História Um novo começo. - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Amanda, Ámbar Benson, Gaston, Luna Valente, Matteo, Nina, Sharon, Simón
Tags Lutteo, Ruggarol
Visualizações 346
Palavras 2.335
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu dei uma atrasada? Sim mais está ai mais um capitulo para vocês.......
BOA LEITURA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Capítulo 26 - "Não sou louca eu só tenho coragem demais".


Pov Luna

Faz uma semana que eu sofri o acidente mais já estou melhor e sem dor no corpo, voltei para a faculdade normalmente mais o ruim e que estou mais atolada ainda, tenho que copiar matéria mesmo com a Ámbar me ajudando ainda e muita coisa pra mim copiar mais sei que darei conta de tudo. Hoje vai ter uma festa no Jam Roller e mesmo eu não querendo muito ir o Matteo acabou me convencendo de ir com ele.

Me arrumei e desci para a sala Matteo tinha ido na casa do Gastón e pediu para eu esperar ele para a gente ir juntos pro Jam Roller eu até tentei disser que ia com o Pedro mais ele não quis nem me ouvir desde o dia em que o Pedro dormiu comigo no hospital o Matteo não gosta muito de falar do Pedro. Desci as escadas e já ia me sentar quando escutei a porta se abrir e o Matteo estava do outro lado, ele vestia uma camiseta preta e uma calça jeans e um sapatênis da nike mesmo com esse estilo comum o Matteo sempre fica lindo de qualquer jeito.
-O que foi Luna tem alguma coisa errado na minha roupa- ele perguntou se olhando.
-Não eu só estou admirando o meu namorado, você está lindo.- eu disse com um sorriso e ele me encarou.
-Eu tenho que está à altura da minha namorada- ele disse e se aproximou de mim, e nos beijamos eu nunca me cansaria de beijar ele, Matteo e como algo viciante e eu me vicie nele.
-Acho melhor a gente ir logo para essa festa, porque estou quase te levando para o quarto.- ele disse se afastando ainda ofegante, eu assenti e saímos.

Não demorou muito e chegamos na festa o lugar estava lotado, de imediato eu vi as minhas amigas sentadas em uma mesa me aproximei delas, enquanto o Matteo foi cumprimentar seus amigos.
-Oi meninas- eu disse me sentando.
-Oi- Nina respondeu mais a Ámbar nem percebeu que eu tinha chegado perto dela.
-Ámbar o que ouve com você?- eu perguntei a encarando mais ela não disse nada.
-Liga não Luna a Ámbar está com ciúmes do Simon e está ai com essa cara de quem comeu e não gostou.- Nina falou.
-Como assim ciúmes do Simon?- eu perguntei.
-Eu e o Simon não andamos muito bem Luna ele acha que eu só estou com ele porque você está com o Matteo e ontem acabamos brigando e agora ele está com aquela garota lá e isso está me matando.- Ámbar falou e um lagrima escorreu pelo seu rosto.
-Não fica assim Ámbar eu sei muito bem o que é sentir ciúmes de alguém.- eu disse pegando na sua mão.
-E verdade você sabe, mais diferente de você Luna eu não sei se o Simon gosta mesmo de mim, o Matteo te pediu em namoro e até já te falou que te ama já o Simon nem fala que gosta de mim e eu sou apaixonada por esse idiota.- Ámbar disse limpando seu rosto.
-Nossa eu não sabia que vacas choravam- Eva falou se aproximando.
-Acho isso estranho porque você chora- eu falei em tom irônico.
-O que você quer aqui em Eva? Não vê que ninguém te quer aqui- Ámbar falou se virando para encarar a Eva.
-Não sabia que minha presença incomodava tanto- Eva falou com um sorriso no rosto.
-Serio se ela não sair daqui eu juro que vou perde a paciência e vou quebrar a cara dela- Ámbar disse me encarando.
-Não precisa de violência eu já estou de saída, meu Matteo está em outro lugar então não tenho nada para fazer aqui.- Eva disse e saiu com um sorriso no rosto.

