História Um amor pós-apocalíptico - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Aaron, Abraham Ford, Beth Greene, Bob Stookey, Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Enid, Eugene Porter, Gabriel Stokes, Glenn Rhee, Jessie Anderson, Maggie Greene, Michonne, Morgan Jones, Negan, Paul "Jesus" Monroe, Personagens Originais, Pete Anderson, Rick Grimes, Ron Anderson, Rosita Espinosa, Sam Anderson, Sasha, Tara Chambler, Tyreese
Tags The Walking Dead
Visualizações 12
Palavras 688
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá amores! Antes de irmos para o capítulo quero dizer que neste mês irei postar dia sim, dia não, exceto entre dia 19 e 24 porque vou estar de férias. Bom, vamos para o capítulo!

Capítulo 4 - Erros



Eu tirei a minha t-shirt, os ténis, as meias e os calções. Fiquei apenas em sutiã e cuecas. De repente senti umas mãos na minha cintura. Virei-me para trás e vi o Rodrigo. Estava sem camisola, apenas de boxers. Os seus abdominais bem salientes.

Rodrigo- Desculpa-me, eu amo-te!
Ele apertou me contra o corpo dele e juntou os nossos lábios num beijo intenso. Eu não me consegui conter e cedi. Subi para o colo dele e ele deitou me numa mesa. Beijou-me o pescoço e foi descendo até à minha barriga. Eu não queria fazer isto hoje. Decidi parar.
Eu- Para.
Ele parou imediatamente.
Eu- Não.
Eu saí de cima da mesa e vesti me. Deitei-me na minha manta e adormeci.


Isabella OFF 
Rodrigo ON 


Estivemos a tarde toda a treinar. Quando chegámos à sala decidimos dormir. Eu tirei os calções e a t-shirt. Quando me virei vi a silhueta dela, perfeita. Decidi meter as minhas mãos na sua cintura. Ela virou-se para trás e admirou os meus abdominais bem salientes. 
Eu- Desculpa-me, eu amo-te!
Apertei-a contra o meu corpo e juntei os nossos lábios num beijo intenso. Ela subiu para o meu colo e eu deitei-a numa mesa. Beijei-lhe o pescoço e fui descendo até à barriga. Ela disse:
Isabella- Para.
Eu parei imediatamente.
Isabella- Não.
Ela saiu de cima da mesa, vestiu-se e deitou-se na manta dela e adormeceu. Eu fiz a mesma coisa.


~noutro lugar qualquer~


Rodrigo OFF
Rick ON


Eu- Temos de nos manter todos unidos, ok?
Depois da morte do Tyreese ficamos sem rumo. Estávamos cansados de perdas.
Ouvimos um carro a aproximar-se e apontamos as nossas armas. Lá dentro estava um homem, cabelos até aos ombros, castanhos, com olhos esverdeados, com um ar assustado, talvez com 35/36 anos, e uma rapariga loira, de olhos azuis, pela clara, que aparentava ter os seus 16 anos, também assustada.
Eu- Saiam do carro agora, de braços no ar.
Os dois saíram do carro e puseram as suas mãos no ar.
Eu- Eu sou o Rick. Como é que vocês se chamam?
Eles baixaram os braços.
Eu- PONHAM OS VOSSOS BRAÇOS NO AR!
Eles levantaram os braços de novo e falaram.
Eugene- Professor e cientista Eugene Porter.
Mariana- Eu sou a Mariana.
Eu- Vocês têm algum acampamento?
Eles entreolharam-se.
Eugene- Não, mas a escola onde eu dava aulas deve estar vazia, provavelmente só teremos de a limpar.
Eu mandei a Carol revistar a rapariga, e eu revistei o homem.
Eu- Quantos walkers já mataram?
Eles- Quantos quê?
Eu- Walkers, zumbis?
Eles- Nenhum.
Eu- Quantas pessoas já mataram?
Eles- Nenhuma.
Eu- Porquê?
Eugene- Porque temos principíos!
Mariana- E somos seres humanos!
A Carol assentiu com a cabeça em sinal de "Está limpa" e eu acenei de volta.
Eu- Ok, então levem-nos a essa escola.


~de manhã~


Rick OFF
Isabella ON


Eu acordei cedo, eram 08:30 e eu decidi ir atar mais alguns zumbis. Bebi um pouco de água, vesti-me e fui até ao pátio. Atraí zumbis um a um e fiz o procedimento. Quando dei conta tinha talvez uns 50 zumbis em fila. Decidi esperar pelo Rodrigo. Como o pátio tinha uns cestos de basketball peguei numa bola que encontrei no ginásio e comecei a jogar. Passado uma hora aparece o Rodrigo, pronto para matar: tinha uma faca, assim como eu.
Eu- Bom dia.
Rodrigo- Oi.
Eu- Vamos começar a treinar: lembra-te, isto não é como a realidade; eles são muito mais rápidos, mais agressivos e mais perigosos com as mãos e os dentes, portanto tens que domar pelo menos estes!
Começamos a treinar e quando acabámos fomos beber água. Sentámo-nos numas escadas e eu comecei a falar:
Eu- Olha, peço imensa desculpa pela forma como me comportei em minha casa. Nenhum pedido de desculpas vai apagar o que fiz, mas eu quero ficar bem contigo, nem que seja só como amiga.
Eu não queria ficar bem com ele "só como amiga", mas era o mais correto a ser feito.
Ele olhou para mim e disse:
Rodrigo- Sim, eu também quero ficar bem contigo.
Nós olhámo-nos bem nos olhos e fomos juntando os nossos rostos, até que...
 


Notas Finais


Olá amores! Espero que tenham gostado do capítulo.
Queria agradecer aos novos favoritos, ~marina6985 e à ~DaniFrozzt por favoritarem a história. Quero também agradecer à ~marina6985 e à ~Leomara2000 por comentarem.
Leitoras fantasmas, comentem e, se puderem, divulguem a história se gostarem dela, para esta fanfic poder crescer e me dar motivação para escrever. Beijos e até ao próximo capítulo!😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...