História Um Caipira Em Minha Vida - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Chiyo, Chouji Akimichi, Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Haku, Hanabi Hyuuga, Hidan, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Itachi Uchiha, Jiraiya, Juugo, Kabuto, Kakashi Hatake, Kakuzu, Kankuro, Karin, Kiba Inuzuka, Killer Bee, Kimimaru, Kisame Hoshigaki, Ko Hyuga, Konan, Konohamaru, Kurama (Kyuubi), Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Maito Gai, Matsuri, Menma Uzumaki, Metal Lee, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Moegi, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Rin Nohara, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shion, Shisui Uchiha, Shizune, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi, Toneri Otsutsuki, Zabuza Momochi, Zetsu
Tags Gaalee, Sakuhina, Sasunaru, Shikatema, Shinokiba
Exibições 420
Palavras 2.750
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Harem, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiii goxtosos.

Bom eu realmente estou feliz com cada favorito e comentário, como isso me deixa feliz T_T.

TÔ TIPO COMO ASSIM?

EU NUNCA PENSEI QUE IRIA FAZER TANTO SUCESSO ASSIM.

Por isso não vai ter Lemon ainda kkkk.

Mais esse cap é o meu xodo no momento, por que tá bonitinho, e eu gostei.

Sem mais delongas.

Boa leitura \0/....

Capítulo 6 - Pequena Esperança


Fanfic / Fanfiction Um Caipira Em Minha Vida - Capítulo 6 - Pequena Esperança

- Um caipira em minha vida -
- Pequena Esperança -

SASUKE

Já estava de noite,quando os trovões cessaram,deixando apenas a brisa fria,sobre o local,o pequeno corpo ao meu lado me esquentava,enquanto ouvia sua respiração fraca em meu queixo. Uma de suas mãos pousava em meio peitoral,enquanto a outra estava em minha cintura,tirei cuidadosamente os fios loiros de seu rosto,seu rosto angelical junto aos seus lábios entre abertos o tornava lindo.

Me deitei de uma forma mais confortável,colocando a cabeça de Naruto em meu peitoral e fiquei brincando com seus cabelos,fazendo um gostoso cafuné neles. A maciez de seus cabelos junto ao cheirinho de ervas doces,me embriagava,estava ficando cada vez mais difícil ficar longe dele.

Fechei os olhos,pensando sobre como deveria encarar a realidade,se Naruto descobrisse sobre o que meu pai iria fazer com a fazenda ele iria me odiar,e não era isso que eu queria. Não quando tudo isso está acontecendo. Eu deveria gosta dele como amigo,ou só um companheiro de alguns dias. Mais era impossível,tudo nele me encantava,desde o sorriso vitorioso quando me tirava do sério, até a comida mexida dele,com apenas ovos,arroz e feijão. Tudo tão simples,mais cheio de amor.

— Fica aqui até que não está sendo tão ruim – Sussurrei.

@_@

Acordei com o cheirinho gostoso de comida,este era apenas o segundo dia,e muitas coisas aconteceram. Eu não acreditava em amor a segunda aparência, até me apaixonar por esse lugar,eu finalmente olhava esse lugar com outros olhos e nem bastou muito tempo para isso acontecer,apenas dois dias foi o suficiente.

Ficar muito tempo com Naruto estava me causando efeitos colaterais estranhos,agora eu entendia um pouco do por que meu avô gostava tanto desse lugar.

Me sentei no sofá me espreguiçando,peguei meu celular em cima da mesinha de centro e o desbloquiei,havia Quinze mensagens nele e Dez ligações de meu irmão. Torçi o nariz irritado,a rede telefônica só funcionava quando eu não precisava dela. Quando li a primeira mensagem notei a gravidade do assunto,meu Tio Madara estava vindo para cá,Madara Uchiha o cara mais foda que eu já conheci,esta vindo para o lugar que ele sempre diz odiar.

Levantei do sofá tão rápido que meu celular caiu no chão,Naruto veio rapidamente para sala,assim que escutou o barulho,o olhei desesperado e peguei o celular rapidamente,sair correndo para fora de casa dizendo que iria da uma volta.

Corri até a loja de conveniência da tia da Sakura,os mesmos moleques que tinha me atormentando ontem,brincavam de esconde-esconde,isso me fazia lembra de quando eu era moleque,sempre que eu chegava da rua todo sujo meu pai brigava comigo me deixando de castigo,no outro dia a mesma coisa se repetia,era quase momentâneo aquela situação,essa é uma das poucas lembranças boas que tinha com meu pai. O orgulho Uchiha o cegou e eu estava andando para esse mesmo caminho,ate que vim para aqui.

