História Um novo começo - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Naruto, Romance, Sasusaku
Visualizações 43
Palavras 1.228
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Meus queridos @@
Estou de volta para postar mais um capítulo, infelizmente hoje será apenas um mais logo estarei de volta para postar os seguintes capítulos pra vocês :) Espero que gostem pois estou muito animada \o\o\o\o no próximo capítulo saí o primeiro beijo do casal ;*;*

Capítulo 9 - Tentações


Já completava sete dias que Sasuke havia chegado em casa daquela maneira, admito que toda a euforia que tinha sentido no começo com sua presença havia passado. Sasuke não tinha mudado em nada seu comportamento com todos esses anos, continuava frio, sério e de poucas palavras, as únicas conversas monótonas que tínhamos era sobre seu ferimento e o que ele iria comer, o resto, era apenas resmungos de sua parte.

 Eu confesso, ter ouvido obrigado naquele dia me fez pensar que talvez, alguma coisa mudaria, mais isso não aconteceu. De certo, foi apenas um lampejo de bondade dele, uma coisa que raramente acontecia eu tenho certeza.

 Mais tinha uma coisa, uma única coisa que nunca iria mudar e eu tinha constatado isso durante esses setes dias que passamos juntos, eu o amava. Amava como nunca poderia amar outra pessoa, o amava apesar de tudo que ele tinha se tornado porque eu sabia que de alguma forma, a pequena criança que hoje tinha se tornado Uchiha Sasuke, havia sido diferente um dia.

 - Está bem melhor. – Eu disse, olhando para a linha avermelhada da cicatriz em seu abdômen – Consegue andar normalmente?

 Sasuke assentiu com a cabeça.

 - Muito bem, acho que não precisa mais enfaixar vamos deixar respirar um pouco.

 O moreno se levantou e pegou a camiseta branca em suas mãos, ele parou na minha frente e conforme fez o movimento de vestir a peça, eu não consegui evitar de olhar para seu corpo.

 Eu torci os olhos pro outro lado, tentando ignorar o rubor que crescia em minhas bochechas. Isso era errado, Sasuke não deveria ter o direito de ter esse efeito sobre mim, era simplesmente errado, muito errado.

 - Quando vou poder ir embora?

 Sua voz rouca me trouxe de volta pra realidade.

 Eu voltei a encará-lo sentindo um vazio em meu coração, a única coisa que parecia importante para Sasuke agora era sair daqui.

 - Eu.. não sei. – Suspirei, sentindo seus olhos me encarar com seriedade – Acho que daqui uns cincos dias..

 Sasuke resmungou novamente e logo saiu do quarto, eu apertei os lábios e levei as mãos ate o rosto reprimindo uma vontade involuntária de chorar. Apoiei os cotovelos sobre o joelho e segurei meu rosto com as palmas das mãos, um lágrima teimosa insistia em aparecer.

Tsunade-sama estaria de volta na manhã seguinte e talvez, a melhor coisa mesmo seria Sasuke ir embora. Eu não sabia o que podia acontecer se Tsunade ou qualquer pessoa descobrisse que o moreno estava aqui, é claro que eu também poderia arcar com as consequência mais as piores recairiam sobre Sasuke, ele era um fugitivo, um renegado e nessa exato momento, só de pensar nisso, meu coração doía.

 "Outra vez."

 - O telefone esta tocando.

 Sasuke surgiu na porta com o aparelho sem fio nas mãos, eu pulei da cama com o susto. Rapidamente passei as mãos pelo rosto, deixando qualquer vestígio que eu havia chorado para trás, e fui até ele.

 O moreno me encarava tão sério que não ousei fitar seus orbes negros, apenas pequei o aparelho de suas mãos e apertei o botão.

 - Alô?

 - Sakura-chan! – Tsunade saudou do outro lado da linha – Como está minha pupila?

 Meu estômago revirou de repente, eu ergui a cabeça por impulso e encarei o rosto de Sasuke.

 - E.. eu estou bem, Tsunade-sama. – Minha voz falhou e o moreno piscou, curioso

 Ele estava tão perto novamente, conseguia facilmente sentir o hálito fresco que saia de seus lábios. Olhei para sua boca e instintivamente desejei que estive sobre a minha, que merda! Me amaldiçoei mentalmente por pensar em coisas como essa, já era humilhante o bastante Sasuke ter esse efeito sobre mim, ele não precisava saber disso.

