História Um amor proibido - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~milene

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Tags Amor, Ana, Mauricio
Visualizações 71
Palavras 740
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Adultério, Drogas, Estupro, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Como te conheci


Fanfic / Fanfiction Um amor proibido - Capítulo 1 - Como te conheci

Era uma sexta feira de sol estava muito quente fazia 37 graus estava bem suada pois tinha vindo de uma corrida com umas amigas, estava doida chegar em casa certo tempo depois minha mãe me liga dizendo que tínhamos visita então me apresei mas ao chegar em casa encontro meus pais vindo até mim eles eram tão felizes juntos podia ver o amor deles estampado em seus rosto começamos a conversa até que o telefone toca. Era da escola da minha irmã ela tinha caído feio e estava no hospital meus pais saem desesperado e mandam eu ficar em casa. Eles saem e vou até a cozinha abro a geladeira e uma maçã cai que droga. Me abaixo pra pegar e vejo um pé atrás de mim levanto rápido quando olho pra traz vejo um homem sentado na mesa ele era lindo tinha os olhos azuis como o mar, branquinho,cabelos escuros era lindo. Então com toda educação perguntei qual era seu nome ele.oi meu nome é Maurício eo seu?  Meu é Ana tudo bem?  Claro tudo sim você é filha do carlos né!  Sim sou. Eu Tava gaguejando não sabia oque falar ele Tava me deixando excitada queria pular no coto dele MS não podia fazer isso oque iria pensar de mim. Então conversamos por um tempo estava ótimo o papo  ele disse que era fisioterapeuta e estava aqui pra cuidar do meu pai que sentia muitas dores no corpo. Estava adorando conversar com ele até chegar na parte que ele era casado. Casado?  Encarei o asulto e subi pro meu quarto fui tomar um banho n aguentava mas o calor. Me jogo debaixo do chuveiro e logo depois ouso a porta abrir rapidamente abro a cortina e me deparo.. 

Versão do Maurício parte 1

Acordo bem cedo pra ir até a clínica. E vejo a diana dormindo meu casamento não era lá aquelas coisas nas eu tentava melhorar cada dia dou um beijo nela e sigo ao trabalho ao chegar lá o telefone toca era o Marcos  nossa quanto tempo não falava com ele éramos amigos desde infância. 

:Oi carlos 

Oi Maurício tudo bem?  Poxa queria marca com você umas seções de fisioterapia estou com muitas dores. 

:sim Carlos podemos marcar sim posso ir na sua casa hoje se quiser até mesmo pra matar a saudade 

:ok Maurício vou te mandar o endereço 

E desligo o celular pego minhas coisas e vou ao encontro dele. Então chego na sua casa fazia muito calor, bato em sua porta então aparece a esposa dele Carla. Nossa ela era linda, então o carlos aparece nos abraçamos e entramos pra conversar ouso a a Carla ligando pra alguém deveria ser uma de suas filhas ele tinha me amostrado fotos delas eram duas meninas lindas,não dei muita atenção ao que dona Carla dizia no telefone e continuei a conversar com o carlos, e derepente minha pressão cai. O calor fez com que ela caise. Ele rapidamente me levaram até a cozinha e dão água e um pouco de sal ainda meio sonso escuto a porta abrir eles vão até a sala e escuto uma voz doce, suave deveria ser de uma das filhas, ouso o telefone tocar eo carlos muito alterado começa a gritar dizendo que já tá indo, eles sai sem mas nem netos ainda na cozinha não me esquento muito por te me deixado concerteza deveria ser algo muito importante.....  Então aparece uma garota na cozinha. Cabelos pretos até o ombro, branquinha, pela roupa deveria está correndo ela usava um shortinho minúsculo que deixava a polpa de sua bunda pra fora ela vai até a geladeira e uma maçã cai ela se agacha nossa esse era um ótimo ângulo de se olhar rs. Ela rapidamente se levanta e se vira acho que deve ter me visto quando se abaixou. Ela então me apresento com toda minha educação ela estava tão suada...  Ela diz seu nome.. ANA Ana era seu nome. Conversamos um tempo até ela falar que vai pro quarto. Não entendi o motivo mas tudo bem. Continuo na cozinha até que me dá vontade de ir ao banheiro e me lembro que os banheiros ficam no quarto então vou até um dos quartos entro e tinha uma cama de casal a parede era pintada de marrom claro era lindo. Então pensei comigo mesmo. Bom aqui deve ser o quarto do carlos. Abri a porta e dou de cara com a Ana pelada... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...