História Um certo poder inexplicável - Capítulo 7


Escrita por: ~

Exibições 3
Palavras 864
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ficção, Harem, Luta, Magia, Romance e Novela, Shounen, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Self Inserction, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - A amizade não é uma coisa frágil PT1


Fanfic / Fanfiction Um certo poder inexplicável - Capítulo 7 - A amizade não é uma coisa frágil PT1

Um garoto de uns 7 anos loiro com olhos roxos com um rosto sério com os braços cruzados estava encostado numa árvore em um parque. 

O parque estava sem ninguém, sendo ocupado apenas por ele e um outro garoto de cabelos brancos com olhos vermelhos que estava sentado no banco. 

O garoto loiro estava com um rosto sério e exalava uma aura de pura confiança.

O garoto loiro apenas sai da árvore e começa a andar em direção ao garoto de cabelos brancos que olha na direção dele com uma carranca. 

Mais o garoto loiro apenas ignora isso e com um sorriso arrogante fala. 

"yo, eu me chamo caules forgevid, qual seu nome? "

_________________________________________

" hm"

Eu faço um barulho ao voltar a consciência.

Ao abrir os olhos eu percebo que estou em algum hospital, se os aparelhos ao meu lado são qualquer indicação. 

Tch, esses sonhos de novo, eles sempre costumam aparecer quando eu durmo. É como uma sensação nostálgica mais ao mesmo tempo tão distante. É como se eles se completao

Eu ouço o som da porta sendo aberta e vejo misaka entrando, quando ela me vê ela mostra uma expressão chocada. 

"Edward! "

" yo. "

Ela se aproxima da minha cama e senta numa cadeira que estava perto. 

" misaka, porquê você esta aqui?  "

Eu pergunto para ela. 

" eu estava passando por perto quando eu vi uma ambulância, então eu fui checar o que era e vi que era você. E como não tinha mais ninguém para te acompanhar eu te acompanhei. "

Sim, isso explica muita coisa. 

Quando eu sair daqui eu tenho que encontrar touma e index. 

MERDA, touma e index!!!  Como eu pude esquecer deles!!!!

Eu tento me levantar mas misaka me para. 

" você não pode sair, o médico falou que seu estado é preocupante. "

Meu estado é preocupante? Ha, ha, ha

Como se isso fosse fazer alguma diferença. 

" uma pessoa  precisa de ajuda. Isso é tudo que importa. "

Eu falo com uma convicção que nem eu sabia que tinha ao me livrar de seu aperto e sair pulando pela janela. 

"depois nos conversamos misaka." 

Mais eu juro que ouvi ela gritando 'idiota' ou algo assim. 

__________________________________________

Eu me escondo enquanto saio  do hospital. Eu olho para o céu.Parece que já é noite. Mas onde eu vou encontrá-los? Eu não acho que eu posso contatá-lo com o seu telefone. Eu também não têm osnúmeros de contato de Tsuchimikado e Aogami.

Ah, se houvesse alguém que sabe tudo sobre os meus colegas ... Aguarde, há alguém que sabe! Abri o aplicativo de contatos no meu smartphone. Selecionei uma entrada específica e tocou um botão verde na tela.

"Komoe-sensei! Você sabe onde Kamijou esta ?!"

Komoe-sensei respondeu com a voz em pânico.

"Eh? por quê? E paradeiro de Kamijou-chan Edward-chan ?!?"

"Por favor, sensei. Diga-me!"

"T-Tudo bem, hein. Ele foi para o banho público com a Sister-chan."

"Sister-chan ...? Você quis dizer Index?"

"Sim. Você conhece Index, Edward-chan?"

"Eu conheço ela."

Isso é reconfortante, se ele está se escondendo na casa de Komoe-sensei.

"É estranho, porque  ele não voltou ainda?"

"Eh?"

"Ele tinha ido duas horas atrás ..."

Duas horas ... Isso é muito tempo. E se ele ...

"... Tudo bem. Vou procurar por eles."

" 'procurar por eles' ?! Como é que você vai fazer isso? Você deveria ...? Espere, onde está você agora, Edward-chan? Edward-chan ?!"

Eu terminou a chamada.

Eu comecei a correr numa velocidade gigantesca. 

'Nada aqui.'

Quando cheguei ao do topo de edifícios, eu podia ver uma área vazia, sem pessoas.

No meio da rua, eu podia ver uma garota vestindo uma t-shirt branca com cabelo preto longo amarrado em um rabo de cavalo. Atrás de seus pés, um menino ferido vestindo um uniforme escolar caiu inconsciente. Ele é o único que eu estou procurando.  Kamijou Touma.

"O que você está fazendo com ele ?!"

"Então, você chegou , hein? Então, entregue Index para nós antes de recitar meu nome mágico."

"De jeito nenhum... "

Para Kamijou a ser ferido, nessa medida, parece que ela nem sequer usou magia.ataques físicos, huh.  

Eu andei em direção a ela com calma..

"O que .. por que não deu certo em você em tudo !? Minha espada não te cortou?!" 

Eu me sinto diferente. 

A mesma sensação de antes está voltando. 

Eu inconscientemente estava usando um pequeno sorriso no rosto. 

Eu então pulo pra frente.e ela também avança. 

'BOOOOOOMM'

Ocorre um barulho sinalizando que quebramos a barreira do som. 

Ela tenta me cortar mais eu apenas seguro sua espada com a kinha mão esquerda. 

"o quê?!?!"

Eu posso ver a surpresa em seu rosto. 

E com a mão direita eu dou um soco nela a mandando pra longe. 

Novamente, eu pulo para frente, desta vez numa velocidade mais alta,ao quebrar o chão atrás de min,  e se encontramos novamente. 

O que é essa sensação? 

Começamos a trocar golpes(melhor dizendo, eu socando e ela tentando me cortar)  causando destruição ao nosso redor. 

Então eu falo. 

"porque não paramos de brigar, e conversamos como pessoas civilizadas? "

Ela parece aceitar isso. 

Então, ela começou a me contar uma história sobre Index.


Notas Finais


Eu acho que dá pra adivinhar quem são aqueles dois no "sonho" do Edward, certo? O loiro esta muito óbvio.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...