História Um nerd e o valentão - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Boys Love, Colégio, Hidoku Shinaide, Mangá, Maya, Nemu, Romance, Sexo, Yaoi
Visualizações 101
Palavras 1.717
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Quem gosta do Shingouki x Nemu, vai curtir este cap! (> v <)

Mas do contrário, não me matem! (> 0 <)

Capítulo 29 - Sonhos entre meus pensamentos


Fanfic / Fanfiction Um nerd e o valentão - Capítulo 29 - Sonhos entre meus pensamentos

NEMU OFF

SHINGOUKI ON

-Shin-Shingouki! Espera... n-não! Se controla... aawhnn!

Me acordei com os gemidos descontrolados de Nemu, abro os olhos com a visão dele com as duas mãos apertando seu grande volume entre as pernas, ele estava sonhando com algo quente até eu ouvir algo que me excitou muito:

-Aah s-sim! Eu quero humm! Me fode com f-força, Shingouki!! V-vai... isso aaaaah!-seu rosto estava vermelho e suava, vi ele morder e lamber seus lábios ainda dormindo-Aawn você é tão gostoso!

Meu membro começou à pulsar por atenção com aquelas palavras, até eu ver algo que me fez perder todo o controle. Nemu se remexeu o corpo abaixando um pouco sua roupa revelando seu membro em minha frente e começou à se masturbar, ele ainda dormia o que fez meu corpo estremecer.

Está quase na hora de ir pro trabalho, mas numa hora destas eu digo: Foda-se!

Não podendo mais me controlar, me ajeitei pra perto dele, ainda indeciso com sua reação se acordasse, chupei sua glande e ouvi ele dizer ainda com os olhos fechados:

-Isso... s-senpai! Me chupa, quero tudo de você!-não pude mais me controlar e afundei seu membro duro até minha garganta já começando à me movimentar no mesmo-Aaah Shingouki...-então percebi ele recém se acordar e quando me viu, se assustou-Q-que... a-aaahw!-larguei seu membro fitando seu rosto totalmente vermelho-Não era um sonho! Ah meu D-Deus...

-Era Nemu, mas agora vai se tornar realidade-disse sorrindo malicioso em sua direção.

-C-como?!! E-eu...

SHINGOUKI OFF

NEMU ON

Eu não acredito que eu acabei sonhando uma coisa dessas, mas... eu estou nesses últimos momentos me sentindo bastante atraído por Shingouki e como ele sempre foi tão bom e atencioso desde o momento em que nos conhecemos.

Vejo ele retirar sua camiseta do pijama revelando todo seu peitoral e se aproximar de meu rosto selando rapidamente meus lábios:

-Se você não quer é só me dizer-falou sensual distribuindo alguns selares pelo meu pescoço.

-Aah e-eu...-as palavras não saíam, meu membro já estava doendo e pulsando me dando mais necessidade.

-Foi o que pensei-Shingouki foi levantando a parte de cima do pijama que ele havia me emprestado até em cima levando seus lábios até um de meus mamilos o chupando e estimulando.

-Ah, Senpai... acaba logo com isso!-Shingouki sorriu com meu certo desespero e pressa. Ele arrancou a camisa de meu corpo jogando-a pra qualquer lugar logo partindo e retirando minhas roupas de baixo.

-Nemu, você é muito sexy-ele diz mordendo seus lábios analisando meu corpo, eu cobri meu rosto com as mãos super nervoso e vermelho-Ei Nemu, deixa eu ver o seu rosto-ouvi sua voz calma e carinhosa, e quando descobri minha cara o vejo totalmente nu. Shingouki pega uma de minhas mãos à levando em direção até o seu peito e pude sentir suas batidas muito aceleradas-Não se preocupe, não farei nada que você não queira.

Ele tomou meus lábios com certa necessidade, uma de suas mãos escorregou pra meu membro necessitado e começou à masturbá-lo, gemia baixinho entre o beijo que estava viciante e confortador, até ele parar de me masturbar e com o beijo também que fez com que eu soltasse um leve gemido inesperado de desaprovação.

