História Um Amor quase impossivel - Capítulo 17


Escrita por: ~ e ~vivi

Postado
Categorias Luan Santana
Personagens Luan Santana
Tags Comedia, Drama, O Luan Santana, Paixão com você
Exibições 49
Palavras 1.070
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vivi,bia

Capítulo 17 - Capítulo 17



Mauricio: A história é seria então?.

Você: Muito, mais não quero comentar sobre isso, quero esquecer.

Mauricio: Tudo bem, não vou perguntar nada.

Você: Obrigada.

Mauricio: Mais mudando o assunto: Tem proposta pra você, só que é no exterior.

Você: Exterior? Sei não, acho melhor aqui no Brasil mesmo, sem essa de ir pra exterior -eu ri- não é meu forte.

Mauricio: Então tá, eu mando outra pessoa e você fica aqui no Brasil mesmo.

Enquanto isso Luan antedia as fãs com o pensamento em você.

Rober: Luan pelo amor de Deus, muda a cara.

Luan: Se fosse fácil.

Rober: Você faz as merdas e tá se lamentando? Para vai, tá entrando fã sorri coisa.

Luan: Xiu ai testa.

Ele logo atende as fãs e depois vai fazer o show, você já tinha pegado suas malas e estava indo pro aeroporto, por sorte tinha passagem pra comprar, então você compra no cartão do Luan claro, e vai buscar suas coisas, o show acaba e ele se desespera pra voltar pro hotel achando que você estava lá, mais na verdade você estava quase chegando em SP (nova casa do Luan) assim que você chega pega suas malas e vai pro condomínio pegar o resto das suas coisas, Mauricio te acompanha o trajeto inteiro. Luan sai correndo pra van ansioso pra chegar logo no hotel.

Luan: Acelera cara, eu tenho que chegar logo lá.

Rober: Luan isso é uma van e não um foguete, tenha calma.

Luan: Calma porque não é você que vai perder o que tá tentando conquistar.

O motorista faz como Luan pediu, assim que chegam no hotel Luan praticamente voa até o quarto, mais foi em vão, você já estava em SP há muito tempo.

~ EM SP ~

Bruna: Meu Deus o que foi? Porque voltou? -te olha assustada-.

Você: Só vim pegar minhas coisas.

Bruna: Como assim?.

Você: Pergunta pro idiota do teu irmão ele vai saber te explicar como ninguém.

Bruna: Não me diga que ...

Você: É isso ai, ele ficou com aquela vaca, e olha que ainda tinha falado que me ama -diz fazendo as malas-.

Bruna: Nossa, mais e agora?.

Você: Como assim e agora? Agora acabou né? Vou pro meu canto, tô trabalhando mesmo, e antes disso meus pais me sustentavam, dá pra viver.

Bruna: Mais você gosta dele, e eu bem que não acreditei nele.

Você: Gosto, mais nem por isso vou me humilhar, se ele me ama como diz, que corra atrás, como assim não acreditou nele?.

Bruna: Naquela noite que eu perguntei se vocês estavam juntos, ele disse a mim que te ama e tal, só que eu não acreditei. Mais vamos continuar com a amizade né? Por favor diz que sim.

Você: Seu irmão é um doente, ele não fala coisa com coisa, diz que me ama e me trai na cara limpa, claro que vamos ser amiga maluca -eu ri- ele não tem nada haver com nossa amizade.

Bruna: Ufa tava ficando com medo já -ela ri-.

Mari: Que aconteceu? -diz entrando no quarto-.

Bruna: Ah mãe o Luan tava falando que ama ela mais traiu ela no Rio, e com a marmita lá.

Mari: Meu Pai eterno, meu filho é doente mental.

Você: Ai Mari -começa a rir- só você mesmo pra me fazer rir na hora da raiva.

Mari: Mais vocês vão se acertar, eu sei que vão.

