História Um mini Sasuke em minha vida - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Babysasuke, Naruto, Sasusaku
Exibições 884
Palavras 3.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Voltei. Mais uma vez, estou lembrando vocês de que a fanfic está chegando ao fim.
LEIAM AS NOTAS FINAIS!
Boa leitura.

Capítulo 19 - Obrigado por tudo


Fanfic / Fanfiction Um mini Sasuke em minha vida - Capítulo 19 - Obrigado por tudo

    Sakura dormia pesadamente e queria passar o resto do dia na cama. Abriu os olhos contra a sua vontade e se espreguiçou, foi quando se lembrou do pequeno adoentado que estava sob os seus cuidados. 

 

Ela dormiu a noite inteira, sequer acordou de madrugada para verificar se Sasuke tinha febre ou se estava tudo bem. Se sentia uma irresponsável. 

 

Foi quando ela virou para o outro lado da cama e se deparou não com um bebê, mas com o corpo nu de um adolescente de dezenove anos !

 

Sasuke tinha finalmente voltado ao normal e estava ali, nu em sua cama.

 

Um grito agudo escapou de sua garganta e Sasuke, assustado, sentou rapidamente e ainda sonolento.

 

- Onde é o incêndio ? - Pelo tom de voz notava-se que o rapaz estava grogue, mas logo voltou a si - Espera... Eu tô falando ? - Finalmente Sasuke abriu seus olhos negros e pôde ver a rosada ali ao seu lado, boquiaberta e envergonhada - Sakura ?

 

 - Sai daqui, Sasuke ! - Ela cobriu os olhos com as mãos. Mesmo que a visão fosse tentadora, ela estava constrangida demais pra isso. 

 

Sasuke sorriu. Olhou para suas mãos, seus pés e, claro, para seu companheiro que havia finalmente voltado ao tamanho normal. Naruto nunca mais o zoaria por ter pinto pequeno e Sasuke estava feliz com isso. 

 

Aproveitando que Sakura estava tapando os olhos, Sasuke se levantou e pegou suas roupas na gaveta do guarda roupa dela e se vestiu. 

 

Quando o Uchiha virou um bebê e encolheu, obviamente que Sakura guardou suas coisas e ele viu onde ela tinha guardado. 

 

- Pode olhar - Disse o moreno, então a garota, ainda meio receosa, olhou para ele e sua visão lhe causou estranheza. 

 

- Ué... Como você sabia onde estavam suas roupas...? - Questionou desconfiada e Sasuke esboçou um sorriso amarelo - Você... - Ela arregalou os olhos.

 

- Eu posso explicar.

 

- Você estava consciente ! - Ela jogou um travesseiro no Uchiha, mas ele segurou e o usou como um escudo. 

 

- Sakura, me escuta.

 

- Você sabia o que estava acontecendo ! - Levantou-se da cama, apontando o dedo para o moreno - E nem pra dar um sinal de que estava consciente ! Você se aproveitou da situação, caramba ! - Bradou. 

 

- Eu até tentei, juro.

 

- E eu... Eu tomei banho com você. Eu me troquei na sua frente ! - Falou indignada - Tarado ! 

 

- Você queria que eu falasse como ? - Jogou o travesseiro sobre a cama - Sakura, eu não conseguia nem andar ! Pelo amor de Deus, entende. 

 

- Mas você falou ! - Acusou - Você quase me deixou nua na frente do Gaara !

 

- Minha vontade era de matar aquele vampiro diurno, aquele ruivo sem alma - Rosnou - Eu não suportava ver ele dar em cima de você, Sakura. 

 

- Ah, tá - Ironizou - Você com certeza adorou aquela noite que a Ino dormiu aqui, né, seu safado ? - Cruzou os braços em frente ao corpo - Ela é linda, deve ter babado por ela. 

 

Sakura deixava um pouco do seu ciúme transparecer. Embora estivesse nervosa e até mesmo com um pouco de raiva do Uchiha, ainda gostava dele. 

 

- Sakura... - Suspirou - Linda é a abertura de Game of Thrones. A Ino é, no máximo, arrumadinha. 