Shingouki levou dois de seus dedos até minha boca dos quais comecei à lubrificá-los. Logo foram retirados e um deles foi posicionado em minha entrada e afundado na mesma, sinto uma leve ardência no local.

-Aah S-Shingouki... e-eu já não podia mais esconder...-o segundo dedo foi penetrado já me causando um leve prazer-...humm! Eu g-gosto de você, Shingouki-um sorriso se formou em seus lábios seguido de terminar de me preparar:

-Eu também-ele abaixa sua calça com tudo e arregalo os olhos assustado com o tamanho de seu membro, é umas duas vezes maior do que o de Maya.

Maior do que em meus sonhos...

-Você quer mesmo continuar? Eu não sou muito gent-

-Sim! Me fode c-com tudo, senpai!-falei meio desesperado sem nem mesmo ter deixado ele completar sua frase. Seu membro vai me penetrando aos poucos, sentia como se alguém estivesse praticamente me cortando por dentro, fazendo meus gemidos se transformarem em gritos um tanto descontrolados:

-Aaaaaahh!! S-senpai! DÓI! Aaah...

-Não se preocupe, logo passa. Umm... você ainda está apertado.

-Aaawnh! Senpai... quero sentir todo dentro!!-ele agarra de minhas pernas as entrelaçando por suas costas, eu o puxo para um beijo necessitado, dou baixos gemidos involuntários entre ele logo paramos por falta de oxigênio.

-Aamh.. Nemu, já entrou todo-dou um sorriso pervertido em sua direção e peço em tom inocente o deixando surpreendido e mais desejado:

-Posso cavalgar no meu pônei favorito, senpai?-ele retribui o sorriso levemente corado me agarrando com um pouco de brutalidade para seu colo colando nossos corpos:

-Rebola com tudo, meu cavaleiro-começo à dar leves reboladas seguidas de quicadas sobre seu membro subindo e descendo sobre o mesmo, aquilo estava me deixando louco, comecei à me masturbar na mesma velocidade das quicadas me intensificando o prazer-Humm, baby, você é tão gostoso, Nemu...-Shingouki ataca meu pescoço dando fortes chupões o deixando todo marcado e solto um gemido mais alto do que os demais, percebendo que eu mesmo havia encontrado meu ponto sensível e fui o estocando até meu orgasmo inundar e gozar lambuzando todo o peitoral de Shingouki.

Logo depois sinto um jato quente em meu interior de Shingouki, gemo arrastado com o prazer inexplicável, minha mão havia ficado com um pouco de meu sêmen. Quando Shingouki agarra de meu pulso lambendo meus dedos limpando o gozo presente neles me fazendo corar intensamente, dizendo ofegante:

-Você tem um gosto muito bom-saiu de meu interior e ambos nos deitamos recuperando o ar perdido-Pensei que isso demoraria muito ainda pra acontecer.

-Mas na verdade foi você que começou-ele me olha confuso:

-Quer dizer que era eu que estava se masturbando e gemendo meu nome me provocando?-coro ainda mais:

-E-eu estava...-ele assente-Meu Deus! Eu preciso controlar melhor meus sonhos...

Isso me lembrou aquele acontecido com meus pais e o sonho com Maya no meio da noite...

Ah, Maya! O que eu acabei de fazer?! Eu o estou traindo com Shingouki! Eu não devia ter feito isso, mas... foi tão bom.

Eu não posso estar sentindo o mesmo por duas pessoas, a lendo mais, Maya chegou à me agredir! 

Pensando melhor, foi minha culpa dele estar daquele jeito comigo!

Eu estou confuso!!!

Em que eu fui me meter?!!!

-Nemu, você está bem?-Shingouki pergunta com expressão preocupada.

-Sim, eu só... pensei numa bobagem, nada importante-olho pro relógio-Estamos muito atrasados pro trabalho!!-vou me levantar de um salto quando sou novamente puxado pra cama.

-Você não pretende tomar um leitinho antes?