Você: Não Mari, não mesmo, quero distância dele, vai ser difícil ele me ter de volta, quase impossível.

Mari: Faça o que achar melhor, mais quero manter contato com você.

Você: Mais é claro que vamos manter contato -rir-.

Mari: Eu vou me deitar tá? Só vim aqui porque escutei vozes, fica com Deus tá? Se cuida.

Você: Você também -abraça ela-.

Bruna: Teu celular tá tocando.

Você: Aposto que é ele -pega o celular- não disse -rir-.

Bruna: Atende por favor, ele vai ficar a noite sem dormir, e ele tem show, por favor.

~ Ligação ON ~

Luan: Onde você tá? Porque demorou pra me atender?.

Você: Estou terminando de arrumar minhas coisas, era só isso? Tchau.

Luan: Não espera.

Você: Rápido.

Luan: Não me deixa poxa, eu não menti quando disse que gosto de você, todo homem erra você sabe disso, me perdoa por favor, vamos conversar pessoalmente, você nem me deixou explicar direito, ela mentiu, foi ela que me atacou, eu juro, juro até pelos meus fãs.

Você: Hm não ,eu não acredito em você, nem se o Papa me disser isso eu não vou acreditar, que Deus me perdoe, mais você não presta, e não jura por pessoas que não te conhece como deveria.

Luan: Não fala isso, elas são tudo pra mim, por favor me deixa explicar -fala com voz de choro-.

Você: Vai atrás da Bárbara, explica pra ela na cama tá? Adeus -desliga o celular totalmente-.

Luan: Que merda -grita-.

Bruna: Tem certeza que não quer falar com ele? E se ele tiver falando a verdade?.

Você: Ele que corra atrás agora, pra mim já deu ,até demais, estorou meu limite -diz pegando as malas- me ajuda aqui.

Bruna: Você quem sabe, chata velha -ri- me da aqui.

Vocês descem e Mauricio estava na sala esperando por você.

Mauricio: Vamos? Vou te levar pro flet da empresa.

Você: Tá vamos, beijos Bru, toma juízo.

Bruna: Acho que tomei um pouco com você -ela ri- se cuida tá ? E não esquece que eu existo.

Você: Jamais amor, beijos -diz indo até o carro- depois te ligo.

Bruna: Tá vai com Deus.

Você vai conversando com Mauricio sobre tudo, até sobre seu salario.

Mauricio: Chegamos, vem eu vou te levar até lá.

Você: Nem tenho como te agradecer.

Mauricio: Tem sim, só fazer um book sensual -ele ri-.

Você: Olha a safadeza -rir- mais eu topo.

Mauricio: Ótimo, depois de amanhã começamos -diz colocando suas malas no elevador-.

Você: Tudo bem, posso te pedir um favor?.

Mauricio: Seu eu puder fazer ...

Você: Não diz pra ninguém que estou aqui, não quero que o Luan venha me procurar, se é que me entende.

Mauricio: Não se preocupe, ninguém saberá.

Você: Obrigada -ri-.

Vocês descem e ele abre a porta do flet pra você.

Mauricio: Bom aqui estas -ele ri-.

Você: Mil desculpas por ter feito perder sua noite.

Mauricio: Não precisa agradecer, meu companheiro me deu um bolo, foi bom te encontrar.

Você: Parceiro? Você é …

Mauricio: Gay ? -pisca- sou sim.

Você: Não parece.

Mauricio: Ainda bem -ele ri- assim as pessoas não me criticam.

Você: Awwn eu tenho um amigo gay -abraça ele-.

Mauricio: Que boba meu Deus -ele ri- fica bem tá? Vou pro meu apartamento, se precisar de mim me liga.

Você: Pode deixar anjo.

Mauricio: Beijos.

Sua Narração:

Nossa ele é gay -ri- não parece mesmo.

Você vai pro banho e coloca a roupa de dormir, e deita na cama, mais seu pensamento sempre ia pra uma pessoa só.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...