História Um dia... - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 5
Palavras 1.477
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem, meus amores! <3

Capítulo 7 - "Eles tem uma conexão, isso nem eles podem negar"


Fanfic / Fanfiction Um dia... - Capítulo 7 - "Eles tem uma conexão, isso nem eles podem negar"

P.O.V PETER HOLD (PETER) ON;

Depois que voltamos do "Dia Inesquecível" (Segundo a Sky), todos nós nos despedimos e fomos silenciosamente para os quartos (eram exatamente 4;00). A chave do nosso quarto tinha ficado com o Alex, até porque, entre eu e o Luka, ele era o mais responsável... 

-Pega logo essa porcaria de chave, Alex!-Disse o Luka com a voz sonolenta, encostando sua testa na porta e fechando os olhos. 

-Calma! Estou procurando!-Respondeu o Alex revirando cada papel que tinha no bolso da sua calça procurando a chave.- Se nos pegarem aqui fora a essa hora estamos fudidos!- Ele disse meio impaciente, até quando ouviu um pequeno barulho no seu bolso. Puxando as chaves.- Achei!- Ele disse empolgado, logo, destrancando a porta. 

-Estou morto!-Luka disse e logo se jogou na cama.

-Não imaginei que você ficaria tão cansado, Luka!-Eu disse rindo.-  Até porque, você e a Skylla beberam energético e vodka pra caramba!- Eu disse relembrando dos dois revirando cada copo de vodka e de latinha de energético. 

-Bebidas me deixam cansado!-Ele se explicou. Eu acabei imaginado como a Sky fica depois da bebida, se fica cansada como o Luka, animada como a Mia depois de muito doce, ou fica mais louca, do que ela já é... Balancei a cabeça, afastando esses pensamentos, e deitei na cama, apagando completamente. 

Acordei com um sinal barulhento (e muito, muito auto), o Alex já estava acordado, e pronto, já o Luka...

-TÓ DE RESSACA, PORRA!-Ele disse levantando, muito mal-humorado por sinal!

-Que horas são?- Eu perguntei ignorando o mal humor do Luka e levantando.

-São 6;30, temos que tá no auditório as 7;00, eu acho melhor vocês irem se arrumar logo!- Ele disse pegando a mochila. 

-Vamos mesmo ter que entregar os celulares?-Perguntou Luka triste.

-Celulares, computadores...-Disse o Alex também triste.

-Não estou afim de ouvir a voz da diretora em plena terça-feira, as 7;00 da manhã...-Eu disse, tendo uma ideia em mente.- Eu não vou!- Completei pegando meu celular para mandar mensagem para "alguém inesquecível".

-Como assim "não vai"?- Perguntou Alex, meio confuso.

-Não vou, só isso... Simplesmente não vou!- Eu respondi.- Tenho algo muito mais importante pra fazer... Falo com vocês depois. -Falei entrando no banheiro pra tomar um banho, mas antes mandando uma mensagem para a Sky.

Eu: Bom dia, Boneca... Imagino que não esteja afim de ir no auditório ouvir a voz da diretora, como eu. Que tal escaparmos só um pouco? 

Boneca (Sky): Já falei para não me chamar assim! Mas em uma coisa você tem razão, eu nn estou mesmo afim de ir lá. Então, claro. Vamos fugir!

Entrei no banho, e depois que acabei coloquei uma roupa e avisei os meninos.

-Não vou pra palestra. Estou saindo, inventem alguma desculpa por mim!- Peguei um pequeno rádio de pilha que eu tinha e dei meu celular para eles entregarem para a direção.

-Vai pra onde? Que desculpa a gente inventa?- O Luka perguntou confuso e curioso.

-Inventem uma desculpa qualquer e me avisem depois! Estou fugindo da palestra com a Sky. Mas vamos ficar dentro do campus.- Eu disse abrindo a porta e saindo junto com os meninos. Eu andei na frente e ouvi o Luka dizer;

-Eles tem uma conexão, isso nem eles podem negar!-Não sei porque, mas eu sorri ao ouvir aquilo. Simplesmente continuei andando até encontrar a Sky onde marcamos: Na árvore de cerejeira, em uma parte escondida do campus. 

Olhei para o canto direito de uma parte escondida do campus, atrás das arquibancadas, do lado da piscina abandonada, onde ninguém ia, e eu a vi lá. Sentada na grama, embaixo da árvore cerejeira florida, com um caderno preto com figurinhas de várias bandas de rock diferentes coladas, na capa, e atrás... Com o seu cabelo platinado balançando com o leve vento que estava tendo... Ela estava escrevendo algo no caderno quando olhou pra cima, e quando me viu, levantou uma sobrancelha, e me chamou.

-Para de apreciar minha beleza e vem logo pra cá, garoto mimado.- Ela disse dando um sorriso. E eu sorri de volta. 

Fui em sua direção, deixei o pequeno rádio no chão e logo em seguida me sentei no chão. 

-Bom dia de novo, Boneca.- Eu disse, logo em seguida rindo da cara brava que ela fez quando ouviu aquilo.

-Você realmente quer perder a vida, não quer, Mr. Convencido?- Ela disse fazendo uma cara séria, mas eu percebi que ela estava se controlando para não rir, e quando eu percebi acabei rindo, oque fez ela rir. 

