História Um futuro diferente para os marotos - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alice Longbottom, Alvo Dumbledore, Arthur Weasley, Carlinhos Weasley, Dobby, Dorcas Meadowes, Draco Malfoy, Fenrir Greyback, Franco Longbottom, Fred Weasley, Gina Weasley, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Kingsley Shacklebolt, Lílian Evans, Lord Voldemort, Marlene Mckinnon, Neville Longbottom, Pedro Pettigrew, Percy Weasley, Remo Lupin, Ronald Weasley, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter
Tags Draco Malfoy, Dramione, Harry Potter, James Potter, Jilly, Lily Potter, Marotos, Rabicho, Remus Lupin, Severo Snape, Sirem, Sirius Black, Wolfstar
Visualizações 159
Palavras 2.371
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Amoresss, aqui estou com mais um capítulo novo. Aviso pra vcs, essa é minha última semana de férias e eu tô muito maluca arrumando tudo pro início das aulas, maaaaasss... tô fazendo um esforço, tô escrevendo todo dia essa fic e vou postar todos os dias dessa semana, pq infelizmente, não sei dr quanto em quanto tempo vou conseguir atualizar ela depois do início das aulas. Aqui vai o primeiro, amanhã de manhã eu posto outro e a noite outro.

Aos loucos por Wolfstar, gostaria de dizer: tenham calmaaaa... tá perto. 😉 mas ainda não é nesse. 😂😂

Capítulo 9 - Quadribol


Fanfic / Fanfiction Um futuro diferente para os marotos - Capítulo 9 - Quadribol

Mia acordou com um sobressalto.

- Vamos Mia! – dizia Gina a sacudindo. – Acorda! O teste será daqui a duas horas, e ainda temos que comer antes.

Mia se sentou rapidamente. De repente, imagens do dia anterior em Hogsmead voltaram a sua memória e ela se sentiu quebrada por dentro, mas mesmo assim, a menina juntou os caquinhos e se levantou da cama.

- Certo! – ela murmurou para a amiga. – Vou tomar um banho e me arrumar, já, já eu desço para tomar café. Não precisa me esperar. – Ela disse para a amiga ruiva. Que assentiu e desceu em seguida.

Mia caminhou para o banheiro, tomou um banho demorado, e secou os cabelos. Quando saiu, ela não passou nenhuma maquiagem, não estava no clima para isso naquele dia. Vestiu o uniforme da Grifinória, das aulas de voo. Uma calça preta justa, botas também pretas e uma espécie de bata vermelha e dourada muito bonita, por cima colocou sua capa de frio, pois sabia que o clima estava muito frio do lado de fora.

Ela desceu ao salão comunal e saiu pelo retrato da mulher gorda sem olhar para os lados. Caminhou até o salão principal, por onde entrou olhando para o chão. Ela se sentou entre Gina e Morgana, havia um lugar vago ao lado de Harry, mas a menina não quis o ocupar naquele momento. Ainda estava muito triste.

As amigas, vendo a tristeza de Mia, tentaram mimá-la de várias formas possíveis.

- Por Merlin! – exclamou a menina soltando o primeiro sorrisinho do dia. – Às vezes vocês são piores que meu pai quando estou doente.

As amigas caíram na gargalhada.

- Pelo menos serviu para te fazer sorrir – disse Morgana, tascando um beijo na bochecha da loira. Gina beijou o outro lado da bochecha da amiga e Mia passou os braços sobre os pescoços das duas.

- Eu amo vocês sabiam? – ela disse. – Não poderia pedir amigas melhores.

- Nós é que não poderíamos pedir amiga melhor. E também te amamos sua boba. – disse Gina sorrindo. – Odiamos te ver triste.

Mia sorriu e as apertou ainda mais no abraço.

- Prontas para o teste? – perguntou Morgana, para as duas amigas.

- Sim! – exclamou Gina. – Ainda não entendo porque você não quis tentar também Morg.

- Por que eu sou uma negação em uma vassoura, ainda mais segurando uma bola, vocês sabem bem disso. – falou Morgana rindo.

