História Um coração de gelo - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail, Originais
Personagens Gray Fullbuster, Juvia Lockser
Tags Drama, Gruvia, Romance, Universo Alternativo
Exibições 18
Palavras 659
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpem a demora para o novo capítulo, final de semestre né...

Espero que gostem.

Capítulo 3 - Acho que já ouvi isso antes...


Fanfic / Fanfiction Um coração de gelo - Capítulo 3 - Acho que já ouvi isso antes...


Quando Natsu, Gray e Luna sairam da casa de Juvia, a chuva que havia cessado foi voltando ainda mais forte. Já estava quase anoitecendo e não havia muito onde procurar uma gata com aquela chuva, então resolveram encontrar uma hospedagem. 
Ficaram num hotel pequeno, próximo à casa de Juvia. Eles até pensaram em ficar na casa dela até amanhecer, mas Gray não podia parar de pensar naquele potinho de vidro na prateleira. Decididamente, aquilo emanava uma energia boa, mas era tão poderoso que ele também temia. 


Natsu: Quer dizer que você ficou apaixonado pela moça de cabelos azuis?
Gray: Cala a boca, moleque.
Natsu: Qual é o problema afinal? 2d não tem gosto, não tem cheiro e não retribui o seu amor. 


No instante em que Natsu terminou a frase, Gray desmaiou. 
Durante o desmaio, ele teve uma espécie de sonho. Ele estava em uma cama, nu, com uma moça ao seu lado que ele não conseguia ver o rosto... 


Gray: Ainda bem que você não é ciumenta com 2d, não abandonaria minhas waifus. 
??: E por que eu seria? Elas não têm meu gosto, meu cheiro e nem retribuem seu amor da forma que eu retribuo. 
Gray: Maldita, apelona. 


Gray virou sob a mulher que estava ao seu lado, nua também e a beijou. Os seios dela eram fartos e a sensação da pele dela colada ao corpo dele era a melhor coisa que ele podia sentir. As mãos dela o envolviam e puxavam seu corpo ainda mais próximo, enquanto seu pênis ereto parecia buscar a abertura dela. Ela gentilmente colocou ele dentro de si e arfou de prazer... ela parecia abraçá-lo por dentro, abraçar seu pênis enquanto o beijava. 


??: Você pode ter suas waifus quando longe de mim, nenhuma delas foi feita pra encaixar tão perfeitamente em você. 
Gray: E nenhuma delas é tão quentinha por dentro também. 
??: Exatamente.


Ele a penetrou forte e ela começou a gemer. O quarto era pequeno, e o cheiro do prazer dela começou a infestar cada parte do cubículo. Ele enlouquecia com aquele cheiro, penetrava ainda mais rápido e ela gemia ainda mais. 


??: Você é muito gostoso, Gray. Minha buceta foi feita pra você, olha como eu tô molhada... vem me fazer gozar. 
Então, ele prendeu a respiração e começou a penetrar mais forte e mais rápido, até que sentiu ela se contrair por dentro e inundá-lo com calor. Ele gozou ao ver o prazer que deu a ela. 
??: Eu te amo, meu lindo. 
Gray: Para de me copiar... é minha frase, eu te amo, minha linda. 


Ele reparou que ela tinha uma tatuagem no ombro, significado da mesma ordem de magia  que ele outrora aprendera. Para manipular o gelo, Gray teve que aprender sobre o tempo, e ela carregava a tatuagem desse símbolo. 
Ele parecia olhar nos olhos dela, mas a imagem era nublada, como se tivessem censurado aquela lembrança. O gosto, o cheiro e o toque... tudo aquilo era estranhamente familiar, mas ele não tinha a menor ideia se aquilo tinha mesmo acontecido e, principalmente, quem era aquela mulher. 


Sentiu seu rosto molhado e abriu os olhos, acordando do desmaio. 


Natsu: Porra, tá correndo tanto de 3d que eu falei pra você as vantagens e você caiu duro??
Gray: A frase... que você disse... eu já havia ouvido de uma mulher...
Natsu: Ah, qual é, Gray... você nunca permitiu que uma mulher se envolvesse com você, que conversa é essa?
Gray: Eu tive uma espécie de sonho ou flashback agora... uma mulher me disse a mesma coisa, e todas aquelas sensações... tudo era real...
Natsu: Você tá assistindo muito anime, tá até acreditando que as coisas aconteceram com você.
Gray: Não, idiota, eu senti os cheiros, os gostos... eu conheci aquela mulher de verdade, esse tipo de coisa não dá pra inventar. 
Natsu: Ok, então acho que você bateu a cabeça com muita força. Você não deve dormir agora, mas é melhor descansar um pouco. 


Notas Finais


Não ficam muitas dúvidas de quem era essa mulher do "flashback" de Gray... mas por que ele não se lembra dela?

--=--

Ainda que eu entenda, não vão haver cheiros, gostos, toque, calor e reciprocidade na vida que você vem levando. E eu sei que essas coisas têm um preço, que talvez você não tenha sequer condições de pagar por ele agora... mas eu ainda vou estar aqui, te esperando, pra quando você estiver. E por que eu esperaria? Porque eu fui feita pra você e você foi feito pra mim... isso basta. Te amo, G. Beijos, R.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...