História Um Ano Nem Tão Incrível Assim - Capítulo 24


Escrita por: ~ e ~LetGirl

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Drama, Romance
Exibições 16
Palavras 1.207
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


HEY, GALEURA! MAIS UM CAPÍTULO FRESQUINHO ;)
DESCULPA POR ELE SER MENOR DO QUE OS ÚLTIMOS, MAS TIVE QUE FAZER ELE SEPARADO DOS OUTROS PORQUE É SOBRE UM ASSUNTO SÉRIO
AH! PREFEREM CAPÍTULOS LONGOS OU CURTOS? DEIXEM NOS COMENTÁRIOS ;)
FOTO DO CAP: Jade szsz
''UM GRANDE F0D#-SE PARA A SOCIEDADE QUE VIVE IMPONDO PADRÕES DE BELEZA!''

Capítulo 24 - Sociedade


Fanfic / Fanfiction Um Ano Nem Tão Incrível Assim - Capítulo 24 - Sociedade

Fui para o meu quarto com muita raiva. Bati a porta, a tranquei e me direcionei para o banheiro, a fim de tomar um banho para tirar o cloro do corpo e pensar em tudo o que estava acontecendo. Entrei no Box e lavei meus cabelos, retirando o cloro deles, depois entrei na banheira que preparara instantes antes de lavar meus cabelos no chuveiro. Aproveitei e coloquei um creme hidratante neles e uma touca. A minha intenção ao entrar na banheira era relaxar. Eu ainda não me recuperara da noite anterior. Por que Joseph estava agindo de maneira tão tosca? Por que ele ficou assim de repente? Não faz sentido. Ninguém muda de maneira tão repentina. Principalmente ele, um garoto tão doce e amável.

No dia seguinte acordei com o barulho horrendo do meu despertador. Um barulho completamente desagradável. Não sei o que deu na minha cabeça para colocar uma música tão boa como despertador. Péssima atitude, Jade. Mas enfim, aconteceu o de sempre. Levantei da cama desejando poder voltar e dormir novamente, tomei um banho, em seguida o meu café da manhã e fui para o colégio. Quando cheguei na sala de aula, me lembrei que no último horário teria aula na piscina e eu, fazendo o que faço de melhor, esqueci meu maiô em casa. Liguei para Mauro e pedi para que ele o trouxesse para mim.

Depois de ir até a portaria e pegar meu traje de banho, fui para a sala de aula, de novo, e as aulas seguiram. Se arrastando, mas seguiram. Até que chegou a hora da aula de Educação Física na piscina. Melissa e eu resolvemos ir para o vestiário um pouco depois das outras garotas, pois ele estaria mais vazio. Enquanto nos trocávamos, tive a leve impressão de estar ouvindo soluços de alguém chorando. Mas deixei de lado, pois achei que era só coisa da minha cabeça.

- Jade, você ouviu soluços lá no vestiário? – Melissa disse enquanto caminhávamos em direção a piscina.

- Sim, mas não comentei nada porque achei que fosse coisa da minha cabeça que tem uma imaginação muito fértil e vive me pregando peças. – a respondi, parando a nossa caminhada. Ela fez uma expressão pensativa.

- Bem, vamos até lá ver o que está acontecendo. – assenti e damos meia volta para podermos ir para o vestiário novamente. – Tem alguém aí? – ela falou quando entramos. Os soluços de choro não cessaram.

- Ei, por que você está chorando? Quem a fez chorar? –perguntei indo em direção a Victoria, a garota que estava chorando. Ela balançou a cabeça de forma negativa, dando a entender que não era nada.

- Mas ninguém chora sem motivos... – Mel disse em um tom sereno, para acalmá-la.

-Foi Halsey? A vi saindo daqui instantes atrás. – deduzi

- Ela e suas amigas estavam aqui mesmo. Assim que me viram com um pequeno pedaço de chocolate em mãos, ficaram mandando indiretas do tipo ''Vocês viram a nova namorada do Brooklyn Mirrors? Ela é muito gorda. Me lembra até mesmo uma menina aqui do colégio''. Falaram como se eu não estivesse aqui, mas me olhavam. Daí, quando estavam saindo,uma delas disse ''Deus me livre de algum dia ser gorda. Credo. Se eu for, nunca mais consigo ficar com um dos gatinhos do segundo ano.''. Daí eu comecei a chorar muito, porque o garoto que gosto não é do segundo ano, mas tem muitos amigos por lá. – Victoria explicou. Quase fiquei hipnotizada naqueles olhos castanhos claro e profundos.

