História Um mês para se apaixonar. - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Alluka Zoldyck, Gon Freecss, Killua Zoldyck, Kurapika, Leorio Paradinight, Personagens Originais
Tags Killugon
Visualizações 27
Palavras 1.028
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom... nada a dizer, a não ser...

~desculpa por não ter postado, o dia que falei que talvez postasse eu fiz de noite e dormi, e ontem eu fiquei fora o dia todo. Desculpa~

(assisti IT - a coisa e... achei bem nhé, é sério a única parte que me assustei foi quando uma bexiga estourou)
[estava lendo um livro antes de chegar em casa, "Relatos de um gato viajante" não terminei mas o primeiro capitulo me deixou bem mal, aquela lagriminha quase desceu, mas tinha que manter meu orgulho já que estava no ônibus]
{Você realmente leu isso}

Capítulo 17 - Parte II "Depois".


Fanfic / Fanfiction Um mês para se apaixonar. - Capítulo 17 - Parte II "Depois".

            Autora:

            Todos conversavam sobre as aventuras que tinham, coisas sem importância, piadas. Mas nada interessava ao pequeno garoto de olhos azuis, “depois”, eram a palavra que pensava. Gon tinha mencionado isso, bem baixo, a verdade que só depois de pensar no que acontecera no andar de cima, entendeu o que sussurrou.

            O que significava esse depois?

            Todos da mesa quando acabaram conversaram pouco, lavaram seus pratos e subiram ao quarto de solteiro, Killua deu algumas informações sobre a casa e se despediu levando Gon consigo.

            Enquanto chegavam ao quarto, Killua ficava mais ansioso para saber o que significava “depois”. Abriu a porta e deixou Gon entrar, fechou e trancou a porta.

            -Gon. –Killua falava num tom bem mais baixo.

            -Sim? –tirava a camisa.

            -O que quis dizer com “depois”?

            Ele corou levemente –Nada.

            -Então por que está vermelho?

            -Achei que não tinha ouvido. –Gon pegou uma toalha.

            -Então? Sobre o que era?

            -Fala sério. Você sabe. –ficou mais vermelho e entrou no banheiro.

            -... –finalmente tinha entendido. Pegou uma toalha e correu para o banheiro, tirou a camisa enquanto observava o namorado entrando no boxe. Tirou o resto das roupas e deixou a água do chuveiro molhar seu cabelo.

            Gon:

            -Killua? –senti ele me abraçando por de trás, a água fazia os nossos corpos colarem. –Killua...

            -Sim?

            -Entrou shampoo do seu cabelo no meu olho. –meu olho ardia muito. –Me ajuda! –só faltava eu gritar.

            -Espera! Fecha os dois olhos. –fechei e ele começou a jogar o chuveirinho no meu rosto. –Melhor?

            -Melhor. –abri um sorriso.

            Saímos do banho, e nos secamos. Colocamos as roupas, mas ainda não tinha sono.

            -Kill, estou sem sono. –me sentei na cama.

            Deveria ter dito isso? Pois me lançou um sorriso malicioso. –Calma, posso cuidar disso. –Ele se sentou de joelhos na cama, pediu para fechar os olhos e assim fiz. Recebendo um demorado beijo cálido da parte dele. Não deixei de sorrir.

            Ele me deitou e se sentou em mim, me levantou mas o movimento foi interrompido por um breve gemido da parte dos dois dos nossos membros roçando. Aquilo fez eu e ele corarmos, Killua voltou a me puxar para ele e lambeu meus lábios me fazendo abrir a boca, ele colocou a língua na minha boca apoiando as mãos nas maçãs do meu rosto.

            -Eu quero meu “depois” agora. –disse Killua

            Autora:

            -Mas as visitas. –Gon falava tentando se distanciar.

            -Eu tranquei a porta. E só não falar alto.

            -Mas, não é algo de se controlar.

            -Você consegue.

