História Um fim de Inverno para não se esquecer - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bleach
Personagens Aikawa Love, Aizen Sousuke, Byakuya Kuchiki, Genryuusai Shigekuni Yamamoto, Gin Ichimaru, Hanatarou Yamada, Hinamori Momo, Hirako Shinji, Hiyori, Ichigo Kurosaki, Ikkaku, Izuru Kira, Kaname Tousen, Kenpachi, Kenpachi Zaraki, Kensei Muguruma, Kon, Mashiro Kuna, Mayuri, Nanao Ise, Nemu Kurotsuchi (Nemuri Nanagou), Orihime Inoue, Personagens Originais, Rangiku Matsumoto, Renji Abarai, Retsu Unohana, Rouse, Rukia Kuchiki, Sado Yasutora, Sajin Komamura, Shihouin Yoruichi, Shunsui Kyouraku, Shuuhei Hisagi, Soi Fong "Soifon", Toushirou Hitsugaya, Ukitake, Urahara Kisuke, Uryuu Ishida, Yadoumaru Lisa, Yashiro, Yumichika
Tags Bleach, Kyouraku Shunsui, Nanao Ise, Shunnao
Exibições 30
Palavras 3.758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ohaaaaayo mina-san esse capítulo é muito mais do que especial para mim. É o capítulo que muitos esperavam e como uma boa escritora, resolvi fazer uma linda e emocionante surpresa para vocês.
Agradeço aos comentários e das respostas positivas que tenho recebido, isso me deixa super feliz.
Como nos capítulos "Take me to Church" e "Gods and Monsters" aconselho ouvir a música tema desse capítulo enquanto vocês lêem. Vocês não irão se arrepender... Eu prometo...
Chega de enrolar e fiquem agora com o capítulo mais aguardado da fanfic...
Obs: nesse capítulo teremos hentai rsrsrs...

Beijos e boa leitura.

Capítulo 20 - Marry me ?


Fanfic / Fanfiction Um fim de Inverno para não se esquecer - Capítulo 20 - Marry me ?

Nanao continuava olhando para o seu Taichou sem entender nada, procurou nos olhos do moreno alguma pista do que estava por vir, mas não encontrou nada além de carinho e amor.

Shunsui sabia que sua amada estava preocupada e desconfiada de sua atitude inesperada, mas estava decidido à fazer aquele pedido. Ainda segurando a mão de sua lovely o moreno começou a falar, surpreendendo à todos.

-Como vocês sabem a minha fama no Seireitei não é uma das melhores e eu prefeira assim. No entanto algo começou mudar dentro de mim... As noites de farras ficaram cada vez mais entediantes, as mulheres não me satisfazia mais e olhar as nuvens também não...

Os shinigamis faziam silêncio, bem como os de alto escalão e os convidados. Era verdade que de algumas décadas para cá o Capitão mulherengo estava agindo de  forma estranha e todos queriam saber o porquê.

-Tudo isso por causa de uma única mulher. Ainda que eu bebesse até cair nos bares da Soul Society, eu acordaria em minha casa tendo a certeza de que levaria uma bronca daquelas. Ainda que eu dormisse com várias mulheres, só conseguia pensar na mulher que eu amo...

Nanao ouvia tudo aquilo sem saber o que fazer ou na onde se esconder.... Shunsui era imprevisível e persistente, e não pararia até falar tudo o que ele queria dizer para os seus companheiros.  Mas o que ela não entendia era a sua parte nisso, o que ele está tentando fazer? Bem nem ela sabia ao certo.

-E é por isso que estou aqui me abrindo para todos vocês,  para dizer de uma vez por todas o que eu sinto por essa mulher que entrou na minha vida sem eu menos esperar e me faz feliz... - e olhando para a sua amada Lovely, Kyouraku continuou a falar - Você se lembra da conversa que tivemos Nanao-chan?

-Hai Taichou eu me lembro... Mas o que isso tem haver com o que está acontecendo agora?

-Sempre desconfiada Nanao-chan, mas particularmente eu prefiro você assim...

-Taichou....

-Gomen Nanao-chan... Alguém poderia fazer a gentileza e trazer uma cadeira por favor?

