História Um Jeito de Escapar. - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls, O Segredo Além do Jardim (Over the Garden Wall), Star vs. as Forças do Mal
Personagens Bill Cipher, Dipper Pines, Marco Diaz, The Woodsman, Wirt
Visualizações 15
Palavras 914
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Qual é o Plano?


Wirt e Marco me olhavam totalmente incomodados pelo simples fato de Bill estar enfiando garfos em minha mão. Ele achava a dor algo impressionante, o que era bem doentio.

Já havia se passado três dias após ele possuir meu corpo, e nesses três dias, pude entende-lo por completo. Como ele usa seus poderes, o porque dele ter começado novamente o estranhagedon, e sobre o seu novo contrato, feito com o bebê do tempo.

-Cara, precisamos fazer alguma coisa! - Disse Marco preocupado -Precisamos trazer Dipper de volta!

Wirt o olhou um pouco triste.

-Mas como?

-Eu não sei! Não sou o Dipper para pensar em algo estúpido que dá certo.

Bill começou a rir, achando graça.

-Vocês são hilários! Dipper já foi à muito tempo... Ele nunca vai voltar. E você, o garoto da caveira - Bill apontou para Marco -Esse demônio que está ai dentro... Ele é bem estressado, né?

-Cale a boca! - Gritou batendo na mesa. Wirt bufou revirando os olhos, e se encostou na parede.

-Garoto Chifre! -Bill esboçou um longo sorriso brincalhão.

Wirt me olhou um pouco emburrado.

-E o seu irmão, como vai? - perguntou o masoquista cruzando os pés em cima da mesa.

-Você não para de falar por um minuto, mas que droga! - retucou. Bill arqueou as sobrancelhas tirando os pés da mesa, e se aproximou do garoto.

-Tadinho... Dipper não te contou?

-Sobre...?

-Ora, Ora... amigos deveriam confiar uns nos outros, certo? Mas acho que você não deveria confiar totalmente em Dipper, se é que me entende...

Do que Bill estava falando? Me perguntei ficando em pânico. Wirt o olhou, mostrando interesse no assunto.

-Não entendi...

-Claro que não! Ah, mas se Dipper tivesse te contado...

-Droga, Bill! O que foi?! - Wirt o segurou pela gola da camisa perdendo a paciência. Bill apenas o olhava com um longo sorriso sedutor.

-Ele deveria ter te contado, que seu irmão está vivo.

O garoto bufou.

-É mentira...

-Será mesmo? Greg ainda estava respirando na noite em que você se tornou a fera!

-Cale a boca! - Wirt cerrou os punhos.

-Oh, pobrezinho do irmãozinho... abandonado, na floresta. Que belo irmão mais velho você é, galhudo!

-Eu disse... pra calar boca! - Wirt o socou bem na boca, a fazendo sangrar.

Poxa Wirt, é certo que Bill é um arrogante insuportável, mas ainda é o meu corpo!

Mas isso foi mais do que o suficiente, para me trazer de volta ao controle. Bill foi deixado de lado, e voltei ao normal gritando de dor olhando para os garfos enfiados em minha mão.

-DROGA, BILL! - Berrei os arrancando. Marco se assustou ao escutar minha voz, e começou a rir com a situação.

Wirt me olhou tão preocupado e arrependido com o soco, que correu para pegar gelo.

-O que aconteceu?! - Perguntou Marco limpando as lágrimas de tanto rir.

-É complicado... - respondi com dificuldade, olhando minha mão sangrar. -Enquanto Bill controlava meu corpo, tive acesso a sua mente, e pude entender tudo. Ele... fez um contrato como o bebê do tempo, mas em troca, teve que abrir mão de alguns de seus poderes ao bebê.

-Bebê do tempo...?

-É, depois explico. Enfim, com isso, Bill teve um limite de tempo para ficar no meu corpo, e depois de três dias, seu tempo chegou. Só foi preciso um soco bem dado pra ele sair... - Digo olhando Wirt, sentindo o gosto de sangue se espalhar pela boca enquanto meu lábio latejava.

-Me desculpe, cara. Mas ele era irritante demais.

Peguei um pano e o enrolei em minha mão colocando o gelo por cima.

-E agora? Você disse que sabe sobre tudo do Bill- Marco me olhava com frieza. -Qual é o plano?

Pensei sobre isso, e suspirei balançando a cabeça negativamente.

-Eu não sei. Só sei que Bill pode voltar a qualquer minuto...

-Então vamos bolar algo!

Wirt bufou revirando os olhos, e me agarrou pela gola da camisa.

-Escute aqui, você teve acesso total a mente de Bill. Você talvez saiba onde estamos, e como podemos sair. Então, diga logo Pines!

Tentei me afastar dele, mas ele me segurava com firmeza.

-Olha, eu sei que lugar estamos! Esse lugar é uma bolha de estranheza!

-Bolha de estranheza? - perguntou os dois em uníssono.

-É uma enorme bolha feita por Bill. Tudo aqui foi projetado por ele... Se sairmos dessa bolha, vamos poder voltar para as nossas famílias, mas primeiro, precisamos enfretar o fim do mundo, e derrotar Bill!

-Mas como saímos daqui?! - Gritou Wirt já cansado disso tudo.

-Wirt, você acabou de bater nele, não acha que está pegando pesado demais? - Marco tentou o acalmar.

-Olha - Wirt o olhou furioso com os olhos lacrimejando -Eu quero sair desse mundo. Quero ver minha família... Quero o meu irmão. Ele estava vivo, e Dipper escondeu isso de mim!

-Foi pra proteção dele! Você era a fera... Eu ia contar, com toda a certeza eu ia! - disse protegendo o rosto com a outra mão, pois Wirt estava prestes a me dar outro soco.

-Proteção?! Porque eu era a fera?! Eu nunca faria nada a ele!

-Você não, mas a fera sim! - repliquei.

-VOCÊS QUEREM CALAR A BOCA?! - Berrou Marco um pouco ofegante. -Wirt, todos nós queremos voltar para a nossa família. E daí que Dipper não te contou sobre o Greg?! Ele estava o protegendo de você, seu babaca! Agora, se vocês dois não pararam de brigar, eu juro que vou deixar Tom assumir o controle, e ele vai dar uma baita surra em vocês dois!

Ficamos quietos o olhando um tanto assustados. Nunca o vimos gritar daquele jeito, acho que o poder do demônio subiu à cabeça, e o deixou nervoso.

-Então - Marco suspirou nos olhando com um pequeno sorriso ameaçador -Qual é o plano?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...