História Um Amor Perigoso - Capítulo 130


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Alfas, Banda, Betas, Bts, Grupo, Jikook, Musica, Namjin, Ômegas, Romance, Taeyoonseok, Tipoeu, Tragedia, Vhope, Yoonseok
Visualizações 612
Palavras 2.363
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem ♥️

Capítulo 130 - Capítulo 130


Já havia amanhecido, eram exatamente 7:14 da manhã quando Jimin abriu seus olhos, a luz do sol adentrava a janela junto a uma brisa refrescante, as cortinhas brancas balançavam e um cheirinho de flores pairava pelo ar. Olhou para seu lado de deparando um a cena mais fofa que já havia visto. O alfa, cujo ainda não sabia o nome, estava deitado do outro lado da cama. Entre os dois estava Kwan, o bebê dormia tranquilamente com a mão do alfa sobre sua barriguinha.

Jimin encarou a máscara que estava no rosto do alfa, sorriu sacana silênciosamente indo até ele, calmamente puxou aquela peça, assim que viu a face o sorriso se desmanchou completamente. Seus olhos encheram-se e sua mão foi até sua boca que se entreabriu.

O ômega se afastou, assim que não estava mais sobre seu filho se deixou cair no colchão encarando o rosto de Jungkook, como não havia percebido antes? Com aqueles beijos? Com os toques...

Se passaram minutos e minutos, Jimin tinha os olhos vermelhos, segurava a máscara em uma das mãos esperando o alfa acordar, sada segundo era desesperador. Mordeu com força os lábios assim que Jeon se remexeu, Logo ele abriu os olhos, seu olhar na mesma hora se chocou com o de Jimin, que voltou aos prantos o encarando

-Jimin... -murmurou Jeon assim que viu a máscara na mão do ômega que se levantou quando Jeon apoiou seu cotovelo na cama indo se aproximar do menor

-porque está aqui?! -perguntou Jimin baixinho, Jeon não sabia oque responder -porque fez isso? Eu não quero passar novamente por tudo oque eu já passei Jungkook! -Jimin falou, suas bochechas já se encontravam totalmente molhadas, saiu do quarto às pressas. Jeon levantou de forma que Kwan não acordasse, indo atrás do ômega, que havia se trancado dentro de um quarto

-Jimin abre a porta... Por favor, vamos conversar. -Jeon falou batendo na porta -Jimin não fiz isso pra te machucar novamente! Juro que posso te explicar tudo se você abrir essa porta, eu nunca te trai amor, nunca quis te machucar daquela forma, eu queria ter vindo atrás de você antes mas não sabia aonde você estava! Por favor me escuta -Jeon falava, sentia algo quente escorrer por sua bochecha

-não quero falar com você! Vá embora! Não quero ouvir suas mentiras e desculpas! -o menor falou com a voz embargada

-Jimin... Eu te amo, juro que não estou mentindo. Aquelas palavras que te falei doeram mais em mim do que em você, Momo me obrigou àquilo, se eu não o fizesse quem se machucaria iria ser você, não sabe o quanto doeu ao ver você no dia seguinte, sabendo que você me odiava. Me dá mais uma chance, quero te recompensar por tudo oque eu fiz! Abre a porta Amor! -Jeon batia na porta falando com toda a sua sinceridade

-NÃO ME CHAMA DE AMOR! -jimin gritou

-eu guardei a aliança que te dei Jimin, nunca te troquei, depois que você foi embora não consegui te esquecer, tentei de várias formas mas só pensava em você! Por favor abre essa porta e me deixa explicar tudo isso... Por favor... -falou o Alfa, Jimin não respondeu, Jeon estava prestes a falar quando ouviu o barulho da chave, se afastou um pouco da porta vendo a mesma se abrir e então revelando Jimin que tinha os olhos vermelhos, bochechas rosadas e molhadas. Seu coração doeu com a cena.

...