 

- Idiota ! - Bufou - Por que você fazia aquilo ? - Perguntou mais calma, porém, ainda séria - Por quê ? Com a Ino e o Gaara ?

 

- Porque a Ino ficava insinuando que você devia dar uma chance pro calango albino e ele ficava dando em cima de você da forma mais descarada do mundo - Confessou - Eu odiava aquilo e nunca odiei tanto a Ino ! Nunca odiei tanto o Gaara. 

 

- Mas por quê ? - Insistiu, deixando o moreno nervoso. Ele pensou que Sakura fosse entender sem ele precisar falar - Não vejo motivos pra isso. 

 

- Porque eu tive medo ! - Respondeu com a voz um pouco alterada, mas estava sendo sincero - Medo de que você realmente desse uma chance pra ele por se sentir pressionada. Medo de que você me esquecesse. 

 

Sakura ficou com as bochechas coradas e tentou esconder isso de Sasuke, mas não deu. É claro que ele percebeu que suas palavras mexeram com a Haruno, embora ela ainda estivesse irritada. 

 

- Eu bem que podia fazer isso, sabia ? - Olhou de forma desafiadora para o moreno - Podia fazer de tudo pra tirar você da minha cabeça porque você é um cretino que sempre me tratou mal. Mas pra sua sorte eu não seria capaz de usar o Gaara pra esquecer você. Pra sua sorte eu sou uma trouxa,  eu devia ter te largado com aquele imbecil do seu irmão, porque você não é problema meu ! Mas eu pensei que você fosse só um bebê inocente... Eu... Eu ainda gosto de você, mesmo você sendo um babaca, por isso cuidei de você. Porque eu sou trouxa ! 

 

- Não, você não é trouxa - Disse o Uchiha - Eu sou trouxa, Sakura. Sou o maior trouxa da face da terra por não ter notado antes a pessoa maravilhosa que você é. 

 

- Vai me iludir agora, Uchiha ? 

 

Os olhos esverdeados estavam tristes. Ela sentia as lágrimas que queriam sair e não lutou contra elas. 

 

Pior do que Sasuke sempre tratá-la mal seria ele dizer palavras bonitas e querer se aproveitar dela. 

 

- Jamais. Você é linda, Sakura, e eu nunca fiquei com você porque sei que você gosta de mim e eu seria incapaz de brincar com os sentimentos de uma garota - Admitiu - Mas agora é diferente. 

 

- Diferente como ?

 

- Por favor, não chora - Implorou. Sasuke se sentia um idiota por ter feito a rosada chorar - Eu tô sendo sincero. Tirando aquela vez que você me entregou pra morte, digo, pediu pro Naruto cuidar de mim, eu passava o dia todo contigo... - Suspirou - Eu vi que nós temos mais em comum do que eu pensava. Você é mais do que uma irritante, você é uma garota maravilhosa e eu me arrependo por não ter te dado uma chance antes... - Ele se aproximou da rosada e olhou fundo em seus olhos - Sakura, eu errei. Mas errar é humano, todo mundo erra. Eu te peço uma segunda chance e prometo que vou fazer das tripas coração pra nunca mais te magoar. 

 

Olhando nos olhos negros, Sakura viu a mesma sinceridade e pureza que vira anteriormente. Achou bizarro, mas agora fazia sentido, visto que aquele era o mesmo Sasuke. Ele estava consciente e agora Sakura via que ele, ainda bebê, demonstrava por meio de pequenos gestos que realmente gostava dela. 

 

- Não sei se devo, Sasuke... 

 

- Eu ouvi suas conversas com aquele ser do mal que você chama de amiga, sei que você me ama - Falou seriamente - Eu aprendi a te amar, Sakura. Eu sou grato pelo que você fez por mim. Sou grato pela sua paciência. Sei que você fez o que podia pra cuidar de mim.

 

- Você tá confundindo amor com gratidão. 

 

- Ambos são sentimentos nobres, mas eu não estaria me declarando caso não te amasse de verdade - Suas palavras eram sinceras, Sakura percebia isso - Não se diz que ama uma pessoa quando se está com a boca cheia de mentiras. Eu estou sendo sincero, acredita em mim e por favor me perdoa por ter sido um babaca durante tanto tempo. 

