História Um Casal Tão Peculiar - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Ayame, Inu no Taishou, Inuyasha, Izayoi, Jaken, Kaede, Kagome, Kagome Higurashi, Kirara, Kohaku, Kouga, Miroku, Myouga, Naraku, Personagens Originais, Rin, Sango, Sesshoumaru, Shippou, Souta Higurashi
Tags Inuyasha, Romance
Visualizações 25
Palavras 1.397
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 24 - Eu admito... Eu gosto dele!


P.O.V Sango

No dia anterior eu e a Rin mas conseguimos resolver tudo agora só falta pegar os docinhos e o bolo que a Rin encomendou. Acordamos cedo hoje para montar a mesa que era a única coisa que faltava ser montada. Em acredito que minha louquinha vai ter uma criança... Se eu já estou louca com a chegada de uma criança que em é minha, imagina quando for?! Eu vou ficar é mais louca. Fui tirada dos meus pensamentos com a campainha tocando. Me levantei do sofá e fui abrir a porta.

Rin- bom dia Sango!

Sango- bom dia Rin! Entre. ( disse dando passagem para ela entrar) quer alguma coisa para beber??

Rin- não, obrigada! Sango eu já peguei o bolo e os docinhos coloquei todos na cozinha do salão. 

Sango- você podia ter me chamado pra te ajudar sua idiota!

Rin- eu não queria lhe acomodar tão cedo. ( falou ela com a cabeça abaixada como uma criança que acabou de tomar uma bronca dos pais )

Sango- tudo bem, agora já passou. Bom vamos logo para o salão terminar de arrumar a mesa.

P.O.V Inuyasha

No dia anterior eu tive que ir para minha casa. Fiquei lá ate o anoitecer depois voltei para a cada da Kagome ver como ela estava mas chegando lá o Souta me disse que ela estava dormindo então fiquei conversando com ele sobre coisas aleatórias que acabavam nos arrancando boas risadas ate que uma hora nos deu sono e então fomos Dormir ele foi para o quarto dele e eu fui para o quarto da Kagome que estava escuro e eu a encontro dormindo como anjinho. Me deitei com muito cuidado para não acorda-la. Fiquei um tempo a observando ate cair no sono.

Quebra de tempo

Eu tinha acordado primeiro que a Kah então decidi a observando dormir como um anjinho com a cabeça apoiada em meu peitoral... Como ela podia ser tão frágil e ao mesmo tempo tão forte?? Acho que isso em ela mesma consegue responder. Se você soubesse o quanto me faz feliz... Tudo que eu tenho que fazer agora é agradecer a você por ter feito eu experimentar tantos sentimentos que eu nunca senti ns vida, tipo: amor, medo, angústia, carinho, afeto... Etc. Eu ainda me sinto meio estranho sabendo que você carrega um fruto do nosso amor em seu ventre. Ela começou a despertar até abrir os olhos e sorriu ao me ver.

Inu- bom dia meu amor!

Kah- bom dia amor! (falou ela com a voz sonolenta e um pouco rouca) que horas são?

Inu- são oito e meia, porque??

Kah- por nada.. Que horas você chegou aqui?? 

Inu- não sei ao certo devo ter chegado umas sete horas ontem. 

Kah- pensei que iria dormir lá ontem.

Inu- e deixar você só aqui?? Nunca!

Kah- eu não iria ficar só, Souta iria ficar comigo!

Inu- eu sei.. Mas de qualquer forma não iria lhe deixar aqui sem os meus cuidados...(disse isso lhe dando um celinho) Principalmente agora que vamos ter uma criança para cuidar.

Me ajeitei de um modo em que meu rosto pudesse ficar perto da barriga da Kah para eu conseguir "conversar" com meu pequenino (ou pequenina). Apoiei uma das minha mãos em sua barriga acariciando a mesma.

Inu- consegue me ouvir ai dentro (Segundos depois senti uma pequena pressão onde estava minha mão parecia ser um chute. Sorri bobo ao saber que ele(a) conseguia me escutar lá de dentro.)

Inu- quero que você saiba que não importa se você é menino ou menina iremos te amar de qualquer jeito... Saiba que mesmo antes de te ver eu já lhe amo muito. Minha pequena criança.

Eu fiquei mas um tempo ali conversando com meu filho(a) e com a Kah fazendo carinho em meus cabelos... Gostaria de ficar ali para sempre mas infelizmente não posso tenho algumas coisas para resolver com meu irmão. 

Inu- Kagome eu realmente queria mas tempo aqui com você mas infelizmente tenho que ir resolver um problema com meu irmão.

Kah- tudo bem, Inuyasha. Espero que vocês consigam resolver esse problema.

Inu- tente não se esforçar tanto, OK?

Kah- ta bom!

Me levantei da cama, peguei minha blusa e a vesti, antes de sair dei um celinho na Kagome e vou me encontrar com meu irmão.

