História Um Conto das Sombras - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Girls' Generation, Got7
Tags Vfany
Visualizações 8
Palavras 1.943
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Fantasia, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que Gostem...

Capítulo 9 - Anny...


Fanfic / Fanfiction Um Conto das Sombras - Capítulo 9 - Anny...


 Quinta-Feria,10 de Agosto.
~Tiffy on~
   Como sempre eu estava com um vestido preto de mangas compridas que iam até meus pés e meu cabelo em um coque bem alto e apenas minha franja solta. Eu estava em uma biblioteca tão grande que parecia mas um labirinto do que biblioteca. Entrei em um corredor com o título "Humanos",deslizei meu dedo indicador pela prateleira até que achei o livro que queria o peguei abrindo na página em que havia parado
- Humanos e seus costumes... -fechei o livro rapidamente ao ouvir aquela voz 
- Senhor Mark ? -disse totalmente surpresa
- Surpresa em me ver? -ele sorriu- posso saber por que estás me evitando 
- Ham... -coloquei o livro no lugar- eu realmente não sei do que estás a falar -me virei saindo do corredor até que meu braço foi segurado,o olhei 
- Não precisas ficar assim -ele sorriu- entendo que está constrangida com essa situação mais não se sinta assim 
- Como farei isso? ... -olhei para o chão- talvez me afastar seja a melhor maneira
- Se isso fará a senhorita melhor -ele me soltou
- Por favor não pense que isso tem algo a ver com o senhor 
- Eu sei que seu coração pertence aquele criado -ele sorriu de canto- fique tranquila pois não comentei com ninguém, quero apenas que sejamos amigos... Quanto ao nosso noivado fique tranquila conversarei com meu pai 
- Se fizer isto carregara uma fama terrível -ele olhou em meus olhos 
- Isso não me importa -abaixei minha cabeça saindo da biblioteca
- Tiffany que milagre vê-la fora de seu aposento -ele brincou mais logo ficou serio- aconteceu algo? Por que estás assim? -olhei em seu lindos olhos 
- Estou confusa... -ele suspirou após me abraçando
- Minha querida amiga sabes que sempre estarei aqui por você
- Preciso de seus conselhos... -disse baixo em seu ouvido- Suga 
~Tiffy off~
~Tae on~
   Acordei sentindo muita dor,me sentei olhando em volta. Jimin ainda estava dormindo. Me levantei saindo do quarto,respirei fundo abrindo a porta e saindo da casa do Suga. O sol ainda não havia nascido então ainda dava tempo de eu ser eu mesma. Senti uma brisa gelada só então percebi que estava com um vestido branco até meus pés,com certeza foi o Suga.
- Vamos Taeyeon... não deixe ela controlar você -disse para mim mesma,meus olhos ficaram vermelho
   Me joguei da varanda da casa do Yoongi caindo no chão com um joelho dobrado,a dor aumentou eu apenas sorri de canto. Me levantei e comecei a correr tão rápido que um humano conseguiria sentir apenas o vento. Quanto mais rápido eu ia mais a dor diminuía. 
   Senti o cheiro de sangue e parei imediatamente, eu ouvia seus passos,sua respiração;era um cervo. Me aproximei rapidamente e quebrei seu pescoço,ele caiu duro no chão me abaixei e comecei a me alimentar. Aquilo era realmente delicioso,porém,o que eu realmente queria era sangue humano.
- Nunca lhe vi matando um animal para se alimentar -parei o que estava fazendo e olhei para ele ali para na minha frente,eu só podia estra novamente sonhando,virei o rosto tentando afastar essas ilusões,ele se abaixou ficando perto de mim e puxou meu queixo com seus dedos para fita-lo- não precisa ter vergonha -ele se aproximou beijando me delicadamente, quando nos separamos ele colou nossas testas
- Isso só pode ser um sonho... -disse baixo
- Talvez... quem sabe -ele se afastou um pouco olhando-me dentro dos meus olhos- você precisa tomar cuidado eles estão vindo atrás de você -ele se levantou se afastando
