História Um amor quase possível - Jikook [sendo reescrita] - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Taegi, Um Amor Quase Impossivel
Exibições 57
Palavras 1.124
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HEEEEY GALERIS, brotei das trevas para postar esse capítulo! Espero que gostem.

Tá pequeno :(

Gente vou explicar aqui rapidinho uma coisa, nessa nova "versão" é tudo igual a antiga, tudo que muda é que a mãe do Jimin é a melhor amiga da mãe do kookie, e também que Jimin ama Kookie e kookie o odeia, ok? Mais para frente ainda tem mais surpresas.

(Quando tiver com data é outro dia, quando não é o mesmo dia.)


Boa leitura.😴

Capítulo 2 - Vejo novamente seu sorriso lindo...


Fanfic / Fanfiction Um amor quase possível - Jikook [sendo reescrita] - Capítulo 2 - Vejo novamente seu sorriso lindo...

Jimin abriu seu caderno, e folheou o mesmo, porém parou em uma página e começou a ler ela, nessa página ele tinha escrito uma música especial para cantar nesse natal, mas infelizmente a pessoa para quem tinha escrito não estaria presente ali.

Essa música me deu um grande trabalho, mas tudo bem, ao menos ela ficou pronta.

O menino estava concentrado em ler o que escreveu, pois ele já tinha escrito à muito tempo, acho que uns 2 anos atrás, antes de Jeon ir embora para Seul. Ele lembra-se desse dia como se fosse ontem, a sua tia o dando essa notícia, talvez, ele nunca vá esquecer desse dia, que seu grande amor foi embora para outra cidade, e o "deixou", na verdade Jeon não gosta de Jimin, e sim, o odeia e fala isso na cara do garoto, sem se importar de está o magoando ou não.

— Jimin, você está ocupado?

— Não, Hee!

— Pode vir aqui comigo, rapidinho?

— Claro! — Jimin levantou-se da cama e foi até a porta, onde a garota estava.

Ele fechou a porta, e seguiu Soon-Hee até o jardim, que era onde a menina estava o levando.

O que Deus vamos fazer em uma jardim?

— Hee, o que vamos fazer no jardim?

— Quando chegarmos lá você vai saber, ok? Só espera um pouco e confia em mim. — Seu tom era bem feliz.

Ok, a Hee está feliz é me levando para um jardim... Isso não vai acabar bem! Eu preciso que alguém chegue na hora que ela for...

 — Chegamos, Jiminie! — A voz da garota soava nervosa e feliz, ela estava com os sentimentos confusos.

— Ah é! Chegamos! — Jimin estava apreeensivo, porque sabia exatamente o que a garota iria fazer — Por quê exatamente você me chamou aqui?

— Eu queria te falar uma coisa...

— Fale, Hee! Estou te escutando.

— É que eu... — Ela olhou para baixo corada.

— Fala, Hee! Não precisa ter vergonha.

— Eu te amo Jimin! Toda vez que você chega perto de mim, meu coração começa a bater rápido; eu não consigo parar de pensar um minuto em você, eu te amo! — Jimin já sabia disso e já esperava por isso, mas ele ficou pasmo com a sua confissão.

— Hee, eu não sei o que dizer... Você é minha amiga, e eu não esperava isso... Ah! É difícil, Hee!

— Jimin, apenas fale a verdade!

— Ok, Hee! — Jimin respirou fundo — Eu não quero te magoar nem nada, eu não gosto de você Hee, na verdade sim eu gosto, mas não desse jeito, e sim, como amigos, entende? Eu sei que você não se apaixonou de propósito, porque a gente não manda no coração, e não escolhe por quem se apaixonar, eu te entendo! Eu não vou mandar você parar de gostar de mim, nem nada! Só tenta entender que eu não posso namorar você, ok?

— Por que não, Jiminie?

— Hee, eu já falei! Eu gosto de você apenas como amiga! Eu não posso simplesmente dizer que te amo também só para te magoar e te iludir, por isso preferi dizer a verdade. Agradeça! Eu estou sendo honesto com você.

— Jiminie, você não está sendo justo comigo! Eu te amo, Jimin! Por favor me dá uma chance de te mostrar que eu posso te fazer feliz! — Ela botou sua mão na mão do ruivo.

