História Um gato de olhos de sangue- SOLANGELO - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Provações de Apolo (The Trials of Apollo), Mitologia Grega, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Apollo, Nico di Angelo, Will Solace
Tags Gay, Neko, Solangelo, Wico
Visualizações 567
Palavras 1.165
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bom não é hoje o segredo revelado mas vai sair essa semana bom eu preciso de uma tragédi

Capítulo 24 - A Casa Do Penhasco


Fanfic / Fanfiction Um gato de olhos de sangue- SOLANGELO - Capítulo 24 - A Casa Do Penhasco

NICO ON

Depois, de ouvir o Will dizer, tudo aquilo, acabo resolvendo revelar, o meu segredo ele merece, saber não quero, que o nosso "namoro" seja baseado, em mentiras e eu sinto que ele é confiável, e esse será o meu presente para ele, de três meses que estamos juntos mas, se ele me aceitar vou lhe dar como, posso dizer um bônus pretendo me entregar de corpo e alma, para o Will virgem eu não sou mas dessa vez, vai se por vontade própria.

Mas não vai ser agora, vou convida-lo para um jantar, numa mansão que fica num penhasco (foto da capa) os moradores, daqui dizem que é assombrada mas é mentira, aquela propriedade eu herdei do Hades só não vou lá a algum, tempo pedi para pessoas limparem a casa quando comecei a ficar com o Will. Nenhum dos dois pediu o outro em namoro ainda, eu não pretendo pedir isso é o trabalho, dele já que sou eu o passivo, da relação.

Sabe, pensar na possibilidade dele, não aceitar minha verdadeira forma, cortaria o meu coração mas como diz o ditado "Quem não arrisca não petisca" !. Lembro do dia, que tivemos nosso primeiro beijo, na cama eu sem querer passei minha calda no seu tornozelo, ainda bem que ele não, percebeu aquela foi por pouco, mas voltando ao presente respiro, fundo e aperto a campainha logo a porta, é aberta e vejo o Will sem camisa, e só com um calção, amarelo acabo olhando aquele, tanquinho sem parar, até que o Will estalá os dedos na minha frente e diz.

- Quer entrar, minha Flor-Da-Morte? - Acabo, corando e faço sim, com a cabeça ele me dá espaço para, e eu entro ele fecha a porta ficamos no meio da sala em pé até que eu digo.

- Amore Mio (meu amor) vim te fazer um convite!

 Ele sorri, posso ver o brilho de curiosidade passando pelos seus olhos, mas antes que ele fale algo o beijo, com paixão mas quando o ar nos falta ele, começa a mordiscar meu pescoço, até que sussurra perto de minhas orelhas humanas já que tenho tanto orelhas humanas quanto as de gatos mas a de gato fica em cima da cabeça ele sussurra assim.

- Que convite? - Me separo,oque o deixa triste mas se, eu ficasse naquela posição a única coisa que, sairia seria um gemido então, me sento no sofá respiro fundo e digo.

- Você merece, saber meu segredo então, hoje a noite irei revela-lo, e se você não se importar com, oque eu esconde talvez ganhe um bônus. - Ele se aproxima, de mim e me dá um sorriso malicioso e pergunta.

- Oque seria, esse bônus minha flor? 

Ele dá mais, um passo a frente me alevanto, resolvo provoca-lo ele é mais auto que eu, fico na ponta dos pés, e começo a beijar o seu pescoço, e mordisca-lo deixando minhas presas rasparem de leve, em sua pela oque faz ele se arrepiar sorrio, enquanto levo minha mão até suas calça, boto minha mão lá dentro por baixo da cueca, enquanto o Will me beija pego seu membro e faço movimentos de vai e vem e ele.

- Ni...

Sorrio e vou um pouco, mais rápido quando percebo que está, preste a gozar tiro minha mão dela a qual se encontra, coberta pelo pré-gozo o qual lambo de meus dedos, ele suspira olhando até, e tenta se aproximar mas fuzo, ainda não vou até a porta olho para ele e digo.

- Me pega as 21:00 na casa da Clarisse mio-sole! 

E saio de lá rindo

WILL ON

Ele vai, me enlouquecer desse, jeito vejo ele saindo, e me deixando com uma baita ereção que chega, dor de tão exitado que estou, subo correndo até meu quarto, e entro na minha suite que fica dentro do quarto, ao chegar lá tirou minhas roupas e a jogo, em qualquer canto, olho para meu membro que está, bem ereto.

Abro, a porta do box e entro lá, mas não abro o chuveiro tenho duas opções para resolver minha situação, a primeira é um banho frio, a outra seria eu me masturbar pensando no Nico, mas como não estou com vontade, de pegar um resfriado então oque me resta é me masturbar.

Coloco a mão, encima do meu membro e começo, a fazer movimento de vai e vem enquanto penso, no Nico nu com aquela, pele branca como olhos de cadáveres, o Nico com aquela boca cor de sangue chupando meu membro, ai que veio um imagem que me surpreende o Nico nu mas com orelha e rabo de gato com essa imagem, na mente faz movimentos de vai e vem mais rápido até que gozo.

Logo depois, começo tomar um bom banho, ai que percebo que acabei de descobri, que tenho uma fantasia sexual do Nico, como um Neko, pelos Deuses agora que me lembrei, tenho que comprar o presente do Nico saio rapidamente do banheiro, e começo a me vestir acabei focando tanto no bônus que o Nico ia me dar, mas oque deve ser, mas foco! Will.

Tenho que pedi-lo em namoro, e com isso tenho que pegar, as alianças que encomendei na joalheria, já vestido pego meu carro e começo, a dirigir até a loja enquanto, dirijo começo a me sentir ansioso, animado e claro nervoso espero, que as alianças já estejam prontas e certinhas, ao chegar no estacionamento logo, entro na joalheria onde encontro a Piper atrás do balcão ela deve, trabalhar aqui já que a mãe dela, é dona da loja a, Afrodite a mãe da Piper é também a minha Tia ou seja eu e a Piper somos primos vou até o balcão e ela pergunta.

- Oi! Will não esperava, ti ver aqui do que precisa? -Sorrio animado, e pego a nota da compra, no meu bolço e entrego para ela que vai até o depósito, e de lá volta com uma caixa ela me entrega e diz. 

- Ele vai amar Will! 

NICO ON - 21:00 HORAS DA NOITE

Estou na casa de Clarisse, e ela está atirada no sofá dormindo pesado, rio com esse pensamento, estou vestindo minha roupa preferida que seria uma camisa social, cor de vinho escura um blazer preto e uma calça preta que tem um buraco para minha cauda que está abanando para lá e para cá a calça realça minhas, curvas é quando ouço uma buzina, coloco meu gorro e um casaco. 

Pretendo contar o meu segredo, para ele mas só depois, do jantar até lá cauda e orelhas em segredo, dou um beijo na testa de Clarisse que continua a dormir, saio da casa nervoso respiro fundo e entro no carro do Will que parece, me comer com os olhos até que diz.

- Para onde minha Flor-Da-Morte? - Sorrio e Coro o mesmo tempo e digo.

- Vá até, a Mansão Do Penhasco eu herdei ela do meu tutor

Ele liga o carro e..........


Notas Finais


bom eu preciso de uma tragédia eu pensei algumas a mais votada ganha:
1- O Nico é sequestrado pela pessoa que matou Anúbis
2- O Will é chantageado
3- Espalham fotos do Nico com sua orelhas e rabo felino
4- Nico sofre um acidente causado pelo Luke,Annabeth,Drew e Percy
5- O Nico é enterrado vivo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...