História Um anjo celestial - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Anna Heartfilia, Aquarius, Erza Scarlet, Frosch, Gajeel Redfox, Grandine, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Metalicana, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Personagens Originais, Rogue Cheney, Skiadrum, Sting Eucliffe, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Exibições 164
Palavras 1.141
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Festa, Luta, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Voltei com mais um capitulo espero que gostem. ^^

Capítulo 2 - Capítulo II


Fanfic / Fanfiction Um anjo celestial - Capítulo 2 - Capítulo II

Wend Pov's on. 

Natsu-san estava partindo para cima de Lucy-san com a mãos envoltas em chamas, ninguém fez nada para impedir a não ser o garoto de cabelos brancos azulados acho que se chama Zeno, Zaro não acho que é Zero, mas não conseguiu já que Lucy-san se afastou dele. 

Quando Natsu-san estava perto de acertar um soco nela, a mesma começou a emanar muita magia e uma barreira dourada com listras brancas e símbolos dos espiritos celestiais  impediu que Natsu-san se aproxima-se mais de Lucy-san e o jogando contra uma parede, todos levantam assustados com o que Lucy-san acaba de fazer, ela mesma já se encontrava estática.

- Eu não queria fazer isso eu juro, nem sei como fiz - Lucy-san fala perturbada. 

- Lucy-chan não fassa isso com o Nat-kun por favor  - Lissana fala indo em direção a Lucy-san que não tinha mas a barreira para se proteger. 

Lissana parou de andar até Lucy-san e começou a olhá-la perplexa Lucy-san estava sendo cercada por varias bolinhas de luz brancas brilhando em volta de seu corpo e outras em tonalidades douradas, Lucy-san começa a flutuar e as bolinhas formam um redemoinho de luz e brilho em volta dela quando ela volta para o chão estava completamente diferente seus cabelos loiros que batinham nos obros estavam totalmente mais esbranquiçados até o quadril com uma franja tapando sua testa, seus olhos achocolatados que brilhavam como a lua agora estavam em um tom azul completamenteo sem vida e brilhos eles estavam opacos, sua pele empalideceu como um campo de neve e seu sorriso sumiu. Todos seus sentimentos sumiram era como se suas lágrimas tivessem secado, suas tristezas, seu amor, muitas incertezas e ódio todos seus sentimentos deram lugar a uma expressão fria. 

- Lucy, você está liberando a magia perdida só com os sentimentos - o mestre fala e todos nós ficamos com a boca aberta, ele dá um leve suspiro e contínua - mais saiba se você continuar sendo controlada pelas emoções negativas, essa magia irá corromper você, não esconderei mais nada. A magia que possui Lucy é a magia dragon slayer celestial, lembre de Acnologia Lucy ele se corrompeu se transformando em dragão completo. Não deixe isso acontecer com você minha filha.

- Você está tão perto, era como se eu pudesse tocá-la, como se a mais bela estrela estivesse na minha frente - Lucy-san  diz com um sorriso melancólico nos lábios ela se virá para nós um de seus olhos estava acholatado e o outro azul  - eles querem me matar e eu só quero me defender - quando ela fala lagrimas douradas saem de seu olho azul e lagrimas normais saem de seu olho achocolatado. 

- LUCY - todos gritamos em coro Zero  se aproxima de Lucy-san e lança uma magia para que a mesma desmaiasse, quando ela desmaia ele a pega no colo em estilo noiva o que pra mim foi muito fofo. 

- Laxus, Natsu, Gray, Sting, Rogue, Grajeel podem voltar, Erza vá até o conselho avisar que a Lucy é a maga da magia perdida - mestre fala em um tom autoritário e todos que ele mencionou saíram do escritório - Zero leve Lucy para a enfermaria, Wend a cure e Lissana tente acalmar Natsu. 

Nós assentimos e fomos fazer o que o mestre pedio. 

Wend Pov's off. 

Autora Pov's on.

Wend indicava a Zero onde era a enfermaria e ele a acompanhou com Lucy nos braços. Quando chegaram o albino meio azulado colocou a loira na cama e sai da sala enquanto Wend curava Lucy. 

Depois que Wend a curou saiu deixando a loira sozinha ela já tinha voltado ao normal, ela estava mergulhada em sonhos profundas. 

Autora Pov's off. 

              ~Sonho on~

Eu estava andando perto de um lago em uma floresta linda o céu estava claro era azul lindo, as árvores coloridas, muitas flores e vários animaizinhos passeando em volta das árvores. Eu me cento com a costa apoiada em uma das árvores me dando uma visão melhor daquele lindo riacho. 

Um leve suspiro sai de meus lábios tudo tão confortavel, a brisa fresca, o vento gélido porem reconfortante que balançava meus cabelos dourados e sacudia meu vestido. É eu só reparei na roupa que eu usava agora  (autora; sério reparar na roupa na hora da história "gota") eu estava com um vestido, branco longo, com pequenas linhas que brilhavam como ouro, a manga ia até os pulsos eram de rendas e meus cabelos estava soltos com duas mini tranças de cada lado de minha cabeça. 

Sinto uma presença sombria, fecho os olhos e quando eu abro a local tinha mudado totalmente o céu antes claro agora estava em um breu total com pouco brilho da lua sendo tampado pelas árvores, os bichinhos haviam partido e a única coisa que se ouvia fora os uivos dos lobos até meu vestido mudará, agora preto com a parte da saia bufada indo ao meio de suas coxas, com uma faixa vermelha de baixo de seus seios até seu quadril, eu estavá descalça e meus cabelos estavam maiores e com a franja cobrindo meus olhos "eu estava demais uhuu".

Vejo um rapaz se aproximar em minha direção em passos lentos. 

- Lucy, você precisa me ajudar, mate ela Lucy por favor? - ele me pede ou emplora á sei lá. 

- Hun - eu respondo ainda fitando o chão (autora: se "hun" fosse resposta querida). 

- Lucy, você mataria ela - ele fala me fitando - você não poderá ter sentimentos e pensamentos negativos você perderia o controlo dos poderes e  mataria todos a sua volta, até aqueles que ama. Não se preocupe ela virá até vocé, eu acho - ele fala sumindo. O QUE ELE QUIS DIZER COM "EU ACHO" NA VERDADE QUEM É ELA AFS. 

            ~sonho off~

Lucy Pov's on. 

Eu acordo assustada, olho ao redor e vejo que estou em um quarto na enfermaria da guilda, levanto e vou para o corredor e saio pela porta dos fundos sem que ninguém me veja, no fundo da guilda tem uma enorme floresta eu ando em direção da mesma quando eu estava entrando na parte mais profunda da floresta sinto alguém segurar  minha mão. 

- Vejo que já acordou Lucy - fala uma voz masculina docemente o que me fez arrepiar toda. 

- Q-quem é você - droga eu guaguejo ele ri baixo mas ri. 

- Você me vio hoje e não sabe quem eu sou - ele fala em um tom de desgosto eu apenas viro e vejo quem eu menos esperava o Zero. 

- KIAAA, você me deu um susto - eu falo brava. 

- NÃO GRITE eu tenho ouvidos sensíveis - ele grita no começo com as mãos nos ouvidos e rindo um pouco, coro de vergonha.  

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...