 

- Sasuke... - Suspirou a rosada.

 

Ela já estava se rendendo aos encantos do moreno quando, de repente, a campainha tocou. 

 

- Porra, quem é o bastardo que tá atrapalhando o momento ? - Rosnou o rapaz, fazendo Sakura rir.

 

A rosada foi até o portão para ver quem tocava a campainha tão insistentemente àquela hora da manhã. 

 

Abriu o portão e se deparou com Itachi, acompanhado de uma mulher que era a versão feminina de Sasuke. 

 

 - Pois não ? - Indagou a rosada.

 

- Bom dia, meu anjo - A mulher, cuja aparência era assustadoramente parecida com a de Sasuke, falou docemente - Eu queria conversar um pouquinho com você. Se não for incômodo. 

 

- Claro que não. Por favor, entre. 

 

Sakura então deu passagem para Itachi e a mulher que queria falar com ela. É claro que estava com um mau pressentimento, mas pelo menos Sasuke já não era mais um bebê. 

 

Os três foram para a sala, onde Sakura sentou num sofá e os outros dois sentaram no outro. 

 

- Sakura, eu contei pra minha mãe - Itachi quebrou o silêncio - Meu pai ainda não sabe, mas minha mãe já está ciente.

 

- Desculpa... Ciente de que, exatamente ? - Arqueou uma sobrancelha. 

 

- Meu filho caçula te engravidou e não aparece há dias... - Explicou a mulher - Quero saber sobre a criança e também quero saber se você tem noticias do Sasuke. 

 

- Mãe ? - A voz de Sasuke chamou a atenção dos que estavam na sala, então os três olharam para o rapaz que saía com uma expressão confusa do quarto de Sakura - O que a senhora faz aqui ? 

 

- Sasuke, meu amor ! - Ela então correu até seu filho e o abraçou, mas em seguida o encarou com o olhar raivoso - Por que você sumiu desse jeito ? Me deixou preocupada ! - Deu um tapa no ombro do moreno - E se eu perdesse você ? Sou operada, a fábrica fechou !

 

- Obrigado, mamãe... - Suspirou - É bom saber que eu seria facilmente substituído...

 

- Deixa de drama ! - Esbravejou - E o meu neto, cadê ?

 

- Dona... 

 

- Mikoto - Respondeu a morena.

 

- Dona Mikoto... - Continuou a  rosada - A senhora não tem neto algum. 

 

- Como não tenho neto ? - Mikoto voltou novamente para o meio da sala, sentando-se no mesmo lugar em que estava antes - O Itachi disse que viu o garoto. Disse que é idêntico ao Sasuke quando bebê. 

 

- Pobre criança... - Itachi murmurou. 

 

- Cale a boca, Itachi - Sasuke entrou na conversa - Eu era lindo, tá ?!

 

- Irmãozinho, a coisa mais bonita que saiu da mamãe quando você nasceu foi a placenta... Talvez o cordão umbilical... Enfim, ambos eram mais bonitos que você. 

 

- Itachi, todo bebê nasce feio - Sasuke revirou os olhos. 

 

- Eu não - Rebateu - Eu sempre fui fabuloso. Eu não nasci, eu estreei nesse mundo. O médico deve ter me soltado e dito "Se voar é anjo".

 

- Mas, ao invés de voar, você com certeza bateu a cabeça no chão e ficou assim... - Suspirou a Haruno. 

 

- Vamos parar com a discussão ! - Mikoto ordenou, depois voltou seu olhar para Sakura - Querida, me explique direito essa história. 

 

- Era... Era meu irmão - Ela respondeu a primeira coisa que lhe veio à cabeça - Ele estava comigo por uns dias porque meus pais precisaram viajar. Ele é adotado, sabe, então não é parecido comigo. Ele tem os cabelos escuros e os olhos também, por isso o Itachi o achou parecido com o Sasuke. Foi apenas um engano, nada mais. 

