História Um idiota chamado Matthew Espinosa - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Austin Mahone, Carter Reynolds, Dylan Dauzat, Magcon, Matthew Espinosa, Selena Gomez, The Chainsmokers, Victoria Justice
Personagens Ariana Grande, Austin Mahone, Carter Reynolds, Dylan Dauzat, Matthew Espinosa, Personagens Originais, Selena Gomez, Victória Justice
Exibições 112
Palavras 1.264
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Lírica, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Não vou comer isso


Fanfic / Fanfiction Um idiota chamado Matthew Espinosa - Capítulo 4 - Não vou comer isso

Pov. Sam

Quando a aula terminou eu fui pra casa, mas antes é claro eu fui pegar o meu skate no armário. Quando eu finalmente fiz isso, fui  me despedir de Victoria e sai por aí andando de skate. Cheguei em casa e minha mãe não estava e nem o papai, o que não me surpreendeu muito já que eles sempre estavam ausentes mesmo.  subi pro meu quarto e mandei mensagem pras meninas.

Você deve está se perguntado: que amigas? Por incrível que pareça eu tenho amigas

 Selena, ela é uma das minhas amigas, eu, ela, Victoria e Ariana somos quase um esquadrão. Um esquadrão com garotas de pensamentos diferentes, cada uma de um jeito assim sabemos basicamente que tipo de pessoa cada uma é, logo, quando uma de nós estiver com uma “personalidade” diferente, saberemos que aconteceu algo. Selena é a internauta e blogueira, sabe de tudo o que acontece na escola e na vida dos famosos, Ari é a grossa mal educada que eu mais amo nesse mundo, Victoria é  popular e namoradeira, e eu sou a duff da turma, ou a que swag da turma. Não sou dessas de seguir moda, de ser popular, de ser grossa, sou só eu mesma. Conselheira e amiga pra todas as horas .

— alguém online? —mandei mensagem no nosso grupo

— eu

—eu

— e eu —todas responderam

— gente, por que a maioria de vocês faltaram hoje? —perguntei

— eu tinha que fazer a cobertura do evento da casa de show em  Albany , desculpa não deu pra ir hoje —disse Selena

— eu não fui por que dormi de mais —disse Ari

— vocês  abandonaram a gente —disse Victoria

—verdade, só fomos nós duas. —disse — o Andrew até deu em cima da Victoria

— sério? —disse Ari

— verdade? —disse Selena

— eu não sei bem se deu, mas se a Sam ta dizendo...

— claro que deu, ele piscou o olho pra ela —disse

— nossa —Ari

— meooo que sorte —Selena

— o que vocês estão fazendo? —disse

—Eu estou assistindo “Quando as luzes se apagam” —disse Ari

— e eu to ouvindo musica —disse Selena

—  e eu to  pintando as unhas —Victoria

— nossa Ari, esse filme é foda —disse

— pois num é? —disse ela

— e você Sam!? O que está fazendo? —perguntou a Selena

— eu, só estou falando com vocês mesmo.Meus pais ainda não chegaram do trabalho. Acho que eu vou ensaiar um pouco pra peça de  “Antígona”, vai que eu ganhe o papel!?

— nossa, vá La ensaiar então, você consegue, confiamos em você —disse Victoria

—é vá lá e mostre a esses  outros imbecis que você é melhor que eles —disse Ari

— nossa, obrigada pela força —ri

— vá logo se não vamos acabar te atrapalhando —disse Selena e eu acabei indo

Desci e minha mãe acabara de chegar com o meu pai, ambos estavam como sempre, muito sérios, nada de se falarem, ela apenas colocou as sacolas com compras em cima da mesa, e foi preparar o que comer. Já o meu pai, foi assistir TV. E eu, como não gosto desse clima silencioso de cemitério, sai de casa (literalmente)  e fui pro teto, não sei por que, lá sempre consigo ensaiar melhor do que dentro de casa. Comecei a andar de um lado ao outro, ensaiando minha tão esperada peça teatral escolar. não sabia bem ao certo o que estava acontecendo na casa do senhor e da senhora Espinosa, mas eles pareciam mais felizes. Eu só sei que a janela que fica de frente janela do meu quarto estava aberta, o que quer dizer que eles têm visitas. Eu sempre gostei deles, geralmente eles são a minha segunda família, eles me ajudaram mais que meus pais, dura realidade. Eles sempre costumaram Le levar pra fazenda deles e pra todo evento que sobra uma pessoa pra ir, e até me trazem presentes das viagens á Memphis que a tia Laura traz da casa da irmã dela. Ela não viaja muito pra casa da irmã, acho que elas não se dão bem.

