História Um amor proibido - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Hanabi Hyuuga, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruhina
Visualizações 22
Palavras 1.124
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente esse capítulo talvez seja o anti penultimo desculpa ser tipo curta demais essa minha fanfici espero que a próxima não seja tão curta. Espero que gostem :)

Capítulo 6 - O salvador da pureza


Fanfic / Fanfiction Um amor proibido - Capítulo 6 - O salvador da pureza

Ninguém nunca se prepara para o tipo de notícia que  estava por vir, sempre imaginamos que tudo estará bem, pelo menos à vista dos outros. Obito não poderia voltar atrás ele sabia que precisava de  ouro e agora seu trabalho era sequestrar um bebê mais inocente que o anjo mais puro, ele sabia que talvez ele tivesse que o matar.

A manhã chegara no povoado, Hinata acordou mais cedo que Naruto por isso foi a que percebeu que Boruto e o visitante tinham sumido. Juntos.

Ela se desespera, acordara Naruto, Sakura e Sasuke, ela não sabia o que fazer.

Hinata – Meu Deus levaram o meu filho! O meu bebê, por favor meu Amor nós temos que acha-lo, por favor

Ela murmurava num choro sem fim, naqueles últimos meses Hinata achou que sua vida finalmente se acalmaria, mas não, mais uma notícia ruim, ela pensou.

Hinata – E se ele tentar fazer alguma coisa com Boruto , Meu Deus Naruto nós precisamos fazer algo.

Naruto recém acordada estava sonolento de ressaca, mas a notícia o despertara mais rápido que água gelada.

Naruto – O que meu Amor, calma nós vamos acha-lo. Eu e Sasuke vamos providenciar alguns antigos soldados para procurarmos Boruto por toda a nossa região.

A aparente calma que Naruto passava para Hinata era falsa, ele também morria de desespero por dentro, ele só queria viver em paz, simples.

O esconderijo onde Obito estava com Boruto era atrás da floresta e de um rio, se caso eles o achassem ele teria tempo de fugir, eles estariam atravessando o rio, que tinha uma forte correnteza.

Obito jamais imaginara arriscar-se de novo mas a vida sempre lhe ferrava, sempre, pensava ele.

Boruto começara a chorar, fome concluiu Obito.

Obito – Ótimo agora ele está com fome e eu não tenho os benditos seios para amamenta-lo!

Agora ele teria que inventar algo, tentou fazer uma papinha para ele com alguns ingredientes a criança aceitou, mas ele sabia que aquilo não o ajudaria por muito tempo.

Hiashi já sabia por informantes que Boruto já estava nas mãos de Obito, agora ele teria que esperar, quando eles achassem o esconderijo atacariam Obito, assim ele mandaria alguns soldados para mata-los sem piedade alguma.

A noite chegou e todos os ex soldados e também homens que lutavam estavam preparados para procurar Boruto, eles resolveram ir em direção a floresta que era muito grande, isso demoraria um dia inteiro,  e se eles conseguissem chegar no rio o dia já teria ido embora. A estratégia de Obito era muito transparente para eles. Para eles Obito só queria dinheiro, nunca imaginariam que ele fosse mandado por Hiashi.

Os homens já tinham atravessado a floresta, e a noite já ia chegando, eles não poderiam perder tempo, era uma vida que estava em jogo, a vida de um inocente.

Os soldados já acompanhavam os homens do povoado por todo o caminho, sabiam a hora de atacar, sem piedade alguma, eles iriam matar, os homens do povoado sabiam que não poderiam dormir, seguiram para o rio, apenas o barulho das corujas quebravam o silêncio da noite, as árvores grandes causavam um manto sobre quem andava naquela floresta, de dia tinha sombra, e de noite a mais plena escuridão. Passando a madrugada, e chegando o nascer do sol, Obito se preparava, colocou Boruto já enrolado em alguns panos, prepara o cavalo, sabia que o dia prometia a morte de alguns.

No povoado Hinata e Naruto estavam preocupados demais, Naruto estava ali por pedido de Hinata que tinha medo que ele se machucasse, ela tinha certeza que Hiashi estava por trás de tudo isso, mas não falou nada com medo de que Naruto fosse digamos tirar satisfação com Hiashi.

Os homens já atravessavam o rio, perto do meio dia, demoraram demais por causa dos cavalos que teimavam em não ter contato com a água, chegando assim em algumas casas abandonas, sabiam que tinha grandes chances de Boruto estar lá.

Os soldados de Hiashi já se preparavam para atacar os homens do povoado, queriam sangue, custe o que custasse.

Os homens se espalharam pelo grande terreno, logo alguns soldados agiam no silêncio, cortando gargantas, os cavalos relinchavam ao sentir-se incomodados sem a presença de seus donos, alguns homens perceberam isso e logo encontraram alguns soldados, a luta recém começara.

Obito pegara Boruto no colo e subira em seu cavalo, sabia pelo barulho  de gritos que estavam lutando, cavalgava para outras cidades, tinha que fugir independente se Boruto fosse pego ou não, ele não queria morrer.

Alguns homens que conseguiram fugir da batalha, seguiram para uma casa mais afastada de todas, sabiam que alguém tinha acabado de fugir, e o rastro recente na terra, os fizeram seguir em diante, Obito sabia que logo seria perseguido, tinha que fazer alguma coisa com Boruto, aquele bebê o atrapalhava ao cavalgar além de seu choro o incomodar, logo chegou perto de uma cachoeira, sabia que ali poderia ser seu fim, mas se livraria de Boruto,o cavalo empinoue e quase o fez cair, então no momento em que descera do cavalo, ouviu um galope muito perto, Obito olhou no fundo daquele par de olhos de azul profundo que transparecia uma alma pura.

Quando o galope estava quase atrás dele, Obito quase caiu, seu desiquilíbrio agora não estava só na sua mente, levantando Boruto em direção a cachoeira, sentiu uma espada lhe atravessar o ventre, a boca de Obito se abriu com algumas gotas de sangue lhe escorrendo pelo queixo em direção ao chão, as mãos que estavam na espada, rapidamente seguraram Boruto que iria cair das mãos já moles de Obito, agora seguro na mão do seu salvador Boruto já não chorava mais, o vento batia forte ali, e Obito caia em direção a cachoeira, com os olhos arregalados e a espada cheia de sangue, agora era sua hora, a vida sempre cheia de maldade agora ia embora daquele corpo já frio e ensanguentado, que já sumia pela água forte da cachoeira.

Os homens do povoado chegaram no local, os soldados tinham fugido, sabiam que iriam perder, estavam maioria mortos, os homens chegaram mais perto felizes de ver que Boruto estava vivo, mas quem era que o salvou? O salvador estava com um capuz.

Um homem do povoado perguntou quem era. Então o moço de capuz respondeu: Neji.

Aquela resposta valeu para todos se aliviarem. As mãos de Neji ainda estavam sujas de sangue, mas Boruto não ficara sujo pois os cobertores o protegiam, ainda mais do frio que agora fizeram Neji abraçar mais Boruto, o capuz dele saiu de sua cabeça e seus cabelos soltos ao vento. Agora Neji levaria o pequenino Boruto, o  seu sobrinho ao encontro de seus pais, seguro.

Pensou Neji se levantando, sorrindo e acariciando o  delicado rosto de Boruto agora sonolento.


Notas Finais


Gente desculpa ficar dois dias sem postar nada(acho que foi dois dias sla) tive que dormir tipo MT, eu tinha passado uma noite inteira sem dormir escrevendo aqueles capítulos anteriores, mas agr vou ver se continuo ok, então espero que tenham gostado :) terá mais ;) <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...