- Bom dia senhoritas! – falou um suado Draco atrás das três meninas. – Será que eu poderia acompanha-las até seu teste de Quadribol? Devo informá-las que ele começa em 30 minutos.

- Bom dia Draco! – disse Gina já se levantando. – Claro que sim. Vamos Mia! – A ruiva puxou a amiga loira. – Você vem Morg?

- Não, vou esperar Neville. – ela disse com um sorrisinho tímido e com o rosto corando. – Mas estarei nas arquibancadas na hora do teste torcendo por vocês. – Ela completou. As duas amigas trocaram olhares maliciosos, pelo esperar por Neville, mas depois saíram de braços dados com Draco. Uma de cada lado.

- Fico feliz em vê-la melhor Mia. – disse Draco.

- Mas é claro. – Gina falou. – Com essa amiga palhaça que ela tem aqui. Impossível não voltar a sorrir logo.

Mia caiu na gargalhada assim como Draco. Fazendo Gina murmurar um “eu não disse”, baixinho.

Assim que chegaram ao campo de quadribol, Draco deu um beijinho na bochecha de cada uma da duas e desejou boa sorte no teste. Elas agradeceram e entraram no vestiário, onde o time e os que iria tentar entrar no time conversavam.

Angelina dava dicas aos novatos e sorriu ao ver as duas entrando, chamando-as logo para se aproximarem, e assim o fizeram, infelizmente, Mia acabou ficando ao lado de Harry.

- Te procurei ontem, mas não te vi o resto do dia, depois a reunião.

- Tem certeza que me procurou? – ela disse azeda. – Pois eu não estava dentro da boca de Cho, tenho certeza disso. – depois fechou a cara deixando Harry vermelho.

Rony tentaria a vaga para goleiro naquele ano, e o menino parecia muito nervoso. Assim, que o time da Corvinal saiu do campo, a Grifinória entrou para começar seu teste. Primeiro seria o teste para o goleiro, havia somente Rony e mais um menino na competição. Angelina que era a capitã e a única artilheira do time, arremessou as bolas, apesar de nervoso, Rony fez defesas incríveis, e acabou ficando com a vaga de goleiro, em seguida seriam testados os artilheiros. Mia conseguiu distinguir a voz de Hermione, Draco, Luna, Neville e Morgana gritando seu nome e o de Gina na arquibancada. As duas sorriram para os amigos e logo se posicionaram. Primeiro teriam que fazer tiros livres no goleiro. Mia acertou incríveis oito bolas das dez que jogou. E Gina fez um trabalho incrível acertando nove dentre seus dez lançamentos. Os outros concorrentes, conseguiram marcar apenas, 6, 7 e 4 gols respectivamente.

Depois disso treinariam as jogadas, para ver quem tinha entrosamento, e bom, Gina e Mia eram amigas havia muito tempo, foram anos jogando chapinhas, secadores, maquiagens e muitos outros objetos uma para a outra. Elas tinham uma sincronia incrível.

No fim do teste não deu outra. Angelina chamou a todos e disse.

- Gostaria de agradecer a todos que tentaram uma vaga no time esse ano, mas visando o melhor para nossa casa, eu decidi que manteremos, Harry como nosso apanhador e Fred e Jorge como batedores, e nas novidades temos, Rony como o novo goleiro, e Mia e Gina como as novas artilheiras. – as duas meninas deram saltinhos e abraçaram Angelina. Os que não haviam sido convocados para o time saíram dali de cabeça baixa. – Bom, os treinos esse ano acontecerão nas quartas e as sextas. Portanto evitem detenções nesses dias. Quero que todos arrasem ouviram? Dedicação total. É meu último ano e quero ganhar essa taça de quadribol.

Gina e Mia bateram uma continência que fez Angelina rir.

- Certo! Estão todos liberados. – então as duas amigas saíram do vestiário, decidiram tomar banho no quarto, depois iriam almoçar. Do lado de fora, os amigos todos as esperavam, elas abraçaram primeiro Draco, depois Morgana e por fim todos os outros que estavam ali.

- Conseguimos! Entramos pro time. – elas disseram para Draco.