Rapidamente um de seus oficiais trouxe a cadeira e a colocou na borda do centro do salão, do lado oposto da mesa dos capitães e tenentes.

-Obrigado Kanashi-san....  Nanao-chan, poderia se sentar naquela cadeira por favor?

Agora ela estava preocupada, acreditando que trocaram o homem por algum ET. Céus o que deu nele para agir daquela forma? Ela olhou rapidamente para Ukitake e o mesmo negou com a cabeça como se dissesse "Sinto muito mas não sei o que deu nele" . Com um suspiro, ela olhou mais uma vez para o seu taichou e foi se sentar na cadeira.

-Obrigado Lovely... Bom você sabe qual foi o assunto da nossa conversa e você mesma me deu carta branca, e eu jurei não desistir, por isso espero que goste da música Nanao-chan...

E dizendo essas palavras a orquestra suave começou à tocar  novamente,  uma melodia lenta e adorável ao ver da Ise. Logo a morena perdeu o fôlego quando o seu Taichou começou a cantar novamente, era uma canção de amor dedicada para ela.

      Forever can never be
     Enough for me
    Feel like I've had long
    Enough with you
    Forget the world now
    We won't let them see
    But there's one thing left to do

Todos os shinigamis estavam surpresos, inclusive a própria Ise. Ela sabia falar vários idiomas graças aos livros que pegava na Biblioteca do Seireitei e na casa do Ukitake Taichou quando menina, e sempre fazia Shunsui ler com ela... Enquanto os pontos estavam se ligando e fazendo sentido para a Ise, ela continuou ouvindo a música que o moreno cantava tão harmoniosamente.

    Now that the weight
    Has lifted
    Love has surely
    Shifted my way
    Marry me
    Today and every day
    Marry me
    If I ever get the
    Never to say
    "Hello" in this cafe
     Say you will
     Mm-hmm
     Say you will
     Mm-hmm

Nanao não podia acreditar no que estava ouvindo e vendo ali na sua frente. Agora entendia o motivo de seu Taichou ter pedido uma cadeira para ela se sentar, suas pernas estavam fracas e bambas, e tinha absoluta certeza de que cairia se estivesse de pé.  Ele a olhava enquanto cantava e sorria para ela, deixando-a corada e consciente de que a música era para ela.

    "Together" can never be
     Close enough for me
     Feel like I am close
     Enough to you
     You wear white and
      I'll  wear out the words
      "I love you" and "You're beautiful"
    
Assim como aconteceu com a homenagem ao Soutaichou, muitos shinigamis desataram em chorar, enquanto uma minoria sentia uma pitada de inveja, pois queriam ser a fucktaichou naquele momento. No entanto essas mulheres bem sabiam que, o coração de Kyouraku era de uma mulher só e era para essa mulher que ele cantava agora.

    Now that the wait is over
    And hove and has
    Finally shown her my way
    Marry me
    Today and every day
    Marry me
    If I ever get the
    Never to say
    "Hello" in this cafe
    Say you will
    Mm-hmm
    Say you will
    Mm-hmm

Shunsui caminhou até sua amada e parando na frente dela lhe estendeu a mão. Nanao mesmo com as mãos trêmulas, aceitou e colocou sua mão em cima da dele enquanto se levantava. Ele a guiou até o meio do salão novamente e beijou o topo da cabeça da morena, para depois voltar a cantar.

    Promise me
   You'll always be
   Happy by my side
   I promise to
   Sing to you
   When all the music dies

Ele sorria para a morena quando a puxou contra si, para que ela ficasse com a cabeça apoiada em seu peito. Com a mão direita abraçou a cintura da moça que estava atônita demais para esboçar alguma reação. Então ele continuou a cantar para ela o que ele vinha sentindo durante todos esses anos.

    And marry me
   Today and every day
   Marry me
   If I ever get the
   Never to say
  "Hello" in this cafe
  Say  you will
  Mm-hmm
  Say you will
  Mm-mm

Ao terminar as últimas notas da música, Shunsui foi recebido por uma salva de palmas de todos os presentes. No entanto ele ainda não tinha terminado, se afastando um pouco da sua amada para a olhar nos olhos enquanto dizia tudo o que sentia, ele não pode deixar de sorrir nem um minuto sequer. Nanao estava com o rosto corado e com os lábios trêmulos, para ele era uma visão encantadora.

