História Um coração em conflito (Malec) - Capítulo 98


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção, As Crônicas de Bane, As Peças Infernais, Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Camille Belcourt, Celeste Newsome, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), James "Jem" Carstairs, Magnus Bane, Sebastian Morgstren, Simon Lewis, Tessa Gray, Valentim Morgenstern, Will Herondale
Tags Clace, Jessa, Malec, Sizzy, Wessa
Exibições 282
Palavras 1.140
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 98 - Já sabemos sobre o seu novo status


Na segunda-feira, Magnus estava no escritório junto com sua mãe, Alec e Hodge organizando umas papeladas necessárias para oficializar a sua decisão, quando do nada ele levanta a cabeça e comenta:

- Eu acho que quero fazer uma tatuagem!

Os 3 se viraram pra ele com uma expressão curiosa, mas o olhar de Alec dizia “Por quê? Seu corpo já é perfeito assim

Magnus logo deu um sorriso triste e continuou.

- Quero cobrir a maior cicatriz das minhas costas. – Disse, já levantando a mão para impedir que Alec se culpasse pelas marcas de novo. – Eu não me arrependo de tê-las Alexander. Se eu não tivesse cancelado a Seleção, estaria infeliz e provavelmente casado com Camille. Essas marcas são apenas a prova de que eu faria tudo por você, mas não quero que elas te atormentem mais, por isso vou cobri-las com uma tatuagem.

Sem pensar, o moreno foi até ele e o abraçou.

- Você é perfeito em cada detalhe Magnus Bane. Mas se você quer mesmo fazer isso... eu te apoio. – Depois baixou a voz pra um sussurro sedutor. – Além do mais, acho que você vai ficar ainda mais sexy tatuado.

Magnus se arrepiou e imediatamente selou seus lábios aos dele.

Hodge encarou a Rainha e quis rir da expressão dela, que passou de “Own que lindos” para “Se eu não apartar isso agora, presenciarei uma cena muito imprópria.”

- Tá legal meninos, a mãe ainda está no recinto, por tanto comportem-se, por favor.

Os dois se desvencilharam e as bochechas de Alec ficaram vermelhas imediatamente.

- Me desculpe, Majestade.

- Já disse que não precisa mais me chamar tão formalmente, querido. Até porque a partir de amanhã nem carregarei mais esse título.

Magnus suspirou e a encarou.

- Mãe, você tem certeza de que está tudo bem?

- É claro que sim meu amor. Você sabe que eu sempre irei te apoiar. Mas não posso evitar em ficar preocupada com a decisão que vocês tomaram... algumas pessoas podem não concordar com isso.

- Eu estou ciente dessa possibilidade. Mas eu preciso disso, mãe. Alec e eu precisamos.

A mulher encarou os dois e reparou que eles ainda pareciam exaustos, e que precisavam mesmo daquilo, então assentiu e começou a focar novamente na papelada.

- Pois bem, vocês dois estão dispensados agora. Os papéis já estão quase prontos e Hodge e eu podemos cuidar dos últimos detalhes. Quanto a tatuagem, traga alguém aqui para fazê-la. Não quero vocês saindo do Palácio antes da hora.

Os garotos assentiram e se retiraram, indo direto à procura dos amigos.

Eles estavam no Jardim, alguns treinando e outros simplesmente relaxando, mas Magnus seguiu até a ruiva sentada em baixo de uma árvore, com Jace ao seu lado.

- Clarissa, que bom que já está com seus materiais de desenho pois tenho um pedido para lhe fazer.

- Estou a sua disposição, Alteza. – Ela respondeu com um sorriso iluminado.

- Preciso que você desenhe uma fênix para mim, mais um menos desse tamanho. – Disse com um gesto de mãos. – E quero que ela seja em tons de azul.

- Por que azul? – Jace se intrometeu.

- Aff Jace, não é óbvio? Azul é a cor dos olhos do Alec. – A ruiva respondeu irritadiça.

- Ei! Não briga comigo, eu estou machucado. – Retrucou fazendo manha.