 Por isso mantive o queixo erguido, prestando o máximo de atenção que podia nas palavras de Tsunade.

 - Ótimo, ótimo! – Tsunade parecia eufórica do outro lado, como se nada do que tinha me dito, tivesse acontecido – E o hospital, como está?

 Meus olhos passaram pelo rosto do moreno rapidamente e foi quando o vi franzir o cenho intrigado.

 - Está bem, Shizune tem nos ajudado muito.

 Eu podia escutar Tsunade rindo no fundo do telefone mais ainda assim, mantive os olhos no moreno; Sasuke tinha inclinado a cabeça levemente, observando minha bochecha.

 Curiosa, eu levei uma de minhas mãos até ela e percebi que estava úmida, mais que droga! Uma última lágrima teimosa escorria pelo meu rosto, eu tratei de limpá-la logo mais não conseguiria desfazer o que Sasuke já viu, ele tinha me visto chorando e pior, chorando por ele.

 - Muito bem! Liguei mesmo para avisar que estarei voltando daqui a seis dias, surgiu um imprevisto e ainda preciso resolver umas coisas.

 Pisquei os olhos e virei de lado, ignorando qualquer sentimento de imponência que surgia em meu peito – Está tudo bem?

 - Sim, sim, apenas um contratempo.

 -Certo Tsunade-sama.

 - Bem, é isso. Ligarei para Shizune e a avisarei também.“Hokage!” Tsunade-sempai!” Eu podia escutar no fundo do telefone – Hai hai! – Tsunade esbravejou – Sakura tenho que ir, ligo daqui dois dias.

 E dizendo essas palavras, a Hokage desligou o telefone.

 Eu soltei o ar preso de dentro dos meus pulmões e fechei os olhos, massageando as têmporas com a mão que estava livre do aparelho; isso era realmente "maravilhoso", Sasuke não tinha esse direito.

 Novamente balancei a cabeça, não era hora de se martirizar, a notícia de Tsunade-sama daria uma vantagem ao moreno, ele poderia ir embora antes que ela chegasse e pensar nisso, fez inevitavelmente meu coração doer.

 - Você está bem?

 Eu me virei surpresa para Sasuke, ele estava preocupado?

 "Não se iluda Sakura!" A única voz da razão em minha mente me alertou.

 - E-estou. – Minha voz falhou

 Eu balancei a cabeça e segui em direção a porta do quarto, talvez se me concentrasse em ficar longe do moreno até ele partir, conseguiria me controlar melhor. No entanto, antes de pisar no correr, eu senti seus dedos esguios agarrem meu pulso com precisão, Sasuke me virou em sua direção e me puxou, quase colando nossos corpos quando suprimi um gemido de surpresa.

 - Não minta para mim.

 Um nó se formou em minha garganta, seus orbes negros eram assustadoramente sedutor, eu tentei ignorar qualquer tipo de sentimento que me fizesse desejar seus lábios sobre os meus nesse momento, mas não consegui. Quando percebi que o moreno ainda esperava por uma resposta eu engoli com dificuldade a saliva seca que restava em minha boca.

 - N-não menti.

 Então minha voz falhou outra vez e Sasuke sorriu de canto, daquele jeito arrogante que sempre soube fazer tão bem, como se deixasse claro pra mim que eu era apenas uma estúpida por ainda tentar agir desse jeito na frente dele.

O moreno abriu a boca para dizer algo mais se calou, serrando os dentes quando uma careta de dor cobriu seu rosto, Sasuke urrou de dor, segurando a volta esquerda de seu pescoço e caiu de joelhos no chão.

 - Sasuke! - Eu gritei, abaixando-me para ficar na mesma altura que ele - O que está acontecendo?

 Mais o moreno não me respondeu, apenas trincou os dentes para suprimir outro gemido de dor. Ele levantou seu rosto em minha direção depois, piscou os olhos algumas vezes como se estivesse atordoado e antes que pudesse me dizer qualquer coisa sobre o que estava acontecendo, desmaiou em meus braços.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...