 

- Itachi ! - A mulher olhou furiosa para o primogênito - Como você me faz viajar até aqui pra perder meu tempo ? 

 

- Mamãe... - Ele empalideceu - Eu tinha certeza de que a criança era do Sasuke.

 

- Em casa a gente conversa - Olhou de forma ameaçadora para o rapaz que engoliu seco - E você, Sasuke... - Virou-se para o caçula - Por que sumiu sem falar nada ?

 

- Eu estava meio doente e não queria preocupar a senhora - O Uchiha, que estava com a voz anasalada por conta do resfriado, respondeu - Eu não quis preocupar a ninguém e o Itachi não presta pra nada. Ele deixou o Perebas morrer.

 

- Sasuke, esquece aquele rato... - Bufou a mulher. 

 

Perebas era um rato de estimação que Sasuke tinha quando criança. Certa vez ele viajou numa excursão da escola e pediu para que seu irmão mais velho tomasse conta de Perebas, mas o irresponsável deixou o pobre bichinho morrer de fome e sede. 

 

- Enfim... - Mikoto continuou - O que você tinha ?

 

- Um resfriado forte, mas já passou - Explicou - A Sakura cuidou muito bem de mim - Ele sorriu de canto para a Haruno que corou na hora.

 

- E por que você foi perturbar essa garota pra cuidar de você ? - Indagou Mikoto. 

 

- Porque ela é minha namorada - Respondeu sem hesitar e o coração de uma certa Haruno quase foi parar na garganta. 

 

- Irmãozinho, você encontrou uma criatura pra conseguir aturar você ? - Itachi indagou espantado e boquiaberto - Essa daí já tem passagem pro céu garantida, hein...

 

- E a que conseguir te aturar com certeza vai ser canonizada - Sakura rebateu. 

 

- Ei ! Se continuar me ofendendo assim você não vai entrar pra família - Resmungou. 

 

- Fica quieto, Rapunzel. 

 

- Parem os dois ! - Mikoto interveio - Pelo visto tudo não passou de um mal entendido. Sasuke, para a salvação do pênis dele, não fez nenhum filho - O moreno engoliu seco, uma vez que seu pai o mataria caso ele realmente tivesse arrumado um filho - Itachi, você tirou conclusões precipitadas. Agora também não foi correto da parte do Sasuke ter adoecido e deixado todos sem notícias. 

 

- Nem pensei que esse inútil fosse dar por minha falta - Sasuke deu de ombros - Pra quem deixou o Perebas morrer de fome...

 

- Esquece esse maldito rato ! - Itachi falou entre dentes - Fica aí nessa baitolagem ! O rato morreu, pronto, acabou ! 

 

- Bem, então vamos embora - Disse a mulher - Já causamos muitos transtornos pra essa mocinha. Vamos, rapazes.

 

- Ah, mãe, eu vou ficar - Disse Sasuke, então Sakura o encarou com a testa franzida, uma vez que ele voltou ao normal e não tinha nada pra fazer lá - Sakura está me ajudando com as coisas da faculdade. Eu faltei alguns dias, então preciso de alguém pra me explicar as matérias. 

 

- Tudo bem - A morena assentiu - Querida - Virou-se para a rosada - Pode abrir o portão pra mim ?

 

- Claro - Sakura assentiu e seguiu pra fora com Mikoto, mas Itachi permaneceu ali na sala, junto com seu irmão caçula. 

 

Itachi encarou o rapaz com desconfiança, uma vez que não engolia aquela história. Não contou para Mikoto sobre a absurda versão da Haruno que dizia que o bebê era Sasuke, não filho dele.

 

- Aquele bebê... - Itachi soltou um longo suspiro. Pensava estar enlouquecendo - Era você mesmo ?

 

- Se você, com essa sua mente fechada, quiser acreditar que sim... Ótimo - Respondeu. 

 

- Mas isso não é possível. 

 

- Descobri que muitas coisas são possíveis, meu irmão - Sasuke sorriu de canto. 

 

- Vamos fingir que isso nunca aconteceu. Melhoras pra você, irmãozinho. Vê se volta logo pra casa - Itachi virou as costas e saiu. 