-Nanao você me deu carta branca para eu provar te provar que o que eu sinto é real e verdadeiro.  Pois muito bem, eu decidi não só cantar, mas me declarar perante todo o Gotei 13. Sei que fiz muita idiotice e burrada na minha vida, mas quando eu te conheci, uma pequena chama de esperança brilhou dentro de mim. Não vou negar que já tive várias paixões, mas nada chega aos pés do que eu sinto por você.  A medida em que você crescia, essa chama crescia junto, eu queria evitar e até tentei, mas nada funcionava. Quase fiquei louco quando você se feriu em sua primeira missão ao meu lado como minha tenente, mas você foi firme em suas convicções e não me deixou te levar até a quarta divisão, se curando ali mesmo na minha frente usando um Kidou de cura e depois curando as minhas feridas...

A mulher nada dizia apenas ouvia o que o homem tinha para lhe dizer, estava surpresa de mais para dizer ou pensar algo.

-Depois desse dia foi que eu percebi que eu estava apaixonado por você. Eu acreditei que era mais uma passageira, então tentava de todos os modos fazer você ceder as minhas investidas, no entanto você ficava ainda mais furiosa comigo e me batia, quando não me explodia com algum Kidou para fora do escritório.

Nesse momento todos começaram a rir da declaração de Shunsui, claro que isso era a mais pura verdade. Nanao por sua vez revirou os olhos em uma espécie de desaprovação, mas no fundo achava divertido o que ele acabara de confessar.

-O tempo passava,  e eu não conseguia tirar você da minha cabeça. Não sabia mais o que fazer, estava ficando paranoico com tudo isso. Comecei a te proteger, evitando que fosse em alguma longa e demorada missão, sem saber que isso te fazia mal. E minhas crises de ciúmes não ajudava em muita coisa... Não vou pedir perdão quanto à isso, mas sinto muito sim por ter te prendido de mais ao meu lado.

Ele se afastou mais um pouco e tomando coragem e sorrindo para a morena, ele se ajoelhou aos seus pés e retirando uma caixinha rosa de veludo do seu bolso e a abrindo, ele terminou a sua declaração.

-Nanao eu sei que sou totalmente o seu oposto, mas eu te amo muito e quero passar a minha vida do seu lado. Não apenas como seu capitão ou melhor amigo, quero ser o homem que irá te fazer feliz por toda a eternidade, quero ser o homem que irá te acordar todos os dias só para dizer que te amo, quero ser o pai dos seus filhos.... Nanao Ise aceita ser a minha esposa?

A morena estava paralisada,  não sabia o que dizer. Shunsui a amava isso era fato e a verdade é que ela o amava da mesma intensidade. Minutos se passaram enquanto a morena colocava os pensamentos em ordem, pela primeira vez na sua vida ela iria seguir o seu coração,  só esperava não se arrepender depois.

Shunsui por outro lado estava ficando agoniado com a demora da sua amada para responder. No entanto, ele se surpreendeu ao sentir uma leve brisa e ao olhar para cima viu sua amada se aproximar de si e se ajoelhar na sua frente sorrindo entre as lágrimas que desciam por aquele rosto alvo e lindo.

-Sim Shunsui Kyouraku eu aceito ser a sua esposa. Eu te amo...

Shunsui não se cabia em tanta felicidade, Nanao havia aceitado o seu pedido e lhe dito que o amava. Ele se levantou a puxando delicadamente junto consigo e retirando a aliança da caixinha, colocou gentilmente no dedo anelar de sua noiva e beijou a sua mão sorrindo antes de a puxar para um forte abraço.

Gritos e salva de palmas foram ouvidas em homenagem ao casal. Seus amigos estavam felizes e emocionados por eles. Matsumoto e Ukitake ergueram as taças de vinho e disseram juntos.

-VIVA AOS NOIVOS!

-VIVAAAAA!  - foi a resposta em coro que o casal teve.

