- Obrigada Popok..- Ela deu um selinho nele e abriu a caixinha. - Owwn... Que lindo..

~ Flashback off ~

Ela gosta muito desse globo de neve. Tenho medo do que minha Tia pode fazer com ela. Mesmo a gente sempre brigando, ela é a minha irmã mais nova. Vou fazer de tudo para proteger ela.

{No dia seguinte}

Acordei preocupada, a Malena passou a noite fora. Vai ter guerra nessa casa.
 Logo ela chegou. Spok veio junto. Estava no andar de cima. Pude ouvir alguns gritos no andar de baixo.

- ...Não por favor isso não...- Malena gritou chorando.

Sai do meu quarto correndo e fui em direção a escada. Era tarde demais. Ouvi barulho de algo se quebrando.

- Não...- Falei. Apenas ouvi o choro da Malena e o Spok tentando acalma-la. - Por que você fez isso? - Falei. - Ela gostava tanto desse globo de neve.. Não tem necessidade de fazer isso..

- Mah.. Calma...- Spok falou a abraçando. - É só um globo de neve.. Eu te dou outro depois..

- Ela tinha um certo relacionamento com aquele globo..- Falei. - Isso não vai ficar assim...

- Não mesmo..- Minha Tia gritou. - Malena pro seu quarto agora.

- Não ela não vai... - Falei. 

- Quer ficar de castigo também? - Tia.

- Não vou.. - Falei - Os únicos que colocam ordens em mim são meus pais...

- Por que você fez isso? - Malena. - Apenas perdi a hora..  Não fiz nada de errado..

- Você dormiu na casa de um menino..  Sem a minha autorização..

- Foi um acidente... - Ela insistiu. - Acabamos dormindo...

- Malena já chega.. Vai pro seu quarto...- A Tia gritou novamente.

- Não grita com ela! - Gritei. - Você não é a minha mãe pra colocar ela de castigo. Já não basta o que você fez..

- Tudo culpa sua.. - Tia - Ela nunca foi assim.. Depois que se mudou para cá ela mudou.

- Nã...- Spok tentou falar.

- Você destruiu a minha sobrinha! - Ela se aproximou dos dois.

- Não... Ele não fez nada de errado, muito pelo contrário.

- Ela tá certa...- Spok. - Ela não era assim...

- Spok...- Falei - Não é verdade... Você faz um bem pra ela...

-  Moira, não se mete..- Tia - E você vem aqui... - Ela puxou a Malena dos braços do Spok. - Vou fazer o que seus pais não fazem... - Ela a arrastou para andar de cima.

 Tentei impedi-la, mas ela entrou no quarto e fechou a porta, a trancando. Spok veio atrás de mim. Só era possível ouvir os estralos, a Malena implorava para ela parar. Já apanhamos, mas nunca foi assim.

- Isso é tudo culpa minha...- Spok falou chorando.

- Não.. Não é... - Falei. Eu o abracei em tentativa de acalma-lo. Foram 5 minutos delas trancadas lá dentro.

- Agora você aprende..- A Tia falou saindo do quarto. - Você virou puta agora? Fica dando de graça.. Vadia..

- Não.. Ela não está falando isso pra ela..- Spok falou tentando se aproximar.

- Não... Fica calmo...- Falei. - Você não tem o direito de chamar ela assim..

- Vai defender ela agora? - Ela me encarou - Vai fazer o que comigo? - Me aproximei dela, virando um belo de um tapa na cara. Infelizmente ela segurou meu braço e me levou para o meu quarto. Foi minha vez de apanhar.

P.O.V Spok

 Assim que elas entraram no quarto, entrei no quarto da Malena.
 Lá estava ela.  Toda encolhida no chão do quarto, chorando baixinho. Vi que havia um cinto ali. Provavelmente foi usado para bater nela. Havia alguns cortes em sua pele.

- Mor... - Falei calmamente indo até ela. - Calma... Eu tô aqui.  - Me sentei ao seu lado a abraçando cuidadosamente.  - Sh... Fica calma, já passou...

- Me tira daqui por favor... - Ela falou com dificuldade.

- Tá...- Falei. Ela cobria seu rosto. Logo pude ver o motivo. Um grande corte em sua bochecha. - Vou te tirar daqui... - Cuidadosamente a retirei do chão e a coloquei sentada na cama. Liguei para a Laryssa. - Me encontra na casa da Malena o mais rápido possível? Tá... Te explico melhor quando chegar.

- P-popok..- Malena falou baixinho.

- Oi meu amor... Fica calma que eu vou te tirar daqui...- Falei me aproximando dela. - Fica quietinha aí que eu vou lá na porta esperar a Lary...- Falei dando um beijo em sua testa e saindo do quarto.

 Desci as escadas e fiquei na porta. Logo a Lary chegou.

- Vim o mais rápido que pude... Que que aconteceu? - Lary perguntou.

- Fica em silêncio para não piorar as coisas... Preciso de ajuda para  tirar ela daqui.. Vem comigo..

 Puxei ela para o andar de cima.

- Andrei o que você fez com ela? Malena tá tudo bem? - Lary.

- Eu te explico no caminho... Agora me ajuda a separar algumas coisas para levar para minha casa...