Ômega e Alfa se encaravam dentro daquele pequeno quarto. Jimin ouvirá tudo oque Jeon tinha para falar, compreendeu o motivo daquele maldito Áudio, porém, não deixou de chorar ao saber o final da causadora de todo o túmulo que lhe causara tanta dor. Jeon nesse momento se encontrava ajoelhado em frente ao ômega que estava sentado na cama

-não dá pra voltar com você de uma hora pra outra Jungkook, mesmo que eu te ame ainda preciso pensar... -Jimin falou encarando suas coxas

-Jimin... Sei que depois de quase um ano muitas coisas mudaram, mas eu ainda te amo como antes. não precisa aceitar minhas desculpas nesse momento, mas por favor não me deixe sofrer ainda mais. -jeon falara o encarando, Jimin sorriu de leve, tendo o sorriso retribuído por Jungkook que ainda tinha seus dentinhos lindos e fofos que lembravam um coelho. Jeon suspirou olhando o relógio em cima da cômoda -já são quase 10:00 horas, eu preciso ir... -falou

-para onde? -Jimin perguntou o vendo se levantar

-não falei que tinha chegado de viagem ontem? -perguntou o Alfa -tenho que voltar até o hotel é arrumar minhas coisas -falou Jeon

-oque fez depois de terminar o terceiro ano? -perguntou o pequeno, curioso como sempre

-um mês antes da formatura eu recebi um convite junto com o Yugyeom para um tipo de treinamento pra talvez entrar em um time de futebol. E eu aceitei, algum dia eu volto para saber sua resposta... Cuide bem do nosso filho -falou sorrindo piscando e saindo do quarto. Jimin ficou ali sentado... Jungkook era um jogador de futebol e nunca havia sequer o visto? Tudo bem que não era ligado em futebol mas... A esse ponto?! -à propósito... Adorei a dança de ontem. -Falou sorrindo malicioso -sua bunda está 1.000 vezes mais gostosa que antes. -mandou um beijo no ar saindo correndo Logo após.

...

-eu ainda amo ele tae... -Jimin falava deitado na coxa do melhor amigo, assim que havia chegado em casa contou tudo sobre a noite passada. Taehyung não falava nada, apenas assentia o ouvindo com atenção cada palavra e murmúrio. -desculpe não ter vindo com você ontem a noite.

-tudo bem... Desculpe Jimin, mas eu preciso ir, tenho que tirar algumas fotos hoje -falou Taehyung, Jimin formou um Biquinho nos lábios

-Aigoo fica comigo taehyungiee -falou manhoso, Taehyung com a infantilidade de seu Hyung, beijou a testa do mesmo enquanto se levantava, Jimin riu se levantando pulando nas costas do mesmo -posso ficar com o Sook então? -perguntou -sou um ótimo babá!

-se esqueceu que a sessão de fotos é dele Jimin? Não sabe o quanto de pessoas estão pedindo fotos dele -Taehyung falou rindo da carinha que Jimin fez enquanto tinha Sook que estava arrumadinho em seus braços -pra você não sair chorando pelos lados, que tal sairmos hoje a noite? Sabe que Jackson e o Bambam já querem ter outro filho de tanto que gostam de crianças, eles podem ficar aqui cuidando dos garotos, Bambam só falta me obrigar a te levar pra sair -riu

-eu vou cobrar. -falou Jimin rindo, Taehyung que já estava arrumado, vestia uma calça jeans escura manchada; uma blusa preta lisa um pouco mais comprida na barra; um tênis vermelho; um boné pra trás; óculos escuros e um colar. Além de pulseiras e anéis.

Pegou Sook que usava uma roupinha marrom com uma touquinha de ursinho, um bico com desenho focinho e boquinha do mesmo personagem, um pequenino all-star vermelho de pano já quê o bebê nem andava ainda. Sook dormia enrrolado em uma manta branca. Se despediu de Jimin pegando sua câmera em cima do balcão, abriu a porta rindo ao ver uma bolinha branca e felpuda passar correndo pela porta, até parar latindo em frente ao portão.

