História Um futuro diferente para os marotos - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alice Longbottom, Alvo Dumbledore, Arthur Weasley, Carlinhos Weasley, Dobby, Dorcas Meadowes, Draco Malfoy, Fenrir Greyback, Franco Longbottom, Fred Weasley, Gina Weasley, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Kingsley Shacklebolt, Lílian Evans, Lord Voldemort, Marlene Mckinnon, Neville Longbottom, Pedro Pettigrew, Percy Weasley, Remo Lupin, Ronald Weasley, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter
Tags Draco Malfoy, Dramione, Harry Potter, James Potter, Jilly, Lily Potter, Marotos, Rabicho, Remus Lupin, Severo Snape, Sirem, Sirius Black, Wolfstar
Visualizações 110
Palavras 1.432
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Amoreess... perdão. Deveria ter postado de manhã, eu sei, mas recebi visitas em casa e tive que ficar com as visitas, já que minha mãe estava pro hospital com meu avô. É depois eu saí pra comprar o presente do meu pai, mas aqui estou. Vou postar os dois capítulos muito perto então quero pedir encarecidamente que vocês comentem nos dois. Por consideração. 😂😉

Espero que compreendam. 😘

Capítulo 19 - O retorno das aulas


No dia seguinte, os pais foram levar os mais jovens a estação de trem. Mia, Morgana, Harry, Draco e Neville, chegaram primeiro e pegaram uma cabine bem grande, onde deixaram as coisas e voltaram para se despedir dos pais.

- Mia, você precisa se controlar. – disse Remus. – Sei o quanto Dolores pode ser horrível, já tive que trabalhar com ela algumas vezes, filha, mas você tem que aguentar firme. E não fique desafiando ela. Se aquela mulher te machucar de novo, sou capaz de matar ela.

- Não seja dramático, papai. – pediu a menina. – Não sou tão fraquinha assim, na verdade, sou bem forte. Não reclamei nenhuma vez do castigo.

- Isso não quer dizer que tenha que acontecer de novo, Mia. – Falou Sirius. – Nos escute. Nós só queremos o seu bem, acima de tudo. Amamos você.

A loira sorriu para o padrasto e assentiu.

- Tudo bem Six. – ela olhou para o pai. – Vou evitar ao máximo me meter em confusão esse semestre. – Os dois riram. Sirius beijou o topo da cabeça de Mia e a abraçou forte. Remus levantou Mia do chão.

- EU te amo. – Mia sorriu e beijou o rosto do pai.

- Eu também te amo. – ela respondeu. Depois disso Mia deu tchau para Lily, James, Lucius, Alice e Frank. Depois Harry pegou sua mão e eles voltaram para a cabine. Morgana, Draco e Neville vinham logo atrás. Quando o trem estava para sair, Gina, Rony, Fred e Jorge e Hermione entraram na cabine.

- Tem espaço para a gente aqui? – perguntou Gina brincalhona.

- Sempre tem amiga. – Como nos bancos só tinha espaço para seis pessoas, Mia sentou no chão, na frente de Harry. Gina fez o mesmo com Draco, as duas amigas ficando de frente uma para a outra.

- Vocês foram ao Beco ontem? - perguntou a ruiva.

- Sim Gin. – respondeu Mia. – As pessoas estão com medo. Mas não acreditam no retorno de Você Sabe Quem. Acham que são apenas comensais querendo vingança. Viu a última edição do jornal?

- Continuam chamando Harry e Dumbledore de louco. – respondeu Gina com um aceno de cabeça.

Hermione que também estava sentada no chão encostada na parede da janela da cabine. Dividia um saquinho de feijõezinhos de todos os sabores com Morgana que estava ali perto.

- Quanto a isso. – disse a menina. Nesse momento alguém bateu na porta da cabine. Luna meteu a cabeça.

- Se quiser ficar aqui, pode sentar no chão com a gente. – disse Gina rindo. Luna assentiu e entrou, sentando perto de Morgana e Hermione. A Potter olhou para Mia assustada. Mia sorriu para ela e disse relaxa apenas movendo os lábios.

- Luna, eu estava dizendo á todos o que conseguimos. – disse Hermione.

- Ah sim, quanto a matéria? – ela perguntou. Hermione assentiu. – Harry, Mi e eu conseguimos uma chance pra você contar sua história no profeta diário, sem cortes e nem edições.

Todos olharam confusos para ela.

- Como vocês conseguiram isso? – perguntou Harry.

-Digamos que nós descobrimos um segredinho de Skeeter, e que agora temos ela nas mãos. –disse Mione. As duas se olharam e caíram na gargalhada. – Mas o que importa é que você vai ter sua chance.

- E como vamos garantir que não será editada? – perguntou Harry.

- Essa é fácil, eu vou escrever. – disse Luna. Ela e Mione trocaram um toque de mão. Morgana olhava a cumplicidade das duas. Ela nem sabia que eram tão amigas. A morena olhou para Mia meio perdida. E triste. Mia sorriu e esticou a mão para pegar a mão de Morgana. Apertando levemente entre as suas.

- Amor? – chamou Mia. – Você não pode desperdiçar essa chance. Precisa pensar muito bem no que vai dizer.