Comecei a ensaiar e a ensaiar, no momento que eu estava mais concentrada, eu me deparo com um garoto no quarto que fica na frente do meu, eu acabo que escutando ele fala r algo

— ...Matt já começou a tomar banho?

— ...não ainda não

Não sei o que esse garoto tinha, mas com certeza não era daqui. As roupas dele já diziam tudo, o jeito de caminhar e até de olhar. ESPERA AÍ, olhar?  —o garoto estava me olhando— dei um sorriso e ele não retribuiu, com certeza ele é filhinho de papai. Nossa meu, que vácuo. Que belo vácuo. Com certeza a Ari vai gostar de saber dessa, ela vi ficar rindo da minha cara.

—filha anda jantar  —gritou minha mãe lá de baixo

— já vou mãe —gritei de volta.

Nesse momento, o garoto me olhou e eu o olhei. Ficamos nessa de se encarar

— não vou chamar de novo —disse minha mãe lá embaixo e foi inevitável eu tinha que ir

Pov. Matt

Não sei por que mas aquela garota era bem esquisita, parece que nunca viu gente na vida é só me encarando, finalmente a  mãe dela a chamou. Acho que será apenas isso que eu posso esperar dessa cidade medíocre. Meus pais me mandaram para o inferno só pode ter sido.

Quando a garota finalmente foi, eu fui banhar já que meu tio insistia tanto. Peguei uma roupa minha na mochila que eu havia trazido com as minhas coisas e uma toalha e fui tomar banho.

...

Depois do banho fiquei pensando nos meus amigos e na minha “ namorada” se é que eu ainda tenho uma. Fiquei pensando em tudo o que ficou em Memphis, deixei tudo pra trás por causa de uma idiotice que minha mãe me fez pagar com essa maldita travessura. Acho que não precisava ser tão grossa. Não era pra tanto

Peguei a roupa que havia separado e coloquei-a no meu corpo, e depois de me vestir, penteei o meu cabelo.  E finalmente desci pra jantar.

— nossa querido, estava demorando —disse minha tia

— costuma sempre demorar assim —meu tio riu

— sim, na verdade demoro mais que isso, mas decidi pegar leve —disse serio, e fui me servir, as panelas ainda não estavam abertas, AINDA

— o que você está fazendo? —disse minha tia

— eu vou comer ué

— nada disso —disse ela

— e o que eu vou fazer? Vou ficar admirando a comida na mesa sem poder tocá-la ?

—não, claro que não seu bobo. Vamos fazer uma oração primeiro

— oração? Mas por que?

 — é isso que sempre costumamos fazer aqui em casa, acostume-se —disse ela

— fazer o que? —disse eles começaram a fazer a tal oração

...

— pronto agora sim você pode comer —disse ela

— finalmente hein —disse tirando a tampa das panelas — mas o que é isso? —disse destampando todas as panelas que haviam na mesa

— isso é arroz, aquilo é feijão e aquilo é batata e aquilo é bisteca, gostou?

— e isso é comida? —disse olhando para os dois

— mas o que tem de errado ? —disse o tio

— eu nunca comi isso em toda a minha vida

— bom, sempre tem uma primeira vez não é? —disse ele

— mas eu não vou comer isso, não mesmo

— e o que você vai comer?

— não sei, mas  com certeza não vai ser isso

— por favor sente-se  —disse minha tia preocupada

— não, eu já disse que não vou comer nada que está aí. Prefiro passar fome, dá licença —subi pro quarto e tranquei a porta

Eles estão querendo me matar ? eu nunca comi essas coisas na minha vida, eu prefiro morrer a comer isso. 


Notas Finais


vejo vcs depois!!!?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...