- Baek! -gritei seu nome me levantando,ele parou se virou e me olhou- eu preciso de você... -meus olhos se enxeram de lágrimas,ele sorriu
- Esse não é mais meu mundo -seus olhos ficaram tristes,me aproximei dele abraçando-o- eu sempre estarei com você -ele me apertou em seus braços- te amo minha Yeoninha
- Também te amo... -comecei a chorar e ele fez um pequeno cafuné em meus cabelos,quando abri os olhos ele havia desaparecido,enxuguei meus olhos- sempre vou te amar
   De repente alguém apareceu me dando um soco na barriga me jogando longe,com certeza não era um humano, bati em uma arvore e cai no chão e aquele dor terrível voltou.
- Ora ora, o que temos aqui... -aquela voz fina só podia ser dela- uma donzela em perigo
   Me levantei tentando ignorar aquela dor horrível,ela estava com um short preto, uma blusa branca e uma jaqueta de couro preta.
- Acho bonito da sua parte admitir a sua posição -disse sorrindo, ele ficou seria- irei fingir que nada disso aconteceu
- E o que você pode fazer? -ela sorriu- até onde eu saiba você não é mais nossa líder
- Criança tola, irá se arrepender de escolher o lado errado
- Você acha que pode mesmo voltar ao poder quando quiser? -ela começou a se aproximar- Carlos tem a confiança de todos -ela parou na minha frente- enquanto você ... mal tem suas irmãs -imediatamente dei um soco na cara dela que a fez voar batendo em uma arvore e caindo no chão,ela se levantou já com os olhos vermelhos- lave sua boca antes de falar de minha irmãs sua sangue ruim -disse lentamente a ultima parte fazendo com que a deixasse nervosa e magoada
- Pelo menos não sou covarde o suficiente para deixar que matem quem eu amo 
- Você não sabe o que fala -aquelas palavra foram uma facada em meu coração- escutar tanto Carlos a levara a morte 
- Isso é o que veremos 
   Ela correu em minha direção mais assim que se aproximou a segurei pelo pescoço a prendendo na arvore atras de mim,ela tentou se soltar mais eu era mais forte,meus olhos ficaram vermelhos enquanto eu a encarava
- Se tem amor pela sua vida acho bom que não chegue mais perto de nenhuma delas ou você quer que eu quebre mais alguma parte de você? -ela estava muito assustada mas mesmo assim continuava firme,comecei a apertar seu pescoço cada vez mais
- Larga ela, Tae!! -ele gritou atras de mim, senti minha forças falharem mas continuei segurando ela- você está matando ela -quando ouvi suas palavras só então percebi que ela havia parado de se debater e estava vermelha com os olhos quase fechados imediatamente a larguei e ela caiu no chão quase não conseguindo respirar,me abaixei perto dela,tirei gentilmente seu cabelo de seu rosto
- Me desculpe criança -ela não conseguia se mexer,apenas seus olhos que estavam focados nos meus- as coisas não deveriam ser assim e você sabe disso -ela respirou com dificuldade
- Então me mostre -ela disse lentamente,neguei com a cabeça- então como quer que eu acredite em você? -me levantei aproximando dele mas antes de ir me virei uma ultima vez
- Isso se chama confiança -Suga pegou em minha mão e desaparecemos
   Ele me levou até a casa do Tae.
- Por que estamos aqui? -disse curiosa
- Esta acontecendo de novo ... -ele entrou na casa só então percebi o que estava acontecendo e entrei correndo na casa
  A porta do quarto que sempre está lacrado, estava aberta. Entrei com cuidado,Suga estava em pé ao lado da cama, Tae estava sentado na cama segurando a mão da ... 
   Minhas forças falharam,senti uma tontura horrível e tudo ficou escuro.
~Tae off~
~Suga on~
   Eu estava dormindo tranquilamente quando Taehyung entrou no meu quarto assustado,me sentei lentamente 
- O que foi? -perguntei sem interesse nenhum
- O que foi? -ele disse incrédulo- desde quando aquele menino esta lá dormindo com ela? -comecei a rir- qual é a graça? -ele disse serio
- Estamos no meio de uma luta e é isso que te preocupa Taehyung? -ele revirou os olhos
