História Um Amor para toda a vida (Gospel) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Justin Bieber, Pricilla Alcântara, Religião, Romance
Visualizações 59
Palavras 271
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Musical (Songfic), Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii amores ♡
Desculpa a demora. Eu estou trabalhando muito e acabo ficando bem cansada.
Eu vou tentar postar mais nos finais de semana.
Bjs ^^

Capítulo 4 - Capitulo 3


- Esta entregue. - disse ele assim que chegamos em frente a minha casa. 

- Hum, obrigado.  - agradeci. - É... Quer entrar? - Perguntei meio sem graça e ele pareceu ficar surpreso.  

- Claro!  - respondeu sorrindo fraco. 

Ta, isso só pode ser milagre.  Justin esta sendo legal comigo e agora aceitou conhecer a minha casa? Estou surpresa.  

[ ... ]

- Só não repare a bagunça pfvr! - falei assim que entramos. 

- Ual, sua a casa é bem diferente do que eu imaginava. - Falou e eu ri

- Sei, deve ter achado que eu era uma religiosa fanatica ! 

- Exatamente!  -Foi sincero e rimos. - Então,  onde estao seus pais? - Perguntou se sentando no sofa junto comigo. 

- Devem estar na casa deles. 

- Entao voce mora sozinha? 

- Nao, moro com uma amiga. A mesma que não pode ir me buscar . - falei e ele assentiu.  

- Faz tempo que voce canta?- Me fez outra pergunta. 

- Sim, e faz tempo que voce tem essas curiodidades sobre mim? 

-  Nao tenho curiosidade   nenhuma. Bom, acho melhor eu ir embora. - Falou se levantando, me acompanha ate a porta?  

- Claro! -respondi sorrindo..

- Entao, ate logo. - Falei assim que ele parou em frente a porta.

- É.. Será que você  pode guardarhessa nossa conversa em sigilo? 

- Ah claro, ate mesmo porque é uma vergonha falar comigo, não?  -Perguntei mas ele apenas abaixou a cabeça em silêncio.  - Ótimo!  - falei brava e fechei a porta no rosto dele. 

Me e costei na porta suspirando e pude ver ele saindo com seu carro em alta  velocida. 







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...