História Um garoto que queria ser amado. - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Suga, V
Tags Cute, Drama, Fluffy, Imagem Publica, Internet, Jungkook, Kookv, Mentiras, Oneshot, Taehyung, Taekook, Taeyon, Triste, Vkook, Vkookweek, Vkookweek2017
Visualizações 111
Palavras 1.341
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pãozinhos! Como cês tão? Bem?
Eu falei que ia att, então eu vim! Espero que gostem e aceitem a nova treta que vira no futuro, ou não IASJ
Boa leitura.

Capítulo 11 - Sim, por ele vale a pena.


Fanfic / Fanfiction Um garoto que queria ser amado. - Capítulo 11 - Sim, por ele vale a pena.

Suspirou profundamente e desceu do avião. Tinha em mãos as próprias malas, o celular voltando a ser ligado e uma foto mal tirada de si com Taehyung. Havia chorado durante toda a viagem pensando no termino que tivera com o mais velho, e como se sentia ridículo por não tido o rapaz nem mesmo correndo atrás de si nas escadas, dizendo pelo menos um pedido clichê de desculpa.

Assim que o celular ligou, antes das mensagens caírem no aparelho, o rapaz discou o numero de Park e ficou esperando ser atendido, só então sentindo o celular vibrar como se ligações s e mensagens estivessem caindo no aparelho.

-Alô, Kookie? –Jungkook sentiu um nó formar na garganta.

-Vem me buscar no aeroporto, por favor. –Disse com a voz tremula.

-O que houve? –Jimin perguntou com uma voz preocupada.

-Só vem me buscar. –Disse já voltando a chorar. –Depois eu explico.

Isso foi o bastante para Park pedir para Jungkook ficar o esperando e sair de casa correndo para buscar o mesmo. Sempre teve para si que as coisas entre o mais novo e Kim Taehyung não dariam certo, mas não adiantaria ter falado nada, para Jimin, pessoas apaixonadas são burras, ele sabia isso por vivencia própria.

Mas a única diferença é que Jeon e Kim não estavam apaixonados.

-Hyung, eu vou ficar bem? –Taehyung perguntou olhando Min a sua frente com Hoseok ao seu lado.

-Você vai ficar bem. –Afirmou. –Agora vai logo porque o seu voo daqui a pouco está saindo. –Disse dando um sorriso de orelha a orelha para o outro.

-Ok, obrigado hyungs! –Os outros dois sorriram assentindo.

-Tchau Tae, boa sorte. –Hoseok disse carinhoso. –Vocês vão ficar bem, não se preocupe.

Taehyung abraçou os amigos e caminhou até a entrada de embarque. Assim que entrou no avião, caminhou até seu assento que ficava na ponta perto do corredor e se sentou, dando uma olhada rápida para o lado. Era um casal, a garota estava com o sorriso de orelha a orelha e o rapaz tinha os olhos brilhantes enquanto a olhava, usavam alianças de noivado, e as mãos estavam dadas com os dedos entrelaçados.

Aquilo fez Kim sentir o coração apertar, em um dia havia prometido a Jeon que viajariam juntos pelo mundo, no outro ele estava viajando sozinho sem saber se teria perdão.  Em um dia não se cansava de ver o sorriso amável do namorado, e então a única que lhe sobrou foi à visão do outro rapaz chorando com o sorriso magoado nos lábios.

Só queria ter a chance de voltar a ter tudo como antes.

-Com licença. –Escutou a voz masculina e viu o casal o olhando com um sorriso. –Será que pode tirar uma foto nossa? –O homem pediu recendo um aceno de Kim.

Na tela do celular Taehyung via a garota fazer uma cara fofa, e os olhos do rapaz correrem na direção dela com um sorriso apaixonado nos lábios como se aquela fosse a imagem mais bonita que ele podia ver e quisesse marcar para sempre aqueles traços em sua mente. Sorriu.

-Pronto. –Devolveu o celular e se sentou novamente. –Vocês formam um belo casal.

-Obrigada. –A menina agradeceu simpática, então olhando a foto e beijando rapidamente os lábios do namorado de forma rápida e carinhosa.

Kim tentou dormir, e escutou musica pelo caminho, mas nada tirava a ansiedade do rapaz. Nenhum secundo o nome de Jungkook saia de sua cabeça. Ele se sentia culpado, e sabia que tinha sido um completo babaca, mas isso não amenizava nada, não ajudava em nada, não mudava nada.

Quando finalmente foi anunciado que podiam se retirar do avião Kim quase correu para fora do mesmo. Pegou as malas e chamou por um taxi, pedindo que o levasse até o hotel mais próximo. Já era noite, e o rapaz não havia pensado em nada do que falaria quando encontrasse Jeon, ainda mais porque estava nervoso pelo garoto ter visto sua mensagem e não tê0lo respondido.