Olhei para a tela de meu celular que tinha vibrado,uma nova mensagem havia chegado,paralizei vendo a tela quebrada,quase tive um mine-infarte.

— Puta merda o meu iPhone – Coloquei a mão esquerda em meu peito. Meu desespero foi substituído pela voz irritante de Sakura que me olhava fixamente.

— Oi Boy! Cade o meu ômega fodastico?

— Ficou em casa,Sakura preciso usar o telefone, você pode pegar ele? – Entrei na loja e fui até o caixa.

Sakura entrou logo depois despreocupada,ela estava na rua conversando animadamente com uma das moradoras da vila,enquanto fazia as unhas.

— Vou estar lá fora,quando termina coloque o telefone no gancho e deixe o dinheiro aí em cima que eu pego depois – Orientou — Posso lhe fazer uma pergunta? – Encarou suas unhas esperando uma resposta.

— Sim,pergunte.

— O que um cara gente fina como você faz nesse fim de mundo?

Fiquei tenso, não sabia se a respondia ou não,por ser um assunto tão complicado já que se tratava do ódio mortal que meu pai sentia por mim - Tá não era pra tanto - mas meu pai conseguia inimigos igual não sei quem,seus olhos severos era o último que eu queria vê no momento. Pois eles podiam te congelar.

— Problemas familiares – Sorri.

— Só assim pra você entrar na linha em – Brincou saindo de trás do balcão — Sabe só não de esperanças para ele. Naruto não merece que ninguém brinque com ele — Alertou saindo para fora do estabelecimento.

Pensei e repensei nessas palavras,a rosada tinha razão,eu só estava aqui,por que fui obrigado e nada mais,tinha que fazer alguma coisa para me afastar de Naruto, só assim ele não se machucaria, até por que eu sou Uchiha Sasuke,o cara mais mulherengo do meu colégio,sem contar que tenho uma namorada,bem irritante por sinal, nem eu entendo por que estou com ela. Talvez status,ou simplesmente por que me acostumei com sua companhia.

Disquei o número de Itachi desesperado,o telefone logo foi atendido pelo mesmo,sua voz parecia rouca,e o cansaço evidente nela mostrava que estava sem dormi.

— Mano? Desculpa aqui estava chovendo e como a rede é uma merda fica difícil ver se recebi alguma mensagem – Me expliquei.

— Tudo bem Sasuke. Temos problemas maiores agora. Se você soubesse o quanto estou cansado certamente me jogaria desse prédio — Reclamou.

— Vejo que o trem aí esta sério – Brinquei.

— Esses velhos de hoje em dia,acham que só por que estamos novos que somos capazes de fazer o trabalho de três pessoas em um dia – Um suspiro fora ouvido — É melhor você explicar a situação a todos aí,mas acho que não seja necessário já que o Tio Madara está brigando com Papai por conta da Fazenda. Ou seja isso está longe de se acaba. Talvez seja bem evidente que ele more aí só para a fazenda não ser destruída.

— Ou seja que paga o pato somos nós.

— Exato! Sasuke Papai também irá para aí,ele vai arrumar problema até com os animais só para que Madara aceite a demolição de tudo.

— O pai está vindo também? — Arregalei os olhos apertando mais o telefone.

— Pra você ver que ele não está de brincadeira. Se bobear da até morte. Eu Shisui,Obito,Rin,Neji,Hinata e mais alguns de seus amigos,vamos fazer um acampamento aí é melhor você ficar preparado.

— Ela não virá né?

— Karin é sua namorada,ela está preocupada com você,sem contar que você prometeu que ajudaria nesse momento triste para ela.

— Eu sei que ela é minha namorada mas eu não sei se consigo. Não sei se conseguirei faze-la para de se cortar, você sabe que só estou com ela por causa disso. Ela jurou que se eu largasse ela,ela se mataria.

Me deu um leve arrepio só de lembrar da ameaça da ruiva,desde aquele dia,eu prometi para mim mesmo que pararia de beber,ela estava parecendo uma louca,dizendo coisas sem sentido,ela até tinha tentado se mata uma vez por minha causa,quando eu estava namorando uma outra garota,se ela descobre-se sobre os meus antigos casos eu estava ferrado.

— Pelo menos ela é uma boa garota. Ela te ama de verdade.

Suspirei entendiado, meu irmão podia ser um cara sábio as vezes, mas a sua experiência não era algo que poderia me ajudar no momento, só eu sabia o quão sádica Karin Uzumaki conseguia ser.

— Eu sei mas eu não a amo. Estou começando a ver o amor de outra forma, e só aqui eu posso encontrar a resposta que eu preciso – Fui sincero.