-Bem, no momento prefiro caf-...-coro ainda mais com o que ele se referia, com seu indicador faz sinal pra eu me aproximar mais e depois aponta pra seu membro sedutoramente. Eu me aproximo do mesmo fazendo um som pervertido de gato-Miawu!-ele cora se surpreendendo mas logo sorri:

-Meu gatinho está com sede?-eu assinto e pego seu membro o lambendo de cima à baixo dando algumas leves mordiscadinhas-Awh... não me torture, ou se não mais tarde vou te punir-aquilo me assustou um pouco e então eu finalmente tentei afundar seu membro em minha boca à abrindo ao máximo, chegava até um certo ponto até poder senti-lo em minha garganta, era demasiado grande. Comecei à descer e subir sobre o mesmo, mas não conseguia botá-lo todo ao máximo-Aawh Nemu, sua boca é tão gostosa! Não para até receber seu prêmio... hum isso-era tão bom ouvi-lo implorar daquele jeito, mas eu estava com vontade de brincar e testar mais sua paciência assim como costumava fazer com Maya. Larguei seu membro ouvindo um baixo gemido de desaprovação-Ahn... por que parou, gatinho? Obedeça seu senpai e continue me chupando gostoso, vai-neguei desafiador pra ele que fez bico e eu dei uma leve risadinha.

-Perdi a sede-disse sem expressar piedade nenhuma, pois sabia que o havia deixado necessitado. Ele me fitou sério e um tanto malicioso, parecia que estava conseguindo o que queria.

-Como disse? Repita se tiver coragem-desafiou e eu encostei meu nariz no seu.

-Eu disse que já perdi a sede-respondi com tom mais grosso e ele me empurrou com certa força contra a cama trocando nossas posições:

-Você pode ter perdido a sede, mas eu não-olhou meu membro que já estava começando à ficar excitado de novo-Ah Nemu... é tão bom vê-lo assim.

-E-espera, Shingouki...! E o trabalho?!-sentia meu rosto arder.

-Depois mentimos que pegamos um resfriado ou algo assim. Não atrapalhe o momento entre nós dois, sim?-senti sua língua acariciando minhas bolas, mordi meus lábios tentando não expressar nenhum som, ele foi passando ao redor de minha glande fazendo em meio ao nervosismo eu agarrar seus lindos fios azuis tentando guiá-lo, até sentir sua boca quente chupando minha pele, aquela visão tão linda e viciante. Estava quase em meu limite até não poder mais segurar, meu jato entrou em contato com o paladar de Shingouki que aproveitou até a última gota.

Minha respiração estava um tanto desconsertada, já faziam várias semanas que não tinha relação alguma com ninguém, algo que estava fazendo eu me sentir solitário (no segundo sentido, é claro). Shingouki se deitou ao meu lado beijando minha testa. Ele é um pouco mais violento que Maya, além de seu membro ter grande diferença à respeito disso, mas ainda sim é carinhoso e amigável, assim como Maya, uma qualidade que jamais poderei esquecer.

-Amo você, Maya...-sussurro e depois percebo o que disse.

-Maya? Quem é Maya?!-Shingouki fechou a cara, havia ciúmes em sua expressão.

-É, é... aquele cara que me bateu no bar...-desviei o olhar cabisbaixo com aquela violenta lembrança que não sai de minha cabeça por um segundo sequer.

-Seu ex?-ía contestar, pois não considero jamais Maya meu ex, mas Shingouki falou antes-Seu ex é um completo idiota, você é tão perfeito, educado, engraçado, ótimo na cama e em tudo que faz, Nemu! Eu jamais te deixaria por nada na minha vida, desde que encontrei pensei "Esse aí é o cara perfeito!", e adivinha? Eu estava totalmente certo! Você é a melhor pessoa que já conheci, Nemu-entrelaçou nossos dedos das mãos-Esqueça o passado, apague suas memórias ruins. Vamos ser felizes juntos e fazer um novo e contente futuro-meus olhos brilharam com tais palavras e senti meu rosto já molhado pelas lágrimas.

Novamente me pergunto: "Em que eu fui me meter??!!!!"

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Qual será a resposta de Nemu, em?
Ate a próx.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...