 

Sasuke foi até o banheiro, uma vez que estava apertado. Nunca imaginou que fosse sentir tanta falta de fazer xixi num vaso sanitário. 

 

Ao voltar para a sala, Sakura deu por falta de Sasuke. Ainda tinha coisas para dizer, mas ele simplesmente havia sumido.

 

Bufou e bateu na própria testa. Se já não bastasse Sasuke ter virado um bebê, ainda por cima voltou ao normal dizendo que estava apaixonado por ela. Ainda disse para a mãe e para o irmão que estava namorando com a rosada. 

 

- Sasuke ! - Chamou - Sasuke, cadê você ?

 

Sasuke, que tinha usado o banheiro da suíte da rosada, apareceu na porta do quarto.

 

- Is Johnny ! - Disse cantarolando, dando um susto na Haruno que rapidamente se virou para ele. 

 

- Deixa de ser idiota ! - Ralhou.

 

- Não resisti - Sasuke então fechou a porta do quarto e voltou para a sala, sentando em seguida no sofá. 

 

- Por que falou pra sua mãe que somos namorados ? - Indagou séria, sentando no outro sofá. 

 

- Eu só tô tentando te provar que eu não estou te iludindo. Quero algo sério com você, mesmo - Falou com sinceridade - Eu posso não ser o namorado mais perfeito do mundo, mas prometo que vou tentar te fazer feliz mesmo que precise fazer algum sacrifício, o que pra mim seria um prazer. 

 

- Sasuke - Suspirou. Era tudo bom demais pra ser verdade.

 

- E tem mais uma coisinha - Sasuke riu, falando em tom de brincadeira - Você prometeu que cuidaria de mim até eu melhorar. 

 

- Eu prometi que ia cuidar do bebê -A rosada não conteve um riso.

 

- Mas o bebê era eu, então dá no mesmo - Deu de ombros - Pense nisso como... Como se você estivesse se redimindo por me deixar com o louco do Naruto e por ter me largado com aqueles demônios melequentos lá no Shopping. 

 

 - Você é bobo - Ela riu mais ainda, então o Uchiha saiu do sofá onde estava e sentou ao lado da rosada. 

 

- Eu sei que sou um bobo que você ama.

 

Sasuke olhava fundo nos olhos de Sakura, tanto que parecia hipnotizá-la. Ela parecia encantada e não era somente pela beleza do belo par de ônix do Uchiha. 

 

Então o moreno aproveitou a deixa para beijá-la e Sakura não relutou, muito pelo contrário, ela retribuiu o gesto. 

 

Sakura jamais pensou que um dia realmente beijaria seu amado crush. Sasuke jamais pensou que um dia se apaixonaria por Sakura. Eles pensavam que tinham todas as certezas do mundo, mas na verdade nunca tiveram certeza de absolutamente nada. 

 

- Eu vou cuidar de você - Sakura falou com um sorriso assim que seus lábios e os de Sasuke se afastaram. 

 

Sasuke então a puxou para um abraço apertado. 

 

- Sakura... Obrigado por tudo. 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Sim,Sasuke voltou ao normal e sei que todos estão felizes com isso. Em contrapartida, eu não estou. Tive que adiar alguns acontecimentos e vou finalizar a fanfic mais rápido do que eu planejava por conta de cobranças excessivas de alguns leitores em todos os capítulos. Muitas vezes dá até mesmo a impressão de que muitos não estão gostando da história por conta de só ficarem perguntando quando Sasuke volta ao normal. Eu falei que a fanfic iria acabar logo que ele voltasse e que não iria focar no romance. Se alguém espera que eu faça uns 10 capítulos mostrando romance, se enganou. O foco da história sempre foi a comédia, mas isso parece ter cansado muitos e me desestimulou bastante. É triste quando dão mais importância para coisas que nem são o foco da história e se esquecem de acompanhar o desenvolvimento dela.
Enfim, espero que compreendam. Não estou falando de TODOS os leitores e, por favor, não fiquem com ódio de mim rsrs.
Beijinhos e até o próximo ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...