História Um Conto De Uma Vida - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Kurama (Kyuubi), Kushina Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Visualizações 88
Palavras 1.313
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eae galerinha de boa na lagoa então eu melhorei daquele enjoo mas agora tô morrendo de alergia, eu tenho alergia a tudo que tem nesse mundo e tenho rinite então eu tô aqui morrendo mas vou postar esse capítulo pra vocês
Bjs seus lindos aproveitem

Capítulo 5 - Sentimentos Que Me Afligem


Fanfic / Fanfiction Um Conto De Uma Vida - Capítulo 5 - Sentimentos Que Me Afligem

Já era outro dia e mais uma vez eu estava completamente atrasado, então quando eu acordei, perto das oito da manhã, levantei da minha cama em um pulo indo diretamente para o banheiro, fiz minha higiene matinal e tomei um banho rápido, coloquei meu uniforme e desci para a cozinha, ao chegar lá peguei uma maçã me despedindo brevemente do meu pai, e ao sair pela porta comecei a correr para escola

Na sociedade não é bem visto um ômega estar correndo da maneira que eu estava, ômegas devem ser gentis, calmos e ter classe, nunca devemos fazer muito exercício, pois isso é coisa de Alfa e Beta, mas eu realmente não me importava com essa besteira de certo e errado, meu pai sempre disse que eu pareço um ômega com alma de alfa e eu concordo plenamente com essa frase

Antes de finalmente chegar no colégio era óbvio que eu tinha que esbarrar em algum ser, ao parar para pedir desculpa uma voz bem conhecida pode ser ouvida

-Daqui a pouco vou achar que você faz isso de propósito, dope - Fala sasuke com um sorriso travesso - Bom dia pra você, senhor Naruto atrasado Uzumaki

Eu fiquei meio surpreso por ter o encontrado tão rápido, não que eu estivesse loucamente o procurando  mas eu sabia que talvez fosse o encontrar pela escola, eu o havia conhecido ontem mas já nos dávamos bem para colocar apelido um no outro, mesmo eu odiando o apelido que ele me colocou, e ele não se importava com o fato de eu ser um ômega diferente

-hihi foi mal, realmente não era minha intenção- Disse enquanto coçava a nuca, meio envergonhado - Bom dia pra você também, teme

Sem demora, nós voltamos a caminha na direção da escola enquanto conversávamos sobre coisa banais

-Oque te fez se atrasar hoje, Dope? - Sasuke me pergunta, usando aquele apelido escroto que havia inventado ontem

-O normal, acordei tarde e sai correndo, e para de me chamar de dope seu teme - Falo mostrando minha irritação enquanto ele ria

Ao chegar a minha escola junto ao sasuke já pude ver a cabeleira rosa da minha melhor amiga, ela era uma das poucas pessoas que me aguentava, senhorita Haruno Sakurai, a alfa mais maluca que eu conheço

Ao me enxergar, a garota veio correndo na minha direção me dando um abraço apertado me deixando sem ar, ou seja, quase me matando sufocado

-Sakurai, tô mo-morrendo, me so-solta - falei enquanto batia freneticamente em seu braço

-Opa, foi mal, mas eu tava morrendo de saudade do meu Ômega lindo, oque andou fazendo, me trocou por alguém, achou algum gatinho - Ela falava freneticamente enquanto me sacudia de um lado para o outro, até que subitamente ela parou ao perceber a presença do moreno - Oque um alfa desconhecido e estranho está fazendo com o meu pequeno Naru? - Ela falava enquanto empunha a presença fazendo sasuke recuar um pouco

-Quem você pensa que é garota retardada - Sasuke fala expondo sua presença também

Sem nem mesmo notar meu nariz começou a sangrar junto dos meus ouvidos, era normal na minha família isso acontecer já que os ômega uzumakis são muito frágeis, então quando dois Alfa, ainda mais um  lúpus, colocam sua presença perto de mim, eu rapidamente começo a tremer e a sangrar

Meu nariz sangrava muito e eu sentia meu mundo girar, eu caí de joelhos e lá fiquei, a presença dos dois era forte, eu sabia que eles estavam discutindo mas não está escutando nada

Ao notar o meu estado sasuke foi o primeira a parar de emanar a presença e vir me socorrer, já que eu estava quase desmaiando