Harry assentiu e fez carinho nos cabelos loiros de Mia. A menina relaxou no toque e quase cochilou. E teria o feito, se a senhora do carrinho de doces não tivesse passado. Neville que estava mais próximo da porta, recolheu o dinheiro e comprou muita comida. Eles dividiram tudo. E depois ficaram conversando por um tempo.

- Ora, Ora. Vejam só. Vejam quem está aqui. – disse uma voz anasalada da porta da cabine, que Mia reconheceria a quilômetros de distância.

- O que você quer Cho? – perguntou Hermione.

- Não se meta nerdezinha. – disse a asiática.

- Chega, saia daqui. Não pode xingar meus amigos. – disse Mia calmamente. – Você não é bem vinda e não vai querer passar a mesma humilhação de novo. Tenho certeza. – Cho bufou, mas saiu da porta da cabine em silêncio.

- Essa garota é nojenta. – disse Morgana.

- Pois se preparem, porque essa ai ainda vi aprontar e muito. – disse Gina. – Principalmente contra o relacionamento de vocês. – ela completou olhando para a amiga e Harry.

- Ela que tente. – disse o garoto. Ainda fazendo carinho no cabelo da namorada.

#---------------------------#

- Tudo bem, eu já sei de quem você gosta. – Mia e Morgana conversavam a caminho da carruagem que as levaria para o Castelo.

- Você tem medo, Morg. Mas abe sim. – disse Mia. – Você a ama, não perca tempo, pensando no que poderia ou não acontecer. Fique com ela, se não der certo, depois vocês terminam, é assim que você vai encontrar a pessoa com quem vai querer ficar pelo resto da sua vida. Eu tive muitos namorados antes de ficar de verdade com Harry.

- Não sou como você. – disse a morena.

- Nunca disse que era. – disse Mia. – Agora vai, ainda tem um lugar vazio na carruagem de Luna. – Morgana olhou para ela assustada e em seguida correu. Para a carruagem da loira quase platinada.

Mia segui para onde estavam, Harry, Gina e Draco.

- Para onde Morgana foi? – perguntou Gina.

- Depois ela te conta. – Respondeu Mia. Gina assentiu. Rapidamente eles chegaram ao castelo e seguiram para o salão principal, para jantar e depois se preparar parra dormir.

#------------------------#

- Nãooo Six… - disse Remus pela segunda vez. Ganhando um beijo na nuca. – Uhumm É minha vez.

- Mas eu quero você. – disse Sirius.

- Hoje é a minha vez. – respondeu Remus. Puxando o moreno para os braços e jogando de bruços na cama. Depois ele começou a depositar beijos por toda a extensão das costas do moreno até chegar no cós da calça, que Remus arrancou em segundos. Depois de lubrificar o próprio Pênis e a entrada de Sirius ele se posicionou e devagar colocou seu membro dentro do moreno que gemia de dor.

- Aii… Isso dói. – disse o moreno.

- Calma, é por pouco tempo. – respondeu Remus. Assim que entrou completamente, ele ficou um tempo parado, esperando o corpo de Sirius se acostumar, logo o moreno gemeu em voz alta.

- Uhummm… Remmy. – Remus entendeu naquele momento e logo estava estocando em Sirius, enquanto beijava toda a extensão do pescoço do loiro.

- Vou te virar… uhumm… - disse Remus. Ele puxou Sirius e saiu de dentro do moreno, depois sentou na cama encostado a cabeceira, e puxou Sirius, a quem colocou sentado em seu colo, novamente, ele penetrou lentamente no moreno, que assim que sentiu prazer começou a se mexer sobre Remus. Ele subia e descia pela extensão do pênis de Remus, contraindo e relaxando a musculatura, o que levava Remus a loucura todas as vezes, os dois trocavam beijos apaixonados, até o momento em que Remus se desfez dentro de Sirius, e seu esperma escorria do interior do moreno.

- Uhmmm… Você me leva a loucura Sirius Black. – disse Remus, mas o loiro percebeu que Sirius ainda estava agoniado, foi quando notou que ele ainda não tinha gozado. – Meu amor, porque não avisou? – Remus colocou Sirius deitado na cama de barriga para cima e abocanhou a membro do moreno todinho em sua boca, fazendo movimentos de vai e vem e dando uma atenção maior ainda a glande, com uma mão ele apertava as coxas e aa bunda de Sirius e com a outra massageava os testículos, isso fazia Sirius gemer muito e pedir por mais.

- AH Remmy, mais… Uhhmm… Remmy… - Em dois minutos Sirius havia gozando dentro da boca de Remus que engoliu todo o esperma, depois beijou Sirius, deixando que ele sentisse seu próprio gosto. – Você me dá uma canseira.

- Ótimo, assim não sobra você para mais ninguém. – retrucou o loiro.

- Quem disse que eu quero outro alguém? – perguntou o moreno, novamente beijando Remus apaixonadamente. – Vamos de novo?

- Não Six, você não estava cansado? – perguntou Remus. – Sei que eu estou e tenho que ir trabalhar amanhã cedo. – Sirius suspirou e assentiu, depois agarrou Remus pela cintura e formou uma conchinha com ele para enfim dormirem.


Notas Finais


Beijinhos de luz. 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...