Continuei conversando com as meninas e nem liguei pelo que a Eva falou sei que ela adora usar as palavras para me tirar do sério e não vou mais cair em seus joguinhos, a Nina e a Ámbar foram dançar e eu continuei sentada na mesa bebendo o meu suco, percebi alguém se sentar ao meu lado e um sorriso se abriu em meu rosto.
-O que uma mulher tão linda faz sozinha nessa festa- Pedro falou e se sentou ao meu lado.
-Minhas amigas estão dançando e meu namorado está com os seus amigos aliais e lá que você deveria estar- eu disse e dei uma risada.
-E eu sei mais minha amiga não está lá então resolvi vim vê-la.
-Está aproveitando a festa?- eu pergunto tentando puxar assunto.
-Sim, mais se tivesse mais caras solteiros seria melhor- ele disse e sorriu.
-E quando que você vai contar para os seus amigos sobre você?- eu perguntei e ele desfez o seu sorriso.
-Não sei Luna, sabe contar para você foi fácil mais ai contar para os meus amigos e meio complicado e se eles não me aceitarem? O Matteo já anda esquisito comigo e eu sei que é por causa do Nico não quero criar mais um motivo para ele e os outros acabarem me odiando.
-Pedro o Matteo não está estranho com você por causa do Nico e sim porque ele está com ciúmes de você comigo- eu disse.
-Não acredito nisso- ele disse e deu um sorriso- Se ele soubesse a verdade ia adorar saber que somos amigos, mais espera e por isso que você quer que eu conte? Pro Matteo parar de sentir ciúmes de você?- ele perguntou.
-Claro que não, eu não ligo do Matteo sentir ciúmes da gente, só queria saber porque se eles são mesmo seus amigos eles tem direito de saber a verdade, mais se você ainda não está preparado para falar, tudo bem.- eu disse pegando na sua mão.
-Desculpa por causar problemas com o Matteo não era a minha intenção.- ele disse e deu um meio sorriso.
-Não precisa se desculpar de nada, você é meu amigo e o Matteo tem que intender isso.
-Obrigado por não falar de mim para ele- Pedro falou com um olhar triste.
-Seu segredo está seguro comigo e se tem alguém que deve contar ele esse alguém e você e não eu- eu disse e sorri para ele e nos abraçamos.
-Posso saber o que está acontecendo aqui?- Matteo falou se aproximando de mim.
-Um abraço entre amigos algum problema Matteo- eu disse me soltando do Pedro.
-Problema nenhum, só queria saber que segredo e esse que o Pedro tem?- ele disse encarando o Pedro, o Pedro estava branco e sem disser nada ela saiu dali.
-Matteo- eu disse brava.
-O que foi eu só fiz uma pergunta.- Matteo falou se sentando ao meu lado.
-O Pedro não gosta de falar sobre isso Matteo.
-A mais para você ele contou né, que eu saiba o Pedro e meu amigo e agora ele conta mais as coisas para você do que para mim- ele disse.
-Ele e meu amigo também e quis me contar, na hora que ele estiver a vontade ele fala para você sobre esse segredo.
-Até lá ele podia parar de ficar abraçando a minha namorada.- Matteo falou com uma voz seria.
-Você ainda está com ciúmes do Pedro, eu já disse que ele e só o meu amigo.
-Pode até ser Luna mais e difícil para mim te ver ai toda sorridente com outro cara.
-Só coloca uma coisa na sua cabeça tá eu gosto de você- eu disse me aproximei e lhe um beijo mais logo paramos com uma gritaria, olhei para o lado e vi o Gastón puxando a Ámbar e ela gritava muito, me aproximei dela e ela estava cuspindo fogo.
-Isso e para você aprender a nunca mais dar encima dos homens dos outros sua cobra e nunca mais rele a mão na Nina- Ámbar falou olhando fixo para o bar, olhei também e vi a Delfina sentada com a mão no rosto e seu cabelo estava todo atrapalhado e a Eva estava amparando ela.
-Luna tira a Ámbar daqui por favor tenho que ir ficar com a Nina- Gastón falou e parecia preocupado, quando me virei para outro canto vi a Nina sentada em um sofá com o rosto vermelho e estava chorando Simon estava conversando com ela e tentando fazer a Nina parar de chorar.
-Eu não preciso de baba, a única coisa que eu quero e quebrar a cara dessa cobra- Ámbar falou e sem ninguém perceber ela avançou de novo na Delfina e a jogou no chão e subiu em cima dela e lhe deu vários tapas.
-Ámbar- Matteo falou puxando ela para fora da danceteria e eu não estava entendendo nada e fui atrás deles, sai da danceteria e a Ámbar estava sentada na causada e o Matteo estava em pé de frente para a Ámbar, eu me aproximei deles.
-O que foi aquilo lá dentro?- eu perguntei e a Ámbar me encarou.
-Aquela idiota da Delfina que ficou dando em cima do Gastón e do Simon- ela disse com raiva.
-E porque a Delfina bateu na Nina?- eu perguntei e me sentei ao seu lado.
-Isso eu não sei, eu tinha ido te chamar mais ai vi você com o Matteo e então resolvi voltar para perto da Nina ai quando eu cheguei lá a Delfina e a Nina estavam batendo boca e do nada aquela idiota deu um tapa na Nina e ai foi a gota d’água para mim.- Ámbar falou e deu um murro na sua perna.
-Calma ficar nervosa não vai adiantar nada- eu disse e a abracei.

