História Um Amor Para Recorda - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Uma Rosa com Amor
Tags Romance
Visualizações 6
Palavras 829
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


*OBSERVAÇÃO*
Esse e meu primeiro livro desculpa pelos erros ortográficos Bjsss 😘😘 Boa leitura

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Um Amor Para Recorda - Capítulo 1 - Prólogo

  Meu nome é Celeste Granger tenho 17 anos e estou no segundo ano do ensino médio , pretendo terminar meus estudos e investir na minha carreira de patinadora quando eu tinha apenas 5 anos de idade meu pai  me deu  meus primeiros par de patins e foi dai que meu amor por patins começo. 

-CELEEEESTEEEEE, o café está na mesa- minha mãe grita lá de baixo.

-JÁAAAAA, estou indo- grito de volta 

Término de me arrumar, ponho uma calça jeans Preta rasgada e uma blusa branca regata meia folgada , coloco meu All preto de couro e pego meus patins. 

-Bom dia mamãe- sento na mesa 

-bom dia meu amor, precisamos conversar antes de você ir ao Colégio- diz ela com uma cara meia triste 

-Pode falar mãe- respondo um sorriso amarelo 

-então eu conheci um cara chamado Cristóvão Scobar e ja faz um tempo que ele me quer trabalhando na casa dele- ela faz uma pausa e como ontem eu fui despedida da empresa estou querendo aceitar a proposta mas quero pedir sua opinião oque você acha ?- pergunto aflita 

-MEEEU DEEEUS-digo assustada porque não me disse ontem a noite?- pergunto 

- estava com a cabeça quente, resolvi deixar para hoje- ela me olha 

-Ok e muita coisa para pensar, te falo oque acha assim que chegar da escola- me levanto da mesa 

-tem mais uma coisa- ela pega na minha mão e também vamo perde a casa-diz ela já em prantos 

-OOOOO MEU DEEUSS MAMÃE- abraço ela. 

Meu Deus preciso ser forte e ajudar ela não posso fazer igual meu pai abandonar ela quando ela mais preciso.

- Vai ficar tudo bem , eu prometo-beijo a cabeça dela.

-enquanto isso vamos morar na casa do sr.Scobar- diz ela me soltando agora vá pra escola afinal você não pode chegar atrasa.

Coloco meu patins, meus fones de ouvido seleciono "Cold do Maroon 5 ". A Escola não fica muito longe da minha casa , são apenas quatro quarteirões. Vejo uma senhora fazendo um sinal para mim tipo:cuidado ou sai dai depressa sem ao menos ver quem era caio de joelhos no chão, e vejo um moto preta até que bonita por sinal e o menino estava de capacete então não deu pra ver ele direito.

-Está cego babaca-grito me levantando ele para a moto e tira o capacete 

-sai da rua sua maluca-ele coloca o capacete e da partida na moto. Me levanto e vejo meus joelhos extremamente ralados.

- moça você esta bem ?- a senhora que tentou me avisar pergunta preocupada 

- Estou sim , foi só os joelhos

- as passas de hoje em dias não respeita o farol mais- a senhora diz me ajudando a levantar 

-Bom obrigado preciso ir- digo botando velocidade no patins

Chego na escola e todos me olham, sem ao menos perder tempo vou para enfermaria , as enfermeiras fazem um corativo.

-Pronto já pode voltar para a aula- a enfermeira diz sorrindo de lado 

-obrigado , desço da maca- ponho meu All Star e vou pra aula. Bato na porta eo professor me manda entrar e começo  a copiar a lição do quadro, vou para o meu lugar.  As aulas passaram rápido hoje então já era meio dia e eu estava voltando para casa com meus fones de ouvido e meu patins em alta velocidade, gostava de sentir aquela sensação do vento no meu rosto, parecia que eu estava voando. Mas cheguei em casa e minha mãe estava no telefone, abro a porta ela faz uma cara de assustada olha para os meus joelhos, logo em seguida desliga o telefone.

-Calma mãe está tudo bem- falo colando a mão na cabeça 

-oque aconteceu minha filha?- pergunto aflita.

- Uma babaca me atropelou no farol hoje, mais já está tudo bem- falo sorrindo 

-Então minha filha como não podemos perder tempo você vai querer ir ou não?- minha mãe me pergunta triste 

-bom se vamos perde a casa e não temos pra onde ir, eu aceito-falo apertando a mão da minha mãe 

-Okaay minha filha vou ligar por sr.Scobar e dizer que aceito a proposta dele-pego o telefone e disco o número e vou para o quarto 

-Olá Sra.Blossom penso na minha proposta?-ele diz com tom de felicidade em sua voz.

-Sim aceito , quando posso me mudar?- pergunto com a voz rouca.

- Bom amanhã , e aproveito vou fazer um jantar para você conhecer meu filho e eu conhecer sua filha o motorista irá buscar vocês pela manhã não precisa trazer nada, nem roupas mais se você fizer questão traga.

-Okaay estarei aí pela manhã, Boa noite Sr.- desligo o telefone desço e vou falar com Celeste.

-filha cadê você? - ouço o barulho do chuveiro em seu quarto

- Oiiii mãe estou aqui-grito saindo do box 

- vamos nos mudar logo pela manhã deste sábado, só arruma o necessário Tabom?-minha mãe fala saindo do quarto 

- Okaay mãe 

Coloco meu pijama , arrumo o necessário deixo tudo pronto , me deito na cama e fico fitando o teto e acabo pegando no sono.

 




Notas Finais


Espero que tenha gostado desse capítulo amanhã estarei postando outro talvez. Bjsss até mais 😚😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...