História Um furacão em meio a neve - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sherlock
Personagens Molly Hooper, Mycroft Holmes, Personagens Originais, Sherlock Holmes
Tags Mylex, Sed, Universo Sed
Visualizações 10
Palavras 623
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Capítulo 7


Emily e Molly Holmes observaram Mycroft com certa curiosidade e ambas ficaram preocupadas.
-Não é uma boa hora tio Myc?-Emily arriscou.
 -De maneira nenhuma minha querida-ele se recompôs -só estava com os pensamentos muito longe daqui, mas certamente não esqueci que você viria hoje me visitar.
-Que bom-a menina o abraçou pela cintura.
-Tem certeza de que está bem?-Molly não estava convencida.
-São só dilemas com os quais tenho que lidar-ele desviou do assunto acenando com um gesto de "deixa pra lá"-não quero aborrecê-la com isso.
-Tio!-Emily o chamou toda alegre-papai está viajando por causa de um caso e falou pra que eu tomasse conta dos mistérios que rondassem Baker St. na sua ausência.
-E teve sorte nisso minha querida?-Mycroft se inclinou sorrindo para ela.
-Ainda não-a menina admitiu-mas estou de olho.
Molly observou Mycroft com mais atenção enquanto ele falava com Emily. Ela tinha entrado para a família Holmes já fazia 13 anos e antes disso já era capaz de sentir quando um Holmes estava triste e angustiado. Algo incomodava  seu cunhado e por mais q Molly talvez não pudesse resolver o problema, gostaria de ouvi-lo para tentar oferecer alguma ajuda.
Quando Emily terminou de contar sobre suas investigações a seu tio, ele sorriu e pediu que ela fosse brincar no jardim. Ela percebeu que sua mãe queria falar com seu tio, e então fez como ele pediu. Em um breve relance Mycroft deduziu que Molly queria conversar com ele. Ao longo dos anos sua cunhada era uma das poucas pessoas que havia conquistado sua confiança completamente. Ela era uma pessoa simples que compreendia as complexas emoções dos Holmes e com o tempo eles desenvolveram um relacionamento recíproco de amizade e respeito.
Então Mycroft resolveu lhe contar o que aconteceu com ele e a decisão que havia tomado a respeito disso.
-Creio que Sherlock ou Emily te contaram que eu auxiliei uma moça pra ganhar um benefício do governo atrasado-Mycroft começou.
-Sim, sim-Molly confirmou-Alex Marshall é o nome dela certo?
-Ela mesma-seu cunhado prosseguiu -a questão é que acho que desenvolvi sentimentos de afeição por ela mas não posso nutri-los.
-Por que não?-ela estranhou, mas já esperava uma resposta assim.
-Eu tenho pessoas sob meus cuidados -Mycroft tentou explicar-pessoas por quem eu sacrifico muito e requerem todo esse sacrifício e atenção, se eu colocar Alexandra e Victor sob meus cuidados de certa forma eles se tornam um alvo, uma fraqueza, algo que vão usar contra mim. Eles seriam mais próximos de mim do que Sherlock, Eurus, você e Emily. Correriam mais riscos e não quero que eles passem por isso. Além disso não quero arriscar saber se Alexandra também tem sentimentos por mim. Se ela não tiver, não quero perder meu tempo tentando conquistá-la, seria algo em que posso me frustrar muito. E além disso, minha vida toda vivi sem uma companheira e não acho que precise de uma agora.
-Então...-Molly murmurou depois de um longo suspiro-é isso? Simples assim? Vai decidir apenas ignorar um sentimento?
-Sim, sra. Holmes-ele disse categórico.
-Mycroft eu entendo seus motivos pra pensar assim-Molly tentou-mas eu sei que ignorar o que sente não vai destruir o sentimento. E ignorar um dilema não é o melhor jeito de resolvê-lo.
-Sei muito bem disso sra. Holmes-Mycroft replicou-mas nesse caso, com tudo que apontei em jogo, essa é a melhor solução que encontrei.
-Mas...-Molly suspirou- não deveria dar a você mesmo a chance de descobrir algo novo? Algo que talvez você precisa em sua vida e nem sabe disso.
-Essa é minha decisão Molly-ele declarou mais uma vez solenemente-vou ignorar até que passe.
-Está bem Mycroft-sua cunhada forçou um sorriso-respeito sua decisão.
No momento ela ficou em silêncio mas em seu coração decidiu ajudar na aproximação de Mycroft e Alex.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...