História Um Amor Proibido - Temporada 2 - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli, Sou Luna
Personagens Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli
Tags Karol Sevilla, Ruggarol, Ruggero Pasquarelli, Ruggerol
Exibições 63
Palavras 478
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie Guys! Sorry, por demorar demais para postar esse capitulo! SORRY!
Mas, bem, espero que gostem do capitulo.
Ate as notas finais..

Capítulo 19 - Capitulo 18 - Bebida -- Parte 2


Valentina Zenere

- Claro, tudo o que você quiser gostosa. - ele falou em um tom sexy que me arrepiou ate o ultimo pelo do meu corpo.

- e-eu quero que você me possua. - eu falei meio nervosa e ele sorriu malicioso.

ele não respondeu nada apenas abriu a gaveta do criado-mudo que tinha do lado da cama, e pegou uma camisinha.

- N-Não, depois eu começo a tomar as pílulas. - eu falei e ele guardou a camisinha.

- Se e o que você quer, tudo bem gostosa. - ele fala e ele tira todas as suas peças de roupas, menos a cueca.

depois, ele tira bem devagarinho sua cueca, me deixando ansiosa, e MEU DEUS, como aquilo vai entrar em mim?

- pera, e-eu sou virgem. - eu falei. - como você pode ser virgem? você e uma gostosa. - ele falou e eu corei, fiquei parecendo um pimentão.

- ok, eu prometo que eu não vou com pressa, aperte minha mão se doer. - ele falou e pego na minha mão, eu não respondi nada apenas assenti fazendo sinal de " sim ",  ele posicionou seu membro na minha entrada.

logo apos isso, ele me penetra lentamente, CARALHO, aquilo doía pra cacete, eu praticamente quebrava a mão dele.

- S-Si-Simon. - eu quase não falava nada por causa da dor, senti uma lagrima escorrer pelo meu olho, e ele ataca meus labios.

mas finalmente depois, a dor foi substituída pelo prazer.

- Caralho, Valentina. - ele fala colocando mais seu membro dentro de mim.

- SIMON! - exclamei quase gritando, caralho estava morrendo de prazer.

depois de algum tempo, ele começa a se mover dentro de mim lentamente.

Eu adorava o membro dele dentro de mim.

(...)

Acordo e logo não sinto o cheiro másculo e viril do Simon.

ele realmente não estava ali, o misterioso não estava ali.

eu encontrei um carta no criado-mudo e começo a ler.

" Ola Valentina, você deve esta se perguntando onde eu estou?

pois bem, desculpa, eu tinha que sair, eu já paguei nossa conta, eu gostei muito daquela noite, eu quero mais vezes, em?

te amo

com amor, o misterioso.

0900348232

Para: minha gostosa, Valentina."

pera, que é isso? parece um numero de celular? sera o numero dele? o ruim e que estou sem meu telefone.

eu coloco a carta no criado-mudo novamente e vejo meu vestido do lado da porta, eu pego ele e coloco na cama.

depois, eu vou tomar um banho, estava cheirando ao cheiro dele, eu adorava mas seria bem estranho eu sai com esse cheiro pela rua.

apos eu tomar um banho, eu visto meu vestido, eu pego a carta que estava no criado-mudo, eu coloco no meus decotes, era o unico lugar que eu poderia botar, já que o vestido não tinha bolsos.

e por fim, eu saio de la.


Notas Finais


Gostaram? Mereço Comentarios?
Espero que sim!
Ate o proximo capitulo..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...