— É bom ouvir isso. Me lembra do seu antigo eu – Sorriu.

— Não brinca!  Sabe o quanto é difícil mudar? Isso tá sendo muito louco – Acrescentei alterado – A nossa maior prioridade é evitar a demolição da fazenda.

-- O que? -- A voz fraca ecoou pela loja. 

Olhei Pará trás e vi Naruto, boquiaberto, seus olhos levemente arregalados, denunciou o seu espanto.

-- N-naruto eu posso explicar -- Corri até ele e segurei em seus ombros.

-- Como eu sou burro. E eu acreditei em um PlayBoy como você -- Sua voz saiu amarga, as pequenas gotas de lágrimas caía sem parar de seu rosto -- Você é tão egoísta e eu pensei que você estivesse gostando daqui. Esse lugar que vocês querem destruir é um lugar especial, está cheio de pessoas que precisam do emprego, que trabalham até não aguentar mais para sustentar suas famílias e vocês aparecem depois de tantos anos para acabar com tudo isso? Poupe-me Sasuke. Não quero ouvir suas mentiras -- Soltou-se de meus braços saindo correndo.

-- NARUTOO -- Gritei inutilmente.

A essa altura ele já deveria está longe.

"Desculpa Sakura eu estraguei tudo".

[Autora]

Naruto corria desesperado pelas ruas de areia, sua mente estava fazia naquele momento, se Sasuke soubesse que aquilo não foi a única coisa que o loiro escutou, jamais olharia em seus olhos novamente.

Naruto tinha gostado de ficar com Sasuke tão próximo de si, quando acordou levou um leve susto por esta tão próximo do moreno assim, mais no fundo ficou feliz, estava contente por ele está ali, ele era o que as pessoas chamavam de calmaria pós tempestade. Ou estava mais para quebrador de corações partidos?

O loirinho estava apaixonado pelo PlayBoy, do asfalto, mas não admitiria isso em voz alta, não agora quando acabará de ouvir dos próprios lábios do moreno que ele tinha namorada, e que ela era louca de pedra. Não era para menos, se Naruto fosse seu namorado não faria diferente, ele mataria qualquer uma que se aproximasse de seu Deus Grego de gominhos de tira fôlego.

Esse não era o único problema, o que Naruto iria dizer as pessoas que trabalhava na fazenda? Ele fora o braço direito do dono por tanto tempo o que mudou? Ele fez algo de errado para tirar os Uchihas do sério? -  Esses pensamentos estava deixando louco.

Ele correu mais rápido no caminho de seu destino, ele sempre ia naquela cachoeira quando ficava triste. Seus olhos azuis estavam tão claros que até o céu teria inveja. As noites frias eram as mais solitárias para o mesmo.

Sasuke olhava para todos os lados, em busca do Uzumaki, ele procurou por toda fazenda, até que decidiu entrar para dentro de casa e procurar por dois casacos grossos para os cobri no frio.

Ele pensou nos possíveis lugares aonde poderia achá-lo mais estava ficando impossível. Até que se lembrou da cachoeira que Naruto prometeu lhe levar assim que a chuva acabasse, o único problema era achar essa tal cachoeira.

Sasuke andou sem rumo, por longos minutos, até encontrar a primeira alma viva que viu pela frente naquele momento. O moreno perguntou desesperado sem se importar com o espanto do cidadão, ele só queria encontrar o loirinho logo e acaba com esse mal entendido. Karin que o desculpar-se mais Naruto era o único que merecia toda essa preocupação no momento e ele só encontraria as respostas que tanto procurava estando com ele.

[Autora- Gaara]

O ruivo estava sentado no sofá da casa de Lee, ele teria que ficar ali até que Kira Lee lhe desse o consentimento para que ele fosse embora, Lee fazia o mesmo que a mãe não era para menos que ele tinha esse temperamento bipolar, Lee sempre mudava de humor, ainda mais quando estava com Gaara, ele se transformava em um boneco de ofensas e insinuava o ruivo a cada oportunidade que tinha, não era para menos já que Gaara caçava e como adorava deixar Lee naquele estado.

Lee acabou chamando o ruivo para seu quarto, ele até havia esquecido do que aconteceu a horas atrás, quando deu seu primeiro beijo na chuva, uma ótima forma de perde o bv.

Ele ofereceu roupas secas para o ruivo e este aceitou de prontidão, Lee teve que pega alguma roupa de seu pai para que servisse no ruivo.

-- Como seu pai consegue sair com essas roupas na rua? -- Brincou recebendo uma cotovelada como resposta.

-- Se tá achando ruim vá embora pelado.

