História "Um café, por favor." - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Youngjae, Yugyeom
Tags Amizade, Amor, Ciumes, Drama, Got7, Homicidio, Jyp, Rivalidade, Romance
Exibições 137
Palavras 672
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Depois de uns dez dias ausente... (Bati meu recorde de ausência aqui kkkk) finalmente voltei.

Meu celular estava dando problema, esperei passar meu aniversário pra ver se ganhava outro kkkk mas não deu, ganhei só um concerto pra esse aqui.

Voltei inspirada viu e.e espero que gostem amôras ❤

Capítulo 14 - Um Futuro Incerto


Fanfic / Fanfiction "Um café, por favor." - Capítulo 14 - Um Futuro Incerto

Parte 14


O líder estava surpreso. Normalmente as pessoas não conseguem dizer não pra ele, dificilmente o ignoram e o deixam sem respostas. Não que achasse que ninguém deveria agir assim, mas ele apenas não estava acostumado com isso, ou seja… tinha certeza de que você aceitaria o convite para almoçarem juntos.

-Isso que você ouviu.

-M-Mas…

-”M-Mas “ nada.-você pegou as toalhas e a caixa com as garrafas de água, toda atrapalhada.

-Yah, eu ajud-

-Não precisa.

Por ser pavio curto, aquilo o estressou de certa forma, então apenas pegou a caixa e saiu andando. Você ficou ali parada o vendo de longe.

“Aish… porque estou te achando tão mais… bonito…? meu Deus, socorro..”

Você acordou do transe e o seguiu até a sala de ensaio, lá dentro ele tinha colocado a caixa num canto da parede e alguns dos meninos perceberam que estava estressado. Sem perguntar nada, Youngjae foi até ele e começou a massagear a região de seus ombros, fazendo-o relaxar um pouco.

-Obrigado, Youngjae… mas não precisa.-ele disse saindo de perto do rapaz.

-Ok...-respondeu ele um pouco perdido.

Jinyoung ficou curioso com o que poderia ter acontecido entre vocês dois, mas deixou isso quieto até o momento.

Você cautelosamente colocou as toalhas ali em cima da caixa, se despediu e antes de sair Jackson te chamou.

-S/N!

-Ne?

-Tem que ficar aqui, se precisarmos de algo não teremos que te procurar.

-Mas, tem tantos Staff's lá fora, eu só limpo a casa de vocês.

-É, deixem ela ir limpar a casa.-Falou Jinyoung.

-Aish.-Jackson ficou chateado em ter sido contrariado.

Mais uma vez você se despediu e saiu.

-JB…

-Vamos ensaiar pessoal!

-JB.

-Hard Carry, ok? Sabemos que essa coreografia exige muito de nós, então vamos praticar.

-JB….

-Vocês se aqueceram?

-Ne!-falou Yugyeom prontamente.

-JB!

-O que você quer, Jinyoung?!

-Desculpe.

-Pelo quê?

-Por mandar você ir falar com ela.

-Deixa isso pra lá.

-Ani. Não vou me meter mais, ok?

-Tá, tá…

-Boa sorte.-disse ele tocando no ombro do líder.

-Boa sorte com o que rapaz?!

-Com o futuro casamento.

-Aaaaish!

Ele riu e os dois começaram a correr um atrás do outro. Já tinha virado costume.


Enquanto isso na sua casa…


~

(... Eu dormi na praçaaaaa…. Pensando nelaaaaaa….)

-Para, seu pateta!

(Eu sou pateta?)

-É!

(Está cansada de mim?)

-Há muito tempo!

(Porque está irritada? Nem tem mais paciência comigo…)

-Aish…

(Aposto que não é assim com meu irmão..)

-Não começa, Kyungil!

(Ao menos me fale… faz muito tempo que estão juntos?)

-Na sua cabeça? Porque que eu saiba, não estou com ninguém. Tenho me dedicado somente à S/N.

(Eu não sou idiota e muito menos criança, pra ficar acreditando em mentiras tão descaradas.)

-O problema é seu.

(Poxa… eu ligo pra declarar o meu amor… seu guarda seja o meu amigo me bata me prenda…)

-Para com isso, Kyungil…

(Faça tudo comigo, mas não me deeeeixeee…)

-Kyungil!

(FICAR SEM ELAAAAAAA *tosse* Desculpe…. Estou enferrujado…)

-Literalmente.

(Orra…)

-Vou desligar, adeus.

(Ei!)

-O que é?!

(Em breve iremos nos ver…)

-Espero mesmo que isso nunca aconteça… e também espero que não esteja ligando mais pra S/N.

(Ela é minha filha, por isso ligo quando eu quiser.)

-Aaaish….

(Quando eu for aí vê-las irei confirmar minhas teorias e eu juro… que mato você e ele caso esteja me traindo.)

-Não fale besteiras.

(Eu? Falando besteiras? Ok neh…)

-Vai tomar um banho e um café e depois dormir… você vai se prejudicar se continuar bebendo feito um louco.

(Aaah, que bonitinhooo…. Ela se importa…)

-Idiota.

(Esqueça isso de cuidar de mim… deveria ter feito enquanto dava… agora eu sou obrigado a conviver sozinho com minhas dores e lidar com isso sem ajuda nenhuma.)

-Me desculpe, mas você sabe o motivo de eu ir embora…

(Sei e já me arrependi… pedi desculpas… O QUE MAIS VOCÊ QUER DE MIM?-ele gritou com uma voz trêmula.)

-Nada… só se cuide.

(Deixe pra lá…)

-Tenho muito o que fazer. Vou desligar.

(Passar bem.)

~

-Que idiota… já estou me cansando disso.

Sua mãe ficava sempre em estado nervoso todas as vezes que seu pai ligava. As lembranças de que ele batia em vocês eram nítidas e sempre que ele gritava, trazia as memórias mais claramente ainda.

A insegurança tomava conta de seu corpo e mente, se sentindo completamente vulnerável. Será que ele iria mesmo visitá-las em breve? Será que ela teria que reviver tudo quando o visse novamente? E sobre aquela ameaça de morte…. Será que era verdade ou ele estava apenas falando da boca pra fora?


Notas Finais


⚫"Um café, por favor." : Segunda, Quarta e Sexta.
⚫Apenas me Abrace : Terça, Quinta e Sábado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...