            Killua continuou beijando Gon até que os lábios ficassem cansados de fazer o mesmo movimento, até que Killua desceu até o pescoço de Gon, beijando, lambendo e perto da curvatura para o ombro: mordendo. Tirou o fino casaco deixando os braços a mostra. Beijou a extensão dos braços até as mãos e mais uma vez foi a boca. Gon tirou a camisa e deixou Killua apoiado em si, tirou a bermuda e colocou as mãos no ombro do albino.

            Dessa vez Gon que iniciava um beijo de língua, dessa vez deixando escapar um pouco de saliva no rosto dos dois. Killua tirou a calça de Gon, passando os dedos do pescoço até o fim das suas costas. Killua desceu a box do outro e deitou o mesmo na cama que corava cada vez mais.

            Respirou profundamente esquentando mais o pênis de Gon, passou os lábios fechados por toda a extensão do membro ereto, recebendo breves gemidos. Massageou a cabeça com o dedão enquanto sorria a ver a cara e a respiração acelerada do outro, passou a língua e colocou a boca, sugando passando a língua quase ao mesmo tempo, isso deixou Gon sem reação, esquecendo das visitas, até que finalmente um gemido poderia ter sido escutado de fora do quarto.

            Ao sentir que estava prestes a gozar, Killua terminou os movimentos e se levantou. Gon se segurou no albino que tentava alcançar a gaveta com lubrificante, mas se desconcentrou ao recebeu um chupão no pescoço e uma mordida no ombro. Gon deitou o outro fazendo que finalmente alcançasse a gaveta, lambeu o abdômen e foi ao mamilo onde dava lambidas e breves sugadas. Gemidos baixos eram ouvidos de Killua que tentava amenizar o som, mordendo o lábio. Tirou o resta de roupa do maior e lá abocanhou o membro.

            -Gon! –um quase grito, esse com certeza ganhou como o gemido mais alto da noite.

            Não perdeu tempo, aumentava o ritmo cada vez mais, fazendo que o albino chegasse a gozar. Tratou de engolir o que conseguia.

            Pegou uma porção do lubrificante e despejou nos dedos, assim passando na entrada do seu gato, que sempre que faziam isso, ficava corado e se assemelhava mais a um gato. Abaixou a cabeça enquanto Gon colocava um dedo nele, recebeu um puxão no ombro.

            -E-ei Gon. –ainda cabeça baixa.

            -O que?

            -Desculpa se...

            -Se?

            -Gemer alto. –falou baixo e rápido mas audível claramente.

            -Tudo bem. –riu sem graça –Pronto?

            -Sim. –se deitou levando o outro junto, fazendo com que ficasse por cima.

            Killua pegou uma pequena almofada jogada na cama, para tentar ao máximo abafar os sons que saiam, ao sentir arrepios por todo o corpo por saber o que vinha, fechou os olhos com força e relaxou a boca facilitando a penetrada.

            43; 43 fora o número de segundos onde aconteceram 3 coisas.

            Primeiro: Um tiro na Ilha ouvido apenas pelos mais atentos.

            Segundo: Um alerta de procura da família Zoldyck.

            Terceiro: Foi o suficiente para fazer com que Killua e Gon terminassem a noite cansados e suados, por desgosto dos dois terem que tomar um outro banho, não pelo fato de terem chegado a um orgasmo e sim por terem que tomar um banho na noite que começara a esfriar anunciando ventos frios chegando.

            -Gon... –respirava fundo tentando pronunciar a próxima frase.

            -Sim... –com uma certa dificuldade se apoiou na cama.

            -Eu gritei alto, e se ouviram?

            Riu sem graça –Talvez tenham ouvido. –Se levantou da cama e pegou apenas uma toalha –Vamos dividir?

            -Não, vou ficar. Está frio lá fora... –encarou a janela mostrando névoa se formando e embaçando a vista lá fora.

            -Vem.

            Tinha razão o albino, “Está frio lá fora...”


Notas Finais


~Desculpa mesmo~
...
Outra coisa, pensando em escrever uma one-shot mas sem Lemon, no mínimo só legal. Killugon também.
[Alguém já leu alguma história da Jude_Melody?]


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...