- Eu disse que vocês iam entrar, não disse? – o garoto falou rindo.

- SIIIIMMM DRACOOO… VOCÊ DISSE. – disseram as duas amigas rindo e pegando o braço que ele oferecia para elas. Assim eles voltaram caminhando para a torre da Grifinória, no entanto antes de sair do campo, Mia viu Cho se aproximar de Harry e dar um beijo nele na frente de todos que ali estavam. A menina baixou a cabeça, e fingiu ignorar a cena. Assim Draco e Gina também o fizeram e voltaram a andar para o castelo.

Harry viu por cima dos ombros de Cho, Mia se afastar de braços dados com Draco, de cabeça baixa. Ele sentiu um monstro se agitar dentro de si, não gostou nem um pouco de ver a tristeza da menina, mas odiou também vê-la de braços dados com Draco.

Ele não conseguiu beijar Choo depois disso, afastou a menina e disse.

- Me desculpe Choo, preciso ir. – então ele saiu andando apressado do gramado.

#-------------------#

O primeiro encontro da AD aconteceu uma semana depois dos testes de quadribol, e eles começaram a aula com um feitiço simples, mas com o qual vários deles ainda tinham dificuldade. O feitiço do desarmamento, Expeliarmus. Gina fez parceria com Draco, Hermione com Rony e Morgana com Luna, no fim, só sobraram Mia, Harry e Neville. Mia sabia da insistente dificuldade do último em aprender feitiços, e sabia que Harry precisava andar por entre todos eles para corrigir os erros. Por isso Mia se voluntariou para ser a parceira de Neville.

- Certo! No três, mirem suas varinhas na mão do oponente e digam o feitiço. – disse Harry. – um… dois… e três. – Neville não apontou direito sua varinha e nem falou o feitiço da maneira correta, por isso em segundos sua varinha estava nas mãos de Mia. A menina sorriu e aproximou e devolveu o objeto ao garoto triste.

- Não desanime Neville. Foi sua primeira tentativa. – ela tentou animá-lo. – Além do mais, estou aqui para te ajudar. – Na primeira tentativa, apenas Hermione, Gina, Draco e Mia haviam conseguido executar o feitiço. – Poucos conseguiram, olha! – ela apontou. Neville olhou e assentiu, um pouco melhor. – Vamos lá mais uma vez. O feitiço é Expeliarmus. Repete.

- Expeliarmus. – ele disse.

- Exatamente. – sorriu Mia. – Vamos lá. – A menina se afastou um pouco e disse novamente. – Aponte para a minha varinha. No três. Um… dois... E três. – Neville era péssimo de mira, seu feitiço atingiu o peito de Mia, lançando-a longe e retirando sua varinha de sua mão. A menina voou alguns metros antes de cair em cima de algumas almofadas. Harry que estava admirando a garota ensinar Neville se assustou e correu até ela.

- Mia! – ele chamou. – Está tudo bem? – Harry agora estava abaixado ao seu lado. Cho não gostou nada da reação do quase namorado para com Mia.

- Sim. – ela respondeu. Enquanto ele passava a mão na testa dela. A menina se levantou e andou até Neville.

- Você está bem? – ele perguntou quase chorando de culpa. Mia sorriu e se aproximou pegando sua varinha.

- Foi excelente Neville, Se estivéssemos em um combate com comensais teria sido muito útil. – ela disse para acalmá-lo. Colocando a mão sobre seu ombro. – E é para isso que estamos treinando. Vamos lá mais uma vez, dessa vez eu lanço e você se protege com um Protego simples, pode ser? – ele assentiu e Mia se afastou para lançar o feitiço.

Neville não conseguiu se proteger, e sua varinha foi parar nas mãos de Mia, a garota sorriu e a devolveu.

- Nós vamos ficar treinando até você conseguir executar com maestria esses feitiços. – ele sorriu em agradecimento e assim se passou a primeira aula da AD.

#---------------------------#

No dia seguinte, um novo decreto foi estabelecido, agora proibindo qualquer tipo de associação estudantil ou grupos de mais de três alunos na escola. Aquilo estava mais do que claro. Dolores já sabia sobre o grupo de DCAT.