A Lary me ajudou a pegar algumas coisas. Era possível ouvir os gritos da Moira e alguns estralos. Logo terminamos de pegar as coisas da Malena.

- Você leva as coisas dela? 

- Sim...

- Tá... - Peguei a Malena no colo e a carreguei para o andar de baixo. A levamos para minha casa.

- Tá o que aconteceu? - Lary.

- Então...- Falei colocando a Malena na minha cama. - A gente acabou dormindo.. E só acordamos hoje de manhã... Eu a levei pra casa.. E não sabemos como, aquela coisa descobriu a gente. E deu uma surra nela...

- Que horror... - Lary.

   A Lary me ajudou a cuidar dela. Várias marcas ficaram na Malena. Passei algumas pomadas que minha mãe emprestou nela.
  Logo já estava ficando tarde. A Lary tinha que ir embora.

- ...Amanhã vocês não vão para a escola né? - Lary.

- Não.. - Falei.

- Tá...  Qualquer coisa me liga...

- Tá.. Obrigado por me ajudar.. - Falei.

Logo a Lary foi embora.

- Você precisa avisar os pais dela..- Mãe.

- Já tentei... Eles não visualizam mensagens, não atendem o celular.. - Falei chateado. - Tô preocupado com os irmãos dela... Quando saímos de lá a Moira estava apanhando...

- Calma filho.. - Minha mãe me abraçou. -  Vai dar tudo certo...

{No dia seguinte}

P.O.V. Dona Ana (Mãe da Malena) (obs: Não sei se tá certo)

- Conhecendo os filhos que temos, com certeza não foram pra escola...- Falei rindo.

- Com certeza - Luiz  (Pai da Malena se eu não me engano o nome é esse).

 Logo estacionamos o carro em frente de casa. Pegamos nossas malas e entramos em casa.

- Chegamos! - Falei na entrada. - O globo de neve da Malena?

-  Tem alguma coisa errada... - Ele falou subindo as escadas. - O Quarto da Malena tá revirado...

- O que? - Subi correndo.

- Mãe.. - Moira falou baixinho.

- Moira o que aconteceu? - Perguntei assustada. - Por que você tá toda machucada?

- A Tia Luci.. - Moira.

- Ela bateu em você? - Ele perguntou completamente assustado.

- Na Malena também... - Moira.

- Ah, estamos precisando ter uma conversa séria... - Luci.

- Parece mesmo...- Falei. Ela começou a falar. - Você bateu nela por causa de um amigo?

- Amigo?  Para de fingir, eu já sei a verdade...

 - Nós autorizamos isso...- Ele falou. - Você bateu nas minhas filhas por casa que ela tem um namorado?

- Não... Ela dormiu fora, me desobedeceu... - Luci falou.

- Não fizemos isso nem quando ela fugiu de casa.. - Falei. - E por que você bateu na Moira?

- Por que ela se meteu no meio..

- Eu defendi minha irmã... Você viu o que você fez? O Murilo fugiu de você! - Moira.

- Moira fica calma... - Falei - Só precisamos saber onde ele está...

- A Malena com certeza tá com o Spok... - Luiz. - Se aconteceu alguma coisa com o Murilo...

- O nosso pai sempre teve razão... - Luci - Você não tem responsabilidade nenhuma... E a Malena tá seguindo o seu exemplo..

- Sério que você vai remoer o meu passado? - Perguntei. - A Moira vai fazer 18 anos, a Malena 17 e o Murilo 15... Nunca faltou de nada para eles.  E você? Não saiu da casa dos nossos pais ainda... Moira você tem o número do Spok não tem? Liga pra ele..

- Tá..- Moira.

 Logo o Spok trouxe a Malena. Que também estava toda machucada.  Os dois estavam colados.

- Meu anjo.. Tá tudo bem? - Perguntei a Malena.

- Sim... - Ela respondeu calmamente.

- Spok obrigada por salvar minha filha de novo.. - Falei..

- Mãe.. O Murilo tá com a Lary.. - Malena.

- Que bom.. - Falei. 

 Tivemos uma longa discussão. Claro que envolvemos meus pais no meio. Não posso falar que não ouvi a maior bronca. Por sorte, ficarei com a guarda dos meus filhos. Eles entenderam o meu lado. Logo a Luci foi embora.

- Você é louca? - Perguntei  pra Malena. - Foi por pouco..

- Desculpa mãe...- Malena falou abaixando a cabeça. 

- Eu sei que não foi culpa sua... - Falei. - Mas como vocês perderam a hora...

- A mesma coisa de sempre.. - Spok - Series, filmes e sono...

- Vocês são loucos... - Falei.

- Completamente mãe...- Moira - Mas mexeu com minha família...  Uma perguntinha... Spok tu ia fazer o que com ela?

- Não sei... Mas ninguém chama minha loirinha de Vadia... - Ele falou abraçando a Malena.

- Tá.. Agora só falta achar o Murilo..- Luiz.

- Meu globo de neve..- Malena falou ajuntando os cacos do chão.  - Gostava tanto dele..

- Ei.. Não fica assim... - Spok foi até ela. - Eu te dou outro... Só não fica assim...

- Depois me perguntam por que eu apoio esses dois... - Falei sorrindo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...