História Um Amor Que Supere O Do Passado - Capítulo 46


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Deidara, Hanabi Hyuuga, Hashirama Senju, Hidan, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inojin Yamanaka, Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Jiraiya, Konan, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Personagens Originais, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasori, Sasuke Uchiha, Shisui Uchiha, TenTen Mitsashi, Tobirama Senju, Tsunade Senju
Tags Desilusão Amorosa, Drama, Naruhina, Novo Amor, Novo Começo, Saiino, Sasuhina, Sasusaku
Visualizações 80
Palavras 1.713
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yo, Senpais, Kohais :3

Chegay chegando, de forma chegadamente chegada e trouxe pra vocês um pouquinho de amor
Um pouquinho de raiva
Um pouquinho de felicidade
Um pouquinho de NaruHina

Tô a três dias escrevendo, terminei hoje, espero que gostem

Me desculpem por qualquer erro, confesso que não dei a básica revisada ks

Boa leitura...

Capítulo 46 - OS FILHOS- Viagem... Eu te odeio, Hinata...Eu te amo, Boruto


Fanfic / Fanfiction Um Amor Que Supere O Do Passado - Capítulo 46 - OS FILHOS- Viagem... Eu te odeio, Hinata...Eu te amo, Boruto

15/01/2009

Sakura

Levantei cedo, precisava buscar Ayame, pois mais tarde iriamos viajar. Confesso que não esperava me dar tão bem e me aproximar tanto da mesma, ela me fez nutrir um amor grande por ela assim como ela nutre por mim:

-Ai...--Sorri, Sasuke também havia conseguido laços com ela, foi brm dificil já que a mesma não gostava dele mas ele mudará muito e se tornara um bom otou.--E espero que tudo continue assim. 

Entrei no carro dando partida e indo para a casa de Hinata:

-Que ela já esteja acordada.--Comentei. 

 

Hinata


 Acordei cedo, preparei o café da manhã e arrumei Ayame, Sakura havia dito que a buscaria cedo e a mesma se encontrava ansiosa:

-AAAH, ela ainda não chegou!--Falou fazendo um biquinho e fechando a porta da sala de entrada.

-Calma, pequena.--Ri.--Logo ela chega, agora senta e termine seu café. 

Ela se sentou na mesa, eu a observava passando a mão sobre minha barriga, um sorriso surgiu ela era linda, eu a amava tanto aquela garota, que antes...Fui tirada de meus pensamentos por um loiro:

-Bom Dia!--Falou elétrico arrancando um beijo da morena e logo vindo a mim--Hoje é um dia lindo, feliz e animado.

Arqueei a sobrancelha e Ayame ria:

-O que temos hoje?--Perguntei curiosa.

-Nada, é que eu estou feliz.--Falou rindo e se sentando na mesa. 

-Aish...--Ri por sua atitude.

-Otou, você é estranho.--Ela riu.

-Olha ela!--Ele brincou--Sou o extremo da normalidade.

-Ata...--Eu e Ayame falamos juntas, rindo do mesmo.

-Vocês são sem graça...--Reclamou.


 Sasuke


 Eu realmente me sentia estranho, nunca pensei que o gelo que havia se formado em meu coração poderia ser quebrado... Quebrado por uma mulher, a mulher que eu podia chamar de minha e que agora eu faria qualquer coisa pela mesma.Sorri, soltando um suspiro:

-É Sasuke, você esta mesmo apaixonado.--Konan apareceu.

-Talvez.--Ri a olhando.--Aconteceu alguma coisa?

-Que eu saiba não, só vim ver se precisava de algo e trouxe seu café que Sakura deixou pronto.--Sorriu de forma gentil, colocando a pandeja sobre a mesa.

Sakura e Konan viraram grandes amigas com apenas um piscar de olhos meu, eu agradeço muito a Konan por ter ficado e ajudado tanto Sakura todo esse tempo: 

-Obrigado. Mais um vez!--Sorri e a mesma fez referencia saindo do quarto.  

Apesar de tantos erros, eu ainda tinha quem me amava ao meu lado, apesar de tanta desconfiança, eu consigo amar, consigo ser uma pessoa carinhosa. E consegui deixar de ser tão frio e orgulhoso.


Hinata


Depois de tomarem o café, Naruto saiu pra empresa e Ayame levou suas malas a sala, pois Sakura havia ligado avisando que estava indo para lá o que deixara a pequena bem animada:

-EU TÔ TÃO FELIZ.--Ela gritava e pulava.

-Percebi.--Ri, era ótimo vê-la feliz, ver sua relação com Sakura e Sasuke, ver que ela levava aquilo de forma feliz e que amava tanto Naruto quanto Sasuke, sem sentir sentimentos ruins por algum deles, e por ter aceitado Sasuke.

-Okka, você esta bem?--Ela me tira de meus pensamentos, tendo um olhar confuso no rosto.

