História Um amor violento - Capítulo 97


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Dakota, Dimitry, Iris, Kentin, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Personagens Originais, Rosalya, Violette
Tags Alexy, Ambre, Amor Doce, Armin, Castiel, Dimitry, Iris, Kentin, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Rosalya, Viollet
Exibições 251
Palavras 2.603
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drabble, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Super Power, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


- Oiee...
Tudo bem com vocês?
Foi mal a demora! =/

É que ainda estou com pouco de dificuldade para escrever...

Amanhã eu posto o outro... Hoje não dar mais! =/ (Perdoe-me).

Bom... Obrigada por sempre acompanharem! =)
Amo vocês...

(Erros corrigidos mais tarde).

Espero que gostem!

Boa leitura!

Capítulo 97 - Pesadelo


Fanfic / Fanfiction Um amor violento - Capítulo 97 - Pesadelo

18/10/2016 – Londres

ARMIN! DEVOLVE MEU FILHO!

27/06/2011 – Tóquio

Lys On.

“Estava em minha casa preparando algo para comer, quando escuto alguém entrando.

Ana: Cheguei!

E lá vem ela com o nosso filho nos braços, ele tinha cabelos brancos e olhos castanhos. Tinha a pureza de sua mãe. Com um sorriso que continha apenas dois dentinhos em sua boca.

Lys: Olha quem chegou! (Peguei ele no colo que sorria em meu colo, parecia feliz a me ver). Como foi o passeio com a mamãe?

Ana: Divertimos-nos muito não meu amor? (Ela passava a mão em seus cabelos).

Ele sorria para ela.

Lys: Cansada?

Ana: Um pouco! Quer que eu prepare o jantar?

Lys: Não! Você já fez o suficiente! Trabalhou demais por hoje! Porque não vai tomar um banho, eu fico com o Gustavo!

Ana: Ok! Mais posso pelo menos dar um banho nele?

Lys: Haha... Pode! (Entreguei-o para ela). Mais ande rápido, logo o jantar vai estar na mesa.

Ana: Ok! Rosa me ligou, disse que mais tarde vem aqui.

Lys: Tudo bem! (Voltei para a minha comida).

Ana: Ah já ia me esquecendo!

Lys: O que houve? (Me virei rapidamente).

Ela se levantou e me deu um beijo. Sorri com o seu ato.

Lys: Obrigado!

Ana: Por nada! Rsrs...

Fiquei olhando ela, me virei e voltei a terminar minha comida. Eu me sinto tão ao lado dela, ela me deu algo que sempre quis, uma família linda e unida. Com certeza meus pais iram gostar de me ver como estou hoje. Infelizmente sinto a falta dele.

Ana: LYSSSS... SOCORRO!

Eu me assustei, subi correndo para o quarto, abro a porta e vejo ela machucada e com lágrimas nos olhos.

Lys: Mas... MAIS O QUE ACONTECEU AQUI? CADÊ O GUSTAVO?

Ana: Ele... Ele o levou... Lys! Está doendo muito! (Ela apertou sua barriga).

Lys: Meu Deus... Você... Está... Você está sangrando!

Ana: Não se preocupa comigo! Por favor, Lysandre! Pego o nosso filho! Armin o levo-o!

Lys: Ele não fez isso!

Ana: Fez... Vai Lys!

Lys: Eu não posso lhe deixa desse jeito!

Ana: Pode como deve! Vai logo... Ai... Rápido!

Eu saio correndo com sangue em minhas roupas, ele ainda estava no jardim. Quando ele me viu saiu correndo para a rua.

Lys: ARMIN! PARA!

Eu corria mais parece que eu nunca alcançava, eu só podia ouvir o choro do meu filho ao longe. Quando de repente ele para de corre e para no meio da rua e me olha com um sorriso malicioso nos lábios.

Lys: ARMIN! DEVOLVE MEU FILHO!

Foi quando um foco de luz os iluminou e veio um carro e os atropelou. Eu fique em estado de choque quando eu o vi jogado no chão com o Gustavo. Eu não ouvia mais o seu choro.

Lys: GUSTAVO!”

Lys: GUSTAVO! (Me sentei na cama, estava todo suado e me tremi por inteiro). Foi só um pesadelo, foi somente um pesadelo...

Olhei em volta do meu quarto, vi o Castiel dormindo feito pedra, nem me ouviu. Ainda bem, olhei para o relógio era 06h20. Já é de dia, mais o significa esse sonho? Espero que não tenha acontecido nada com a Ana. Peguei meu celular para liga para a Rosa, mais essa hora ela deve está dormindo, lá ainda é madrugada. Melhor eu me levantar e tomar um banho e me preparar para a passagem de som.

Lys Off.

