História Um amor psicopata - Amor Doce - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dakota, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Li, Lynn, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Violette
Tags Amor Doce - Armin
Exibições 20
Palavras 780
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Achou que eu tava brincando?! Huehue...
Planejo ficar até terminar a fic e depois sumir do spirit por um tempo... Enfim tá aqui o capítulo...

Capítulo 24 - Capitulo 22 - Quem é ela? (Parte 3/4)


Lynn crusou os braços e se formou um grande sorriso em seu rosto, ao perceber que ele não iria para trás ela saiu da frente e conseguimos ir embora.

- Nem pra passar por cima dela. . . Mas mudando de assunto, de onde você tirou esse boy? - Alexy passa a mão no peitoral de Simon 

- Tira a mão daí! - ele dá um tapa na mão do Alexy

- Ele é um dos contratados pela Lynn. . . -

- Nem quero mais. . . - Alexy cruza os braços e Simon revira os olhos

- De onde tirou esse viado? -   

- Viado não, se diz homosexual, olha o respeito . -

- Eu chamo como eu quiser! -

E assim eles começaram a discutir e eu pensei na possibilidade de derrotar a Lynn, usando ela própria contra ela.

- Seu homofóbico! -

- Eu não sou homofóbico! -

- DÁ PRA VOCÊS SE CALAREM?! - gritei e eles começam a me olhar - obrigada. . . -

Eu pensei em várias estratégias mais nenhuma batia contra a Lynn. . . Eu olhei para o lado e vi Alexy no banco de trás fazendo massagem no Simon que estava dirigindo.

- Que foi? Ele sabe fazer uma ótima massagem, é pra relaxar. . . -

Que fofo gente. . . Nunca imaginei o Simon com o Alexy,  até porque conheci o Simon ontem. . . É impressionante como eu e o Simon nos tornamos parceiros em um dia, acho que ele não é esse machão todo que demonstrou ser quando me deu aquele tapa, agora sei porque a Lynn escolheu ele. . .

Ao chegar em casa Simon e Alexy foram procurar um quarto enquanto eu fui para meu quarto e acabei achando um diário vazio com um bilhete da Sally dizendo que era um presente para mim. . .

Eu comecei a escrever até perder a noção do tempo, acho que meus novos amigos serão um lápis e um simples diário.

- Parece que você será minha grande companhia, Alex. - falei passando a mão na barriga 

Eu fui até uma pequena varanda que tinha no quarto e fiquei lá para pegar um ar. . .

- Você vai ser minha filha, só minha, vou ser mãe e pai pra você. . . -

Eu me sinto uma idiota falando sozinha, eu olho pro seu e lembro de quando conheci o Armin, parecia um sonho. . . Mas se tornou um pesadelo, mas não me arrependo de nada. . . De nada mesmo. . .

- Você fica tão fofa conversando com sua filha. . . - falou Alexy atrás de mim 

- É meio bobo falar com quem na tá te escutando. . . - 

- E quem disse que ela não te escuta? - Alexy coloca a mão em minha barriga

- Nem adianta! É muito cedo pra sentir se movendo! - ele começa a rir

- Será que é uma menina? -

-  É uma pergunta que não posso te responder agora. . . - 

- Eu to precisando de um banho! - rimos juntos

- No fim das contas. . . eu também! -

- Enfim. . . Boa noite. . . -

Nos despedimos e ele vai embora aproveitei para dormir mais cedo. . . Quando acordei já era dia, tava MORRENDO de sono, Alexy entra com uma bandeja com frutas, suco e. . . Cookies?! 

- Como você não comeu nada ontem a noite, resolvi te fazer esses agradinhos rs. - ele coloca a bandeja em cima da cama

- Onde achou cookies?? -

- Foi aquela e Sra. gentil que me ajudou a fazer! -

Eu comecei a comer enquanto conversava com Alexy, Simon entra no quarto com uma regata branca bem folgada e um daqueles shorts que parece uma cueca grande.

- Alexy vem fazer massagem em mim, acordei com dor nas costas. . . -

- Já vou! -

- To morrendo de dor!  -

- Eu já vou, eu não sou seu empregado! Então é melhor esperar! -

- Que saco. -  ele sai resmungando 

- É engraçado como vocês ficaram tão próximos. . . -

- Não estamos próximos, só não posso negar uma massagem a ele. . . E até que ele é fofo quando quer. . . - 

- ALEXY MINHA MASSAGEM! - grita Simon do quarto ao lado

- JÁ VAI, folgado. . . - Alexy também sai resmungando 

Ao Alexy sair continuo comendo minha salada de frutas, uma garota que nunca vi mais gorda entra no quarto e fecha a porta. 

- Precisamos conversar, minha "cópia" - 

- Quem é você? - 

- Você deve me conhecer, a final, VOCÊ roubou meu lugar por direito. - 

Ela pegou cadecadeira e sentou de frente as costa da cadeira.

- E então? Não vai falar nada? -


Notas Finais


Continua >>>>


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...