História Um Amor Peculiar - Jackson (Incesto) - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7
Personagens Jackson, Jennie, Jimin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Mark, Personagens Originais, Suga
Tags Black Pink, Bts, Got7, Imagine Black Pink, Imagine Bts, Imagine Got7, Imagine Jackson
Visualizações 143
Palavras 1.078
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, mil desculpas pela demora.
Desculpem os erros >.<
Boa leitura 📚

Capítulo 35 - Rosé ?


Fanfic / Fanfiction Um Amor Peculiar - Jackson (Incesto) - Capítulo 35 - Rosé ?

Pov's Jackson 

Eu estava tomando um copo de refrigerante quandou ouvi o pronunciamento de meu pai, ele não tem direito de fazer isso.

- O quê? Como você fala isso na maior cara de pau sem falar comigo antes? - Levantei-me furioso.

- Eu iria conversar com você depois do jantar. - Falou meu Appa sentando-se como se nada tivesse acontecido, tranquilamente.

Eu não sabia nem o que pensar, só sei que não irei me saparar da minha garota que já me olhava como se eu tivesse alguma culpa.

Terminamos o jantar estando todos em silêncio e logo a família Kim foi embora, S/N na mesma hora foi para seu quarto e meu pai para seu escritório no qual eu iria depois de falar com ela.

- S/N, abre a porta. - Pedi batendo na porta de seu quarto já ouvindo os soluços da mesma.

Em passos devagares ela veio até a porta e a abriu, no mesmo instante a abracei e ela entrelaçou suas pernas em mim.

- Ei, não chore. - Falei afagando seus cabelos e sentei-me na cama.

- Eu estou com medo dele nos separar. - Disse ela secando suas lágrimas e me olhando.

Eu odiava ver minha princesa naquele estado, me fazia querer ficar ao lado dela o tempo todo fazendo carinho e a consolando.

- Ele não vai. - Respondi.

No mesmo instante tomei seus lábios para mim em um beijo lento, depois de nos separarmos eu a deitei na cama e afaguei seus cabelos até ela dormir.

- Vamos lá, Jackson. - Falei a mim mesmo.

Fui até o escritório de meu appa e bati à porta, ele me deu permissão para entrar e assim fiz, sentei-me numa cadeira à frente dele e disse:

- Eu não quero me casar!

- Mas você vai! Isso é muito importante para empresa. - Fitou-me sério.

- Sempre a empresa! E sabe de uma coisa? NÃO TÔ NEM AÍ PARA ELA. - Elevei meu tom de voz.

- Olha o jeito que você fala comigo! Ou você se casa ou eu mando S/N para o Brasil fazer intercâmbio!

- E o que tem ela nessa história?

- Você acha que eu não vi vocês dois juntos naquele dia em que eu cheguei de viagem, não? Vocês podem enganar sua Omma, mas a mim não.

- E daí? Nos nós amamos! - Indaguei.

- Se a ama mesmo, não faça ela fazer intercâmbio no Brasil por 2 anos, ou você quer ficar longe dela? - Perguntou furioso.

Pov's Jimin

Depois de todos irem para suas casas, eu e Jungkook fomos nos arrumar para irmos na tal casa de shows onde iríamos esta noite.

Passamos na casa de Mark para pegar ele, e na casa de Carol para pegar ela. Quando chegamos na boate, Ylana e Yoongi já estavam ao lado de fora nos esperando.

No mesmo instante em que sai de meu carro e entreguei a chave para o manobrista, recebi uma mensagem de S/N dizendo que não poderia vir.

- Ótimo. - Falei com raiva.

- O que foi? - Perguntou Ylana.

- S/N e Jackson não vem.

- Pelo menos S/N não vai ter o estresse de ter que pastorar Jackson. - Yoongi riu.

- Vamos entrar logo? - Mark sugeriu.

- Sim. - Respondemos em coro.

Estava lotada, do mesmo jeito de como viemos naquela noite que tinha como atração principal a Baby C.

Fomos para o perto do barman que tinha e aproveitei para perguntar a um dos seguranças as atrações da noite.

- Essa noite a "Baby C" estará se apresentando? - Perguntei.

- Não, hoje ela só fará shows particulares. - Disse sério.

- E quanto seriam esses shows?

- Em torno de R$ 2000 a R$ 3000, depende do tempo.

- E onde eu faço a reserva? - Perguntei curioso.

- Logo ali atrás. - Ele apontou para uma cortina um pouco escondida atrás do palco.

- Obrigado. - Respondi e fui até o bar onde todos estavam.

- O que tanto conversava com o segurança? - Perguntou Mark me entregando um copo de Whisky.

- Hoje a tal "Baby C" só fara shows particulares. - Estreitei os olhos em direção de Carol, e Jungkook percebeu.

- E o que iremos fazer? É tão caro assim um show dela? - Ele perguntou.

- R$ 2000 a R$ 3000. - Respondi.

- Eu acho que vou começar a fazer esses showzim. - Riu Mark.

- Ah vai é?  - O olhei sério e ele parou de rir.

- Como iremos pagar? - Interveio Ylana.

- Vamos ver se esses cheques que eu tenho do meu Appa servem para algo. - Falei pegando meu talão que meu pai havia me dado antes de minha Omma falecer.

- É mesmo. - Bufou Jungkook.

- Eu, Jungkook e Carol é que vamos entrar, vocês nos esperem aqui. - Falei e eles assentiram menos Yoongi.

- Aff, eu queria ir. - Yoongi fez bico.

- Ver o que lá hein? - Ylana puxou a orelha dele e deixamos os dois lá brigando com Mark de vela e fomos para o local para fazer a reserva.

Mark, vai tentar me estrangular depois por eu ter deixado ele com os dois lá, mas eu aguento.

No local, tinha um corredor com tapete vermelho e uma mesa com dois homens sentados antes do início do corredor.

- O que desejam? - Um deles perguntou.

- Um show com a Baby C.

- Para vocês 3? - O outro homem se pronunciou.

- Sim.

- R$ 3000 todos. - O primeiro respondeu.

- Xiii.... - Murmurrei.

- É realmente necessário fazer isso? - Jungkook  perguntou.

- Eu não me incomodo. - Disse Carol firme e ele assentiu.

- Aceita cheques? - Perguntei aos homens e eles assentiram.

Assinei o cheque no valor que eles pediram, e como pagador meu appa, para ver se ele serve de alguma coisa.

- Podem ir, 3° porta à esquerda. - Falou e assim fomos.

Frente à porta, eu estava suando frio. Eu não pensava que Carol, chegaria até aqui, pensei que ela se entregaria logo, mas não. Mas, já que estamos aqui eu não volto.

Abri a porta e vi um quarto todo vermelho, uma cama de casal vermelha com pétalas de rosas sob o chão e o estofado no chão vermelho também, tudo.

Tinha uma cadeira de costas para nós, onde uma mulher aparentemente de nossa idade sentada, era a mesma daquela noite, agora eu podia vê-la de perto, e assim parecia mais com Carol ainda, só que mais madura.

- E então? Vamos começar? - Levantou-se e virou-se para nós, eu fiquei intacto, ela era uma versão adulta de Carol, resolvi fechar a porta atrás de mim.

- Rosé? - Carol perguntou olhando a mulher, ela estava trêmula.

- Ca-carol? - A mulher estava de olhos arregalados.


Notas Finais


ATÉ O PRÓXIMO CAPÍTULO BOLINHOS 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...