[...]

Ana On.

Arrumei-me rapidamente e fui para a cozinha, hoje é o ensaio fotográfico com o Pedro. Devo admitir que esteja ansiosa. Peguei o meu celular e tinha uma mensagem, era do Dimitry.

Mensagem on.

“Bom dia! Dormiu bem essa noite? Perdoa-me por não ter passado em sua casa essa noite. Tive um compromisso de última hora, mais tarde podemos nos falar? Estou com saudades... E boa sorte com as fotos lá! Beijos”

Mensagem Off.

Finalmente deu as caras, rsrs... Também estou com saudades, o respondi.

Mãe: Que sorriso é esse no rosto?

Ana: Ah... O Dimitry me mandou mensagem aqui!

Mãe: Hum... Venha comer algo para você ir! (Ela se sentou a mesa e me ajuntei a ela).

Ana: Cadê o papai?

Mãe: Dormindo!

Ana: Hahaha... A cara dele isso!

Mãe: Você ficou bem ontem? Percebi que você ficou abatida com o que dizemos!

Ana: Bem... Eu não esperava aquilo, mais uma hora ou outra isso iria acontecer... Mais estou bem sim!

Mãe: Você gosta dele não é?

Ana: Não! Eu não gosto dele... Eu o amo mãe!

Pai: Ah eu sei! Não precisa fica falando que me ama assim... Se continuar o Dimitry vai ficar com ciúmes!

Ana: Hahaha... Bom dia pai!

Pai: Bom dia! (Ele me deu um beijo em minha cabeça). Dormiu bem?

Ana: Sim!

Pai: Que bom! Onde vai toda arrumada assim?

Ana: Tira foto!

Pai: Hahaha... E precisa se arrumar assim?

Ana: Sim! É necessário! Daqui alguns dias chega as fotos!

Mãe: Eu quero ver! É mesmo que tirou foto suas de você grávida?

Ana: Sim! É o Pedro! Antigo amigo meu mãe!

Pai: O Gay?

Ana: Como sabe que ele é gay?

Pai: Só outro gay reconhece o outro gay! (Ele tomou sua xícara de café).

Ana: PAI! Hahaha... Que isso? Hahahaha...

Mãe: Seu pai não existe Ana! É uma lendinha viva!

Pai: E você o piolho da história!

Mãe: Hahaha... Idiota! (Ela deu um soco em seu ombro).

Ana: Hahaha... Só vocês mesmo! Deixa-me ir... Não quero me atrasar!

Mãe: Boa sorte filha!

Pai: Boa sorte! E arraza! (Ele fingiu joga o cabelo).

Ana: Hahaha... Ok! Obrigada! E pai... Para! Hahaha...

Peguei minha bolsa e sair, a relação dos meus pais acho muito legal. É tão bom está perto deles novamente!

[...]

Pedro: Prontinho Aninha! Tudo certo!

Ana: Ufa! Isso cansa não é? (Peguei uma garrafa d’água e tomei).

Pedro: Sim! Mais pela suas expressões, creio isso aqui vai fazer sucesso. (Ele olha a câmera).

Ana: Ai Pedro! Também não é assim não é?

Pedro: Claro Ana! (Andei até ficar ao seu lado). Isso é para uma coleção de roupas, e veja só que legal. Provavelmente uma dessas fotos aqui esteja nos outdoor.

Ana: Que? Mais você não me falou isso...

Pedro: Porque fiquei sabendo agora! (Ele sorria para mim).

Alexy: E sabe de uma coisa... Você vai brilha... Não que isso... Você já está brilhando! (Ele apareceu ao lado do seu namorado).

Ana: Alexy? Que saudades!

Alexy: Eu também minha linda! (Ele me abraçou forte).  

Pedro: Muito bem!

Jéssica: Eu estou esperando Pedro! Quando vamos tira nossas fotos!

Todos presentes olharam para ela, ela estava com um maio roxo, parecia incomodada.

Pedro: Jéssica eu preciso descasar um pouco. E eu lhe disse ontem, que as suas iramos tiram uma hora depois que eu tirasse as da Ana. (Ele guardava a câmera).

Jéssica: Eu não sei o que essa sem graça tem!? Não seria mais interessante tira as roupas de banho primeiro? (Ela colocou a mão na cintura).

Alexy: Olha aqui sua magrela desmiolada...

Ana: Alexy! Deixa...

Alexy: Deixa um escambau! (Ele foi até a Jéssica). Quem você pensa que é para fala assim com a Ana em? Você não é nada, se não fosse o Pedro te contratar, estaria com uma mão uma na frente e outra atrás.

Ana: Alexy! (Peguei em seu braço).

Alexy: Eu ainda não terminei com essa daqui! E veja bem o que você fala viu! Pedro pode demitir!

