História Um inverno cheio de mistérios... E WillDip! - Capítulo 9


Escrita por: ~

Exibições 34
Palavras 964
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Finalmente! A batalha final

Capítulo 9 - Lutas que não terminam bem


Fanfic / Fanfiction Um inverno cheio de mistérios... E WillDip! - Capítulo 9 - Lutas que não terminam bem

 "correr até a prefeitura? Achei que Dipper teleporta-sse ou algo assim." Disse Pacífica. Estávamos correndo há uma hora, já que tínhamos nos embrenhado demais na floresta. "Já falei Pacífica, eu não sei o que está acontecendo! Quanto mais perto chegamos, mais minha magia ganha interferência!" Disse Dipper, parando encostado e uma árvore. Todos desaceleramos , recuperando o fôlego. "Esse é um objeto mágico universal, e não foi utilizado à um milênio. Só sua presença já causa problemas" falei. Não precisava necessariamente recuperar o fôlego, mas não iria mais frente sem eles. "Bom então temos que ir logo" falou Mabel, mas tropeçou no caminho. Então escutei um estalo, e ela olhou para o céu. "Falando em problemas... Porque o céu está escurecendo?" Era verdade. O sol parecia estar se quebrando lentamente, o céu começando a ficar negro. "Ok. Como eu sei que são apenas duas da tarde e não acho que isso seja muito normal, sugiro que a gente corra" Falou Pacífica puxando Mabel e Dipper. Voltamos a correr, saindo da floresta e entrando na cidade. Poucas pessoas estavam na rua, a maioria se trancava em suas casas. "Como paramos aquela coisa mesmo?" Gritou alguém (não pude distinguir, estava ocupado demais desviando de um grande tronco). Fui jogado no chão por um pedaço de árvore. " Acho melhor você voltar a parecer um triângulo, é mais difícil troncos te atingirem. Voltei a minha forma original e retirei o tronco " de onde veio isso?" Perguntei. Dipper apontou para a prefeitura a três quarteirões de distância, onde coisas estavam sendo arremessadas. "Ótimo" falei, fazendo sinal para correrem "eles ainda estão procurando". "Procurando o que?" Gritou Dipper "Uma chave. Acha que esse tipo de coisa não teria uma tranca?". Chegamos até a prefeitura, de onde uma luz forte saía. Entramos e vi Bill levitando móveis e jogando-os pro lado. "Ah meu irmão, você chegou? Onde está?" Torci a boca. Bill sempre tivera a voz estridente. " Eu que te pergunto, cadê o Cubum?" Falei. Bill olhou para mim, dando um sorriso sádico e apontando para o escritório. "Está lá, junto com meu 'amigo' podemos assim dizer". Então duplicou seu tamanho. "E vocês não vão chegar lá tão cedo". Partimos para o ataque. Eu e Dipper lançavamos feitiços (ele, mais lindo ainda em combate) enquanto Mabel lançava suas facas e Pacífica jogava tudo o que podia alcançar. Mas Bill se afetava pouco, estando com três metros de altura. Resolvi apelar "temos que aumentar a potência!" Gritei, crescendo três metros. Bill assumiu a mesma expressão que tivera na floresta. Ele lançou uma mão de sombra, (seu truque favorito) me jogando para o lado. Bati na parede, criando uma marca imensa, mas me levantei rápido. Não podíamos perder essa. Então Mabel soltou as facas. Suas mãos tinham começado a brilhar. "Mas que " comecei, mas tive que jogar uma bola de fogo em Bill, para que ele recuasse. "Mabel, faça! Você não vai destruir a gente" gritou Pacífica. Espera. O brilho, destruir... Olhei para Mabel. "Só mire na viga" esboçei sem emitir som. Ela assentiu e atravessou o salão, enquanto eu e Dipper procurávamos distrair Bill. "Ah" riu Bill, vendo Mabel correr "A pequena Gleeful correndo para me destruir? Que medo garota. " Então Mabel tocou na viga, que começou a se deteriorar. Toda a estrutura assumiu um brilho azul. Sorri, vendo rachaduras creserem no teto "errou de novo irmão" o teto desabou emcima de Bill. Pacífica tampou a cabeça e foi correndo ajudar Mabel, que ainda estava presa a voga destruída "ela é uma Cipher". Dipper me olhou surpreso "Cipher? Sério". Mabel olhou para ele, envergonhada. Eu voltei ao meu tamanho normal. E fui na direção de Dip. Mas escutei palmas. Nos viramos, olhando para o escritório intacto de onde saía... "Ford" disse Dipper, cruzando os braços. "Sim Dipper, estou aqui. Não achavam que eu tinha sumido não é?". Fechei os pulsos. Sabia que os gêmeos tinham um enorme carinho pelo tio, apesar dele ter fugido depois que pararam de 'dar dinheiro'. "Espero que não queira um abraço" disse Mabel cruzando os braços (não que parece muito ameaçadora, mas tinha medo depois do que vira). "Crianças, eu não espero nada, mas prefiro né explicar antes de abrir esta coisinha" ele segurava o Cubum Ratio em uma das mãos " É claro, vocês pensam que fugi por conta do dinheiro. Sim, quando o inverno surgiu, todos saíram da cidade e não havia mais renda, mas eu fui atrás do Cubum. tinha lido sobre ele, mas não sabia sua localização." "O Cubum muda de lugar a cada evento cósmico"falei "sim" ele continuou, andando até nos " Mas também a cada libertação cósmica. Eu tinha ouvido falar da liberdade de Bill, e apenas vi uma oportunidade de fazer o certo: dar um líder a esta dimensão. Mas ainda faltava uma chave para libertar a tranca construída pelos Cipher". Ele agarrou Dipper, colocando uma faca em seu pescoço. "O sangue de um Gleeful legítimo" falei, correndo até os dois, mas Bill surgiu (sim, esse cara nunca morre) e me segurou "sim. Aliás nunca entendi porque o sangue de uma família tão nobre teria de ser derramado". Ele empurrou Dipper no chão "Dip!" Gritou Mabel e me olhou com uma cara de 'faça alguma coisa'. Vi Dip parado, olhando assustado para mim. Não podia deixa-lo morrer. "Só há um jeito" gritei para Mabel "vou ter que me fundir a ele". Ela me olhou,com os olhos marejados. Meu irmão começou a rir "você não faria isso. Pera, faria?" Me soltei dele, assumindo minha forma humana. Ford já estava com a faca próxima, pronto para atacar. Então chamas surgiram. Vi minha alma, sendo transferida pouco a pouco para Dipper. Meu Dipper. Que eu não podia deixar morrer. "Eu te amo" sussurrei antes de tudo ficar escuro


Notas Finais


Que ainda não terminou.
Acharam a imagem fora de contexto? Eu também, por isso a coloquei... É muito melhor para faze-los mudar de percepção
Mabel Gleeful Cipher, gostaram? Não era pra menos né? Sempre teve uma cara de...
Mas é o Will ein? O que ele fez #willcomosenpai . Vocês teriam coragem?
Ainda vem um pouco mais por vir, mas estamos terminando então façam suas apostas logo.
Desculpe pelas cenas de luta (sempre fui bem mais de drama)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...