- Você está chorando porque elas te insultaram, indiretamente por causa do seu peso? – perguntei para tentar entender a situação. Ela balançou a cabeça afirmando. – Bem, quando eu era menor, era bem rechonchudinha apesar de fazer balé, eu ainda era. Fiz uma reeducação alimentar e emagreci. Só que para manter o peso, tive de fazer esportes. E peguei uma paixão por eles e hoje não os largo por nada. – falei.

- É... mas você não enfrenta esse problema de peso agora, aos 15 anos de idade.

- Tem razão. Não enfrento. Mas ninguém é perfeito. Eu, por exemplo, tenho milhares de defeitos. – falei me levantando. Ela fez uma expressão de quem não acreditava em minhas palavras.

- Você tem defeitos? Ah, qual é! Você é Jade Müller! Você é perfeita! – ela disse. Sorri.

- Por que você acha que ainda estou com esse short ao invés de estar usando somente o maiô? Isso mesmo. Tenho estrias nessa região. Tive um crescimento rápido e precoce. Minha pele não conseguiu acompanhar. Ou melhor, tenho escamas. Afinal, toda sereia tem. Sabe por que só uso esmaltes escuros? Nas minhas unhas têm umas manchinhas brancas que acho horrível. Sem contar que minhas unhas não crescem nesse tamanho. Faço alongamento na manicure. Olhe só para meus olhos... Muitos dizem ser feios etc, mas eu gosto deles assim. E todos esses ''defeitos'', chamo de charmes. Uns que gosto mais e uns que gosto menos. – listei todos os meus defeitos que eu me lembrava.

- Pois é... Você não é a única a ter esses charmes. Olhe para meu nariz, há um troço que mais parece uma batata do que meu próprio nariz. Tenho estri... Escamas nos seios e alguns distúrbios de personalidade e humor. – Mel disse. Ela não tinha muitos defeitos, não que eu tenha notado pelo menos. Mas ela também não era nem uma bonequinha Barbie.

- E olhe para você. Esses olhos cor de mel maravilhosos, esses cabelos ondulados castanhos claro, essa pele que mais parece bumbum de neném... Você é linda do jeito que é, Vic. Não tente se igualar com os outros que estão ao seu redor. Você é única. E, além do mais, se todos nós fôssemos iguais, qual seria a graça? E as peculiaridades, onde ficam? Se você não gosta dos seus ''defeitos'', ofusque eles com o brilho das suas qualidades que, por sinal, são muitas. – falei de coração.

- É inevitável termos defeitos. A sociedade é horrível, colocando tipo perfeitos que corpo, cor de pele, personalidade, em nossa frente, para que mudemos em pró dela. Você não deve e nem vai cair nela. Você vai ser quem você é. Do seu jeito. Não tem que mudar para agradar alguém. A menos que esse alguém seja você mesma. Mude, mas mude para a sua felicidade. – Mel falou. Fiquei realmente tocada com o que ela disse.

Depois de levantarmos a auto-estima de Victoria, fomos para a aula. A professora estava com a cara emburrada por causa do nosso atraso. Expliquei a ela e reconheceu que o que fizemos foi o certo. Todos estavam olhando pra gente. Ou melhor, para Vic. Era a primeira vez que a viam de cabelos soltos e roupa de banho. Estavam admirados com sua beleza que ela ofuscava por motivos de ter vergonha de o que os outros iriam achara. Creio que ela já não tem mais esse problema.

Lembre-se: você é linda(o) do jeito que é. Ninguém pode dizer que você é muito feio ou muito bonito. A única pessoa que pode dizer isso é você mesmo. Ninguém tem domínio sob você para dizer o que deve e o que não deve fazer. Você faz as suas próprias regras. Não vire mais uma pessoa comum na sociedade. Vire algo extraordinário, único. Vire você mesmo. 


Notas Finais


E AÍ? GOSTARAM? NÃO SE ESQUEÇAM DE DEIXAR, JUNTO COM A SUA OPINIÃO SOBRE ESSE CAPÍTULO, SE VOCÊ PREFERE CAPÍTULOS GRANDES OU PEQUENOS. É MUITO IMPORTANTE PRA EU SABER OK?
TCHAU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...