História Um dia que... - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 9
Palavras 1.063
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Esporte, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 14 - Stranger Things and Thinks


              Codgan
Que porra foi essa? Bernard vindo aqui e me dando seu telefone sem eu pedir, parece que tudo está dando certo. Peguei o papel e passei seu número para o meu celular e esperei um tempo suficiente para mandar uma mensagem.

Por que você me deu o seu número?
Codgan, 21h00min.

Passei os piores 20 minutos da minha vida, pois ele não me respondia. Até que me veio a resposta.

Porque eu acho que você precisa de um psicólogo ou alguém que te ouça, eu estou aqui para isso.
Bernard, 21h20min.

Quase tive um infarto hora que vi o que ele respondeu.

Não precisa se importar comigo assim, Bernard.
Codgan, 21h21min.

Se eu não me importar quem vai, Codgan?
Bernard, 21h22min.

Não sei, doutor.
Codgan, 21h22min.

Quer falar sobre?
Bernard, 21h23min.

Sobre o que você quiser.
Codgan, 21h23min.

Qual tipo de filme você gosta, Codgan?
Bernard, 21h24min.

Comédias românticas e animações.
Codgan, 21h24min.

Interessante.
Bernard, 21h25min.

Chama-me de Cod.
Codgan, 21h25min.

Por que?
Bernard, 21h25min.

Não gosto do meu nome inteiro.
Codgan, 21h26min.

Tudo bem.
Bernard, 21h27min.

Quando eu vou ter alta?
Codgan, 21h28min.

Amanhã eu vou fazer uns exames em você e já te dou essa previsão.
Bernard, 21h29min.

Bernard.
Codgan, 21h30min.

Sim.
Bernard, 21h30min.

Quantos anos você tem?
Codgan, 21h31min.

30.
Bernard, 21h32min.

Como você pode ser cirurgião com apenas 30 anos?
Codgan, 21h32min.

Eu passei na faculdade com 16 anos.
Bernard, 21h33min.

Como?
Codgan, 21h34min.

Quando eu tinha 14 estava no time de handebol da escola, então eu não tinha muito tempo para estudar e sempre passei na média, só que com 15 eu tive que abandonar o time, assim eu tinha muito tempo vago e comecei a estudar muito e quando tinha 16 fiz a inscrição para essa prova só para ter uma noção de como é, meio que sem querer eu acabei passando e minha mãe não viu motivo para eu terminar o Ensino Médio, então ela entrou com um processo na justiça e eu pude entrar na faculdade, fiz os dez anos de Medicina e dois anos e meio como pós para cirurgião, enquanto eu trabalhava.
Bernard, 21h36min.

Caralho, mas o por que você teve que parar o handebol?
Codgan, 21h37min.

Porque eu vim para cá e não consegui fazer o teste.
Bernard, 21h38min.

Certo, você é bem diferente.
Codgan, 21h39min.

Gosto disso.
Bernard, 21h40min.

Nossa conversa acabou por ai, peguei meu caderno e comecei a rabiscar linhas sem sentido.
Coloquei meu celular para carregar e guardei o caderno, estava com muito sono, afofei o travesseiro e encostei minha cabeça, logo que fechei os olhos passei a sonhar.

Eu sorria para Micael que sorria de volta, Beatrice estava abraçada com ele.
- Você vai ver qual jogo primeiro, Cod? - Ela me pergunta sorridente.
- O seu porque eu corro menos risco de levar uma bolada na cara. - Começamos a rir, até que Janice chega com Simon o qual estava com os olhos inchados.
- Não acredito que você ainda está chorando por causa de Lithia, Simon. - Fala Beatrice.
- É mais forte do que eu. - Sinto alguém me abraçar por trás.
- Boa tarde, coisa pequena da minha vida. - Ouço a voz de Bernard.
- Pensei que não viria. - Falo, enquanto nos beijamos.
- Já deu né, casal. - Sibila Simon.
- Nossa, como você é chato, Simon. - Retruco.
- Gente, eu tenho que ir para o vestiário, até depois do jogo. - Beatrice se levanta e sai.
- Também vou para o meu. - Micael se levanta e também sai, Bernard senta no lugar ocupado por Micael e Simon troca de lugar com Janice e se apoia em mim, mexo em seu cabelo, percebo o olhar fuzilante de Bernard.
- Você precisa sair dessa fossa, Simon. - Comento.
- Não sei se quero. - Janice pega sua mão, Simon vive tudo muito intensamente e é nisso que dá.
- Você precisa de um porre.- Continuo falando.
- Não, quero continuar ouvindo minha Taylor Swift.
- Você não era assim, Simon. - Fala Janice.
- Eu quero ir para casa. - Simon fala.
- Não, você tem que interagir com as pessoas.
- Não estou a fim disso. - Simon continua apoiado no meu ombro, até que o sino toca para o jogo de Beatrice. Levantamo-nos e fomos para a quadra, Janice escolheu os lugares e ficamos esperando, Bernard sentou do meu lado.
- É jogo do que? - Ele pergunta no meu ouvido.
- Handebol. - O narrador passa a anunciar as equipes:

Boa tarde a todos os presentes, hoje teremos a semi-final, entre a escola secundária John F. Kennedy e a escola secundária Abraham Lincoln então vamos aos times:
Pela escola secundária John F. Kennedy temos: Bianca, Mary, Beatrice, Lila, Julien, Camille, Jennifer e Monica.
Pela escola secundária Abraham Lincoln temos: Jasmim, Natalie, Geórgia, Piper, Alex, Amanda, Giovanna e Susan.
Todas as meninas já estão posicionadas e vamos ao jogo.

A bola começa com o time da minha escola.
- Qual é a sua escola? - Pergunta Bernard.
- Kennedy. - Vejo Beatrice fazer o primeiro ponto do jogo, logo Camille pega um rebote e marca outro ponto. O jogo vai indo, até que acaba o primeiro tempo com uma briga entre Beatrice e Alex, quer dizer as duas estavam se olhando torto, o técnico conversou com o time e puxo Beatrice de lado, conheço o temperamento dela e pela sua cara não iria demorar para meter a mão na cara da garota. Beatrice assentiu e voltou para o jogo, a bola vai para o outro time, olhei bem para Alex e para Beatrice, isso iria dar merda, as meninas fazem um ponto e nossa goleira joga a bola para Beatrice que pega no ar, Alex correu atrás dela e as duas trombaram fazendo com que ambas fossem para o chão, o juiz parou o jogo e Beatrice se levantou primeiro, Lila nem esperou muito e já puxou Beatrice, disse alguma coisa para ela e o jogo prosseguiu, até que Alex bateu na cara de Beatrice que na hora devolveu. Eu e Janice nos levantamos correndo para tentar parar Beatrice, mas quando chegamos Alex já estava com a cara estourada. Beatrice foi expulsa e foi direto para o vestiário, entramos com ela.
- Essa vaca, maldita.

Foi só isso que consegui ouvir até que alguém me cutucou.


Notas Finais


Sim, eu curto sonhos, espero que gostem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...