-- Lee eu sei que sou atraente, mas se quer me vê pelado vai ter que se esforça mais -- Provou chegando mais perto do moreno.

Lee deu três passos para trás, entediado Gaara se sentou já cama esperando qualquer reação do "menino-cabeça-de-tigela", mas nada aconteceu, Lee estava virado de costas para o ruivo, que prestava bastante atenção em cada movimento do menor.

-- Se quer que eu pense sobre o que aconteceu, você terá que ser paciente -- Comentou pausadamente -- Eu não sei como agir quando me lembro disso.. Eu, eu não sei o que fazer -- Foi sincero, segurando seu rosto com as duas mãos.

Gaara se levantou e foi de encontro com seu destino, ele parou bem na frente do moreno de grandes sobrancelhas e um olhar inocente, como ele amava aquele olhar, ele amava tudo no pequeno Lee.

-- Eu sou paciente -- Sorriu tirando as mãos do menor do próprio rosto para que ele o olhasse -- Eu sei que você deve está confuso, e isso é bom, significa que está pensando e isso me deixa feliz, por que você não me rejeitou -- Suas mãos que até então seguravam as de Lee foi levemente levantadas tocando a face macia e lisa, Lee o olhava apreensivo, mas ao mesmo tempo em seus olhos havia desejo, a pura luxúria por aquele beijo tão desesperador, e assim o garoto dos belos olhos verdes vez, deu-lhe um beijo apaixonado e encorajador, tão puro e limpo que Gaara podia morre ali mesmo, mas não iria tão longe assim, sua vida estava só começando, sua felicidade era tão grande que ele deu um pequeno sorriso entre o beijo.

Eles acabaram se separando pela falta de ar, seus rostos estavam vermelhos e os lábios de ambos estavam preenchidos pela saliva alheia. Apesar de ser apenas um simples selinho, fora o melhor selinho de suas vidas.

[Autora- Naruto]

O loirinho olhava a água da cachoeira amargurado, todos iria culpado para o que estava para acontecer e ele não queria isso, não quando todos haviam o aceitado, quando ele se sentia feliz ali por estar em "casa" ou quase isso, até por que ele não tinha uma casa.

-- Finalmente te achei -- A voz de Sasuke saiu arrastada.

Ele se aproximou do loiro o entregando o casaco que até então segurava forte por conta do forte frio, ele se sentou ao lado do loiro e esperou que ele vestisse o casaco.

-- Naruto eu ia te contar, eu juro. Eu só estava esperando o momento certo mais aí você apareceu e escutou tudo -- Se justificou recebendo o olhar triste do menor.

-- Não se preocupe. Eu não deveria agir desta maneira na frente de um patrão -- Desviou o olhar -- A fazenda é sua faça o que quiser.

Sasuke levantou uma de suas sobrancelhas irritado, como raios o loiro podia ser tão cabeça oca? Ele nunca deixaria Naruto sem teto e era por isso que ajudaria o tio de todas as formas mesmo que isso custasse a pouca amizade que tinha pelo pai, e ele muito menos queria ver pessoas desempregadas e desesperadas por sua causa, ele não era tão mal a esse ponto.

-- Me escuta. Não importa se o mundo ou meu pai me odeie eu não vou deixar que essa fazenda seja demolida. Eu nunca arriscaria o emprego de ninguém por conta de um capricho meu, eu realmente comecei a ver esse lugar com outros olhos, você foi o motivo para que esse Sasuke de agora esteja aqui falando com você, por que se fosse o meu antigo eu, eu não estaria nem ai. Eu finalmente entendi o que meu pai quis dizer como "Pare de ser esse filho da puta, e seja responsável uma vez na vida" isso só aconteceu por que eu conheci você, uma pessoa responsável que apesar de parecer ter sofrido muito na vida ainda continua com esse sorriso no rosto. E isso me dá forças, me faz perceber que o mundo está cheio de boas memórias esperando para ser vividas.  Mais não conseguirei se não estiver aqui, com todos vocês. Por que eu penso que se eu for embora e deixar tudo isso para trás, eu vou voltar a ser aquele "perdedor" mal caráter, que todos estão consumados a ver. Dois duas foram o suficiente para me mudar, e eu acredito que um será o suficiente para fazer Fugaku Uchida muda de ideia e não destruir a fazenda -- Naruto olhava abismado para o maior, cada palavra que saia de sua boca fazia seu coração criar um pequena esperança.


















Notas Finais


O que acharam?

Quem sabe na próxima eu não tente fazer um Lemon, será a minha primeira vez tentando, ainda sou virgem nesse assunto kkkk.

Mais tudo tem sua primeira vez.

Beijos e até mais!

.(^o^)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...