-Sim, pequena, só estava pensando.--Sorri, colocando a mão na sua cabeça e logo a campainha toca--Se comporte lá!--Abro a porta, esperando ver os olhos esmeraldas e o cabelo rosado, junto a um lindo sorriso, mas fiquei surpresa ao ver uma loira na minha porta.

-Ah, yo, Hinata.--Ela me olhava, um olhar de desprezo.--O Naruto está?

Eu iria responde-la mas fui interrompida:

-Meu Otou não está e, se era só isso que queria, você já pode se reti...--Ela parou assim que viu meu olhar sobre a mesma.

-Gomen!--Falei por ela--Ele não está,Samui e, se quiser vê-lo só vai dar quando ele chegar. 

Ela revirou os olhos:

-Certo.--Sua voz saiu em um tom de raiva--De qualquer forma, arigato. 

Ela saiu dali, sumindo de vista, mantinha a porta aberta, estava impressionada e um pouco assustada. 

Ayame veio até mim e segurou a minha mão: 

-Okka, gomenasai, mas ela merecia ouvir aquilo.--Eu a olhei-- Ta escrito na testa dela que ela não gosta de você, se eu fosse maior batia nela.--Fez um biquinho me fazendo rir e abraça-la. 

-Não pequena, não se deixe levar por primeiras impressões!--A olhei-- E nunca mais trate alguém daquele jeito, não foi essa educação que te dei. 

-M-Mas...

-Pequena, não se preocupe, ela com certeza não tem nada contra a gente, ela é só a irmã do seu otou e vamos nos dar bem.--Sorri, eu esperava por isso.

-Iih, posso participar desse abraço?--Olhei a rosada rindo. 


 Samui


 -Que ódio!--Bati a mão no volante do carro--Aquela menina, como ela ousa? Ah, se eu ver aquela pirralha sozinha, eu acabo com ela. 

Calma, Samui, ela é só uma criança:

-O mais engraçado é que ela ousa chamar ele de otou, ah, que pirralha.--Tentava me acalmar-- Ah, Hinata como você consegue ser tão perfeitinha?-- Não conseguia-- Além de acabar com você, vou acabar com a sua filha, essa pirralha. Vocês duas tem que ser excluida do mapa!

Sorri de lado, não aguentava ver ela dentro da casa do Naruto:

-Você me tomou ele, então eu vou acabar com você! Sua vaca. E já tenho o plano perfeito.


Sakura


-Nossa.--Olhei Ayame, depois de saber o que houve-- Mandou bem pequena, é isso mesmo, tem que proteger sua mãe.--Falei sentindo o olhar de reprovação de Hinata enquanto ria junto a Ayame.

-Sakura!!!--Ela soltou uma risada-- Você é insuperavel.

-Ai, eu sei.--Olhei Ayame, fazendo cosquinhas na menor-- Só não bata em ninguém, sabe por quê?

-Porque violência é proibido e, princesas não sujam suas mãos.--Ela riu.

-Isso.--Olhei Hinata-- Não quer ir lá pra casa, enquanto nós não vamos viajar?--Perguntei, pois demoraria algumas horas para irmos.

-Não, eu quero é dormir!--Ela falou bocejando.

-Nossa, chata.--Ri, pegando Ayame no colo.--Bem, então, estamos indo.

-Certo.--Ela me ajudou com as pequenas malas da menor.

-Vou sentir saudades.--A menor deu um beijo em Hinata.

-Tão fofas.--Sorri, enquanto colocava as malas no carro e logo após Ayame na cadeirinha.


-Eu já sou grande sabia?--Ela me olhou com uma carinha se brava.

-Grande pra ficar na cadeirinha!--Hinata falou e eu ri.

-Bem, te devolvo ela em questão de uma semana, se não houver nenhum imprevisto.

-Sim, senhora.--Hinata riu, dando um ultimo beijo em Ayame e fechando a porta.--Bem, vou sentir saudades das duas.

-Eu não sinto falta de você.--Brinquei-- Também vou.

Ela riu e logo dei partida no carro, deixando uma morena risonha:

-Você ama fugir da sua mãe né?--Ri.

-Não,é só que eu amo sair com você.--Ela falou.

 -Tá bom... 


 Hinata


 Entrei em casa, trancando a porta e, indo até o sofá me sentia exausta:

-Ah...--Suspirei, passando a mão pela minha barriga, sentindo um leve chute, sorri.

Me levantei, já estava na parte final da gestação e começava a sentir uma leve dor. 

Parei a frente do telefone, discando os números devagar por causa da dor:  

-Alô?--Ele havia atendido. 

-N-Naruto... C-Chegou a hora...--Falei dando um leve grito pela dor intensa.

-Ai meu Deus, estou indo.--Ele desligou.


 Naruto


 -Droga, droga.--Peguei meu casaco. 

-Sr. Uzumaki?--A secretária me olhou preocupada pela presa. 