-Naruto, oque houve dope? - Sasuke falava completamente assustado  colando as mãos perto dos meus ouvidos tentando parar o sangramento enquanto Sakura se juntava ao seu lado, começando a entrar em pânico

-Ai meu deus Naru, desculpa - a rosada falava se sentindo culpada - eu esqueço sempre que ele é um ômega lúpus, sua espécie é fraca e não aguenta tanta pressão - Ela falava, ajudando sasuke a me colocar em seu colo - Temos que levar ele para a infermaria rápido

Sem nem perceber eu já havia desmaiado e entrado no mundo dos sonhos, sempre foi assim, quando criança todos tentavam não criar intrigas para eu não sofrer com a presença dos alfa nervosos, então na minha concepção minha vida era tranquila, quando naverdade só era quando eu estava por perto, depois de descobri isso, eu parei de ir em festas de família e qualquer reunião que tivesse, não queria pessoas se obrigando a agir de uma maneira por causa da minha fraqueza

Ao acordar eu estava na enfermaria, meu olhos ardiam pela claridade repentina e meu corpo doía, ao olhar para o lado tentando fugir da claridade encontrei sasuke apoiado em uma cadeira em um sono profundo, mas eu duvido que ele esteja confortável o bastante

-Ele ficou aí o tempo todo, não saiu nem um minuto, disse que era culpa dele por você ter se machucado - Fala a médica da escola com um sorriso bobo - Não se preocupe, você só perdeu um pouco de sangue e pode ficar um pouco tonto e com uma dor de cabeça

-A garota que estava comigo, Sakura onde ela 'ta? - Pergunto enquanto tentava me levantar, ficando meio tonto como ela disse

-A garota foi avisar o seu pai e os pais do sasuke para vir buscá-los, já que nessas condições as aulas de hoje vão ser adiadas para vocês

-Que horas são? Eu dormi muito? - Pergunto enquanto ia na direção de sasuke olhar mas de perto seu rosto sonolento, achando uma graça

-Agora é quase meio dia -Quando ela terminou a frase a porta foi aberta por uma louca de cabelos rosa totalmente preocupada

-Meu deus Naruto, eu morri de preocupação menino - Ela falava gritando enquanto vinha na minha direção, até eu dar um peteleco em sua testa apontando para o alfa dormindo - Opa, foi mal ae, não notei.

Eu fui para perto do moreno e fiz um cafune em seus cabelos, ele fica tão bonito quando esta dormindo, eu já sabia que estava sentindo alguma coisa pelo teme, agora era só descobrir o quão grande esse sentimento é.

Depois de um tempo fazendo o carinho, dois olhos onix se abriram revelando a escuridão que eu tanto gostava e com ele a preocupação veio também

-NARUTO!! - Ele grita, se levantando rapidamente e me dando um abraço forte, oque me deixou bem surpreso e envergonhado - Você está bem, não aconteceu nada de ruim?

-Calma teme, tá tudo bem, só estou com dor de cabeça, nada de mais - Falei, tentando acalmar o mesmo enquanto retribuía o abraço

-Desculpa, eu não deveria ter usado a minha presença com você, sinto muito mesmo, ainda bem que não aconteceu nada grave - Ele Falava me apertando mais ainda em seus braços, o mais errado era que eu estava adorando cada segundo daquele contato, era tão bom abraçá-lo - Eu juro nunca mais fazer você sofrer desse jeito, é uma promessa

Depois de todas as vezes que o sasuke ficou me pedindo desculpas, meu pai finalmente chegou para me buscar junto com o irmão do moreno

Fui na direção do do Sasu para me despedir e o que ele fez me deixou sem palavras, foi do nada e me surpreendeu muito, mas mesmo assim eu amei quando sasuke se despediu de mim com um pequeno beijo na bochecha, fazendo com que as mesmas tomassem uma coloração avermelhada

Meu pai, como não é bobo, ficou analisando o sasuke enquanto ele ia para o carro do irmão, eu sabia que quando eu botasse o pé dentro de casa as perguntas começariam, e agora eu tinha que me preparar para respondê-las

Mas antes,  eu tenho que entender todos esses pequenos e grandes sentimentos que eu estou sentindo 


Notas Finais


Se gostaram comentem e favoritem
Desculpe qualquer erro de português ou pontuação
Eu Adoro comentário GRANDEEEE e me anima bastante quando eu os vejo, me da mais motivação para continuar a escrever


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...