-eu não ia esquecer você bebê, você foi minha primeira filha -falou sorrindo abrindo o portão deixando bolinha passar, andou até o carro ajeitando Sook na cadeirinha e deixando bolinha deitar ao lado do bebê. Fechou a porta finalmente indo em direção ao parque da cidade, chegou em alguns minutos, não haviam muitas pessoas, oque era ótimo.

Taehyung ficou dentro do carro esperando Sook acordar, alguns minutos depois o bebê abriu os olhinhos se remexendo, Bolinha na mesma hora se levantou o olhando. A cachorrinha havia se tornado bem apegada ao bebê. Taehyung desceu do carro colocando a câmera em volta do pescoço, pegou as Chaves do carro junto a Sook e deixou Bolinha pular do banco, adentrou o parque que realmente tinham poucas pessoas, afinal era apenas 8:00 horas da manhã.

A poucos metros dali, dois alfas já conhecidos e alguns amigos conversavam, jogavam papo fora de modo animado e tranquilo, observavam a pouca movimentação pelo parque, apenas algumas famílias fazendo pequeniques, crianças correndo e brincando, algumas ômegas que faziam uma corrida ou caminhada matinal, haviam cachorros que brincavam com os donos, ou simplesmente corriam pela grama.

Taehyung estendeu a manta na parte plana da grana, ajeitou Sook começando as fotografias, passaram-se 20 minutos, até o ômega finalmente ser notado, Hoseok e Yoongi viraram o rosto olhando para Taehyung, o menor nem sequer se deu conta dos dois

-até outro dia, boa sorte -seus amigos se despediram vendo de quem se tratava os olhares, Hoseok coçou a nuca, já Yoongi apenas voltou a olhar seu celular, todos deram risada saindo antes que Yoongi metesse uma bicuda em cada. Logo que saíram os alfas olharam para trás novamente, além de Taehyung e Sook estarem ali, Bolinha os rodeava saltitante, fazendo Taehyung algumas vezes rir a olhando, o animalzinho se sentou ao lado de Sook, começando a fazer parte da sessão fotográfica um tempo depois...

Uma hora Taehyung olhou para trás, por um acaso tendo seu olhar chegado ao dos Alfas, os observou alguns segundos, logo abrindo um sorriso de leve, tirou mais algumas fotos pegando Sook andando em direção a Hoseok e Yoongi que o observavam

-porque estão me encarando? -perguntou o ômega quando estava em frente aos dois

-pff não estou encarando ninguém. -Yoongi falou voltando a olhar a tela de seu celular

-ok, oi pra você também -Taehyung falou beijando a bochecha de Hoseok, ainda não haviam conversado nem decidido se voltariam ou não... Combinaram de pensar no caso

-não disse que tirava fotos, pensei que se tornaria professor -Falou Hoseok olhando a câmera

-hoseok, se passaram meses, não um século, ainda tenho 16 anos. -falou Taehyung, o alfa fechou a cara o olhando, fazendo o menor sorrir quadrado, Taehyung fez um leve carinho nos cabelos pretos.

-já vai ir? -perguntou Yoongi

-ainda tenho que tirar mais fotos, provavelmente só mais tarde, agora que eu terminei as fotos dessa coising só preciso editar. -falou o ômega olhando sorrindo para o pequeno ursinho em seus braços, Hoseok estendeu as mãos, pegando o bebê que se acomodou em seus braços

-vai lá -falou sorrindo para o ômega, Taehyung sorriu lhe dando um selinho, fez o mesmo em Yoongi, murmurando um "oi" que fez ambos sorrirem.

...

-haviam se passado quase 50 minutos, Hoseok e Yoongi conversavam e Sook deitava sobre a manta estendida na grama. O pequeno brincava com um pequeno leãozinho, dava pequenos 'murmurios' enquanto mexia suas perninhas e mãos, uma hora Sook do nada passou a chorar, Hoseok o pegou no colo, tentando o acalmar, mas era praticamente em vão, nenhum dos dois sabia acalmar a um bebê.