Ficamos ali fora um tempo e a festa já tinha acabado para nós Ámbar ainda estava nervosa e já não sabia mais o que fazer para ela se acalmar até que eu tive uma ideia.
-Ámbar levanta- eu disse me levantando e o Matteo me encarou.
-Pra que Luna, eu não quero voltar para essa festa e muito menos ir embora para casa assim- ela disse.
-Só faz o que eu estou pedindo e confia em mim- eu disse estendendo a minha mão para ela.

Pov Matteo

Eu nunca tinha visto a Ámbar tão nervosa na verdade eu nem sabia que ela era assim a única mulher que eu vi brava assim foi a Luna e isso era novidade para mim e agora estou vendo que nem conheço a minha amiga direito e ai me voltou a cabeça que nem o Pedro eu conheço, ele esconde segredos e eu que sou amigo dele nem sabia.

Voltei minha atenção para a Ámbar ficamos um tempo ali do lado de fora e já não sabia o que falar pra ela se acalmar, até que a Luna se levantou e pediu para a Ámbar se levantar não intendi o que se passava pela cabeça da Luna mais toparia qualquer coisa para ajudar a Ámbar se acalmar, depois de pensar um pouco a Ámbar acabou topando ir com a Luna.
-Luna o que você vai fazer?- eu perguntei sem intender nada.
-Matteo se tem uma coisa que eu sei e como acalmar alguém e eu tive uma ideia e a Ámbar vai adorar- ela disse com um sorriso no rosto.
-Tá bom eu vou entrar para ficar com os meus amigos- eu disse e me virei mais a Luna segurou o meu braço.
-Você pensa que vai aonde? Você vem comigo e pode ir lá chamar os seus amigos e a Nina porque vamos todos- ela falou e seu sorriso aumentou e eu apenas concordei.
-E pra chamar o Pedro também?- eu perguntei.
-Matteo- ela disse seria e eu sorri.
-Estou brincando Luna ele ainda e meu amigo e onde eu vou meus amigos também vai- eu disse.

Entrei na danceteria e chamei meus amigos a Nina resistiu um pouco mais acabou indo também, peguei meu carro e dividimos as pessoas alguns foram no meu carro e o resto no carro do Gastón, a Luna mostrou o caminho. Paramos o carro em frente ao um imenso prédio acho que o maior de Cancún, descemos do carro e entramos no prédio, ninguém estava entendendo nada a Luna ainda estava sorrindo e confesso que estava com um pouco de medo do que a Luna estava pensando.

Subimos até a cobertura do prédio e assim que saímos do elevador meus olhos foram direto para uma grande estrutura de ferro e nela estava garrado quatro bancos em cada cabia duas pessoas e a Luna é doida.
-Luna porque você trousse a gente para cá, olha se você queria uma noite romântica olhando para as estrelas era só chamar o Matteo sozinho- Ámbar falou.
-Eu não trousse vocês aqui para ver estrelas e sim para algo mais divertido- Luna disse sorrindo.
-Caraca- Ramiro falou colocando a mão na boca e olhando para o mesmo lugar que eu.
-Gente alguém me explica o que está acontecendo porque estou perdida aqui- Nina falou e olhamos para ela.
-E o seguinte a gente vai subi naquele brinquedinho ali e ele vai subi uns três metros e depois se virar para o lado onde vamos ficar com os pés no ar e a rua vai estar lá em baixo- Luna falou não se contendo de felicidade.
-Você está louca? Eu nunca vou subir nesse negócio- Ámbar falou.
-Faço das palavras da Ámbar a minha- Nina disse se aproximando da Ámbar.
-Olha eu não sou louca eu só tenho coragem demais e parem de ser bobas e seguro e vocês duas vão estar com o Simon e o Gastón, vamos meninas até o Pedro vai- Luna falou e olhou para o Pedro.
-Você vai Pedro?- Nina perguntou.
-Pela Luna eu me jogo daqui- ele disse e aquelas palavras me fez ter mais ciúmes ainda Luna o único que tinha que dizer essas coisas sou eu e não o Pedro.
-A vamos meninas vai ser legal e olha eu já pulei de uma ponte com a Luna e de um penhasco também e até já escalei montanha com ela- eu disse tentando mudar o assunto que o Pedro se jogaria de um prédio pela Luna.


Notas Finais


Essa Eva sempre provocando né....... E agora até a Delfina meu Deus kkkkkkkkkkkkkkkk
E ai o que acharam da fanfic????????????? COMENTEM AI PARA EU SABER....
E ontem eu escrevi aqui nas notas finais que não irei postar fanfics semana que vem mais que tive a ideia de postar na outra semana dois capítulos por dia durante uma semana e como ninguém disse nada a respeito só recebi 1 comentário que achou a ideia legal eu irei fazer isso mesmo, na outra semana terá dois capítulos por dia durante uma semana........
obg, Bjs e até amanhã com o próximo capitulo.............


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...