História Um grande pequeno início (Spin off) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Amor Doce, Terror
Exibições 29
Palavras 897
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


oieeeeeeeee
desculpinhas pela semi demora, mas eu fiquei a semana toda estudando para um vestibular e tal e só hoje eu voltei pra cá
obrigada pelos comentários e favoritos <3 eu fico tão confortável aqui sz

Capítulo 2 - Mal planejado


- O que a gente vai fazer?! – Gritou Dake, agarrando os próprios cabelos.

- Olha... – Disse James, com certa dificuldade e com uma careta. – Eu tô com a porra da perna fodida, não tá vendo? Me ajuda a sair daqui.

James estendeu o braço para Dake que assentiu, desesperado.

- Toma cuidado, pelo amor de Deus – pediu James, trincando os dentes.

Dake colocou o braço de James em volta de seus ombros e começou a puxa-lo pra fora do carro. Ele tentou ignorar ao máximo os gemidos de dor do amigo. Quando finalmente o levou para a terra sem pedaços de vidro, depositou-o levemente no chão.

- A gente tem que voltar pra estrada – Dake disse.

James o olhou com cara emburrada.

- Você jura? Porque eu achei que ai merda – James não conseguiu acabar a ofensa porque se encolheu de dor, levando a perna ao peito.

- Mas pra que lado fica a estrada?!

- Eu não sei! Essa porcaria capotou! Eu não faço a mínima ideia de onde estamos! E tem a Ashley – James olhou para o carro destroçado, como se só naquele momento tivesse se dado conta. – Ai meu Deus, Ash...

Dake tirou o celular do bolso e bufou quando lembrou que estavam sem sinal também.

- Eu não entendi o que aconteceu... Eu estava dirigindo, daí eu achei que tivesse visto esse animal ou algo assim... E-eu não sei o que-

- Olha – Dake interrompeu o amigo. – Fica parado bem aí. Eu vou naquela direção – Dake apontou para a mata destruída pelo carro. – A estrada deve estar lá. Vou tentar buscar ajuda.

- Você vai me deixar sozinho aqui?!

- Você não consegue andar! Se você se mover, pode acabar sangrando!

- Mas você vai me deixar aqui... – James olhou de soslaio para o carro e passou a sussurrar. – Com a Ashley?

Dake foi em direção à mata.

- Eu juro que não vou demorar! Mas é nossa única chance – Dake foi andando e cortando o caminho pela vegetação. – Não saía daí! – Ele exclamou, virando-se de costas para James uma última vez.

- Dake, espera!

Mas o surfista não esperou. Ele começou a correr naquele momento, seguindo o rastro de destruição que o carro fez nas plantas. Se sua lógica estivesse correta, isso o levaria de volta ao ponto do acidente. Seu caminho estava sendo iluminado pela lanterna do celular – era a única forma de não tropeçar no chão irregular à sua frente.

Dake percebeu que tinha algo errado quando não encontrou o asfalto, mas um caminho de terra. Ótimo, fora pelo caminho errado. Além do mais, ele não poderia ir tão longe para não perder o caminho de volta.

Ele estava prestes a dar meia-volta quando uma sombra formada pela luz da lua o chamou atenção. Com a testa franzida, Dake caminhou um pouco mais a frente e abriu a boca quando viu uma casa enorme.

Aparentemente,  o caminho de terra levava para essa casa. Dake tinha uma opção: ir pelo sentido contrário e encontrar o início do caminho de terra (ou seja, a estrada), mas isso poderia esta bem distante, ou ele poderia...

- Socorro! Socorro! – Dake correu em direção a casa, balançando os braços. – Eu preciso de ajuda! O carro capotou! Socorro!

O surfista chegou à entrada do casarão, sem prestar atenção no fato de não ter nenhuma luz acesa ou nenhum outro sinal de vida. Quando ele bateu na porta da frente, esta não ofereceu resistência nenhuma porque não se encontrava trancada.

- Ah, merda – Dake grunhiu, ao notar que a casa estava abandonada.

Talvez ele pudesse encontrar algo para ajudar James. Esparadrapos ou um kit de primeiros socorros, qualquer coisa.

Entrou na casa, desesperada e deixando a porta da frente aberta.

Todos os móveis da casa estavam cobertos com um lençol que outrora deveria ter sido branco, mas que estava muito encardido. Dake foi até onde supôs que fosse a cozinha e abriu os armários vazios debaixo da pia e foi em direção aos de cima.

Quando abriu o segundo de supetão, algo o acertou em cheio na cara e ele deu um pulo pra trás gritando. Iluminou seu transgressor e viu um morcego farfalhar para ele, enraivecido antes de sair voando da casa.

- ECA ECA ECA ECA ECA ECA ECA ECA ECA – Dake passou a mão repetidas vezes no rosto, tentando tirar a sensação do corpo nojento do morcego contra sua pele.

Balançando a cabeça, iluminou o armário e viu uma caixa metálica muito gasta. Com uma cara de nojo, por causa da ferrugem da caixa e da possibilidade de contrair tétano, ele a pegou e a depositou no chão.

Abriu-a com facilidade porque o cadeado não estava em seus melhores dias. Encontrou alguns papéis borrados pelos anos, uma chave, um pote velho cheio de uma substância que Dake não se importou em descobrir o que era e alguns panos que o surfista imaginou que serviriam para enrolar na perna de James.

Aí quando ele estivesse melhor, poderiam seguir o caminho de terra até a estrada. Não era um plano genial, mas era um plano.

Dake fechou a caixa e a pegou pela alça, tomando cuidado para que ela não caísse. Ele voltou para a saída da casa, abriu a porta da entrada e voltou correndo para onde começara.

Talvez ele devesse ter percebido que tinha deixado a porta aberta e não fechada, como a encontrara.


Notas Finais


ahhh, falar procês, a fanfic não vai ser muito grande e os capítulos também não. Blz? Blz.
Ainda vai ter emoção aqui, juro! Que horario horrivel pra postar o capitulo nossinhora uhasuhasuahs
Não vai demorar pro proximo sair <3

kissus, kissusss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...