Nanao corou com tudo aquilo e Shunsui ria feliz por seu maior sonho, dar um passo para se tornar realidade. E sem aviso prévio, pegou a morena em seus braços, estilo noiva e a rodou no meio do salão, fazendo a Ise gritar assustada e o abraçar. Depois de a colocar no chão, ele a abraçou carinhosamente.

-Eu te amo Nanao-chan... Com todas as minhas forças eu irei lutar por nós dois...

-Eu... Eu também te amo Shunsui... Mesmo você sendo excêntrico...

Ele riu e acariciou o rosto da morena enquanto se aproximava ainda mais dela, colando assim seus corpos. E para a alegria de todos, Shunsui e Nanao selaram compromisso num beijo apaixonado.

Quando se separaram, receberam os comprimentos de todos os convidados e amigos do casal. De todos menos de Hisagi Shuuhei que não entendia o porquê da Ise preferir o Capitão Kyouraku à ele.

-Bom pessoal agora eu e minha noiva precisamos ir...

-Shunsui....

-Não se preocupe Nanao-chan... Confia em mim - e dizendo isso, o moreno a guiou para fora da festa.

*****************************

Shunsui ao ver sua amada sem casaco algum colocou o seu sobretudo nos ombros da morena, que o abraçou enquanto andavam pela neve que aos poucos começava a derreter, sinal que o inverno finalmente estava chegando ao fim.

-Para onde estamos indo?

-Para a nossa casa...

Ela ficou corada e ele sorriu de forma apaixonada para ela enquanto caminhavam até uma floresta de Sakuras, que havia aos arredores da oitava divisão. Muito em breve, as flores iriam desabrochar e colorir os céus do Seireitei. Mais a frente, depois da ponte que cruzava um riacho congelado, se encontrava a enorme casa (para não dizer mansão) de Kyouraku Shunsui.

Eles atravessaram a ponte e caminharam pelo jardim até a entrada da casa. Shunsui abriu a porta e deu espaço para Nanao adentrar a casa, para que ele depois entrasse e fechasse a porta atrás de si.

-Bem vinda meu amor ao nosso lar...

-Obrigada...

Ela disse enquanto retirava o casaco do homem e o pindurava no cabideiro no hall da entrada da casa. Adentrando ainda mais a casa, Nanao não pode deixar de admirar cada detalhe dos cômodos da casa, enquanto Shunsui lhe mostrava cada cômodo daquela enorme casa.

Shunsui a guiou até um quarto de casal aconchegante e lindo. Havia uma cama enorme de casal, um guarda roupas grande, uma cômoda com suporte para as zampakitous, duas poltronas cor creme, uma porta que levava ao banheiro enorme que tinha e duas portas cobertas com cortinas brancas que levavam para o jardim da casa.

-O que achou Nanao-chan? - perguntou Shunsui enquanto se aproximava da morena e a abraçava por trás.

-É lindo... Mas.... 

-Mas?

-É enorme para nós dois...

Shunsui riu calorosamente e a apertou ainda mais nos seus braços beijando os cabelos da morena.

-Algum dia iremos ter filhos e ela deixará de ser tão grande assim...

Nanao corou com o comentário, mesmo sabendo que não foi por mal o que ele disse. Sentiu o moreno se afastar e ela se virou para o encarar.

-Eu ham... vou deixar você se vestir...

-H... Hai...

Ele beijou sua bochecha e saiu do quarto, fechando a porta. Nanao caminhou até o guarda roupas e abriu as portas procurando algo que desse para ela usar para dormir. Escolheu uma camisa social branca e depois de a pegar, fechou as portas do guarda roupas. Ela retirou a tiara do cabelo, e soltou os mesmos, colocando os acessórios na cômoda, se sentando em uma das poltronas, retirou os saltos e depois retirou o longo vestido, para colocar a camisa e a abotoar.

A camisa parecia um vestido tamanho midi de tão grande que era nela, mas não se importou contudo. Dobrou o vestido e o deixou em cima da poltrona, calmamente ela se sentou na cama e ouviu leves batidas na porta.

-Posso entrar?

-Sim...