— Hee, eu já disse que não! Eu amo você! E para duas pessoas serem felizes, tem que ter amor de ambas das partes.

— Eu posso fazer você me amar, Jimin! Do me dá uma chance! — A garota fez uma carinha "fofa" na tentativa de convencer Jimin à dizer "sim".

— He-

— Por favor!

— Qual foi, viado? Eu tava te preucuran... Eita! Atrapalho algo? — Taehyung estava com uma cara maliciosa.

— Taehyung, eu vou te matar! — Suga chegou e puxou a orelha de Taehyung, olhou para Jimin e Hee — oi, casal! Não queria atrapalhar, mas já atrapalhando, eu vim aqui chamar o Taehyung.

— Suga, você chegou! — Jimin saiu de perto de Soon-Hee e foi até Suga o abraçar.

— Não vem com essa de abraço! Você sabe que eu não gosto dessas viadagens! — Suga o empurrou.

Amém, Jesus! Se eles não chegam eu tava ferrado, na verdade não eu não estava, mas tudo bem depois agradeço eles.

O ruivo deu um "tchau" com a mão e levou os dois amigos para longe do jardim, na verdade, ele os levou no quarto dele, que não é tão longe do jardim.

— O que foi, Jimin? Tá querendo transar na festa de natal?

— Para de falar besteiras, Suga!

— Você não manda em mim, Taehyung!

— Sério! Vocês dois parem de brigar!

— Ninguém está brigando aqui, criança!

— As crianças aqui são vocês! Não podem ficar 5 segundos juntos que já estão brigando.

Enquanto eles estavão no quarto brigando, alguém que Jimin gosta muito iria chegar hoje mesmo para participar da festa de natal, para ser mais específica o que estava chegando era o presente que Jimin tanto queria, a presença do garoto que ama.

— Voltei, cambada! — Kookie gritou animado.

— Kookie, para de ser retardado que ninguém aqui sentiu saudade!

— Kyung-Soon, para de ser estraga prazeres!

— Jungkookie!!! Vem me abraçar, garoto! — A mãe de Jimin estava sorridente.

— Senhora Park, fico feliz em rever você!

— Jungkook, eu sei uma pessoa que vai ficar muito feliz em te ver!

— Quem, senhora Park?

— Park Jimin, senhor Jeon! — O sorriso no rosto de Jungkook logo se desmanchou.

Enquanto isso no quarto dos meninos estava a maior bagunça, Suga jogado no chão, Taehyung e Jimin estavam se batendo com travesseiros. 

A senhora Park, ou melhor a mãe do ruivo entra no quarto e vê a bagunça que estava.

— Meu Deus, Jimin! Que isso?

— Omma, a gente pode explicar! — Jimin e Taehyung falaram juntos.

— Tudo bem, filho! Mas depois você é Taehyung vão arrumar tudo isso.

— Suga, seu preguiçoso acorda! — Taehyung deu um chute no garoto pálido deitado no chão.

— Me chuta de novo para ver se eu não decepo a tua perna.

— Credo! Hoje é natal, Yoongi! Tenha espirito natalino...

— Claro que eu vou ter, tia! O primeiro ser do demônio que mandar eu levantar do sofá e ficar acordado, vai ser esquartejado por mim.

— Misericórdia, garoto!

— Não liga para esse doido! O que você veio falar, mãe?

— Ah, Jimin tem uma surpresa para você lá fora. — Jimin sorriu de lado.

Jimin respirou e sentiu um perfume doce invadir suas narinas, ele sabia muito bem de quem era aquele perfume, reconheceria ele a distância.

— Jungkook?! — Jimin saiu correndo do seu quarto para a sala.

O garoto chegou na sala e avistou o moreno em pé, sorrindo.

 Vejo novamente seu sorriso lindo...

— Jungkook, você me promete nunca mais sair do meu lado? — Ele abraçou o garoto com muita força.

— Jimin?! 


Notas Finais


~Brotei das trevas

Estão gostando? Hahaha, ainda tem mais uma capítulo hoje! Acho que vai ser maior...

:)

Beijo na bunda!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...