História Um menino estranho chamado Taehyung - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens V
Tags Aventura, Bangtan, Boys, Bts, Camera!, inocente, Mentiras, Polaroid, Primeiro Amor, Romance, Sonyeondan, Taehyung, Taetae, Teorias, Tmblr, Viagem
Exibições 12
Palavras 263
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Ficção Científica, Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Obrigado por lerem esse fic. Comentem o que estão achando pf ♡♡

Obs: Nada aqui é real, apenas algumas coisas relacionadas a pessoa(Taehyung) mesmo.

Capítulo 1 - #하나 (Hana)


Fanfic / Fanfiction Um menino estranho chamado Taehyung - Capítulo 1 - #하나 (Hana)

Primeiramente eu vou contar sobre mim...

Meu nome é Kim Taehyung, tenho 21 anos se for contado por ocidentais, já aqui onde eu moro contamos como 22, porque quando a pessoa nasce já tem 1 ano. 


Gosto de procurar músicas boas que poucas pessoas conheçam. Bons e grandes leões, cores preto e branco, número 10 não sei porque, só gosto. Outono e tempo ensolarado. 

Tenho hábitos estranhos, roer as unhas, abrir a boca, tocar qualquer coisa fofa, falar “Mãe!” e “Isso dói!” constantemente.

E também gosto de animes.

Pode parecer estranho (é lógico que vai parecer estranho)... Em toda a minha vida, nunca tive um relacionamento. Nunca beijei uma garota, não tive esse privilégio. Mas a esperança é a última que morre não é? Espero que sim.

Como todos os jovens, eu acabei caindo em armadilhas, nas quais eu não voltaria ao mundo real. Estaria preso e estou preso. 

Estou preso em mundo onde existe drogas, bebidas alcoólicas, tintas por todos os lados e pessoas estranhas assim como eu. 

Minha mãe morreu quando eu era bem pequeno, eu não conheço meu pai até hoje e meu irmão mais velho bate em mim e na nossa irmã caçula. Eu não posso fazer nada, se eu fazer posso me arrepender depois.

Como eu já disse, estou preso. Nesse mundo onde eu vivo não existe nada além e escuridão. E nessa escuridão existe perigos ainda maiores. Mortes. Uma coisa leva a outra, e não quero chegar nesse ponto: Mortes. 

Me desculpe, meu irmão...

Me desculpe, me desculpe 

Me desculpe, minha irmã...

Mesmo que eu tente esconder ou ocultar, isso não pode ser apagado.


Notas Finais


Desculpa pelo final triste, mas enfim, Tae só contou um pouco dele, e no capítulo seguinte é o que começa mesmo!
E tbm me desculpem, ficou mt pequeno, não estou acostumada a escrever mt pequeno desse jeito.
Obrigado por lerem, beijãooo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...