A porta se abriu e por ela passou o moreno que vestia somente uma calça de moletom fina azul marinho e seu cabelo estava solto. Nanao teve que engolir em seco, aquele homem era um atentado ao pudor e ao seu bom senso, Shunsui tinha o equivalente a dois metros de altura e seu peso era bem distribuído pelo seu corpo. O homem tinha os braços musculosos, uma barriga de dar inveja em muitos homens, as costas largas e as pernas torneadas. Nanao queria saber como é que ele conseguiu manter a boa forma por sinal sem fazer uma atividade física sequer e dormir 16 horas por dia? Esse era o maior mistério na concepção da morena.

Shunsui por outro lado, quase teve um infarte ao ver a sua amada vestindo sua camisa social branca com todos os botões fechados, menos os três primeiros. Ela estava linda e sensual daquela maneira. E ele pensava seriamente se ela sabia o efeito que ela tinha sobre ele, mas sabia que a morena não tinha. Ele se aproximou da cama e estendeu a mão para ela, ficando surpreso quando ela segurou a sua mão e se levantou para ficar frente à frente consigo.

-Nanao tem certeza de que quer fazer isso? Eu não irei conseguir parar depois que começar...

Ela se arrepiou com a voz grave e rouca no seu ouvido, carregada de desejo e luxúria. Mas não queria voltar a trás, então ela colocou seus braços em volta do pescoço do homem e respondeu a sua pergunta.

-Sim eu tenho certeza...

Foi o suficiente para Kyouraku perder o controle e puxar a morena para mais perto de si, selando os seus lábios nos dela em um beijo intenso e apaixonado. Sonhava e fantasiava esse momento por 200 anos e agora que era real, a fantasia não chegava nem perto do que ele sentia.

Nanao por sua vez sentia como se seu corpo estivesse em chamas, e cada vez mais se entregava aos beijos e carícias do moreno. Quando ele lhe pediu passagem com a língua, ela prontamente cedeu se arrepiando ainda mais com a intensidade do beijo. Se separaram apenas quando o ar fez falta, no entanto Shunsui começou a distribuir beijos molhados e mordidas pelo pescoço da morena, que deixou escapar um leve gemido dos lábios excitando ainda mais o homem. Voltando para os lábios macios da sua Lovely, Shunsui começou um beijo intenso enquanto a deitava na cama e ficava por cima dela, apoiando o seu peso para não a machucar.

Nanao desceu as suas mãos pelas costas do homem enquanto o acariciava, tirando do homem um gemido rouco. Shunsui estava ido ao delírio com as mãos de sua amada, se afastou novamente e desceu os beijos até o pescoço da morena e começou a desabotoar os botões da camisa que a mesma vestia e a jogando para algum canto do quarto. Se antes Shunsui a achava sensual com a sua camisa, a vendo somente com um conjunto de langeri branca,  ele foi ao céu, era oficial,  branco era sua mais nova cor predileta.

-Tão linda...

Nanao por sua vez corou violentamente com o elogio e desceu suas mãos pequenas até o peito do homem e olhou para ele. Shunsui não pode deixar de olhar,  sua noiva era totalmente o seu oposto em muitos aspectos, ela era pequena e delicada, ele grande e robusto; ela tinha a pele alva e ele era moreno; ela tinha os olhos de um tom de azul púrpura e os dele eram castanhos, mas como diziam os humanos "Os opostos se atraem", e pela primeira vez Kyouraku teve que concordar com a expressão.

Erguendo um pouco a morena, Shunsui logo desatou o fecho do sutiã que teve o mesmo destino que a camisa, para se deparar com os seios de sua amada. Eles não eram fartos iguais o de Matsumoto, mas eram perfeitos na sua concepção e ainda mais sexys e atrativos. Sem pedir ele começou a beijar os mamilos rosados da moça e logo em seguida os sugar como um recém nascido. Nanao por sua vez ia ao delírio com as carícias audaciosas do homem enquanto arranhava as costas do moreno.

Shunsui desceu as suas mãos pela barriga lisa da morena até chegar na sua cintura e retirar a sua calcinha, para a jogar em algum lugar do quarto. Ele apertou as coxas da morena e para seu orgulho, ela gemeu seu nome. Ele se levantou da cama e retirou a calça e a cueca box azul que vestia.

