História Um Amor Proibido - Adaptada (Mericcup) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Origem dos Guardiões, Como Treinar o seu Dragão, Enrolados, Frozen - Uma Aventura Congelante, Valente
Personagens Anna, Elsa, Flynn Rider, Gothel, Jack Frost, Mérida, Norte, Personagens Originais, Rapunzel, Soluço
Tags Flynzel, Hiccrina, Jelsa, Mericcup
Visualizações 24
Palavras 556
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Incesto, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - Capítulo XIII



— Flynn! — Hiccup engoliu a seco quando viu seu irmão.

— O que pensam que vão fazer?! — Diz Flynn sabendo exatamente o que seu irmão e sua filha tem em mente.

— Meu pai... — Começa Merida saindo de cima do cavalo. — Eu e Hiccup nós...

— Iremos fugir. — Disse Hiccup pegando na mão de Merida.

— Fugir... — Flynn dá uma risada incrédulo. — Acham mesmo que eu permitiria tal insanidade? 

— Meu pai, eu não posso me casar com o Tadashi... — Merida segura o braço de Hiccup e encara seu pai. — Eu amo o Hiccup. — Completa ela sorrindo para seu amado.

— Ah por favor, isto és só uma paixão passageira. Hiccup, já parou para pensar que Merida é sua sobrinha e que podes destruir sua vida se fugirem? — Flynn se aproxima de seu irmão.

— Eu a amo e...

— Ela não é a Katerina meu irmão, e é a sua sobrinha! — Grita Flynn interrompendo Hiccup.


A cada palavra de Flynn os olhos de Merida marejavam mais.


Hiccup realmente me ama ou é por que me pareço com minha mãe? — Era a pergunta que se passava na cabeça da bela jovem. Mas ela não desistiria, não agora que era mulher de Hiccup. A pequena sorriu ao lembrar-se do dia em que Hiccup a tomou, fora o melhor momento de sua vida, e apesar de Hiccup ser seu tio, ela o amava. Não queria outros beijos, outras carícias, outras mãos que a tocassem a não ser as dele. De forma alguma se casaria com Tadashi. Viveria seu amor, nem que para isso tivesse que passar por cima de seu pai. 


— Chega meu pai! Não me casarei com um homem que mal conheço porque simplesmente condiz ao senhor. Eu amo o Hiccup,  e apesar de ser meu tio, fugirei com ele e serei feliz. Viverei longe do senhor e de sua detestável amargura! — Merida diz firme para seu pai.

— Como ousa falar assim comigo, garota?! — Flynn agarra o braço de sua filha.

— Não toque nela! —  Hiccup empurra Flynn, e lhe dá um soco tão forte que o faz cair do chão.

Flynn logo se levanta e revida, começando assim, uma briga com Hiccup. Elsa, olhando a cena ao longe, levanta a barra do vestido e correu em direção a eles e para ao lado de Merida, que está observando a cena de Hiccup, seu amado, espancando Flynn, seu pai, sem saber o que fazer.

Elsa ajuda a sobrinha a subir no cavalo, e com um pouco de dificuldade tira Hiccup de cima de Flynn.


— Vá Hiccup, vá! — Elsa grita se ajoelhando ao lado de Flynn, que mal conseguia levantar-se.


Hiccup corre rapidamente e sobe no cavalo, se posicionando atrás de Merida, que segurava as rédeas do animal.


— Merida! — Grita Flynn de joelhos, e com muita amargura no peito, continuou: — Nunca mais quero olha-la! A partir desse momento, tu deixastes de ser minha filha! — Grita ao ver o cavalo partir.


E assim, partiram Merida e Hiccup. Ela se sentia triste pelo seu pai, mas estava feliz assim como seu amado, que sorria de orelha a orelha. Viveriam seu amor longe dali. Partiram sem nada e sem rumo, mas com algo lindo e valioso: o amor que os consomem. Sabendo que nada pode os afetar, nem mesmo a força de seus destinos. 


Notas Finais


Amanhã sai o último capítulo dessa história :)

Bjs e até o próximo capítulo! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...