- Essa mulher é absurda. – Comentou Mia, que olhava o decreto ao lado de Gina e Morgana. – Proibir grupos de estudos. Era só o que me faltava nessa escola.

- O que está acontecendo? – As meninas ouviram a voz de Harry. Só com a voz dele, Mia já se arrepiava toda.

- Dolores instaurou um novo decreto proibindo grupos de estudos ou associações e times estudantis. – Falou Neville que também estava ali, em meio a vários alunos que também liam o decreto. Angelina Johnson capitã do time de quadribol da Grifinória e membro da AD, se assustou ao ler o aviso.

- Oh não, isso proíbe também os times de quadribol. – ela disse. Nesse momento o mundo de Mia, Gina e Harry pareceu escurecer.

- Essa não. – exclamou Mia. – Angie? Você tem que pedir autorização para a bruxa. – falou a menina. – Se for você ela vai deixar. Agora se formos Harry ou eu, pode esquecer, evite até dizer nossos nomes, só se for extremamente necessário.

- Certo! – falou a morena. – Vou fazer isso agora, mas não entendo por que essa mulher odeia tanto vocês dois. – ela disse enquanto saia.

- Nós também não. – disseram Harry e Mia ao mesmo tempo. Eles se olharam e riram daquilo. Harry puxou a mão dela, assim que todos se dispersavam para tomar café da manhã.

- Mia? Por favor. – ele suplicou olhando para ela. A menina olhou para ele.

- Sim Harry? – ela disse se lembrando do por que estavam sem se falar direito.

- Por favor Mia, o que eu fiz? – ele disse. – Eu estou aqui engolindo meu orgulho grifinório, para te pedir desculpas pelo que quer que eu tenha feito. – ele terminou.

Mia sabia que Harry era muito orgulhoso, não a toa estava na Grifinória, além do que, ela cresceu com ele, e também era muito orgulhosa para se desculpar, ou admitir estar errada. Por isso ela também sabia que para Harry estar ali, ele devia estar engolindo um sapo. Ela sorriu para ele e pulou no pescoço do menino, dando um beijo na bochecha dele.

- Ufaaa… - ele disse. – Achei que você não fosse me desculpar.

- Harry, eu nunca consigo ficar muito tempo com raiva de você. – disse a menina sorrindo e o puxando para o salão principal.

- Afinal por que você estava com raiva de mim? O que foi que eu fiz Mia? – ele quis saber. A loira o lançou um olhar maligno e disse:

- Jura que você não sabe? – mas nesse momento eles chegaram à mesa e sentaram lado a lado, e logo, todos os amigos estavam querendo conversar com eles e o assunto anterior foi esquecido. Isso, até Cho Chang se encostar na mesa e colocar a mão sobre o ombro de Harry. Mia ficou com uma vontade tão grande de pular no pescoço da garota.

- Harry? – chamou Cho. – Você pode me acompanhar até a biblioteca?

Harry olhou para ela e depois para Mia que estava de cabeça baixa se concentrando em sua comida. Todos os meninos da mesa que estavam mais próximos, começaram a zoar Harry, por isso ele se levantou, deu um beijo na bochecha de Mia e saiu com Cho pendurada em seu braço.

- Não entendo por que você trata Mia assim! – exclamou Cho.

- Assim como? – o garoto quis saber quando já estavam do lado de fora.

- Assim… como se você se importasse muito com o que ela pensa.

- Mas eu me importo com o que ela pensa Cho, Mia e eu, nós crescemos juntos. Ela é muito importante para mim. – explicou o garoto.

- Ótimo, então porque você não namora com ela? – perguntou Cho irritada, já soltando do braço dele.

Essa era uma pergunta que nem Harry sabia responder. Por que ele não namorava com Mia? Por que ela era mais nova? Por que era filha do melhor amigo dos seus pais? Por que eles cresceram juntos? Ou tudo eram só desculpas que o menino inventava?

Cheio de pensamentos, o menino seguiu para sua primeira aula de segunda feira. Deixando Cho ir sozinha até a biblioteca.


Notas Finais


Beijinhos de luz 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...