Clary revirou os olhos e riu antes de dar um beijo nele.

- Como é que você aguenta isso Clarissa? – Magnus indagou brincalhão.

- Também fico me perguntando a mesma coisa Bane. Mas voltando ao desenho... para que você quer?

- Ele vai tatuar nas costas. – Alec respondeu, se pronunciando pela primeira vez desde que chegaram ali.

- Que maneiro! – Will falou ao se intrometer na conversa também. – O Derek sabe tatuar. E acredite, ele é muito bom. Caso contrario não o teria deixado tatuar minha irmã Cecily.

- Mas vejam só quanta sorte. – Magnus sorriu e gritou. – Hey Derek, tenho um servicinho para você.

 

 

 

****

 

 

 

Estava anoitecendo e Alec nem sabia a quanto tempo estava olhando para o nada.

Magnus tinha dito que não queria que ele visse a tatuagem até ficar pronta, então o moreno se sentou num sofá da sala de treinamento e ficou quieto, pensando.

Nesse momento de distração, Alec acabou se assustando quando a porta se abriu e um garotinho entrou correndo.

- Max? O que você está fazendo aqui? – Perguntou com um enorme sorriso enquanto abria os braços pra ele.

O Lightwood caçula riu e se jogou em cima do irmão.

- Daqui a pouco é seu aniversário mano, e nós sempre ficamos juntos quando chega meia-noite.

- E esse é o único dia que você pode ficar acordado até tão tarde mocinho, então aproveite, mas sem pegadinhas. – Maryse anunciou ao adentrar a sala e o garotinho bufou.

Robert apareceu logo em seguida e Alec ficou nervoso pois não sabia se os pais estavam cientes de seu relacionamento.

Mas mãe é mãe!

E a mulher logo se apressou em tranquilizar o filho quando reparou em sua expressão, mas acabou por deixa-lo mais nervoso ainda.

- Sim Alexander, nós já sabemos sobre o seu novo status.

- E.... e o que vocês tem a dizer sobre isso?

Foi Robert quem deu um passo a frente e se pronunciou depois de longos minutos de silencio constrangedor.

- O príncipe... ele te faz feliz?

- Muito! – Respondeu de imediato.

- Então nós também estamos felizes filho. Confesso que ainda não entendo muito bem sobre isso, mas confiamos em você e te apoiaremos.

Incrédulo, Alec alternou seu olhar para os dois e quando se deu por conta, já estava chorando de alegria nos braços deles.

- Obrigado!

Max largou Presidente Miau que tinha aparecido em algum momento na sala e pulou mais uma vez no colo do irmão.

- Cadê o Magnus? Quero agradecer por ter me trazido aqui de limusine. Eu sempre quis andar em uma.

- Espera, foi o Magnus que convidou vocês?

- Sim! – Maryse respondeu. – A poucos dias ele foi pessoalmente até nossa casa ver se estávamos mesmo bem e disse que mandaria uma limusine, a pedido de Max, nos buscar para vermos você em seu aniversário.

Alec automaticamente abriu um sorriso maior ainda ao ouvir aquilo.

- Ele foi muito atencioso com nós e deixou bem claro que te ama muito. – Ela completou alegre.

Ai meu Deus! Eu me apaixono um pouco mais por ele a cada dia. Como isso é possível?” – O moreno meditou e já foi puxando a familia.

- Venham! Vamos chamar Isabelle.

Os Lightwoods então foram cumprimentar a Rainha e depois foram passear pelo jardim com Alec, que adorava aquele lugar.

Max corria pra lá e pra cá como se tivesse recebido um choque de energia, Izzy falou que estava namorando Simon, e quando deu meia-noite, os 4 abraçaram o moreno e o parabenizaram por seus 19 anos.


Notas Finais


não me matem por esse capitulo "bonus" e provavelmente sem necessidade.... Mas eu juro que vou tentar postar o proximo ainda hoje!
Só rezem pra que eu consiga escrever a tempo
Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...