Ana: Alexy! Para!

Alexy: Só porque ficou noiva do vice-presidente das empresas Carter acha que pode ficar ai se achando a boazona? Lembre com você traiu meu ele meu amor... E sabe de uma coisa? Nath está com alguém muito melhor que você...

Pedro: ALEXY!

Alexy: Pronto! Desabafei! (Ele saiu e foi para perto de Pedro).

Ana: Perdoe-me pelo Alexy... Ele está meio nervoso!

Jéssica: Não me interessa! Tenho coisas maiores para resolver! (Ela parecia que iria chorar, pegou suas coisas e saiu andando apressadamente).

Voltei para a sala de Pedro.

Ana: Alexy! Não precisa fazer aquilo! (Cruzei os braços).

Alexy: Ah precisava sim! Aquela garota já estava me dando nos nervoso já! Bom que agora ela vai pensa muito bem antes de ficar soltando merda por ai...

Pedro: Eu tento arrumar o Alexy... Mais ele sempre se estraga!

Alexy: Ai para! Hahaha... Também não é assim!

Pedro: Mais o deixa Ana! Mais tarde eu resolvo o assunto dele. (Ele foi para sua mesa e pegou um envelope).

Ana: Eu só não quero dar trabalho Pedro!

Pedro: Que isso... Ela vai voltar! Afinal... Eu não demitir ela ainda!

Ana: Verdade!

Pedro: Como prometido! Aqui está a primeira parte... (Ele me entregou o envelope).

Ana: Primeira parte?

Pedro: Sim! Quando foi divulgado e sair à revista você recebe a outra parte!

Abri o envelope, tinha uma quantia boa de dinheiro ali.

Ana: É muito Pedro!?

Pedro: Sim! Mais relaxa... Você vai receber mais...

Ana: Mais?

Pedro: Sim! E, aliás... (Ele se sentou em sua cadeira). Não gostaria de trabalha para mim?

Ana: Eu? Trabalha para você?

Pedro: Sim! O que acha?

Alexy: Aceita Ana!

Ana: Eu? Bem... Eu não sei!

Alexy: Como assim não sabe? (Ele me abraçou pelos ombros). Você está sem emprego, e Pedro precisa de modelo. Pronto!

Ana: Mais...

Pedro: Não precisa me dar a resposta agora Ana... Pensa certinho e me fala!

Ana: Tudo bem!

Alexy: Ela vai aceita sim! Rsrs...

Pedro: Esse Alexy! (Ele ria consigo mesmo).

Ana: Hahaha...

Ana Off.

Lys On.

Fiquei pensando nesse sonho que eu tive com a Ana, liguei para a Rosa ela me disse que está tudo bem, mais mesmo assim eu ainda estou preocupado. O que significa esse sonho?

Castiel: Eiii...

Lys: Oi?

Castiel: Que foi cara? Estou falando com você há horas e nada!

Lys: Perdoe-me Castiel! Estava pensando em algo aqui... Mais o que você estava me falando?

Castiel: O que houve? Está meio abatido hoje?

Lys: Nada demais... Mais me fale... O que era?

Castiel: Eu disse que eu e a Lia estamos namorando!

Lys: Ah legal... Pêra ai! O que?

Castiel: Hahaha... Eu e a Lia estamos juntos... Se acreditar que a Debrah apareceu ontem lá na boate?

Lys: Sério?

Castiel: Sim! Foi maior confusão! Mais no final tudo deu certo... Lia deu um soco na boca dela kkkkkk...

Lys: Meu Deus! Castiel... E você ri disso?

Castiel: Sim! Porque ontem foi a melhor noite que eu tive... Depois que a Lia deu um soco nela, fomos expulsos da boate, se acredita, só porque eu chamei ela de piranha, e depois ficando conversando até chegar aqui no hotel!

Lys: Por isso que ela não acordava de jeito nenhum hoje de manhã!

Castiel: Mais garanto que ela não bebeu!

Lys: E ela nem deve! Não pode!

Castiel: Hahaha... Foi muito bom! Finalmente pude fala a ela gosto muito dela.

Lys: Fico feliz por você amigo... Mais se lembre...

Castiel: O que?

Lys: Vai ter que me pedi a permissão de namorá-la! (Disse sorrindo).

Castiel: É O QUE? (Sabia que ele iria ficar nervoso). Nem pensar! Ainda tenho que fazer um pedido descente para ela... E mais isso... Desisto!

Lys: Aproveite e me peça! (Vestir minha camiseta)

Castiel: Nunca! (Ele colocava o seu coturno).

Lys: Então não dou minha benção! (Me olho no espelho).

Castiel: Olha já não estou gostando desse negocio mais não em!