-Fala pra minha mãe que estou indo pro hospital.--Falei já terminando a chamada com Ino, que estava indo em direção a minha casa. 


Ino


Naruto me ligou desesperado, sorte que eu estava próxima a casa, pois havia ido buscar Inojin na casa da minha sogra. Parei na frente da casa de Naruto, descendo e deixando a porta aberta:

-Hinata...--Bati na porta que estava trancada, ela abriu com certa dificuldade.--Droga...

A peguei, se demorassemos demais ela poderia perder o bebê. A coloquei no carro, ajudando a mesma a respirar e dirigi até o hospital, dando entrada e logo os médicos a levaram: 

-Ela esta bem??--Naruto chegou gritando. 

 -Sim, se acalma!--Falei. 

-Eu não consigo.--Ele falou.

 -Vem cá.--O abracei mexendo em seus fios de cabelo-- Ela vai ficar bem, não se preocupe.--Sorri. 

 Ele devolveu o sorriso e se sentou ao lado do carrinho de Inojin, brincando com o mesmo... Naruto, será um ótimo otou.


Kushina


 -O que?--Me levantei da poltrona, sorrindo.--Tem certeza? 

-Sim...

-Bem, dispense todos, acabou o serviço por hoje, feche a empresa para mim.--Sorri, saindo da sala, precisava ir ao hospital. 


 Neji


 -...--Fiquei paralisado-- Não pode ser, e-eu estou indo.--TenTen me olhou

-O olhar no seu brilho, a surpresa, Hinata?--Sorriu-- Pera, é o que eu tô pensando?

Assenti, ela soltou um grande sorriso:

 -Posso ir?--Perguntei colocando Hellen no berço.

-Claro.--Ela sorriu-- Aproveita e dá um beijão nela por mim, eu cuido dos nossos meninos.

-Arigato.--Beijei sua testa, TenTen me entendia mais do que eu mesmo. 


Sasuke


Estavamos no aeroporto, quando recebi a noticia, sorri:

-É... Ayame, quando voltarmos você poderá conhecer seu irmãozinho!--Afirmei sorrindo e a mesma me olhou feliz.

 -Então...--Sakura me olhou.

-Sim, Sakura, Hinata esta no hospital.--Sorri.

Elas se animaram e eu apenas sorri:

-É, Naruto, você terá seu filho.--Comentei baixinho só para que eu ouvisse-- Com a mesma mulher que me deu uma filha. 


Naruto


Me sentia completamente nervoso, realmente eu tinha medo de perder aquela mulher, tinha medo de não poder beija-la, de observa-la dormindo, de ver seu sorriso:

-Filho...?--Minha Okka se sentou ao meu lado, deitei minha cabeça em seu ombro.

-Você acha que algo vai acontecer com ela?--Perguntei. 

-Iih, vira essa boca pra lá!--Neji falou ao chegar-- Nem com ela, nem com o bebê, não se preocupe, não irá acontecer nada.

 As malditas horas pareciam não passar, mas já estavamos ali a 4 horas. Meus olhos ardiam, pelo sono mas não conseguia.

Logo meu olhar se fixou em um homem que usava roupas brancas e vinha até mim com um belo sorriso no rosto:

-Naruto Uzumaki?--O olhei. 

-Sou eu.--Ele sorriu. 

-Parabéns, você tem um lindo filho, venha!--Me levantei seguindo o mesmo, adentramos uma sala, onde em uma cama separada estava Hinata e ao seu lado, um garotinho de cabelos dourados.

-...--Fui até lá, olhando fixamente o mesmo, que estava com os olhos abertos e fixados em Hinata--H-Hinata...--Ela abriu vagarosamente os olhos.

-N-Naruto...--Ela sorriu e olhou a criança--Esse é o nosso garoto... Boruto.--Falou.

Um sorriso se formou em meus lábios, olhei para uma enfermeira, que assentiu em confirmação, como se soubesse o que eu queria:

-... 

 Estava com um certo medo, mas levei minhas mãos de forma cuidadosa a pequena figura ali, trouxe seu corpo para próximo do meu rosto, fazendo o mesmo me olhar e levantar uma de suas mãos apertando meu nariz, um sorriso se formou em minha face e depositei um beijo em sua testa: 

-Eu te amo... Meu filho...--Encostei nossas testas ainda sorrindo bobo, eu realmente estava feliz, meu coração fervia e uma alegria se espalhava pela minha alma-- Eu te amo, pequeno Boruto.

Hinata sorria, me aproximei da mesma a abraçando e chorando: 

-A-Arigato Hinata, por ser minha esposa.--Chorava como uma criança, deixando Boruto sobre o busto de Hinata, que o abraçou junto comigo.-- Eu realmente sou o homem mais feliz do mundo.--Sorri.


Notas Finais


Beijinhos e até o próximo cap 😘

Espero que tenham gostado...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...