Nanao sabia que Kyouraku era um homem grade, mas se surpreendeu ao ver que ele era tão viril. No entanto ela não iria voltar atrás na sua decisão, o desejo já havia tomado conta da morena e ela o olhava enquanto timidamente levou sua mão até o membro rijo do parceiro sentindo ele vibrar com o contato. Shunsui segurou a sua mão e delicadamente a guiou nos movimentos,  ele era um homem paciente e a amava,  isso era o que importava.

Shunsui respirou fundo e voltou a se deitar sobre a mulher na cama. Nunca havia sentido tanto prazer com uma mulher, como sentia agora com sua amada noiva. Se posicionando entre as pernas da morena a olhou nos olhos como se pedisse autorização e como resposta ganhou um sorriso tímido. Pouco a pouco, ele foi colocando seu membro na mulher que começou a gritar e a chorar de dor, numa tentativa de a fazer esquecer a dor, Shunsui começou a beijar os lábios da sua noiva, sentindo o gosto salgado das lágrimas.

-Shunsui para por favor está doendo muito - a morena suplicou sentindo muita dor.

Kyouraku sabia que estava doendo e odiava ver sua amada com dor e chorando, quando não podia fazer nada. Ele acariciou o rosto dela e secou as lágrimas antes de sussurrar entre os lábios da morena.

-Shiu Nanao-chan já vai passar eu prometo meu amor...

E com uma estocada só ele entrou completamente nela, sentindo as unhas da morena cravar violentamente contra sua pele, mas não se importou, só queria que sua amada não sentisse mais dor. Ficou alguns minutos parado esperando ela se acostumar com ele dentro de si, e logo depois começou a se movimentar lentamente enquanto a beijava.

Nanao ainda sentia dor, mas aos poucos ela foi sumindo e dando lugar para o prazer que começou a sentir novamente. Os seus gemidos de dor,  logo se transformaram em gemidos de prazer entre os lábios do moreno. As investidas foram ficando cada vez mais agradável e mais forte. Os gemidos de ambos se faziam presente no cômodo, Nanao foi a primeira a chegar ao clímax gemendo alto o nome do moreno. Ele jamais iria esquecer o rosto de sua amada ao chegar ao clímax.  Com mais algumas estocadas, Shunsui chegou ao clímax urrando o nome de sua noiva e mulher.

-NANAAAOO

Shunsui saiu de cima da morena, se deitou ao seu lado e a puxou para cima de si enquanto a abraçava e acariciava os seus cabelos cor de ébano.

-Como se sente?

-Bem tirando a dor do início... Estou me sentindo maravilhosa e você?

Ela ergueu a cabeça para poder o olhar melhor e sorriu abertamente para o homem que havia sido o primeiro e o único em sua vida.

-Estou nas nuvens...  Eu te amo Nanao...

-Eu te amo Shunsui...

Com um selar de lábios, Nanao voltou a se deitar no peito de Shunsui e em pouco tempo estava dormindo nos braços do seu futuro marido. Shunsui pegou o cobertor e os cobriu, enquanto olhava Nanao dormir um sorriso se formou nos seus lábios.

-Bons sonhos meu amor...

E dizendo isso ele abraçou a morena ainda mais, sentindo a mesma se mecher e fechou os olhos deixando o sono dominar seu corpo.

Continuaaa*********


Notas Finais


Finalmente rolou a declaração de Shunsui para a sua amada. E com direito à uma noite de amor minha gente...
E quem quiser ou tiver curiosidade aqui está o nome da música que Shunsui canta para a sua amada Nanao-chan e o link:

Nome da música: Marry me
Músico/ Artista/ Banda: Train

https://m.youtube.com/watch?v=17YC4WGlhS8

Claro que não para por ai a fanfic que esta bem mais bem longe de acabar. No próximo capítulo teremos mais dois casais e o fim desastroso da festa...
O que será que o Kon irá aprontar?
Quem serão os próximos casais?
Ciúmes à parte?

Tudo isso e muito mais nos próximos capítulos...

Kisses de amora e bye bye ♥♛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...