História Um Amor Não Tão Perfeito - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~fernanda

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Batata, Romance
Exibições 12
Palavras 711
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Minha primeira história, espero que gostem.
Se tiver alguma erro desculpa aí 😂😉


Boa leitura 😘❤

Capítulo 1 - Você aqui?!


Bruno on.                     

Mais um dia como os outros, nada de novo em minha vida, acordo faço minhas higienes, tomo café da manhã e vou pra escola. Pelo menos hoje vai ter uma menina nova na escola, quem sabe ela não me tira dessa minha rotina... 

 Bom deixa eu me apresentar, tenho 16 anos, me chamo Bruno e estou na mesma escola dês dos meus seis anos, minha vida é um tédio, nada de novo, nada de perigoso, minha vida e uma merda dá.                                     Estava indo para a escola quando Rafael(meu melhor amigo) me contou que a menina nove era do Canadá, na minha opinião ela é um pouco burra de sair do Canadá pra vir para o Brasil. Chegando na escola vou para minha sala e me deparo com a menina mais linda que eu já vi na vida, ela tem os olhos quase pretos, seus cabelos também eram bem escuros mas não chegava a ser preto, era comprido e liso, e com certeza estava sem maquiagem, pois sua cara de sono era evidente, mas mesmo assim sua boca era rosada, está com uma calça jeans preta  rasgada nos joelhos, uma regata da mesma cor que ressaltava sua pele branca, ela estava com os fones de ouvido batendo a mão e o pé, provavelmente no ritmo da música. Sou retirado dos meus pensamentos com a mão de Rafael balançando na frente do meu rosto.

–Ei! Vai continuar secando a garota, ou vai lá falar com ela ?- pergunta Rafa rindo.

– Para, só estou curioso!- e estava mesmo- Olha o jeito dela de se vestir( na minha escola às meninas são..metidas), o jeito como está sentada, e aposto que é uma das únicas meninas que está sem maquiagem

– É verdade, mas você bem que gosta do que vê. – dei um tapa na parte de trás da cabeça do Rafael e fui sentar, e pra piorar meu lugar era ao lado da tal garota. E assim ficamos no fundo da sala, ela na última fileira encostada na parede, eu ao seu lado,Rafael na sua frente, e mais alguns amigos meus na frente dela e do meu lado. A professora entrou e é chamou a menina para ir a frente se apresentar, olhei pra ela que estava com uma expressão tranquila, eu no lugar dela estaria tendo um infarto, parece que ela já fez isso muitas vezes, ela se levantou e foi a frente ficando ao lado da professora e disse: – Prazer meu nome é Shofia. – Seu sotaque era realmente encantador, ela é encantadora... mais porque estou dizendo isso se nem a conheço ? – Sou Canadense, tenho 16 anos e não pretendo ficar nessa escola por muito tempo. – Ela foi se sentar novamente e todos da sala, inclusive eu, acompanharam ela com o olhar até ela se sentar. A aula correu normal tirando o fato de me pegar olhando pra Shofia, ou desenhando ela no meu caderno (sim, eu amo desenhar), de repente Rafael vira pra ela e fala: –Oi Sofi! Meu nome é Rafael, e esse aqui é meu amigo Bruno. O cara que não para de te olhar – Rafa sussurrou essa última parte só para eu escutar, então eu corei

–Ei!! – falou Shofia olhando pra mim –Não precisa ficar corado, só quero que para de me olhar durante a aula, tá ficando chato! - disse é eu só soube corar (meu deus Bruno, para de corar). –Ei não fale assim com ele- Rafa disse rindo (belo amigo esse em..) –Ele é sentimental

–Por isso não vamos ser amigos – disse Shofia grossa se virando pra guardar seu material pois o sinal do lanche acabou de bater, mas juro que seus olhos estavam... tristes.

–Tudo bem, quero ser mais que um amigo– Não sei porque disse aquilo, mais agora já foi, me levantei e fui com meus amigos comprar lanche. Assim que sentei procurei ela olhando cada canto do refeitório, não achei, então fui para o estacionamento, lá tinha uma árvore em que eu sempre vou depois de comer, gosto de ficar lá, me ajuda a pensar. Peguei meu caderno um lápis e fui para a árvore, chegando lá encontro uma pessoa sentada no meu lugarzinho, começei a ficar meio puto, mas quando vi quem era essa tal pessoa logo pergunto:.                                  – Você aqui?!

Bruno off


Notas Finais


~Feh

Espero que tenham gostado😘
A fic vai ser assim, um capítulo a visão dele, e um a visão dela. Hoje mesmo posto o segundo capítulo, até❤🌈

Revisado por Mari

~Mari

2 beijos 💋💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...