-deixe que eu o seguro -ouviu uma voz atrás de si, virou o rosto vendo Taehyung

-demorou hein? -falou

-tirar fotos boas não é tão fácil -falou pegando o bebê que quase instantaneamente parou de chorar, fazendo os alfas levantarem uma sobrancelha -porque tá chorando hum? Não precisa chorar toda vez que eu me afasto -Taehyung falava com o bebê de forma fofa

-hum... aceita um café?

...

Taehyung acabou cedendo ao pedido de Hoseok, foram até um café, onde finalmente puderam conversar, tanto sobre como seria o relacionamento dalí em diante como simplesmente jogando conversa fora, falando sobre tudo oque havia acontecido esse tempo todo em que estiveram separados, enquanto os dois alfas estavam em um lado da mesas Taehyung se encontrava no outro com Sook em seu colo, o menor não parava quieto, querendo ficar em pé, Taehyung finalmente cedeu ao desejo, deixando o bebê sirilepe ficar em pé sendo segurado por Taehyung no colo do mesmo

Os dois que observavam sorriram olhando a cena, ainda era difícil acreditar que eram pais, porém, a idéia não estava sendo bem um pouco ruim. Sook vendo uma brecha quando Bolinha, que não podia entrar na cafeteria, surgiu na janela chamando a atenção de Taehyung, meteu na mão em cima da cobertura de um bolinho, sujando toda a pequena mão, rindo divertido logo após

-Hey... Era meu. -Taehyung falou vendo o bolinho amassado, seus namorados riram de leve pelo biquinho que sempre surgir aos lábios do ômega, o bebê pareceu ficar ainda mais contente -nham nham -Taehyung falou enquanto levava a mãozinha do filho até a boca, o vendo comer o doce. Riu quando o menor experimentou, instantes depois levando a mão novamente até a boca. -se mudaram quando pra cá? -Perguntou Taehyung novamente colocando Sook sentado, escorado em seu peito enquanto comia a cobertura rosada do ex-bolinho

-a alguns meses atrás, eram pra ser só alguns dias -Hoseok respondeu a pergunta

-porque? -perguntou Tae confuso

-Hoseok se encarregou de todas as empresas de nossos pais e agora é uma dos maiores CEO de Seul -Yoongi interrompeu o irmão, rindo assim que levou um empurrão

-então filho, já pode pedir sua própria casa de aniversário -Taehyung falou olhando seu com as bochechas todas sujas de chantilly, Hoseok e Yoongi riram olhando-o

Conversaram por mais um tempo até se darem conta das horas, Taehyung se levantou indo com Sook até o banheiro do local, limpar a bagunça que o pequeno havia feito. Quando voltou os alfas já o esperavam com a conta paga, saíram do recinto parando na parte de fora, Taehyung olhou seu celular que havia vibrado, haviam 5 mensagens de Jimin, sorriu vendo que eram sobre os dois saírem a noite

-já preciso ir -Taehyung falou se aproximando de Yoongi que estava mais próximo, com a mão livre segurou a nuca do Alfa, dando um "rápido" beijo de língua no alfa, em seguida fez o mesmo em Hoseok, que antes do ômega se afastar segurou sua cintura com uma mão, enquanto a outra segurava a mãozinha que Sook havia estendido

-antes de você fugir, nada mais justo do que aceitar um jantar amanhã a noite -Falou, recebendo um sorriso de Taehyung

-eu penso no seu caso -falou, Se afastou após Sook beijar a bochecha dos seus pais e eles retribuirem com o mesmo jesto -quando eu chegar é melhor estarem lá, não gosto de atrasos -falou enquanto andava para o outro lado da rua

-isso foi um sim?! -Yoongi perguntou

-interprete como quiser! -Taehyung falou, deu um sorrisinho, sendo acompanhado por um riso fofo de Sook que olhava para trás, provavelmente para Hoseok e Yoongi. O bebê deu um sorriso banguela encarando seus pais...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...