História Um amor não compreendido... - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 9
Palavras 754
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Visual Novel
Avisos: Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Mudança de planos... Quem vai narrar ainda é a Morgana. Nada de Dylan narrando por enquanto...

Capítulo 2 - Porque você não compreende que você é importante pra mim?


Fanfic / Fanfiction Um amor não compreendido... - Capítulo 2 - Porque você não compreende que você é importante pra mim?

P.O.V. Morgana:

Eu e ele estávamos bem, apesar de eu não querer que a minha família soubesse de nós dois, mas ele provocava, ele dava todos os sinais pra desconfiarem... 

Um dia eu fui ao cinema com ele e uma galera, e quando voltei pra casa, peguei um disco de algodão, encharquei de demaquilante e enquanto eu tirava encostei minha cabeça na minha mesa e comecei a chorar e a me perguntar: ''Por que ele não me valoriza? Por que ele só quer brincar? Por que?'' 

Então me deu um ataque de raiva, comecei a jogar coisas pra todo lado, destruí minha escrivaninha, soquei meu espelho até ele quebrar, meu punho estava sangrando e eu não estava nem aí... Só estava com raiva... Limpei o sangue da minha mão e me deitei, comecei a chorar até adormecer...

No outro dia, me levantei com a mão latejando mas não estava me importando, nem doía mais... Só doía, mas não tanto quanto meus sentimentos...

Levantei, arrumei minha cama, sentei na borda da cama e comecei a refletir: ''Que orgulho eu sinto do meu coração... Já foi, triturado, mastigado, roído, esfaqueado, torturado, moído, mas, de alguma maneira que eu desconheço, ele ainda funciona...''

No mesmo instante comecei a chorar... Eu nem sabia se chorar adiantava... Eu chorava porque minha família não me compreendia... Porque meu namorado/ficante/amizade colorida, só sabia fazer  eu ficar pior, mas por que eu me apaixonei? Simples: Porque eu achei que com ele eu ia ficar feliz... Mas pelo visto eu estava errada...

Tomei um banho frio, troquei de roupa e saí para esfriar minha cabeça mas como? Nem eu sabia, só saí de casa, não queria que minha família me visse naquele estado então só disse que ia sair de casa e ''fugi'' mais rápido que o flash por conta do meu rosto inchado que nem a maquiagem conseguia esconder direito. Meus olhos estavam vermelhos... Não consegui esconder isso de ninguém.

Então fui pra casa de uns amigos pra gente jogar League of Legends pra ver se eu me distraía, mas nem isso deu, o Dylan me ligou... E quando ouvi a voz dele comecei a chorar... Ele disse pra gente se encontrar pra gente conversar que era sério, então disse tchau, desliguei meu laptop e fui pra casa dele. 

*CASA DO DYLAN*

Chegando lá ele abriu a porta e disse pra eu me sentar, então ele começou a falar:

Dylan: Morgan, eu preciso de um tempo... Preciso consertar algumas coisas em mim, então sem amizade colorida, nem beijos, nem abraços por um tempo...

Morgana: Tempo de que? A gente nem namorando direito ta.

Dylan: Não importa... Eu só preciso de um tempo... Me perdoa.

Morgana: Perdoar é difícil... Você já viu que é mais criança que um  garoto de 8 anos Dylan? Vou embora tenho que ir pra casa, lá eu tenho amigos guardados em uma gaveta.

Dylan: Morgan! Morgan! Por favor! Me perdoa...

Morgana: Não! Adeus Dylan...

 

*OFF*

Fui pra casa chorando, cheguei não tinha ninguém em casa...

Entrei, arranquei minha maquiagem com demaquilante e comecei a quebrar tudo mais uma vez depois de arrumado, eu estava com raiva e triste ao mesmo tempo... Abri a última gaveta da minha escrivaninha que tinha um fundo falso escondendo uma caixinha... Dentro tinham meus amigos para as horas tristes e depressivas... 

As lâminas...

Peguei uma, limpei com álcool, e comecei os cortes um de cada vez, e bem lentamente para esquecer o que eu estava passando... Aquilo fazia eu me sentir melhor por dentro, nem doía mais depois de um tempo, eu já tinha me acostumado com a dor física, cortava meus braços e minhas pernas e depois arrancava uns pedaços com meus próprios dentes... Em dois minutos o chão do meu quarto estava todo sujo de sangue e pedaços de pele... Doía? Claro, mas menos do que o que eu estava sentindo... 

Quando resolvi parar, limpei os cortes com álcool pra doer mais, e limpar ao mesmo tempo, então troquei meu short por uma calça e coloquei um casaco por cima da minha blusa regata.

Escrevi outra carta pro Dylan:

''Hoje você conseguiu piorar tudo... Eu realmente não queria fazer isso comigo mesma,  mas não dá, eu já sou depressiva por causa da minha família e você consegue piorar tudo cada vez mais e mais... Eu pensava que ia ser feliz ao seu lado, mas pelo visto eu estava errada... Essa é só mais uma das cartas que eu nunca vou te entregar... Eu te amo, pena que você não liga...''

 

Continua....

 

 


Notas Finais


;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...