-Yoongi, cheguei. –Falou assim que Min o atendeu.

-E já tentou entrar em contato com ele? –Ele suspirou.

-Não, estou um pouco nervoso, ele viu minhas ultimas mensagens e não respondeu nada. –Se jogou na cama. –Acho que vou esperar ver se amanhã ele está mais calmo.

-Mande mensagem para Park e peça ajuda, você tem o numero dele não tem? –Kim assentiu. –Pois bem, explique tudo que houve e convença-o a te ajudar. –O outro só concordou com um resmungo.

-Vou ligar para ele, obrigado pela ideia hyung.

Desligou o telefone e procurou pelo numero de Park Jimin na lisa de contatos. “Emergência”, era assim que havia marcado o numero do melhor amigo de Jeon, ao qual desde sempre não havia tido lá uma das melhores impressões.

-Alô? –Falou assim que foi atendido.

-Como tem coragem de me ligar? –Park disse em um sussurro irritado.

-Eu preciso da sua ajuda. –Kim disse apreensivo.

-Não, você não precisa! –Disse bravo. –Quem precisa da minha ajuda é meu melhor amigo que está chorando desde que voltou de viagem. –Taehyung suspirou magoado.

-Olha eu sei que fiz merda... –O outro o interrompeu.

-E das grandes! Daquelas quase impossíveis de concertar. –Disse sério. –Ele está muito magoado, e eu não esperava menos, ele se esforçou por você, e tudo que você fez foi ter medo e ser um babaca. –Taehyung bufou.

-Eu sei tudo que eu fiz, ok? Sei que fui um babaca medroso, mas eu não quero que as coisas terminem dessa forma. –Disse ríspido. –Ou melhor, eu não quero que as coisas terminem! Eu amo o Jeon, e eu não consigo me ver um dia se quer sem falar com ele, sem dizer para ele que ele é incrível e eu o amo. –Suspirou fundo e mordeu o lábio. –Você acha mesmo que se eu não soubesse tudo que fiz de errado e não amasse ele, eu estaria te pedindo ajuda?

-E o que você pretende fazer? –Jimin perguntou sério. –Quer que eu o convença a voltar a Seul para você se desculpar? Quer mandar uma mensagem? Fazer uma chamada de vídeo? –Disse em tom maldoso, insinuando que mais uma vez Taehyung não se esforçaria.

-Eu estou em Busan, em um hotel, eu só preciso que me diga o endereço dele para que eu vá vê-lo. –Jimin ficou rígido parado frente à porta do próprio quarto, onde Jeon tinha finalmente pegado no sono.

-Você está aqui em Busan? –Taehyung assentiu com um resmungo.

-Sim, assim que ele saiu de casa eu pedi ajuda para o Yoongi e comprei a passagem para vir para cá. –Se sentou na cama e fico batucando na mesma. –Eu achei que não teria forma melhor de demonstrar que me sinto culpado do que vindo atrás dele, disposto a mostrar que mudei por ele.

-Eu vou te mandar meu endereço por mensagem, apareça amanhã cedo. –Park disse sério, se sentando no sofá da cada de Jeon. –Ele está dormindo, não quero acordar ele agora, mas amanhã você pode vir falar com ele.

-Ele está na sua casa? –Disse com uma pontada de ciúmes.

-Claro que sim, ou você acha que estaria tudo bem para mãe dele vê-lo chegar desidratado de tanto chorar em casa, sendo que ela nem sabe que ele foi ver o namorado, mas sim acha que ele foi em uma viagem com os amigos apenas se divertir? –Taehyung ficou paralisado.

-Ela não sabe sobre o Jungkookie? –Park soltou uma risada baixinha.

-Ela não faz ideia, Jungkook tem medo de contar já que os pais são bastante religiosos. –Taehyung só se sentiu ainda pior, porque o namorado nunca havia o dito? –Ele te ama, isso é uma das provas, e apenas por isso vou te ajudar.

-Eu apareço ai amanhã. –Park concordou.

-Até mais.

E naquele momento Kim soube que valia mais do que a pena se esforçar por Jungkook, valia mais que tudo sair do seu mundinho para enfrentar o mundo com Jeon. Naquele momento Taehyung percebeu que nada que já tinha feito chegava perto do que Jeon havia feito e fazia por ele. 


Notas Finais


Gostaram? Comentem.
MANO AMEM DEMAIS ESSES DOIS PORQUE ELES SÃO LINDOS DEMAIS!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...