PO.V Kagome

Depois que o Inuyasha foi embora eu fiquei mas um tempo na cama mas logo me lavantei para fazer o café da manhã. Antes de ir para a cozinha passei no quarto de Souta pra ver se ele estava acordado mas quando abri a porta encontrei ele dormindo. Desidi o deixar dormir e acorda-lo somente quando o café estiver pronto. Fechei a porta devagar e fui para a cozinha. Comecei a fazer o café da manhã e fiquei pensando como minha vida era antes do Inuyasha aparecer. E pensando bem minha vida era bem monótona... Como uma pessoa pode mudar tanto a vida de outra pessoa? Desdo dia em que eu e ele nos conhecemos minha vida ficou de cabeça para baixo. Podemos disser que eu sofri uma "pequena mudança"... Fui tirada dos meus pensamentos com um pequeno ser me chutando dentro da minha barriga.

Kah- está com fome, ne? Fica calmo esta quase pronto... Você é tao agitado(a) as vezes me lembro quando eu e Souta eramos crianças.

Memorias de Kagome

Eatava eu e Souta corredo pelo quintal da casa da vovó enquanto ela falava para termos cuidado pra não cair e bom nós não damos atenção é Souta caiu e por estar na minha frente me fez cair tambem. Ficamos eu e ele igual a dois idiotas rindo no chão. E a vovó Kaede foi ver como a gente se a gente estava bem.

Kaede- vocês estão bem? (perguntou ela preocupada) 

Souta- sim vovó, naum se pleucupe!

Kah- Souta você é tão fofo!! (falei me jogando em cima dele fazendo cosquinha)

Kaede- vocês realmente não tem jeito. (falou balançando a cabeça) Crianças vão tomar um banho porque daqui a pouco o almoço vai ficar pronto!

Souta e Kah- ta bom! (nós dois falamos e saímos correndo para dentro de casa)

Fim das memórias da Kagome

Vovó você não faz ideia do quanto você faz falta. Uma lagrima escorre em meu rosto mas logo é limpa pelo polegar do Souta.

Souta- se lembrando da vovó, né?

Kah- sim. (Disse com a cabeça para baixo)

Souta chegou perto de mim e me abraçou apertado.

Souta- não chore, nossa avó não iria gostar de te ver assim... Seja forte por mim e pelo(a) seu(a) filho(a).

Kah- ta bom... Por voces eu faço de tudo.

Depois disso Souta me ajudou a terminar nosso café da manhã, e durante nosso tempo junto ali ficamos conversando e rindo de coisas idiotas que irmãos fazem.

P.O.V Sango

Eu e a Rin estávamos terminando de arrumar a mesa principal. Estava tudo lindo já que a festa só seria amanha tivemos bastante tempo para arrumar a mesa com todo o cuidado possivel. Derrepente o Miroku me veio a cabeça já faz alguns meses que ando pensando nele e bom digamos que eu estou "apaixonada" por ele. Por mas lindo e perfeito que ele seja... Ele é um baita pedaço de mal caminho, não tenho esperança que ele mude isso... Até porque eu não quero que ele saiba que estou apaixonada por ele... Tenho medo dele me usar e depois me descartar como um lixo. Fui tirada dos meus devaneios pelo Rin que me gritou.

Sango- ah e a... Falou comigo??

Rin- estou à cinco minutos te chamando!! Tava pensando no boy magia?? ( pergontou ela me dando cotoveladas)

Sango- OQUE?!? Claro que não!! Nem tenho tempo pra pensar em "boy magia"!

Rin começou a gargalha.

Rin- admiti logo!

Olhei para ela sem entender.

Rin- adimit logo que você gosta do Miroku.

Sango- QUE?!?! Não, não, não eu não gosto dele!

Rin- gosta sim!

Sango- não gosto!

Rin- sim!

Sango- não!

Rin- sim!

Sango- não!

Rin- sim!

Sango- não!

Rin- não!

Sango- sim!... Espera isso não vale! Você bugou minha linha de raciocino!

Rin começou a gargalha e logo me fazendo gargalha também.

Rin- ta.. Mas falando serio agora. Você realmente gosta do Miroku?

Sango- OK você me venceu... Eu gosto do Miroku.

Rin- doeu, machucou falar isso??

Sango- idiota! 

Vou minha vez de começar a gargalhar.

Sango- e você e o Sesshomarou?? 

Ela me olhou sem entender.

Sango- você gosta dele??

Rin- sim.. Mas ele nunca iria me corresponder. (ela falou meio cabisbaixa)

Sango- porque você acha isso??

Rin- porque ele nunca falou comigo direito... Ele também nunca demonstrou ter nem um interesse em mim. Isso meio que acaba com minhas expetativas.

Sango- não fale isso! Talvez ele só não saiba como demonstrar.

Rin- valeu.. Mas eu não qquero me iludir.

Sango- OK. (falei me sentindo meio mal por ter perguntado)


Continua...








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...