História "Um café, por favor." - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Youngjae, Yugyeom
Tags Amizade, Amor, Ciumes, Drama, Got7, Homicidio, Jyp, Rivalidade, Romance
Exibições 130
Palavras 875
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Obs.: O capítulo está sem foto porque meu app coisou depois dessa última atualização, vou ver se arrumo e em breve coloco uma fotinha bonita pra vocês admirarem.

Tradução:

*Komawo: Obrigado (informal).

Capítulo 16 - O Aniversário do Yugyeom


Fanfic / Fanfiction "Um café, por favor." - Capítulo 16 - O Aniversário do Yugyeom

Parte 16


Após fazer uma comida melhor do que a que estava preparando algumas horas atrás, todos se sentaram ao redor da mesa. Yugyeom insistiu que ficasse até o final do jantar e como você não resistia ao aegyo natural do maknae, simplesmente aceitou.

-Vamos lá, antes de começar a comer, deixemos a palavra para o nosso gigante baby.-disse Jackson, aguardando sorridente.

-Anm.. bom…-ele estava um pouco sem jeito, mas logo se soltou, liberando um grande sorriso é segurando um copo de refrigerante.-Ainda não é o meu aniversário, mas sei que falta pouco para eu me tornar um adulto, ou seja, responsabilidades a mais.

Todos riram um pouco, mas ninguém o interrompeu.

-Me sinto muito grato por tudo o que tenho passado, conseguido e conquistado nesses meus vinte anos de vida. Sou grato aos meus hyungs que sempre cuidaram muito bem de mim e têm me ajudado até os dias atuais.

Era notável que alguns estavam com seus olhos vermelhos e marejados, mas o silêncio prevaleceu.

-Meus pais sempre fizeram muito por mim e também sou grato a eles por toda a força que me deram. Ao JYP que não está aqui agora, mas é um grande homem e quando passei por algumas dificuldades na empresa… algumas ameaças de outros trainees… ele me ajudou.-ele sorriu um pouco aéreo e logo voltou o olhar pra você, engrandecendo mais ainda o sorriso dele.-Agora quero agradecer à S/N, por cuidar tanto de nós mesmo tendo seus próprios afazeres, problemas e ocupações para lidar. Saiba que sou extremamente grato. Enfim, eu só tenho a agradecer… Kamsahamnida~!

Todos aplaudiram o mais novo e contaram suas histórias com Yugyeom, relembrando grandes momentos juntos e se mostrando gratos por tê-lo com eles e trabalhar com um rapaz de tão grande coração.

Quando enfim acabou o jantar, você retirou a mesa com a ajuda de Youngjae, o pobre jovem estava tão sonolento que os olhos não queriam ficar abertos. Você riu e pediu que ele fosse dormir, assim como os outros que também estavam cansados e o dia seguinte seria bem cansativo.

Focada em lavar os pratos, ficou pensando em tudo o que ouviu dos meninos e entendeu o porquê das iGot7 os amarem tanto. Sempre esforçados e se preocupando com suas fãs, o tempo todo querendo saber se o que estão fazendo agradam à elas, enfim… é amor o que sentem pelas iGot7.

Enquanto perdida em um mar de pensamentos, não percebeu a chegada de JB na cozinha. Ele entrou e pegou um copo de água, mas parou se encostando na geladeira pra te observar, ao perceber que estava aérea, tentou “acordá-la”.

-Yah.

-Uh?!-Você disse dando um leve pulinho de susto e olhando para trás imediatamente, avistando o líder rindo.-O que foi?! Aigooo! Quer me matar do coração?

-Qual é… nem foi um susto tão grande.

-Eu estava distraída…-disse voltando o olhar para a pia.

-Percebi.

-Precisa de algo?

-Ne.-ele se chegou ao seu lado e começou a enxugar a louça pós-lavada que estava escorrendo.

-Yah, não precisa fazer isso.

-Não preciso, mas eu quero.

-Iiihh…

Ele riu. De vez em quando te olhava, parecia que ele não conseguia evitar.

-S/N.

-Ne.

-Mianhamnida.

-Por ser tão chato com você.

-Você não é.

-Não?

-Tá, às vezes…

-Ah sim…-ele riu novamente.-Eu confio em você.

-Wae?

-Porquê… gosto de você.

-An?!-Você olhou rapidamente pra ele, com uma expressão assustada.

“Ele gosta de mim?! O quê?!”

-Qual o motivo do espanto?

-A-A-ANIYO!-rapidamente voltou seus olhos para os pratos, dessa vez mais nervosa que antes.

-Yah..

-Hm…

-Sabe o que eu pensava quando vi que era uma moça jovem que ia cuidar de nós?

“O quê? Seu tarado… deve ter pensado horrores.”

-Ani.

-Pensei… “Ela deve ser uma fã fingindo que não é.”

-Ué…

-Daí com um tempo eu vi que realmente não era e fiquei decepcionado.

-Porquê?

-Porque eu queria realizar os desejos de uma iGot7.-ele disse sorrindo enquanto ainda enxugava os pratos.

“Como assiiiiiiim?! Ele está se insinuando?!”

-Só vale pra suas fãs?

-Ne.

-Ah, ok.

-Também pensei que… se fosse fã, traria outras fãs pra cá, sabe? Na alegria de saber onde o idol mora e etc….

Foi aí que sua ficha caiu. Sua amiga estava lá ainda, trancada num quarto de coisas abandonadas deles, então sua alma quis sair do corpo, subiu um gelo em sua espinha e seus olhos ficaram esbugalhados novamente.

-S/N, você está bem?

-Ne! Não acha melhor ir dormir? Hum?

-Tem certeza que está bem?

-Ne!!!-Você disse o empurrando até o quarto.

-Mas não parece, ué…

-Fique tranquilo, já estou indo embora mesmo.

-Yah.

-Boa noite, passar bem.

-Yah!

-Até amanhã!-Você falou já se retirando do local, mas foi interrompida, pois JB a segurou pelo braço puxando-a de volta para ele.-O que… o que está fazendo?

-Amanhã só iremos nos ver se você estiver aqui ainda tarde da noite… e eu quero que esteja em casa.

-N-Ne…

-Então até breve.

-Até…

Ele segurou seu rosto e beijou demoradamente sua testa.

-Komawo*…

-An?-Você parecia anestesiada.

-Por cuidar de nós e nos mostrar que temos em quem confiar.

-Ah…

Ele sorriu e você foi se afastando aos poucos, ainda com um receio de sua amiga sair daquele quartinho. Foi pra escada e voltou segundos depois pra ver se JB já tinha entrado no quarto e sim, ele tinha entrado.

Correu até Han Na e abriu a porta. Ela estava adormecida no chão.

-Han Na!!!-Você a chamava por sussurros quase audíveis, enquanto sacudia a moça.-Han Na, levanta!

-Hmmmm…-disse se espreguiçando e abrindo vagarosamente os olhos.-Que horas são?

-Quase uma da manhã!

-QUÊ?!

Você tapou a boca dela rapidamente, pois havia acabado de gritar, então a arrastou para trás de um monte de caixas e ali ficaram por alguns minutos. 


Notas Finais


⚫"Um café, por favor." : Segunda, Quarta e Sexta.
⚫Apenas me Abrace : Terça, Quinta e Sábado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...