- Se você não percebeu ela não consegue mais controlar seus poderes e você acha que é bom deixar um HUMANO ao lado dela? 
- Olha eu não tenho nada a ver com isso -me levantei me espreguiçando- se ela quer ficar perto dele não será eu que vou negar afinal ela não sentiu mais dor desde quando ele chegou 
   Ele ficou um pouco pensativo. Ele me olhou de cima a baixo
- Você não usa outra roupa não? -ele se referia a minha calça de moletom cinza e minha blusa branca
- Me sinto muito mais confortável com essa roupa -me sentei na cama ainda olhando para ele- e outra eu passo mais tempo dormindo do que acordado -ele revirou os olhos,senti um cheiro diferente e familiar ao mesmo tempo,me levantei rapidamente indo para a janela. Tae se aproximou- você também sentiu? 
- Esta me seguindo já faz um bom tempo mas pelo que vejo não consegue entrar na sua casa -por mais que tentasse não conseguia ver quem era apenas via uma capa preta enorme cobrindo seu corpo todo
- Com certeza não é humano -apontei para a criatura- os olhos estão vermelhos
- Ela conseguiu me acompanhar enquanto eu corria e você sabe que sou o mais rápido -de repente aquela criatura desapareceu
- Dama da noite -disse num sussurro- precisamos ir atrás dessa criatura imediatamente
- Mas a Tae não esta bem ainda
- E quem disse que ela vai? -abri meu guarda roupa 
- Te espero lá fora -ele disse antes de desaparecer
  Peguei a unica roupa que lá havia e a vesti rapidamente, uma calça preta de couro colada,uma blusa preta colada e um sobretudo preto de couro. Aquele brilho cinza azulado que vinha do fundo do guarda roupa fazia meu corpo tremer de ansiedade,peguei minha espada e a prendi em minha cintura.
- Por favor ... me reconheça -disse para mim mesmo enquanto pensava nela.
   Abriu a porta de casa olhando o horizonte,ainda estava a noite e com certeza ela ainda não se alimentou,me joguei caindo na floresta. Tae me olhou sorrindo
- Esse sim é o Yoongi que eu conheço -sorri mas logo fiquei serio
- Vamos ela não deve estar muito longe 
  Passamos duas horas perseguindo ela mas ela sempre conseguia escapar de alguma maneira era como se ela estivesse nos enrolando para alguma coisa. 
- Isso está sendo inutíl -ele reclamou
- Ela está apenas brincando com a gente -olhei em volta- vamos nos separar 
- OK -ele desapareceu 
   Comecei a andar quando ela apareceu do meu lado e antes que eu conseguisse pensar em qualquer coisa ela se aproximou e me beijou.
   Estava-mo numa floresta,a grama estava coberta com a neve. Olhei em volta percebendo que eu estava sozinho. 
   Aquele lugar era muito familiar... escutei vozes de crianças então me aproximei com cuidado para não assusta-las. Quando consegui vê-las elas estavam brincando perto de um poço,era um menino e uma menina eles parecia ter uns dez anos,ele estava com uma calça de moletom beje e uma blusa azul já a menina usava um vestido de branco e seus cabelos loiros iam até sua cintura,os dois eram tão brancos quanto a neve. Ele estava com uma flor azul na mão, aquela flor... ele a colocou atrás da orelha dela fazendo-a sorrir,não pode ser...
  Ele pegou na mão dela e imediatamente ficaram se olhando,ele se aproximou lentamente dela,comecei correr em direção deles
- NÃO!!!! -gritei mas era como se eles não conseguisse me ouvir 
   Eu corria mas não saia do lugar, quando eles se separaram os olhos dela ficaram vermelho ela soltou a mão dele colocando-a na cabeça ele disse algo mas não consegui ouvir porém eu sabia muito bem o que ele falou de repente ela desmaiou nos braços dele. Cai de joelhos assim como ele,ele dava pequenos tapinhas no rosto dela mas nada adiantava
- ANNY!!!! -gritamos juntos.
   Abri os olhos encontrando os dela tão vermelhos quanto sangue...
 


Notas Finais


Obrigada por ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...