Lys: Que isso irmão! É só me pedi... E pronto! Felicidade apenas!

Castiel: Aff... Pff...

Lys: Olha... E ainda quero um jantar em... Se não, não vou aceitar!

Castiel: Ah vai se fuder Lysandre! (Se franziu o cenho e pegou sua guitarra).

Rafael: Eu ouvi... Hahaha... Quero está presente quando você pedi a permissão para o Lysandre!

Kayro: Faço questão de filmar tudo!

Castiel: Vão todos se fuder! Aff...

Lys: Calma Castiel... Gosta-se dela... Vai ter que fazer o pedido e a permissão!

Lia: Oi gente! (Ela chegou toda sorridente no camarim). Animados! (Ela me deu um abraço).

Kayro: Nem todos! Hahaha (Ele olhou para o Castiel).

Lia: O que houve? (Ela perguntou para o Castiel).

Castiel: Eu tenho que pedi permissão para o Lysandre para namora você?

Ela me olhou sem entender. Eu só acenei com a cabeça.

Lia: Bem... Acredito que sim!

Castiel: Mesmo Lia?

Lia: Er... Aham!

Castiel: Aff...

Rafael: Vai ter que fazer!

Lys: Hahahaha... Vou amar isso, vou até interpreta o poderoso chefão! Muhahahaha..

Kayro: Hahaha...

Castiel: Sério! Eu me vingo de vocês...

Lia: Eu não estou entendendo nada!

Lys: Guarde sua raiva para o show!

??: Prontos meninos? Já vamos entrar! Daqui cinco minutos!

Kayro: Prontinho!

Rafael: Preparados!

Lys: Animados!

Castiel: Frustrado isso sim!

Lys: Hahaha... Vamos lá pessoal!

[...]

É tão bom sentir essa adrenalina novamente, ver toda essa gente cantando minhas letras. É sensação maravilhosa, uma mistura de medo com ansiedade e não consigo para de sentir. A cada música tocada vem um medo misturado de felicidade. Eu realmente nasci para isso.

Lys: Galera! Foi muito bom canta com vocês... Então essa será a última música que vamos cantar nesse final de tarde! (Ouvir eles reclamarem). Eu sei... Também não gostei! Hahaha

Fui até o final do palco, peguei minha toalha e uma garrafa d’água e tomei e sequei meu rosto.

Lys: Essa música é uma parte do que vivi alguns tempos atrás. Então gostaria de fazer algo diferente agora, pegue o seu celular, ligue para aquela pessoa que você há tanto tempo não se fala, por causa de um mal entendido ou algo parecido. Pois se você deixa o tempo passar... Pode ser que seja tarde demais para você tê-la novamente. E peça a ela que escute essa música, e deixa que a música faça o resultado.  Ela se chama Here Without You.

Here Without You. – Aqui sem você – 3 Doors Down
 

Cem dias me fizeram mais velho

Desde a última vez que eu vi seu lindo rosto

Milhares de mentiras me fizeram mais frio

E eu não sei se eu posso ver isso da mesma maneira

Mas toda distância que nos separam

Desaparecem quando eu sonho com o seu rosto


 

Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está em minha mente solitária

Eu penso em você, baby

E eu sonho com você o tempo todo

Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está comigo em meus sonhos

E hoje à noite, somos só você e eu


 

As distâncias continuaram aumentando

Enquanto as pessoas deixam seus modos de dizer Olá

Eu ouvi que essa vida é super valorizada

Mas eu espero que ela melhore

Enquanto nós caminhamos


 

Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está em minha mente solitária

Eu penso em você, baby

E eu sonho com você o tempo todo

Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está comigo em meus sonhos

E hoje à noite menina, somos só você e eu


 

Tudo que eu sei, e em qualquer lugar que eu vou

É difícil, mas isso não vai tirar o meu amor

E quando o último cair, quando tudo isso estiver dito e feito

É difícil, mas isso não vai tirar o meu amor


 

Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está em minha mente solitária

Eu penso em você, baby

E eu sonho com você o tempo todo

Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está comigo em meus sonhos

E hoje à noite menina, somos só você e eu

 

Ao terminar a música, vi rosto felizes falando no celular. E muitos aplausos, se não posso tira minha dor, posso pelo menos tira as dos outros.

Lys: Valeu galera! Espero vocês na gravação! Tchau!

Nos quatros nos ajuntamos e agradecemos a galera, que fomos recebidos por presente jogados no palco e muitos gritos das meninas.


Notas Finais


- Castiel peça logo a permissão! Hahaha...

Espero que tenham gostado!

Até a próxima!
Beijos e queijos!

Curtam a pagina: https://www.facebook.com/fanficumamorviolento/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...