Eu nunca tinha visto o sorriso dela direito. Durante nossa pequena viagem da noite passada ela riu muito, porém estava de madrugada, escuro, não vi direito. A primeira vez foi agora, e isso vai ficar gravado na minha mente durante muito, muito tempo. Ela era tão diferente das meninas que eu já peguei (Muitas, a proposito), já peguei muitas meninas de diferentes personalidades, mas nenhuma era como a Sky. Se é que existe alguém como a Sky... Ela era única. Uma alma rara, difícil de encontrar, e eu encontrei, ou ela me encontrou...

Qual o meu problema? Eu nunca pensei em ninguém, NINGUÉM desse jeito. O objetivo era ter um ano incrível aqui, com várias meninas, como a minha vida sempre foi... Aqui tem várias meninas muito bonitas aqui, mas a única menina na minha cabeça, desde o momento que eu cheguei aqui, é a Sky. Ela era bonita, até demais, admito, com o cabelo platinado que ficava único nela, o sorriso alegre e ao mesmo tempo tão misterioso, os olhos azuis, mais bonitos que o azul do céu... Voltei a realidade depois dos meus pensamentos distantes, balancei a cabeça e ela logo falo

-Quando a diretora apresentou todos quando chegamos aqui...-Ela parou de escrever no seu caderno, o fechou, botou na grama ao seu lado e olhou nos meus olhos, e continuou:- Você disse que seu pai preferiria ver você uma vez no mês... Me fala sobre isso, fiquei curiosa- Eu respirei fundo olhei nos olhos dela e quando eu abri a boca pra falar, eu travei por uns 5 segundos, e eu juro que ela também. Mas logo falei...

-Ele é empresário, não tem nenhum tempo livre...- Eu disse- Pelo menos pra mim ele não tem...- Eu percebi que ela queria que eu continuasse a falar, e estava prestando muita atenção...- Minha mãe se foi a muito tempo, não lembro muito dela... Desde então ele nem liga pra mim... Só a Eli, minha empregada, a considero como uma avó... Ela é um doce, você gostaria dela, e ela também iria gostar de você...- Falei e ela deu um sorriso discreto, e eu também. 

-Sei como é...- Ela disse, eu a olhei confuso e ela continuou...- Minha mãe e eu não somos nem um pouco próximas... Meu pai morreu a alguns anos atrás, eu era muito próxima dele, ele era meu melhor amigo, perder ele foi uma dor na qual eu nunca senti, e acho que nunca vou sentir de novo...- Ela disse e eu olhei no fundo dos olhos azuis dela...- Mas diferente de você, eu não tinha alguém como a Eli...- Ela disse, logo depois sorriu pra mim...- Você é a primeira pessoa que eu conto isso e não me olha com pena, obrigada!- Ela disse com um olhar feliz, e com um grande sorriso.

-Por nada- Eu disse sorrindo, junto com ela. Ela olhou pro rádio e disse:

-Esse rádio funciona?- Ela perguntei apontando pra ele.

-Funciona, é a pilha... Se vamos ficar sem celulares, eu trouxe pra pelo menos música eu poder ouvir...- Eu disse- Se quiser emprestado algum dia só me fala!- Ela parou de olhar o rádio, e me olhou.

-Vou aceitar a proposta! Coloca uma música!- Ela disse animada.

Liguei o rádio e parou em uma estação de cara e quando eu ia mudar...

-NÃO! Não muda! É da minha banda favorita!- Ela disse balançando a cabeça e cantando junto.

"This time, I wonder what it feels like

To find the one in this life,

The one we all dream of, but dreams just aren't enough,

So I'll be waiting for the real thing,

I'll know it by the feeling

The moment when we're meeting,

Will play out like a scene, straight off the silver screen,

So I'll be holding my breath, right up to the end,

Until that moment when, 

I find the one that I'll spend forever with..." 

Eu ouvi cada letra da música, mas não pelo rádio, e sim pela sua voz... Ela cantava tão bem... Era lindo! A voz, o cabelo, seu jeito, seu sorriso, seus olhos azul céu... Ela, era ELA! Por ela foi lindo... A misteriosa, e encantadora Skylla Monterhood... Eu vi naquele momento, que eu tinha que tê-la, mas não como eu fiz com as outras... Em menos de 42 horas, ela me encantou! Quem é você, Sky? E oque você faz comigo? 

 

 

 

 


Notas Finais


tradução da música;
Desta vez, eu pergunto como deve ser


Encontrar a pessoa para esta vida
A pessoa que todos nós sonhamos, mas apenas sonhos não são suficientes
Então eu estarei esperando por algo real
Eu saberei disso pelo sentimento
O momento quando nós nos encontramos
Irá aparecer como uma cena, direto no telão
Então, eu estarei segurando a minha respiração, até o final
Até aquele momento quando
Eu encontrar a pessoa com quem ficarei junto para sempre <3 (

link da música: Desta vez, eu pergunto como deve ser


Encontrar a pessoa para esta vida
A pessoa que todos nós sonhamos, mas apenas sonhos não são suficientes
Então eu estarei esperando por algo real
Eu saberei disso pelo sentimento
O momento quando nós nos encontramos
Irá aparecer como uma cena, direto no telão
Então, eu estarei segurando a minha respiração, até o final
Até aquele momento quando
Eu encontrar a pessoa com quem ficarei junto para sempre

Desta vez, eu pergunto como deve ser


Encontrar a pessoa para esta vida
A pessoa que todos nós sonhamos, mas apenas sonhos não são suficientes
Então eu estarei esperando por algo real
Eu saberei disso pelo sentimento
O momento quando nós nos encontramos
Irá aparecer como uma cena, direto no telão
Então, eu estarei segurando a minha respiração, até o final
Até aquele momento quando
Eu encontrar a pessoa com quem ficarei junto para sempre


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...